Casa dos Contos Eróticos

Provocações

Autor: Marta
Categoria: Heterossexual
Data: 27/10/2017 22:32:48
Nota 9.80
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Teve um dia que estava completamente excitada, acordei assim. Procurei meu marido logo de manha, pois ele quase sempre acorda de rola dura. Deitei de ladinho e encostei meu bumbum em seu pau. Dei uma roçadinha. Ele não havia despertado ainda. Desci por debaixo da coberta e o descobri, de uma maneira que conseguia ver seu rosto. Agarrei seu membro e lambi suavemente.

Minha língua envolveu toda a cabela de uma forma bem demorada, devagar fui baixando, engolindo cada centímetro daquele pau maravilhoso. Olhei para cima e ele estava me olhando, o sorrisinho sacana de sempre estampado em seu lindo rosto. Agarrei suas bolas e chupei seu pau como quem toma algo que não quer acabar nunca. Fui devagar, melando, lambendo, sugando.

Estava maravilhoso e eu estava completamente molhada e pronta para dar bem gostoso, mas infelizmente ele disse que precisava muito ir ao banheiro e na volta não conseguiu levantar. Fiquei na vontade. Não havia o que fazer mais sobre isso e fomos trabalhar. Não estava conseguindo me concentrar, estava faltando algo no meu dia. Pedro adora quando trocamos sacanagem. Tive uma excelente idéia por causa disso.

Depois do almoço fui para o banheiro e me tranquei. Apoiei o celular na bolsa, liguei a câmera e comecei a me gravar. Estava com a roupa de trabalho normal, mas a lingerie preta que estava por baixo era linda. A adoro porque a calcinha consegue levantar meu bumbum deixando ele enorme e sexy. Iniciei baixando minha blusa. Estava me vendo pelo espelho, meus seios guardados pelo sutiã, eu os acariciava. Comecei a ficar excitada, gostei da brincadeira.

Meu fogo estava me consumindo por dentro. Não demorei muito e estava completamente nua. Peguei um brinquedinho que sempre tenho na bolsa e o liguei. Estava molhada o suficiente para não precisar de lubrificante ou saliva. Ele escorregava pela minha xoxotinha molhada, era delicioso. Inevitavelmente comecei a gemer baixinho, mas fazia eco e dava para ouvir. Essa situação me deixou mais excitada ainda.

Era fácil me esfregar, meus dedos e o brinquedo entravam e saiam fácil de mim. Massageando meu clitóris fui ficando mais quente, senti um formigamento delicioso subindo. Como sempre um dedinho foi parar no meu cuzinho, atingindo meu ponto fraco. Rapidamente eu estava gozando. Foi intenso. Foi delicioso.

10 minutos e eu havia feito tudo, assisti ao vídeo e vi que estava bom, foi gostoso ver de novo o que tinha acabado de fazer, mas estava pirando e precisava de mais, não havia sido o suficiente. Queria terminar o que havia começado naquela manhã e resolvi usar isso para provoca-lo para a noite.

Me vesti.

Abri o Whatsapp.

Enviar para:

Filho.

Comentários

19/11/2017 18:43:08
Maravilha! Vitoriapineda@outlook.com
17/11/2017 09:54:21
Muito bom conto, quando existe uma boa maldade no olhar, ou mesmo vontade, conseguimos perceber, tanto a mulher percebe quanto o homem, por isso eu gosto mesmo de provocar, fazer a mulher querer sentir tesão, gozar com vontade e confesso independente se tem compromisso ou não, se é tímida, religiosa, mulher de família ou simplesmente curiosa, se tem desejo e vontade eu provoco mesmo, quem sabe não se solta e aprende a sentir prazer e a viver um desses contos maravilhosos que vemos aqui, se quiser me chama whts ((um, Nove) nove, dois, três, três-vinte e sete, nove oito) vou adorar te ajudar!!!
30/10/2017 08:25:49
Hoje eu li todos seus contos um melhor do que o outro continua postando gata meu email é nil.do81@hotmail.com
29/10/2017 00:53:56
O vídeo deve ter ficado bem excitante, o conto também. Agora com o envio feito, sua mensagem vai deixar seu filho completamente louco! Seu marido nem vai saber! KKKKK
28/10/2017 11:14:10
Maravilhoso!!! Super excitante!!!
28/10/2017 02:06:40
Ótimo conto. Ficou um pouco curto, esperava um pouco mais. Aguardo ansiosamente o que acontecerá em seguida.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.