Casa dos Contos Eróticos

O Príncipe do Tráfico - RD Cap 7

Categoria: Homossexual
Data: 14/11/2017 18:04:48
Última revisão: 14/11/2017 18:13:13
Nota 8.33
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Chegando no morro, Edna falou que iria passar na casa de uma amiga, e que se quisesse ir subindo não haveria problema. Então optei por continuar subindo. Não queria ter nenhuma surpresa, então apressei o passo. Meu coração parecia um vazio grande que nunca iria se preencher. Fui para o quarto, e quando abrir a porta me deparei com um rapaz.

Eu – Oi, desculpe! Não sabia que havia alguém aqui.

- Tudo bem. Eu que peço desculpa! Sou o Thiago, irmão da Edna. Você deve ser o Yuri...

Eu – Sim. Ah... então você é o irmão da Edna. Prazer!

Thiago – Vou tomar um banho. Acabei de chegar do trampo.

Eu – Tranquilo!

O irmão da Edna era um rapaz super bonito! Moreno, com 190 De alt. Não era malhado, mais tinha um corpo bem definido. Bom, na hora não observei isso, até porque estava com a cabeça em outro lugrar. Esperei ele sair do banheiro, e logo fui tomar um banho... Após ter trocado de roupa, Edna chamou para o almoço.

Edna – Meninos, o almoço está pronto. (Gritou)

Fomos todos para mesa...

Thiago – Hum... parece estar uma delícia!

Eu – O cheiro está ótimo!

Edna – parem de falar e comam...

Obedecemos, e logo começamos a comer...

Edna – Como se senti Yuri? Está melhor ?

Eu – Não muito. Mas estarei quando mandar aquele desgraçado para o inferno...!

Edna – Está Louco?! Você quase morreu garoto. Esquece essa gente Yuri.

Thiago – Não faça nenhuma loucura rapaz... Você é um rapaz lindo, tem muito para viver ainda.

Edna – Concordo com o Thiago. Você é lindo meu amigo. Sei que está com raiva, mas não vale apena se vingar.

Eu – Eu perdi dois anos da minha vida. Eu tomei um tiro a queima roupa. Como ele teve coragem? Se ele gostava de mim, era só ter falado antes de me relacionar com seu irmão. Eu nunca tive intenção de ficar com os dois, simplesmente encontrei com o Ricardo a oportunidade que não via no Rodrigo. Ele entrou na minha casa, ele me beijou e ainda teve a cara cínica de me expor como se eu fosse as vadias dele... Ele atirou pra matar, tive a sorte de voltar a vida. Agora simplesmente vocês me dizem que devo esquecer e seguir meu caminho? Ele deve ao menos pagar pelo que fez.

Edna – Não disse para esquecer, só não quero que se machuque de novo Yuri. Para pra pensar, você tem a oportunidade de recomeçar sua vida de conhecer um cara legal... Eu te avisei o que poderia acontecer, e você disse pra mim que não tinha interesse nos rapazes daqui do morro. Eu me culpei dia e noite pelo que havia acontecido com você.

Thiago – Gente, vocês estão nervosos, deixem pra falar disso depois.

Eu – Não estou nervoso. Eu estou com raiva, porque depois de tudo que eu passei peguei o Ricardo aos beijos no carro com um viadinho! Enquanto eu, estava prestes a ser posto embaixo de sete palmos de terra. Vocês acham que eu não sei que se não acordasse tinha 100% de chances deles desligar os aparelhos.

Edna – Eu jamais permitiria isso. Você está julgando as pessoas como se fossem culpadas, mas foi você quem fez suas escolhas. Seus pais ficaram quase um ano e meio, dia e noite naquele hospital, e o que você fez? Não deu a eles a oportunidade de se aproximar de você. O Ricardo ficou dia e noite naquela droga de hospital do seu lado esperando por você. Ele se culpou todos os dias, e se esforçou para te dar todo conforto do mundo. Se você quer mesmo um desses irmãos, não vá atrás do Rodrigo. Vá atrás de quem te ama de verdade Yuri... Engula seu ódio e comece do zero, porque nesse exato momento você precisa das pessoas que te amam.

Edna estava certa. E eu, sabia disso. Mas eu precisava ver a cara do Rodrigo, precisava dizer pra ele tudo que sentia... Afinal, ele tinha tirado de mim dois anos. Saí em direção a sua casa por volta das 15h, não pensava em nada a não ser as palavras que iria dizer para aquele infeliz. Logo avistei sua casa e ao chegar proximo, me deparei com uma mulher e um bebê. Não me importei, e fui entrando sem pedir licença. Ela logo deixou a criança no sofá e veio em direção a mim.

- Quem é você? Perguntou ela.

Eu - Cadê o Rodrigo? Onde ele estar?

O nome dela era Eloisa.

Eloisa – Saia da minha casa agora...

Eu – É você que vai me tirar? Eu saiu quando o Rodrigo aparecer.

Eloisa – O que você quer com meu marido?

Eu – Marido? Olha, pelo visto ele mudou seus gostos...

Eloisa – Saia da minha casa...

Eu – Cala essa boca garota. Senta ai que eu só saiu daqui quando seu marido chegar.

Logo Rodrigo chegou, e por algum motivo tive a mesma sensação que tive da primeira vez que o vi. Ele me olhou firme e com um semblante assustado.

Rodrigo – Yuri...?

Eu – Olá Rodrigo, Pelo visto resolveu mudar de vida.

Rodrigo – Nossa cara, fico feliz em saber que estar bem! Me arrependo tanto do que aconteceu...

Eu – Você se arrepende do que aconteceu? (Risos)

Rodrigo - Vamos conversar em outro lugar, só nós dois... Não precisa ser aqui.

Eu – Não vou pra lugar nenhum. Tudo que tenho pra dizer, posso dizer na frente da sua vagabunda. Aposto que foi alguma piranha que te deu o golpe da barriga.Mas agora você se preocupa com sua reputação?

Rodrigo – Para com isso cara. Não precisa ser assim... Eu cometi erros no passado e me arrependo.

Eu – Você é um verme, e sempre será um. No começo eu fiquei louco por você, mas depois pude ver quem você era de verdade. Você vai viver aqui o resto da sua vida, porque é isso que você merece. Poderiamos ter tido um final feliz, ou não ter tido nada... mas você preferiu me mandar para um quarto de hospital, onde vivi durante dois anos da minha vida.

Nesse exato momento me aproximei de Rodrigo e olhando dentro dos seus olhos, cospe em sua face. Me desviei de seu corpo e fui em direção a porta. Rodrigo segura meu braço e pede que o ouça, mas não havia nada a ser dito...

Sei que o ódio é um veneno que nós mesmos bebemos, mas quando um sentimento acaba, resta somente um copo vazio. Eu prefiro lavá-lo do que deixá-lo sujo...

Continua...

Obs: Respondi um comentário de um leitor na história. Acho legal a interação do personagem com o leitor. Amando os comentários de vocês.

Comentários

16/11/2017 09:57:23
A Edna foi muito sensata no que disse.
15/11/2017 14:02:22
Ou seja, yure se vinga, vai pegar os dois gêmeos e no final fica só. Só quero saber q culpa tem o Diego é a eloisa. Se fosse eu , iria embora e nunca mais pisava nesse lugar. Mas, o Rodrigo tem q ser castigado. #contradicao
15/11/2017 11:31:39
Toda vez leio seu conto esperando um estupro, uma violência sexual ou até mesmo um simples e minúsculo sexo. Mas tudo bem, ~amorii, vou continuar lento até vc me satisfazer. Hihihiih
15/11/2017 07:56:07
O Yuri tem que infernizar a vida do Rodrigo.......
15/11/2017 04:44:41
Credo não gosto deste tipo de conto .O cara invade a casa do outro ofende sem motivo algum a esposa deste que para ela ele sendo um estranho invadindo sua casa.Deplorável até agora foi decepcionante. Um gay amargo que joga suas frustrações em cima dos outros. Sl por que o cara não está com ele é dormiu com a menina ela que é piranha .Que preguiça deste revolta dos gays com as mulheres tão sem noção.
14/11/2017 19:45:30
Interessante. Yuri esta com odio de todos, mais ja se passou 2 anos, a vida passa e as pessoas mudam. Pro Yuri é como se nada tivesse mudado, mais e se mudou mesmo? Espero que ele consiga voltar com a vida dele, supere isso e de oportunidade para as pessoas que realmente gostam dele.
14/11/2017 18:34:33
Será que Yiri está pensando em seguir em frente? Seria bom para ele, e que ele vá embora desse morro e tente reatar com os pais. E quem sabe crushear o irmão de Edna? rs

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.