Loucos Desejos -1- Festa Louca

Um conto erótico de Mrpr2
Categoria: Homossexual
Contém 1355 palavras
Data: 16/10/2017 22:38:59

Loucos Desejos -1- Festa Louca

Sejam bem vindos a minha historia.

Para que entendam bem o que aconteceu voltarei um pouco no tempo. Me chamo Alberto mais conhecido como Beto. Estava muito feliz já que meu trabalho iria ficar mais tranquilo uma vez que a temporada de maior serviço tinha acabado, nesta época além de trabalhar em um escritório eu também estudava e apesar de não gostar muito deste tipo de jogos participei de uma rifa feita pela galera da faculdade onde seriam sorteadas algumas caixas de cerveja. Minha intenção era mesmo ajudar para a festa de formatura o motivo da rifa e por coincidência, acabei sendo contemplado.

Recebi uma ligação avisando que fui sorteado e de cara, sem perder tempo, já combinamos uma festa para quinta feira da próxima semana em uma chácara que sempre alugavam para esse fim. A festa foi às pressas já que foi combinada por telefone, porém, a galera já estava tão no clima que a coisa rolou perfeitamente. Além das minhas caixas de cerveja a galera ter levou carne e linguiça para o churrasco, ainda havia muita vodca, batidas e um amigo nosso que estava começando como DJ, animando a festa.

Tinha muita gente bonita. A maioria estava prestes a concluir a faculdade, alguns já formados e outros que não estavam nem ai para os estudos. Muitos solteiros e alguns namorando, dançando, cantando e todos curtindo.

Em determinado momento da festa, fiquei louco para ir ao banheiro, mas a fila estava enorme no que ficava do lado de fora então tentei o de dentro da casa, mas a porta de entrada estava fechada.

Meu amigo, primo do dono da chácara, me disse que a porta dos fundos estava aberta, mas que não era para espalhar, caso contrário, os convidados invadiriam a casa. Enquanto me dirigia ao banheiro, passei por um quarto, de onde percebi risos e beijos, mas estava apertado e entrei no banheiro. Na volta, novamente ouvi o barulho vindo do quarto e resolvi espreitar.

No quarto estavam um casal em uma cama de solteiro e em outra, uma mulher e dois homens. Conversavam, riam e se beijavam, inclusive, os dois homens entre si. Era mão alisando e apalpando tudo e todos. Como sempre fui muito safado tudo aquilo me deixou muito excitado e resolvi entrar. Logo me enturmei e a brincadeira continuou.

Fiquei na cama em que estava o casal. O cara se chamava Mauricio era loiro bem forte, musculoso mesmo daqueles frequentadores assíduos de academia, olhos azuis, cabelos curtos e pelo volume da calça tinha um pacote bem recheado entre as pernas já a grota que se chamava Carla era loira com cabelos encaracolados, corpo também de quem frequentava academia, seios médios bicudos que já marcavam bem sua camiseta branca, coxas grossas constantemente alisadas pelo namorado que levava sua mão por entre as pernas da garota ate sua xoxota já que Carla usava apenas uma saia curta sem calcinha. Apesar de serem namorados disseram que eram um casal liberal, que estavam com muito tesão curtiam muito uma sacanagem e tinham me achado bonito e interessante.

Modéstia parte naquela época eu estava realmente no auge com meu corpo malhado esculpido na academia, não tão forte como o de Mauricio, mas bem gostoso pelo menos é o que eu sempre ouvia. Olhos mel meio esverdeados e cabelos ainda no seu tom natural castanhos claros. Enquanto conversávamos Carla alisava meus braços e logo evoluiu para meu peito enquanto seu namorado a alisava todinha sempre olhando para mim com a maior cara de safado.

Eu já estava com meu cacete de 15 cm branco cheio de veias quase explodindo dentro da calça. Carla diz que estava sentindo muito calor e perguntou se não estávamos também e dizendo isso tira sua blusa sem qualquer cerimônia. Então é a vez de Mauricio retirar a sua colada regata e eu também. Cada vez mais ousada a garota passa a alisar o cacete do namorado por cima da calça ao mesmo momento que alisava o meu e então não contente ela desabotoou nossas calças abriu o zíper e tirou nossos cacetes para fora agora cada um em uma mão ela continuava a alisa los. O outro trio já mais entrosados já estavam nus na maior putaria.

Percebendo minha excitação Mauricio me convida para chupar o seio esquerdo da sua namorada enquanto ele mamava no seio direito. Carla chupava os mamilos do namorado e o masturbava enquanto pegava em meus cabelos e me levava para sua xoxota que estava sendo dedilhada por seu namorado Mauricio. Lambi os dedos dele e o grilo de Carla, que gemia mamando na rola do namorado.

Enquanto isso os outros três estavam na maior suruba, enquanto um era chupado, o outro metia na buceta da garota. Vendo isso, Carla quis também e pediu para seu namorado que a comece. Mauricio com sua rola toda babada não hesitou, colocou um preservativo e cravou em sua bucetinha enquanto Carla me chupava.

Mauricio suava e gemia. De repente, Enquanto fodia a buceta da namorada o rapaz sem prévio aviso me puxou pelo pescoço me beijando demoradamente. Que loucura tudo aquilo! Não rejeitei e chupei com gosto sua língua, enquanto Carla lambia meu saco.

Percebendo que eu não tinha nenhuma barreira sexual a garota levantou e disse em meu ouvido:

_ Quero sentir seu cacete em minha bucetinha, mas tem uma condição: terá que liberar seu buraquinho para meu amor, topa?

Olhei Mauricio e para seu cacete brilhando com o liquido da namorada, duro feito pedra, de mais ou menos 17 cm e cabeça fina, mas que ia engrossando até a base. Após fitá-lo por uns segundos, respondi:

_ Só se for agora! Curte rabo peludo?

Virei-me mostrando minha bunda e Mauricio imediatamente caiu de boca enfiando toda a língua em meu cu, me levando ao delírio enquanto Carla chupava meu cacete. Depois de muita linguada, Mauricio pediu para que eu sentasse em sua jeba. Branco, alto, musculoso e sem nenhum pelo com seu cacete em riste não tinha como recusar um convite daqueles. Fui aos poucos sentando sentindo cada centímetro daquele cacete entrar dentro de mim enquanto era acariciado por Carla ate sentir que encaixou tudo. Cavalguei um pouco naquele cacete gostoso sentindo um pouco de dor, mas muito mais tesão e assim que me acostumei bem e após ter me chupado mais um pouco agora com o cacete do namorado me arrombando Carla encapou meu cacete e encaixou sua xaninha de frente, Fui ao delírio com esse duplo prazer sendo comido por Mauricio e ao mesmo tempo, comendo Carla.

O tesão aumentava ao ouvir os gemidos dos três safados ao lado e sentir o cheiro de sexo que se espalhava pelo quarto ao som da música que bombava lá fora.

Depois de um tempo nessa posição Mauricio me pediu para ficar de quatro Carla ficou em minha frente me oferecendo sua buceta para eu chupar enquanto seu namorado mais uma vez me penetrou e agora com movimentos mais livres o puto metia ainda mais forte e rápido me dando muito mais prazer e sentindo também. Urrou bem grave e alto inundando o preservativo dentro do meu cu de porra e caiu na cama recebendo um beijo quente de língua de sua namorada.

_ Então eu disse agora é minha vez!

Aproveitei que ele estava deitado de barriga para cima o puxei mais para a beira da cama coloquei suas pernas em meu ombro e o penetrei. Nossa que cu gostoso era aquele, muito quente lisinho sem pelo algum e com as nádegas bem firmes. Meu corpo quente pingava suor enquanto eu metia naquele cu delicioso, o quarto cheirava a sexo Carla gemia tendo mais uma vez sua buceta chupada pelo namorado que gemia sendo enrabado por mim não aguentava mais e urrando de prazer comecei a gozar dentro daquele rabo quente. A porta se abre olho em direção a porta e ainda jorrando porra cu a dentro de Mauricio minha voz tremida pelo tesão que estava sentindo na hora grita:

_ Diego? O que faz aqui?

Continua...

Gostou? Deixe seu comentário sobre o que você espera para os próximos capítulos...

Autor: Mrpr2

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 6 estrelas.
Incentive mrpr a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

https://kxcontos.blogspot.com.br/ novo site galera! Visitem! contos e muita putaria

0 0
Foto de perfil genérica

INFELIZMENTE NÃO GOSTO DE SURUBAS. PENSO QUE UMA RELAÇÃO É A DOIS. MAS...

0 0