Dei pro meu sogro

Um conto erótico de redheadbaby
Categoria: Heterossexual
Contém 894 palavras
Data: 03/08/2017 18:45:03
Assuntos: Heterossexual

Oi, meu nome é B. e é a primeira vez que escrevo para esse site, depois de ler muitos contos, decidi contar minhas experiências, espero que curtam e que o feedback seja positivo. Então, vamos lá.

Tenho somente 18 aninhos, sou magra, barriga sequinha, cintura afinada, quadril largo, seios médios e um bumbum médio mas durinho e redondinho. Tenho cabelos longos e ruivos, pele branca e olhos bem escuros. Costumo chamar atenção de garotos da minha idade, mas nunca imaginei que meu sogro se interessaria por mim. Namoro há pouco tempo, nada mais de 5 meses, e conheci meu sogro há um tempo atrás. Meu namorado mora com a mãe um pouco longe da minha casa e o pai dele é meu vizinho. Meu sogro é um cara com seus 45 anos, forte, alto e com muita cara de malvado, o que me deixa muito interessada. Ele é separado e mora sozinho numa casa grande e espaçosa e quando fui visitá-lo com meu namorado, ele não demonstrou nenhum interesse por mim de cara. Mas na noite daquele dia, começou a me chamar no chat do Facebook. Começou com ''e aí, norinha'', ''quando vai vir aqui em casa almoçar com a gente'' e coisas do tipo, mas o papo foi mudando e ficando cada vez mais insinuativo com coisas tipo ''ruiva sexy'', ''vi sua foto e, sendo sincero, mexeu comigo'' e muitos elogios diretos ao meu corpo. E devo confessar que isso mexeu comigo, mas tentei evitar ao máximo pois gostava muito do meu namorado e não queria estragar tudo.

Até que um dia, meu sogro enviou uma mensagem no meu chat me chamando para almoçar na casa dele e tinha dito que chamou o filho dele, para fazermos um almoço em família. E como era uma tarde de domingo ensolarado, coloquei um vestido bem soltinho e não coloquei sutiã, prendi meu cabelo deixando meu pescoço á mostra e coloquei um batom vermelho. Chegando lá, meu sogro me recebeu com muita atenção e entrando na casa dele, percebi que meu namorado não tinha chegado ainda, e ele disse: já está a caminho, daqui a pouco está aí. Então sentei no sofá enquanto ele terminava de fazer o almoço na cozinha. Ele me serviu um whisky e sentou ao meu lado e começamos a conversar, á espera do meu namorado. Meu sogro é um cara muito inteligente e simpático, então estávamos ali conversando e bebendo umas doses há quase 1 hora e eu não tinha percebido o tempo passar, nem ele se aproximando de mim no sofá. Quando dei por mim, ele estava acariciando lentamente minhas coxas e subindo cada vez mais, tentei relutar mas ele fez ''shhhh'' bem baixinho no meu ouvido e aquilo me arrepiou de uma forma muito intensa, então foi beijando meu pescoço e eu dizendo para ele parar pois era errado (mas eu mesma já tinha pensado várias vezes rebolando no colo do meu sogro), disse que meu namorado estava quase chegando e ele riu dizendo que ele nem fazia ideia de almoço nenhum. Ele começou a deslizar a mão para a parte interna da minha coxa e essa hora eu já estava com a calcinha encharcada, e começou a sussurrar no meu ouvido ''adorei esse vestidinho, minha norinha, mas está na hora de tirar'', então ele pegou a alça do meu vestido e abaixou, deixando meus seios bem á mostra e então começou a passar a língua nos meus mamilos rosinhas e já bem durinhos, enquanto brincava com o dedo por fora da minha calcinha, me deixando mais louca ainda. Eu já estava em um estado de tesão máximo e não pedia mais para ele parar e sim para colocar o dedo dentro de mim, ele sorria com aquela cara de safado e falava: ''então você está gostando do sogrinho né, sua cachorra'', e logo ele arrancou meu vestido, me deixando somente de calcinha deitada no sofá e começou a tirar o short e colocou pra fora um pauzão de 20 cm, segurou pelo meu cabelo e começou a socar aquela piroca na minha boca e na minha garganta, e eu chupava freneticamente aquela pica grossa olhando diretamente pra ele, até que ele gozou tudo na minha boquinha e eu engoli tudo, passando a língua na cabecinha e ele dizia: mama tudo, vai norinha, você me dá muito tesão, ele me pegou no colo naqueles braços fortes e me jogou na cama dele, e começou a me lamber tão gostoso, que não resisti e gozei muito na boca dele e ele ficava cada vez mais louco, antes de eu falar alguma coisa, enfiou aquele pauzão na minha pepeka, sem camisinha, e começou a socar cada vez mais forte e mais rápido. Eu era totalmente submissa a ele e isso me dava um tesão enorme, ele me comeu de 4, de ladinho e de frente, quando estava quase gozando, jorrou tudo nos meus peitos e na minha cara. ''Ainda não acabamos por aqui, norinha'', disse ele, beijando meu corpo todo, de cima a baixo. ''você não sabe o quanto eu imaginei você aqui na minha cama e eu comendo essa sua xaninha gostosa'', e logo, fomos tomar um banho juntos e lá, comeu forte e gostoso meu cuzinho virgem e gozou muito dentro do meu buraquinho apertado.

Depois disso, quase todo domingo eu adoro ir almoçar na casa do meu sogro...

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 6 estrelas.
Incentive babyredhead a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Este comentário não está disponível
Foto de perfil genérica

hummmmm. fiquei com minha buceta meladinha lembrando do meu primeiro namorado. quando ele me levou para conhecer o pai dele. estavamos no sitio e meu namorado teve que sair atras do gado e eu fiquei na casa sozinha com o meu sogro e terminei recebendo vara por duas horas adorei foder com meu sogro,

gilma soares51@gmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

Amei o seu conto. Sou fotógrafo e curto muito um casal. Adoro filmar e fotografar esses melhores momentos. Caso interessar será um prazer. fotografoliberal@ahoo.com.br

0 0
Foto de perfil genérica

Safadinha do mal adorei seu conto continua minha linda meu email é nil.do81@hotmail.com

0 0
Foto de perfil genérica

MUITO BOM...UMA NORA SAFADA NÃO TEM PREÇOadestradorprofano@outlook.com

0 0
Foto de perfil genérica

Otimo conto menina, leia os meus também

0 0