Casa dos Contos Eróticos

Coisas do Destino cap 23

Autor: Mtk
Categoria: Homossexual
Data: 18/11/2017 08:08:57
Nota 10.00
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi gente...voltei com mais um capítulo pra vcs ...e este está imperdível...então boa leitura.

Continuando...

Saímos do clube e pegamos pegamos táxi,fomos no banco de trás,ela olhou e perguntou se estava bem e eu disse q sim. Pouco tempo depois chegamos em casa. Entramos, e fui pegar uma roupa para tomar um banho, e depois fui deitar. Ouvir quando a Camila passou para o banheiro e quando ela voltou, e eu fingi dormir. Minutos depois sentir alguém tocar meu braço, e quando abri meu olhos, vi a Camila em minha frente,com uma camisola preta com redinhas, bem curta q sim mal cobria suas belas pernas, na hora meu sono foi embora. Ela me olhou e falou:

Camila: A festa estava ótima, pq você quis vim embora?

Eu: Pq minha perna estava doando.

(mentir, pois eu não poderia dizer q não queria vê-la com outra.)

Camila: Hum, sendo assim,acho melhor você dormir lá no quarto,você ficará mais confortável.

Eu: Talvez seja!

Eu levantei e segui ela q abriu a porta e entramos,quando olhei vi q só tinha a cama dela disponível,a cama da Carol estava cheia de roupas e malas.

Eu: Ãh...acho q não vai da pra dormir aqui não,olha essa bagunça.

Camila: É verdade...mãos você pode dormir na outra cama comigo,ela é grande e canela nós duas.

Eu: Hum, tá bom então.

Ela foi até um bolsa e pegou um creme,enquanto eu deitei na cama,e quando olhei,vi ela passando um creme nas pernas,eu fiquei ali babando e ela percebeu.

Camila: Algum problema?

Eu: Não,estou só admirando a paisagem.

Camila: hum, tá bom.

Continuei olhando até ela terminar,e depois ela apagou a luz e veio e se deitou ao meu lado e disse um boa noite,e eu respondi. Virei as costas,seria muita tentação tê-la ali pertinho e não poder tocá-la. Ela já tinha dito q se cansou de mim e eu não iria insistir, então tentei dormir mais só em saber q ela estava ali ao meu lado,ao meu alcance,meu coração batia mais forte. Após alguns minutos sem conseguir pregar o olho,eu levantei e fui a cozinha beber água. Voltei e sentei no sofá e tomei meu remédio e aí a Camila apareceu.

Camila: Tá tudo bem?

Eu: Tá sim,só minha perna q estava doendo,mais já tomei remédio.

Camila: Hum,eu lembrei q tenho uma pomada ótima pra isso,eu acho q vai melhorar espera um pouco q vou buscar.

Eu: tá bom.

Ela saiu em direção ao quarto,e não demorou muito e já voltou com a pomada na mão.

Camila: Tá aqui,tem q passar e fazer massagem. Você quer ajuda?

Eu: Ajuda com o q?

Camila: Vem, deixa eu passar.

Ela começou a passar a pomada na mão e depois na minha coxa,nossa me arrepiei na hora, e ela percebeu.

Camila: Q foi? Doeu ?

Eu: Um pouco,e é ben gelada.

Camila: hum, você se acostuma.

Ela continuou a fazer a massagem,e a cada toque eu sentia meus pelos eriçados, e sentia uma dorzinha,pois ela apertava forte a minha coxa. Ela começou a subir a mão,cada vez mais perto da minha menina,e eu lembrei do aquecimento no dia anterior, e ela percebendo q mexeu comigo,chegava cada vez mais perto. Até eu não aguentei e pedi:

Eu: Pa,para...acho q já está bom.

Camila: tem certeza q está bom?

Eu: sim,obrigada.

Camila: por nada.

Ela levantou do sofá e foi até a cozinha,e eu fiquei pensando até quando eu iria agüentar ficar ao seu lado e não beija-la. Então resolvir q era melhor eu dormir lá na sala. A Camila voltou e me viu deitada no sofá.

Camila: você vai dormir aí?

Eu: sim.

Camila: nossa,como você é teimosa, poxa já disse q lá no quarto é melhor,mais tarde as meninas vão chegar fazendo a maior bagunça e você não vai conseguir dormir.

Eu: Não tem problema.

Camila: você não quer dormir lá é isso?

Eu não queria mentir,mais também não podia falar q era por causa dela.

Eu: Na verdade,eu estou sem sono.

Camila: Hum, sei.

Acho q ela não acreditou,pois pegou em minha mão e foi me conduzindo até o quarto,ela abriu me dando passagem,e depois q entramos,ela trancou a porta,fato esse q não passau despercebido por mim.

Eu: Camila,é melhor eu dormir lá na sala.

Camila: pq se aqui é mais confortável, Fê.

Ela chegou mais perto de mim, olhando em meus olhos, ficou esperando uma resposta, e então eu cansei de fugir,decidi falar a verdade.

Eu: Camila, eu não sou de ferro, e até agora estou brigando comigo mesma pra me controlar e não tê agarrar a força,mais não sei até quando vou conseguir,manter o controle.

Eu falei de uma só vez, e ela riu e se aproximou mais de mim, foi até o meu ouvido e sussurrou.

Camila: E quem disse q eu quero q você se controle Fê?

Ela dizendo isso,mordeu o lóbulo da minha orelha, se afastou um pouco e fixou me olhando com uma cara de sapeca, mordendo os lábios e eu pedi quase q suplicando.

Eu: Camila...não faz assim...eu vou perder o controle.

Ela rijo outra vez e se afastando,começou a tirar sua camisola, ficando apenas de lingerie,me olhou e falou maliciosamente.

Camila: Fê...não se controle...Me faz tua de novo Fernanda!

Olha aí galera...agora parece q vai...então comentem...bjos

Comentários

21/12/2017 13:45:15
Uau! Que delícia.
21/11/2017 10:39:10
Oi gente...vou postar o próximo nesta quinta pois andei um pouco ocupada...obg pelos comentários...adoro lê-los.bjos
21/11/2017 10:31:05
Mulher cadê vc com a continuação ?? Rsrs 😘
19/11/2017 22:32:34
Aaaaaaah não, seriio qe parou na melhor hr? Pfvr faz assim nn kkkkk, tenta fzr uns cap maiorziinho pleasw .. Ameii
19/11/2017 02:22:01
fé no pai que o namoro delas sai. Posta um bônus hoje por favor, nunca te pedi nada kkkkk
19/11/2017 02:07:28
Caralho... Que conto perfeito... Na verdade eu adoro seus contos... estou lendo sempre que posso e a cada dia noto que melhora mais...
19/11/2017 01:50:24
Perfeitoooooooooop
18/11/2017 18:14:27
Uiiii,adoro as atitudes da Camila!!!! Haha ,agora vai neh!!!!!
18/11/2017 16:15:35
Até que enfim... Adorando seu conto
18/11/2017 10:29:41
Adorei ! Continua

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.