Casa dos Contos Eróticos

A primeira vez com muito amor

Autor: pl
Categoria: Heterossexual
Data: 12/10/2017 23:42:46
Nota 10.00
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Carolina e Henrique eram um casal muito apaixonado, cheio de dúvidas, porém com uma única certeza, proporcionar prazer um ao outro. Fazia pouco tempo que estavam a namorar, antes disto eram bons e velhos amigos. Ele era alguns anos mais velho que ela e já tinha tido uma ou duas parceiras sexuais e ela nenhum, ela era bem aberta ao assunto, conversava com todos a respeito, mas nunca tinha transado com ninguém. Os pais dela eram bastante conservadores, já ela, bem liberal. Certo dia, depois de dois meses de namoro, ela foi com ele à uma antiga casa da mãe dele, numa chácara. Desde quando começaram a namorar planejavam a chegada deste dia, enfim o dia chegou.

Era um sábado ensolarado no qual ele estava apresentando-a a sua família. Papo vai, papo vem, ele pega a chave da chácara e depois de alguns momentos a chama para ir passear. Ninguém desconfia da verdadeira intenção daquele passeio. Caminhando até lá vão imaginando cada coisa que pode acontecer. Ao chegar lá, os dois envergonhados e apreensivos com a situação ficam afastados um do outro até que um deles puxa o assunto sobre aquela situação para quebrar o gelo. Após alguns minutos eles entram para dentro de casa, pegam um tapete já que não tinha cama e o leva para a varanda. Daí ficam com medo de alguém chegar, ver ou ouvi-los, mas já que estavam na chuva era para se molhar e assim fizeram.

Ele tirou a roupa e começou a acaricia-la. Tirou a roupa dela bem devagar beijando-a da ponta de seus pés até a cabeça. Ela estava envergonhada e com medo, já que era a sua primeira vez. Ele disse para ela ficar calma. Ela confiava muito nele e sabia que ele respeitaria seus limites. Ele era um rapaz bem compreensivo e perguntou a ela se era mesmo aquilo que queria naquele momento e ela disse que sim. Com o consentimento dela, ele a levou para dentro daquela casa e enfim chegou o momento em que o desejo, os hormônios e a atração não foram mais suportados e eles se beijaram como nunca. Ele a encaixou na parede e puxou o cabelo dela de tanto tesão. Naquele momento ela não suportou de tanto prazer e se entregou ao amor.

Eles se deitaram no tapete e ele começou a chupá-la enquanto olhavam um nos olhos do outro, ela se me remexia toda de tanto prazer e pediu que ele a penetrasse. Ele então pediu que ela fizesse sexo oral nele, porém ela se sentiu um tanto enojada, após vários pedidos ele desistiu, colocou a camisinha e com delicadeza a penetrou bem devagar, mesmo ela sendo virgem eles não tiveram dificuldades, muito pelo contrário, pois estavam bem relaxados e apaixonados.

A transa foi repleta de prazer, com muitas posições, como por exemplo papai-mamãe, flor de lótus, domando o garanhão e de quatro o que superou o fato dela não ter feito sexo oral nele. O clímax foi alcançado com a posição franguinho assado e então eles suspiraram de tanto prazer. Logo após eles conversaram e riram um pouco do que tinha acontecido, ficaram surpreendidos por ter sido tão bom e por ter conseguido fazer muitas posições mesmo sendo a primeira vez o que para muitos é difícil.

Arrumaram tudo exatamente como estava quando chegaram ali pois se preocuparam com o possível fato de alguém vir ali e acabar desconfiando do que fizeram. Logo após saíram como se nada tivesse acontecido e algum tempo depois voltaram lá para mais alguns momentos de prazer.

Comentários

13/10/2017 16:34:48
Muito bom

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.