Casa dos Contos Eróticos

Incesto a três

Autor: Flávia
Categoria: Heterossexual
Data: 17/10/2017 01:25:13
Última revisão: 17/10/2017 01:33:22
Nota 9.54
Ler comentários (13) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Incesto a três

Olá, meu nome é Flávia Z. tenho 38 anos, sou magra, pele branquinha, ruiva, cabelo estilo Chanel, olhos azuis, tenho 1,65 m. Sou uma mulher de atributos normais, seios pequenos e rosadinhos, bunda pequena e redondinha, coxas que se destacam ao usar uma camisola, minhas pernas são o ponto forte, quando visto uma lingerie sensual meu marido fica louco. Na cama eu sou uma mulher extremamente safada, não tenho frescuras, adoro fazer um boquete bem babado, amo anal e tudo mais que possa ser feito nesta região, sou uma mulher de mente aberta para o sexo.

Sou casada há 18 anos com Fernando, do nosso casamento tivemos dois filhos, o Lucas hoje com 17 anos e a Daniela com 16 anos. Fernando é um belo homem, têm 42 anos, moreno, 1,85 m de altura, olhos verdes, cabelo curto, barba bem cheia, braços fortes e com pelos na medida certa, peitoral forte e peludo, coxas grossas, seu corpo é bem definido graças à prática da natação, Fernando é um homem bem dotado, possui um pau de 18 cm muito grosso rsrsrs (é praticamente da largura do braço). Lucas é um rapaz muito inteligente, possui um rosto muito bonito, cabelo curto, alto, moreno, porte atlético (também pratica natação), abdômen definido, ombros largos, pernas musculosas e olhos verdes iguais ao pai.

Minha filha Daniela é uma mulher espetacular, é toda delicada e elegante, criada igual uma princesa que por sorte herdou o que existe de melhor dos pais, é linda de rosto e de corpo, branquinha, ruiva, cabelo liso e comprido, olhos azuis, boca carnuda, magra, seios médios, coxas bem torneadas e a bundinha bem arrebitada, ela fica maravilhosa quando veste calça legging.

Eu sou formada em engenharia de produção e trabalho de seg. a sexta no horário da manhã, meu marido é engenheiro mecânico e também trabalha de seg. a sexta no turno da manhã, Daniela estuda de manhã está no segundo ano do ensino médio e Lucas no terceiro ano, somos pais que se preocupam com o futuro dos filhos e por isso investimos pesado para proporcionar estudo de qualidade, nossos filhos estudam em uma das melhores escolas particulares do RS, além disso, eles também fazem curso preparatório para o vestibular.

Tanto eu como Fernando sempre fomos muito abertos ao sexo, e neste quesito somos extremamente safados, eu sou uma mulher sem frescuras gosto de sexo oral, anal e o que mais existir, Fernando é um homem muito safado e que sabe fuder como ninguém, certa vez em uma de nossas transas ele pediu para eu passar a língua no cuzinho dele rsrs, embora eu tenha ficado um pouco sem jeito acabei aceitando o pedido e logo não era apenas a linguinha, mas o dedo também e desde aquele dia isso passou a ser padrão nas nossas transas e diga-se de passagem, como ele goza ao receber tal estímulo. Fernando e Lucas sempre foram muito chegados um no outro, ao contrário da Dani que era mais chegada em mim. Há alguns meses Fernando e Lucas começaram a permanecer mais tempo juntos, praticamente eles só desgrudavam um do outro na hora de dormir, porém tudo isso parecia ser algo normal, logo eu nunca dei bola até que em um domingo na piscina notei que eles estavam agindo de maneira estranha, não paravam de se abraçar, neste dia ambos vestiam sunga e num relance notei que meu marido estava com a rola dura e que Lucas passava se esfregando no meu marido, essa situação me abalou no momento, comecei a olhar mais atenta e vi que Lucas também estava com uma ereção, era visível aquele volume enorme dentro da sunga, seu pau aparentava ser grosso igual ao do pai. Essa situação me deixou com uma sensação ruim, fiquei triste e com raiva, sai da piscina e fui para meu quarto me segurando para não chorar. Eles não perceberam nada e continuaram nessa brincadeira por algumas horas, eu estava sem chão, não sabia o que fazer, Fernando havia esquecido o celular desbloqueado no nosso quarto, sem pensar peguei o celular e comecei a olhar as conversas dele no Whatsapp, já de primeira estava a conversa dele com Lucas, conforme comecei a ler fui ficando assustada, pois eles conversavam muita coisa a respeito de sexo entre homens e incesto, em determinado momento encontrei fotos da rola de Fernando enviadas para o Lucas, eu estava trêmula e não acreditava no que estava acontecendo, olhando mais as mensagens deles encontro uma conversa onde os dois diziam muita putaria e que Lucas estava louco de desejo para ser comido pelo pai, nessa hora senti um pouco de tesão ao imaginar aquilo que eles diziam. De repente Lucas envia uma nova mensagem perguntando se estava tudo certo para o dia de amanhã, nessa hora eu larguei o celular e fui tomar banho. No banho era impossível não pensar na cena da piscina e nas conversas picantes pelo celular, comecei a ficar excitada e conforme passava o sabonete pelo meu corpo um forte desejo de me masturbar surgia, mas a consciência acabou pesando e o tesão passou.

À noite enquanto jantávamos Fernando relembrava a todos que amanhã não iria trabalhar, pois havia ganhado um dia de folga, nessa hora me lembrei da última mensagem enviada por Lucas, eu então pergunto o que ele iria fazer no dia de folga, Fernando responde que apenas levaria os meninos na escola e que depois ficaria em casa descansando.

Resolvi deitar logo após a janta, pois estava chateada, Fernando ficou com Lucas na sala assistindo um filme e a Dani foi para o quarto estudar, quando o filme acabou Fernando foi para nosso quarto deitou-se de lado sem falar nada, estranhei essa atitude já que todas as noites de domingo nós sempre transamos, sendo ele o que mais insisti para isso acontecer. Eu não conseguia pegar no sono, tudo aquilo que eu havia presenciado me deixou agitada, a imagem do que poderia acontecer entre eles começa a me deixar excitada, acabo me lembrando de um filme pornô de incesto onde o pai comia a filha e o filho, começo a imaginar Lucas mamando na vara do pai, os pensamentos me deixaram com um tesão enorme minha bucetinha foi ficando molhada, acabei não resistindo, coloquei a calcinha de lado e comecei a me masturbar, pensando muitas besteiras, a siririca estava muito boa e não demorou muito para eu gozar bem gostoso, virei de lado e mais relaxada comecei a pensar melhor na situação, acabei aceitando a possível relação incestuosa entre pai e filho.

A vontade de saber o que iria acontecer entre eles não me deixava dormir, comecei a pensar em uma maneira de poder espiar eles, as horas foram passando até que tive a ideia de me esconder na casa dos fundos e esperar Fernando sair para levar os meninos na escola, e ai voltar para dentro de casa e me esconder no quarto da Dani, essa não era uma ótima ideia já que eu poderia estar muito errada a respeito dos dois e que tudo não passava de um mal-entendido, mas meio que sem pensar direito acabei aceitando a ideia. O relógio despertou às 6:00 da manhã horário que eu acordo para ir trabalhar, de maneira bem rápida me vesti, escovei os dentes e fui correndo para a casa dos fundos, confesso que me veio um sentimento de vergonha, na casa dos fundos nós guardamos fardos de água mineral, neste dia fazia muito calor me deixando com muita sede, acabei tomando muita água enquanto permanecia escondida, o tempo não passava e o nervosismo era grande. Às 7:30 Fernando sai de carro para levar os meninos na escola, neste momento eu volto para a casa e me escondo no quarto da Dani. O tempo foi passando e nada de Fernando voltar, eu estava ficando inquieta e com vontade de sair dessa situação nada agradável, de repente escuto o som do portão abrindo, era Fernando chegando de carro, nessa hora senti um frio na barriga, de início estava tudo quieto e Fernando parecia estar sozinho, mas ao abrir a porta da casa eis que escuto a voz de Lucas, Fernando logo em seguida sai novamente de carro e Lucas vai para o seu quarto, nessa hora eu sabia que algo de errado realmente estava acontecendo. Mais ou menos uma hora depois Fernando chega em casa, eu escuto o barulho de sacolas, Lucas sai do quarto e vai até Fernando, eles começam a mexer nas sacolas, em seguida os dois começam a gargalhar e a conversar baixinho. Escuto Fernando conferindo se todas as portas estavam trancadas e logo após os dois se dirigem para o quarto de Lucas, passou um tempinho e eu não conseguia ouvir nada, até que escuto um barulho parecendo ser o de um beijo, nessa hora meu coração acelerou senti um tesão enorme com nunca antes havia sentido, comecei a fantasiar mil coisas, comecei a sentir minha bucetinha ficar molhada, eu já não aguentava mais ficar ali, precisava ver o que realmente estava acontecendo, então descalça sai andando sem fazer barulho abri a porta com cuidado para não fazer qualquer ruído e me dirigi ao quarto de Lucas que estava com a porta semiaberta, eu me posiciono entre a fresta da porta e de lá presencio a cena que jamais esquecerei.

Sim, eles estavam se beijando, Pai e filho em pé encostados na parede se beijando, Fernando puxa Lucas para mais perto, os dois agora bem juntinhos começam a se abraçar, Fernando desce a mão para a bunda de Lucas e começa a alisar por cima da calça, Lucas diz que estava adorando e que estava com muito tesão, Fernando pergunta se o pau está latejando e Lucas responde que sim, Fernando pega na coxa de Lucas e ergue até na altura do quadril, igual ele faz comigo quando estamos trepando, e começa a passar a mão com força, o tesão de ver os dois ali se pegando me tirava a razão do que é certo ou errado, eu só sentia calor e tesão, minha buceta ardia, Lucas diz para o pai que queria começar logo, Fernando sorri e vai até a sacola que estava na cama, eu não podia acreditar, Fernando havia comprado um anel peniano, óleo lubrificante, lenços umedecidos e gel com anestésico rsrs. Realmente eles haviam pensando em tudo para a diversão, eu estava afoita esperando o que aconteceria, já não aguentava mais me segurar para não me masturbar, eles começaram a tirar a roupa, eu me espanto ao ver a rola de Lucas, já fazia anos que eu não via ele pelado, aquele pau era enorme e mais grosso do que o do seu pai, Fernando começa a sorrir e a elogiar o filho, Lucas também sorriu, eles novamente se aproximaram, mas agora pelados com as rolas depiladas e duras feito pedra, Lucas começa a beijar Fernando enquanto alisa o peitoral do pai, em seguida Fernando pega no pau duro de Lucas que também começa a acariciar o caralho do pai. Fernando então começa a colocar o anel peniano, e Lucas vai para a beirada da cama ficando de costas para o pai, nessa hora Lucas afasta um pouco as pernas de modo a abrir a bunda e pede para Fernando chupar o seu cuzinho, eu não podia acreditar no que ouvia, Fernando veio por trás se ajoelhou e começou a beijar a bunda do filho, depois começou a passar a língua indo cada vez mais para baixo percorrendo toda a bunda de Lucas até chegar no cuzinho dele e lá começou a lamber e enfiar a língua dura dentro do cu, Lucas pede para deixar bem babado e Fernando atende dando uma bela cuspida, Lucas começa a se masturbar, Fernando para de lamber o cu do filho e por baixo mesmo se posiciona de frente pedindo para Lucas colocar o pau na sua boca, ele começa a mamar no pau do filho, Lucas gemia, a rola do meu marido parecia estar maior do que o normal, Fernando fazia um belo boquete no filho, em certo momento ele começou enfiar o pau bem fundo até se engasgar, o pau de Lucas pingava saliva, Fernando se levanta e pega o anestésico, Lucas começa a abrir a bunda e lentamente enfia o dedo no cu, Fernando pede para Lucas chupar o dedo, Lucas sorri e atende a ordem do pai, Fernando começa a passar o anestésico no buraquinho do filho, Lucas pede para o pai enfiar o dedo para abrir mais o cuzinho, Fernando então enfia o dedo dentro do cuzinho de Lucas que começa a gemer, após um tempinho Lucas vai para a cama e fica de quatro abrindo bem as a bunda e pede para o pai socar no seu cu, Fernando se ajeita e fala para Lucas empinar mais o rabinho, Fernando começa a passar a cabeça do pau no cu de Lucas. Eu já não aguentava mais ver aquilo e tomada pelo tesão abaixo minha calça, coloco a mão debaixo da calcinha e começo a me masturbar vendo aquela cena. Finalmente Fernando enfia aquele pau grosso no cu de Lucas e com movimentos lentos inicia o vai e vem, Lucas de quatro começa a se masturbar enquanto o pai vai acelerando o movimento, eu já estava louca de vontade de aparecer ali para o dois e participar daquela foda, mas me segurei e continuei apenas observando. A foda foi ficando mais intensa Lucas que sempre foi calado começa a dizer para o pai arrombar o cuzinho e que estava adorando ser um putinho, Fernando gemendo de prazer começou a bombar cada vez mais rápido e forte fazendo muito barulho ao bater aquelas coxas na bunda de Lucas, parecia que o saco de Fernando ia entrar junto no cuzinho do filho tamanha era força da bombada, Fernando então tira o pau do cu e começa a chupar novamente o cuzinho do filho, Lucas pega um travesseiro e deita nele de modo a deixar a bundinha empinada, Fernando pede para Lucas ficar esfregando o pau no travesseiro e que agora ele iria bombar no cu até gozar, Lucas começa a se esfregar e Fernando enfia o pau no cu de Lucas, nesta posição Fernando ficava deitado em cima de Lucas. Fernando novamente começa a bombar enquanto Lucas faz movimentos com o quadril de modo a friccionar o pau no travesseiro. Nesta posição eles podiam se beijar, Fernando anuncia que estava quase gozando, Lucas coloca a mão no pau e começa a se masturbar, Fernando aumenta a força da bombada em cima do filho, parecia até que iria quebrar a cama, Lucas começa a gemer e ao mesmo tempo reclamar de dor, mas Fernando não da bola e continua a bombando muito forte no cu do filho. Eu vendo aquilo começo a sentir um desejo enorme de também fazer um anal, eu encosto a cara na parede, empino minha bundinha e começo a passar o dedinho no meu cuzinho enquanto masturbo minha bucetinha, sem conseguir mais aguentar acabo gozando, na hora chegou a escorrer líquido pelas minhas pernas, o orgasmo era muito forte e precisei me segurar para não gemer alto. Fernando avisa que estava quase gozando, Lucas também avisa que não estava mais aguentando e que também iria gozar, Fernando coloca o dedo na boca de Lucas e pede para ele chupar, finalmente os dois já não aguentando mais de tesão anunciam que vão gozar, não demora muito até que escuto Fernando urrar alto, Lucas também começa a gemer e pede para o pai encher o cuzinho de leite, Fernando é o primeiro a gozar, enchendo o cu do filho de porra, logo após é Lucas que de tanto força o pau no travesseiro acaba gozando. Os dois permanecem um tempo deitados em silêncio, até que Fernando se levanta com o pau meio mole e pede para Lucas ficar em pé, neste momento Lucas diz que sente algo descendo pelo cu, Fernando sorri e pede para Lucas forçar igual quando vai fazer cocô, eu presencio outra cena que marcou minha vida, a porra de Fernando começa a escorrer do cu de Lucas, era muita porra que saia de lá Fernando novamente sorri e começa a passar a cabeça do pau no cuzinho todo gozado do filho enquanto se beijam. Nada até hoje na minha vida me deu tanto tesão quanto aquela cena incestuosa de pai e filho, a vontade de participar daquilo era muito grande, minha buceta ainda estava quente e muito molhada, nenhuma siririca seria capaz de me saciar, foi então que eu sem me importar mais com nada entrei naquele quarto, na hora eles tomaram um susto e Fernando empurrou Lucas para longe, os dois estavam paralisados, mas logo retornaram a razão, Fernando pergunta o que eu estava fazendo ali e por que estava sem calça, eu mando ele calar a boca, ficamos calados alguns minutos, mas conforme íamos nos tranquilizando o tesão foi voltando, percebi que Fernando havia notado que minha calcinha estava molhada e isso começou a deixar o pau dele duro novamente, a vara de Lucas ao ver o pai em ereção também começou a endurecer, Fernando pergunta se eu vi tudo o que aconteceu, eu respondo que vi e ouvi tudo, ele pergunta o que eu estava sentido e se estava brava, eu respondo que nunca imaginei presenciar algo assim na minha vida, mas que a sensação ao ver os dois era muito prazerosa, Fernando pergunta se eu me masturbei olhando eles transando, eu respondo que sim, nessa hora o pau de Fernando ficou totalmente duro, ele suspira e olhando no meus olhos me chama de vagabunda, meu tesão aumenta novamente.

Eu estava vestindo apenas a camisa social e uma calcinha branca que ficava bem atoladinha na minha bundinha, neste dia minha bucetinha (bem rosadinha) estava toda depilada, Fernando pergunta o que devemos fazer agora, eu demoro um pouco para responder, mas com o tesão tomando conta dos meus pensamentos respondo que quero participar da brincadeira, ele então sorri e começa a passar a mão no pau, Lucas parece gostar do que vê e seu pau fica armado novamente, Fernando começa a me abraçar, suas mãos começam a descer em direção a minha calcinha e ali na frente do nosso filho ele começa a passar a mão e a apertar minha bucetinha, ele pede para eu olhar para Lucas, eu mesmo com um pouco de vergonha começo a encarar ele nos olhos, Fernando começa a desabotoar minha camisa me deixando apenas de sutiã e calcinha, nessa hora minha buceta estava encharcada ao ponto de molhar a calcinha, Lucas fica olhando para a marca transparente que vai se formando na minha calcinha, eu peço para ele me tocar, Fernando sorri e incentiva o filho a se aproximar, Lucas encosta em mim, seu pau fica juntinho da minha perna, eu peço para Lucas tirar meu sutiã, ele já mais a vontade começa retirar deixando amostra meu peitinhos durinhos de tesão, Fernando se abaixa e começa a tirar minha calcinha, nessa hora ele pede para Lucas também se abaixar, minha buceta estava pegando fogo, era muito forte o tesão que eu sentia ao mostrar a buceta para meu filho, Fernando começa a lamber minha bunda e Lucas bem safadinho e já desinibido começa a chupar a bucetinha da sua mãe, que nesse momento pingava na boca dele, eles trocam de lugar e Lucas sem qualquer cerimônia cai de boca no meu cu, eles realmente queriam me matar de tesão, enquanto eles me chupavam eu acariciava o meus peitos durinhos de tanto tesão, Fernando se levanta e pergunta se eu queria ver mais do que aconteceu antes, eu repondo que sim, Fernando coloca a boca no pau de Lucas e começa a chupar, eu pergunto se também posso chupar o pau do meu filho, Lucas responde que sim, e logo era pai e mãe se deliciando com a rola grossa do filho, eu peço para Lucas enterrar a rola com força na minha boca, Lucas começa a meter bem fundo fazendo eu me engasgar e encher o pau de saliva, a baba começa a escorrer e Fernando de imediato começa a lamber a babinha que escorria pela vara do filho, eu solto a vara de Lucas e me posiciono atrás dele, Fernando volta a chupar a rola dura de Lucas, enquanto eu começo a lamber o seu cuzinho, Lucas bem safadinho abre a bundinha e pede para eu enfiar a língua lá dentro.

Eu sento na cama e abro bem as pernas e peço para os dois me chuparem, me posiciono de modo a permitir que meus dois buracos sejam lambidos, e os dois começam a me chupar alternando entre a bucetinha e o cuzinho, logo em seguida os dois começam a se beijar, eu então sem aguentar mais, pois precisava ser fudida, peço para Fernando deitar na cama, eu estava totalmente pervertida, Fernando com a vara dura feito pedra pede para eu cavalgar no seu pau, me posiciono na rola dele empinando bem meu rabo para que Lucas possa ver minha bundinha aberta, começo a quicar naquela rola dura e grossa, a sensação de cavalgar naquela rola enquanto nosso filho via meu cuzinho era indescritível, minha bundinha abria e fechava fazendo meu cuzinho piscar, Lucas presenciava aquilo tudo se masturbando, Fernando pede para Lucas vir lamber o seu saco, meu filho era muito putinho e se deliciava lambendo as bolas de seu pai, em certo momento Fernando tira o pau todo molhado da minha buceta e da para Lucas chupar, meu filho se deliciava mamando aquela rola grossa, Fernando tira o pau da boca de Lucas e enfia novamente na minha bucetinha, Lucas se levanta e vai em direção ao rosto do pai, ele sobe na cama e começa a se agachar de frente pra mim, posicionando a bunda na cara do pai, e com uma voz de putinho pede para Fernando lamber o seu cuzinho, Fernando é claro começa a Lamber o cuzinho dele, eu ao ver a rola de Lucas de frente para mim dura e bem grossa caio de boca nela enquanto quico na vara de Fernando.

Eu começo a sentir uma forte vontade de dar o rabinho, e começo a passar a mão no meu cuzinho, Lucas que gemia de tesão ao ter o cu e o pau sendo chupados ao perceber que eu estava passando os dedinhos no cu pede para chupar, eu enfio o dedo bem fundo no meu cuzinho e dou para ele lamber, Fernando ao perceber que eu estava passando dedinho no cuzinho pergunta se eu quero dar a bunda, eu respondo que sim, Fernando se levanta e pede para eu ficar de quatro e começa a enfiar lentamente a rola no meu cu, aquela rola grossa agora arrombava meu cuzinho, Lucas encosta o rosto na minha bunda e começa a lamber o pau do pai e o meu cuzinho deixando tudo bem babado, Fernando começa a bombar com força, suas coxas batendo na minha bunda começam a fazer barulho. Eu ainda não estava satisfeita apenas com uma rola e peço para Lucas também me comer, Fernando sorri e me chama de cadela, Lucas que até agora somente foi comido, finalmente iria fuder alguém, ele deita na cama se ajeitando embaixo de mim, eu seguro no pau dele e vou posicionando dentro da minha bucetinha encharcada, eu podia sentir aquele caralho grosso e enorme latejando dentro da minha buceta, que sensação gostosa era sentir duas rolas dentro de mim. Eu me abro mais na cama, Lucas começa a bombar na minha bucetinha enquanto lambe os meus peitinhos e depois me da um delicioso beijo de língua, me deixando louca.

Fernando aumenta a intensidade das bombadas e pede para Lucas também fuder com mais força a sua mãe, nessa hora eu começo a sentir vontade de mijar, pois havia bebido muita água e conforme os dois enterravam a vara em mim eu começava a sentir certo desconforto, o tempo foi passando e eu já não conseguia mais aguentar aquela dor, precisava mijar, ao mesmo tempo era prazeroso sentir aquilo enquanto eles enterravam a vara, eu aviso que preciso ir ao banheiro fazer xixi, mas Fernando diz que não vai deixar eu sair da li, eu começo a gritar e digo que não vou conseguir segurar, neste momento Fernando tomando de tesão começa a fuder meu cu com muita força e Lucas parecendo se deliciar com meu sofrimento também começa a bombar com força, até que eu não aguento mais acabo me mijando toda, o xixi quente escorre pelo pau de Lucas deixando suas pernas e barriga toda molhada, Fernando também se molha com meu mijo, a cama ficou ensopada, Fernando se excita ainda mais e começa a gemer alto aumentando a força das bombadas, Lucas agarra meu cabelo e puxa com força enquanto me chama de puta e vagabunda aumentando ainda mais o meu tesão, os dois começam a me fuder mais forte e rápido, eu começo a rebolar esfregando meu grelinho na virilha toda mijada do meu filho. Lucas e Fernando avisam que vão gozar, eu digo para eles gozarem dentro de mim, que eles devem encher a minha bucetinha e o cuzinho de leite, Lucas começa a me beijar, nossa trepada era intensa de mais, eu não resisto e gozo primeiro, era um orgasmo muito forte ao ponto de sair jatinhos de líquido da minha buceta, meu cuzinho se contraía apertando o pau de Fernando, eu gozava muito chegando ao ponto de babar na boca de Lucas que sem demora engolia tudo, meu corpo ficou imóvel em cima do meu filho, eu havia perdido as forças, logo em seguida Fernando começa a urrar alto e a meter muito rápido, até que eu sinto uma pressão no cuzinho, Fernando gozava dentro enchendo totalmente o meu cu com leite quentinho, em seguida é Lucas que começa a gemer alto, agora sinto jatos de porra lotando a minha buceta. Os dois retiram seus paus de mim, Fernando pede para Lucas vir olhar o que vai acontecer, neste momento a porra deles começa a escorrer do meu cuzinho e da minha bucetinha, era muita porra saindo, eu não resisto, pois adoro quando meu marido goza na minha boca e pede para eu engolir tudo, começo a passar o dedinho na bucetinha e no cuzinho, em seguida coloco o dedo todo lambuzado de porra na boca lambendo tudinho.

Ambos deitamos abraçadinhos naquela cama toda molhada de xixi rsrs, e ficamos ali um tempo em silêncio, recuperando as forças, eu fico beijando Fernando enquanto Lucas olha para o teto parecendo estar distante. Fernando nos alerta para arrumarmos a bagunça, pois faltava pouco para a Dani chegar da escola, rapidamente limpamos tudo e corremos para o banho. Ficamos o restante do dia sem nos falarmos e tampouco comentar a respeito do que havia acontecido, Dani até estranhou tanto silêncio naquela casa, à noite por estarmos cansados resolvemos nos deitar mais cedo.

Bom pessoal esta é parte da minha história, espero que gostem.

Comentários

17/11/2017 09:54:10
Muito bom conto, quando existe uma boa maldade no olhar, ou mesmo vontade, conseguimos perceber, tanto a mulher percebe quanto o homem, por isso eu gosto mesmo de provocar, fazer a mulher querer sentir tesão, gozar com vontade e confesso independente se tem compromisso ou não, se é tímida, religiosa, mulher de família ou simplesmente curiosa, se tem desejo e vontade eu provoco mesmo, quem sabe não se solta e aprende a sentir prazer e a viver um desses contos maravilhosos que vemos aqui, se quiser me chama whts ((um, Nove) nove, dois, três, três-vinte e sete, nove oito) vou adorar te ajudar!!!
16/11/2017 01:38:19
maravilhoso. Vou dar nota 10. shemalecarol@outlook.com
10/11/2017 23:07:36
conto maravilhosa, deixarei meu e-mail para contato sr_rj@outlook.com
07/11/2017 00:01:29
Krlh!!! Fikei tesudinha! Aninha.casada29@outlook.com
19/10/2017 12:28:55
Muito bom tem fotos jpgatinho_paty@hotmail.com
17/10/2017 15:59:53
escreva para mim quepasso meu watsaap ja passei por incestomeu email anakin1939@gmail.com espero vc para trocar experienciasbjsss
17/10/2017 15:59:49
escreva para mim quepasso meu watsaap ja passei por incestomeu email anakin1939@gmail.com espero vc para trocar experienciasbjsss
17/10/2017 15:59:31
escreva para mim quepasso meu watsaap ja passei por incestomeu email anakin1939@gmail.com espero vc para trocar experienciasbjsss
17/10/2017 11:10:20
parabens que delicia de conto.. estou imaginando quandoa filha vai entrar na danca ou quando o filho vai comer o pai .. continua contando suas aventuras..
17/10/2017 10:36:50
mil muito tesao
17/10/2017 06:42:35
Esqueci em falar. Tenho uma amiga que tem o sonho de transar com um pau bem grosso,não grande, mas bem grosso. Se for verdade o que falou mande uma foto para ela ver. quem sabe um possível encontro. fotografoliberal@yahoo.com.br
17/10/2017 06:36:37
Oi Flávia, parabéns pelo seu conto, realmente muito bom, apesar que eu n curto o bi, mas em imaginar seu filho te comendo a mando do seu marido, me deixou bastante excitado.meu meail é rogerbahia22@hotmail.com
17/10/2017 06:25:10
Amei o seu conto, Maravilhoso, quero sim ver todos os seus contos e fotos caso o tenha. Adoro filmar e fotografar esses melhores momentos. Caso interessar é só retornar: fotografoliberal@yahoo.com.br

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.