Casa dos Contos Eróticos

o meu colega P11

Autor: sundaey
Categoria: Homossexual
Data: 13/10/2017 03:30:29
Nota 10.00
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

quando acordei no outro dia estava super cansado mas eu ia ir pra fazenda do meu pai e tinha que dirigir , tava tão cansado que quando fui entrar acabei batendo na porteira meu pai ficou puto porque vai ter que trocar e não sai barato , sem falar que tem que concertar a frente do carro , mas foi normal e no domingo voltei pra casa , como não tinhamos aula por mais 8 dias , passei a segunda feira dormindo , de tarde liguei pro Samuel

eu : oie

Samuel : alô

eu : tudo bem ?

Samuel : sim e com você ?

eu : to bem

Samuel : oque quer ?

eu : só queria conversar

Samuel : ta bom

eu : podemos nos encontrar ?

Samuel : olha Gabriel não vamos criar nada de expectativas tá

eu : mas e oque aconteceu aquela noite ?

Samuel: foi só um deslise , eu tava feliz e você estava sendo legal só isso

eu : Samuel por favor

Samuel : não

eu : Samuel ? Samuel? alô

Samuel desligou na minha cara eu não dei conta e a mãe tava ouvindo na porta que tava aberta

mãe : você gosta desse menino né ?

eu : oque ? !!!!!!!!!

dei um grito

mãe : tudo bem Gabriel não precisa explicar

eu : como assim mãe ?

mãe : eu e seu pai já ouvimos você chamando enquanto dorme um cara chamado Samuel

eu : hã ???????????

mãe : deixa

eu : ele não é cara , eu nem sei quem é ele

mãe : ele é aquele que tava cantando aquele dia no CTG né ?

eu : como sabe ?

mãe : eu vi você olhando pra ele com uma cara

eu : mãe não pode contar isso pra ninguém

mãe : que você é gay ?

eu : mãe fala baixo

mãe : mas só tem nos dois em casa

eu : tanto faz

mãe : Gabriel você é gay ?

eu : não , todos iam me odiar

mãe : não filho

eu : hã ?

mãe : eu e seu pai amamos você

eu : mas o pai ia odiar se eu fosse

mãe : eu não deveria falar mas des do dia que você começou a sonhar e a chamar esse menino nos seus sonhos nos estávamos achando que você era gay

eu : mãe porque não me falaram nada ?

mãe : seu pai e eu não sabiamos oque falar

eu : meu pai me odeia ?

mãe : Gabriel nos amamos você e a vida é sua , contanto que você esteja feliz seja oque quiser

eu : mas não posso , meus amigos meus parentes oque iriam pensar ?

mãe : eles não tem que pensar nada ta

minha mãe me deu um beijo na testa e foi para sala ver tv

foi ali que percebi que eu não dependo dos outros pra ser feliz , mas mesmo assim não conseguia ter coragem para me jogar de cabeça em um relacionamento assim , meu medo era de não der certo com Samuel

Comentários

13/10/2017 19:23:56
Gostei bastante. Da uma lida nos meus contos tb, vc vai gostar!! Abracos.
13/10/2017 03:46:42
SAMUEL ESTÁ SENDO IRREDUTÍVEL DEMAIS. MAS CREIO QUE ESTEJA CERTO. NA SUA COVARDIA DESMERECEU O AMOR DELE. AGORA SOFRA RESIGNADO. UM DOS SEUS MEDOS CAIU POR TERRA, O DOS SEUS PAIS. PENA QUE VC VIVE DE APARÊNCIAS PARA OS OUTROS. TERÁ QUE APRENDER SOBRE ISSO TB. MUITO CURTO CAPÍTULO.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.