Enfim dei

Um conto erótico de El Toro
Categoria: Homossexual
Contém 685 palavras
Data: 24/09/2017 19:21:05
Assuntos: Gay, Homossexual

Lucas e eu já estávamos com um grau de intimidade bem maior do que minhas pretensões. O que no inicio era um tesão diferente começava a ganhar novo formato. Meu corpo sentia sede do corpo dele, já não conseguia me desligar das lembranças na cama. Não conseguíamos disfarçar muito os desejos, as vezes eu saia da mesa rápido para que minha mulher não percebesse meu pau quase explodindo. Numa tarde por pouco ela não nos flagrou na cama, estava difícil manter a razão. Por vezes saíamos com alguma desculpa de macho para nos aninhar em um motelzinho de terceira no centro da cidade desses usados por putas e michés.

Lucas estava cada dia mais gostoso, e eu cada vez mais perdia o juízo com aquele moleque. Finalmente os 18 anos. Reservei uma suíte no motel mais caro da cidade, era plantão de lilian e ela não conseguira trocar apenas chegaria mais tarde. Fomos a um restaurante com toda a família, jantamos e levamos minha sogra em casa e deixamos lilian no hospital. Lucas não imaginava a surpresa.

Eu proporcionei a ele um banho de língua, me excitava vê-lo gemer de prazer. Lambi o seu cuzinho rosado e lisinho...enquanto lhe dava linguadas seu pau. Meu garoto parecia um gato miando de prazer. Ficamos brincando num delicioso 69, Lucas arriscou meter o dedo no meu rabo, de inicio me fechei mas na segunda tentativa senti um prazer naquele toque, logo veio a língua.... chegávamos em um terreno perigoso, sem volta. Até ali eu me sentia o macho da relação, eu era o comedor. Naquela noite nossa relação seguiria outros rumos, depois de muita conversa entre nossas carícias iniciamos nossa noite de volúpia. Eu não sei exatamente contar como aconteceu mas já havíamos bebido além da conta, o pau de Lucas estava em sua potencia máxima as veias latejavam não resisti abocanhei com vontade, ele se segurava para não gozar rápido. Quase que por instinto me coloquei de quatro, os olhos dele brilharam e com muita euforia meteu a cabeça no meu cu, a dor foi intensa mas o alcool me relaxou e lucas me penetrou...gemi com vontade, a dor estava me proporcionando um prazer ainda mais indescritível, eu queria mais, queria entender aquele prazer diferente, lucas me puxou pelo quadril, senti seu pau entrar de uma vez só, soltei um grito rouco de dor senti um jato quente dentro de mim, estava vendo estrelas meu pau soltou um jato denso....eu estava mole, as pernas moles, o rabo dilatado ..deitamos ali olhando para o teto mãos e pernas entrelaçados. Éramos enfim um do outro. Nossos corações pareciam bater no mesmo ritmo, nossas bocas se uniram num longo beijo com sussurros íntimos. Adormecemos agarradinhos. Não nos demos conta das horas, estávamos numa felicidade que parecia não ter fim. Nos abraçamos prontos para fazer amor. Sim era isso que havia acontecido naquela noite. Tínhamos selado uma relação através de descobertas. Transamos de forma apaixonada, intensa.

Meu rabo estava dolorido, no lençol a marca daquela loucura. Tomamos um banho agarradinhos trocando caricias e sussurros.

Dali em diante, eu já não conseguiria camuflar a relação com Lucas. A volta pra casa seria uma tortura. Apesar do sentimento por Lilian eu chegara em um momento de decisão, o fato de haver me entregue à ele falava mais alto. Durante seis meses tentei manter a situação, mas agora era diferente eu sentia um prazer diferente quando ia pra cama com Lucas, eu tinha a necessidade de dar para ele e sabia que ele tinha prazer em me ter. Lilian achava que eu havia arrumado uma mulher, cada vez mais ficava complicado para nos dois enfrentar a situação. Eu alugara um flat numa cidade vizinha, ali as vezes nos encontrávamos a tarde quando o desejo apertava.

A separação foi inevitável. Lilian não se conformara com minha decisão, Lucas tentava convece-la seguir a vida e me deixar seguir sozinho, os laços eram fortes. Se um dia ela descobrisse seria pior.

Assim foi. Durante um tempo meus encontros com Lucas eram corridos, nos falávamos quase a toda hora como forma de matar os desejos.

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 2 estrelas.
Incentive Sherazade a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

EMOCIONANTE. PENSEI QUE LUCAS SERIA SÓ PASSIVO.

0 0
Este comentário não está disponível
Este comentário não está disponível