Casa dos Contos Eróticos

Garota Atrevida pt 3

Um conto erótico de Bella
Categoria: Homossexual
Data: 07/11/2017 01:36:31
Última revisão: 07/11/2017 01:51:08
Nota 10.00

Saindo da escola fui direto pra casa, arrumei meu quarto que tava uma bagunça, coloquei um shortinho curto pq nesse dia tava muito calor,uma blusa de alcinha que deixava meus peitos maior ainda. Quando a campainha toca eu desço pensando que é o meu prêmio kkkkk. Mas dou de cara com a minha prima que deixou bem claro que faria da minha vida um inferno.

Eu - O que vc quer aqui Agatha?

Pergunto da porta sem deixá-la entrar.

Agatha - Sua mãe me pediu pra te fazer companhia e minha mãe disse q se não viesse aqui ela cortaria minha mesada.

Respondeu desapontada, pra ela devia ser horrível ficar ali comigo e eu não deixaria ela atrapalhar minha tarde de jeito nenhum.

Eu - Eu não quero vc aqui. Pode ir q eu falo pra minha tia q vc teve aqui e que foi um amor comigo. Digo com pressa de que ela vá embora.

Agatha - Se é assim eu vou para o shopping com a galera tchau.

Não passou nem dez minutos que ela saiu a campainha tocou de novo. Só que dessa vez era a pessoa que eu desejava noite e dia e que seria minha essa tarde. Ela estava com um vestido soltinho de verão, a coisa mais linda que eu já vi, os cachos loiros soltos e aqueles olhos verdes que invadiam meus sonhos me encarando.

Raquel - Não vai me convidar pra entrar?

Eu - Claro é que eu fiquei boba com a sua beleza. Parece que cada dia que te vejo você está mais bonita.

Ela ficou vermelha e passou por mim entrando na minha casa e eu não conseguia tirar o olho da bunda dela enquanto ela andava na minha frente. Ela parou na sala sentou no sofá e disse:

Raquel - Bem eu estou aqui. O que vc vai querer?

Sentei perto dela e a olhei bem nos olhos.

Eu - Você não consegue imaginar o que eu quero?

Falei me inclinando mais perto dela, tão perto que sentia a alteração na respiração dela.

Raquel - Se minha imaginação estiver correta,eu não posso te dá o que vc quer.

Eu - Se a minha memória não falha vc disse que me daria qualquer coisa.

Eu puxei ela para um beijo forçando a entrada da minha língua em sua boca, no começo ela resistiu mais no fim ela já tava me beijando com tanto desejo quanto eu sentia. Beije ela até ficar se fôlego e ser obrigada a parar pra respirar.

Depois que a respiração dela voltou ao normal ela disse:

Raquel - Pronto eu já cumpri minha parte no acordo, mas que fique bem claro que isso nunca vai se repetir.

Eu - Como cumpriu sua parte? Eu roubei um beijo seu, mas não é isso que eu quero.

Raquel - E o que vc quer Isabella?

Eu cheguei bem perto dela e sussurrei em seu ouvido.

Eu - Você. Você nua na minha cama, gemendo enquanto eu percorro seu corpo com minha boca, você gritando meu nome quando finalmente gozar, beber cada gota do seu néctar minha flor.

Raquel ficou completamente vermelha e gritou:

Raquel - VOCÊ FICOU LOUCA? EU NÃO CURTO MULHERES EU GOSTO DE HOMEM PORRA.

Eu - Não adianta gritar, promessa é dívida. Eu também achei que gostasse de homens, mas isso mudou na hora que te vi toda linda me defendendo da minha prima na sala.

Fui me aproximando e a cada passo que eu dava pra frente ela dava um pra trás até que ela encostou na parede e não tinha mais pra onde fugir. Eu beijei ela de novo e novamente só parei quando perdi o fôlego.

Eu - Dê a si mesma a chance de descobrir do que realmente gosta e me dê a chance de provar esse seu corpo delicioso que não sai do meu pensamento. É só deixar rolar.

Ela acenou que sim com a cabeça, então eu beijei ela como se daquele beijo dependesse a minha vida, desci minha boca pelo seu pescoço chupando tão forte que eu tinha certeza que ficaria a marca e era isso que eu queria. Queria que no dia seguinte ela olhasse no espelho e lembrasse de tudo que eu fiz com ela. Levei ela para o meu quarto, terei o vestidinho dela é quase tive uma parada cardíaca quando vi que ela estava só de calcinha por debaixo do vestido.

Eu - Nossa que delícia loira eu quero te chupar inteirinha.

Raquel - Então para de falar e faz me chupa logo antes que eu perca a coragem e desista dessa loucura.

Depois dessa não resisti nem mais um minuto.

Continua...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
07/11/2017 09:39:29
Queimei minha língua em relação ao comentário da parte inicial e gostaria de elogiar o desenrolar do conto. Promete muita coisa, pois não deve ficar só nisso
07/11/2017 07:57:31
Humm adorei rsrsrs!!!! Continua logo por favor ::)