Casa dos Contos Eróticos

Se eu sou gay? Sou. XXII

Autor: nem fudendo
Categoria: Homossexual
Data: 12/08/2017 00:38:30
Nota 10.00
Ler comentários (11) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Capitulo XXII

- Posso falar sim, não imaginei que fosse me ligar depois de tudo?Claro, pode sim, vou ficar bem feliz em te verNão, tá tranquilo, te busco, sim sem problemas, depois só me confirma o horário e combinamosTá tudo bem, do jeito que tem que serEra um amigo, só issoE contigo, tudo bem?Bem, merecia mesmo.....

Ficamos ali conversando um tempo, o Victor entrou tomando agua, na luz do dia aquele cara era espetacular, pelado então, devia ser proibido pra ele andar assim por ai, por que Deus eu não posso estar apaixonado por ele, casar e ter filhos lindos....tá bicha acorda,

Nos despedimos e desliguei o telefone.

- Tu sabe que a gente vai se atrasar, vai pro banho que faço um café pra nós.

Ele saiu correndo, fiz um café pra nós dois.

Chegamos na hora do intervalo, só fui porque queria olhar as notas finais e conversar um pouco com o Paulo ele não me parecia bem.

Deixei o Victor ir pra sala e fui na secretaria, queria resolver as coisas pro próximo semestre, e também deixar o Victor entrar primeiro, acho que iam notar que nós dois nos atrasamos, mais eu ia chegar só no intervalo mesmo.

- Sentei na cantina e pedi um café tava ali pensando na vida, na viagem de férias, tá gente, se eu tava curioso pra saber do Edu?

Claro né gente, mas era melhor eu esquecer o Edu, é verdade esqueci de contar pra vocês quem tinha ligado, era o

Carlos lembram dele?

Pois bem vai vir no find pra cá, vou pegar ele na rodoviária, ele disse que não se garantia em dirigir aqui, tava meio tristinho, queria sair um pouco da cidade dele, ele disse que não falava mais com o Fernando e estava planejando

trancar a faculdade e vir pra cá no próximo semestre, íamos conversar sobre essas questões, e sobre o Fernando é claro, tadinho do Carlos estar enrolado com o Fernando ninguém merece né,

Mas eu tinha algumas cartas na manga, primeiro arranjar um bofe pra ele, sabe experimentar uma pica nova, pelo que ele me disse ele só conhecia a do Fernando, que apesar de ser o maior gostoso, não devia ser lá essas coisas na cama.

O Carlos precisava ampliar os horizontes dele, e nisso eu sou muito bom, tinha uma ou duas pessoas na minha mente.

Bom eu tava ali sossegadinho, quando, bummmm.

Senta um loirinho na minha frente

- E ai cara faz tempo que não te vejo circulando nas festas. – fiquei surpreso -

- Matheus, a quanto tempo mesmo, mas vou ir esse find tem um amigo meu vindo do interior vou levar ele na festa de encerramento do semestre.

- Bah legal também vou, e tu tá com alguém? tá solo?

- Solito, ninguém me quer – fiz cara de tristinho –

Ele começou a rir da minha cara, lembram dele? O loirinho da festa que comi no estacionamento e depois tive que levar

o Edu bêbado pro meu apartamento.

- Não diz isso, tem uma penca de amigos meus que tá esperando tu estar na pista pra cair matando. – comecei a rir junto com ele, ficamos conversando e quando ele se despediu –

- Ainda tem meu fone? É só ligar – fiz sinal que sim e eu ia ligar mesmo, que guri bonitinho, devias estar com uns 19 aninhos e eu já me sentia tão velho, tá gente não muito, tô com 22, e carinha de 15 –

Ele saiu dali e eu fiquei pensando, por que o coração da gente faz isso, focamos tanto em uma pessoa que esquecemos que existem muitas outras.

Tocou o sinal e logo a cantina ficou lotada, o Rafael e o Moura sentaram comigo, não vi sinal do Victor, o Paulo tava no bar, os guris chamaram ele.

O Paulo veio na nossa direção e não tava com a cara boa. Quando ele sentou.

- Não assistiu as primeiras aulas por que Caco? – ele ficou me olhando eu sabia onde ele queria chegar –

- Cheguei atrasado, e aproveitei pra resolver umas coisas na secretaria –ele não me olhava na cara –

- Hoje é o dia do pessoal se atrasar – tá agora entendi –

- Quer me dizer algo Paulo, tô te achando meio tenso – Meio era apelido, preciso que ele fique mais tenso ainda, ele precisa me dizer o que ta pegando? –

- Não cara, não é nada que seja da minha conta. – ele levantou e saiu andando em direção a pista de corrida. –

Segui ele e o encontrei sentado na arquibancada, tava de cabeça baixa.

- Cara que tá pegando? Tem algum problema comigo, tá na hora de falar. – tá eu podia ter sido mais delicado, mas sou eu né gente, é mais forte que eu, até hoje eu não entendo porque as pessoas simplesmente não falam o que querem cacete. –

- Nada Caco, eu não tenho nada a ver com a tua vida, nem tenho esse direito. – ele ficou me olhando, tem muita coisa ai –

Sentei do lado dele.

- Paulo, sei que começamos de um jeito errado, mas te considero um amigo agora, te dou o direito de se meter na minha vida, fala o que tu quer, não fica guardando as merdas, uma hora sai pela boca – ele ficou me olhando, começou a ensaiar um sorriso –

- Caco tu é muito fudido, o pior é que nem consigo ficar brabo contigo – ficar brabo comigo mas por que seria? eu acho que não fiz nada pra ele, aliás nem eu tome reconhecendo to quietinho no meu canto. -

- Mas cara o que eu fiz pra ti ficar assim comigo?? - eu realmente não tava entendendo nada –

- Cara nada, na verdade tu nem percebe o que tu faz, isso é o que é pior – tá bem vocês vão me chamar de lesado, mas eu continuava sem entender nada –

- Paulo pelo amor de Deus, fala logo, tô perdido – fiquei olhando pra ele –

- Caco, o Edu ficou apaixonado por ti e tu nem percebeu como isso aconteceu, as pessoas se apaixonam por ti e tu nem percebe cara. Tu é foda, é legal pra caramba, a gente se sente bem contigo, eu não sou assim as pessoas nem notam que tô ali do lado, principalmente quando tu tá por perto. – gente olha só alguém entendeu alguma coisa disso tudo?

- Menino por favor desenha pra mim, continuo não entendendo nada – ele ficou me olhando acho que tá pensando que eu sou burro, começou a rir da minha cara –

- Cara não dá nem pra querer ficar brabo contigo mesmo, cara eu tento a muito tempo chegar numa pessoa ai, e essa pessoa nunca olhou pra mim de um jeito diferente, tu mal chegou e essa pessoa não para de correr atrás de ti – hummm agora tá melhor, mas ainda tem alguns pontos pra esclarecer –

- Paulo olha só, sem querer me intrometer na tua vida, mas já me intrometendo, tu por acaso....ta afim do .....Victor??

– ele ficou num vermelhão –

- Desculpa Caco, nem eu entendo isso, sei que vocês tão ficando, eu não tenho direito de falar nada, eu só tô com um pouco de ciúme e sei lá.....eu nunca achei que ia ter chance com ele mesmo, é muita areia pro meu caminhãozinho, e depois eu sempre achei que ele era hétero....sempre vi ele com a namorada, e com outras gurias......eu também sou...era...hétero, bicara tô perdido – colocou o rosto entre as mãos, eu fui obrigado a rir –

Ele ficou me olhando, eu não aguentei fui obrigado a ficar rindo da cara dele.

- Caco posso saber o que tem de tão engraçado nisso – acho que peguei pesado –

- Desculpe Paulo, mas perdido é pouco pra ti – continuei a rir –

- Cara da pra parar, não da pra perceber que isso é sério?? –

Ta bom fiquei quietinho, acho que eu tenho uma certa compulsão por chutar a porta do armário de alguns héteros enrustidos, era por isso que não conseguia parar de rir, acho que os heteros deviam se afastar de mim, tipo, cara eu sou um para raio pra heteros que só precisam de um empurrão pra sair do armário, eu sou bom nisso. –

- Paulo dá pra me explicar direitinho tudo isso, até ontem eu sabia que tu gostava só de meninas lembra, tu tá me contando novidades, depois falamos do Victor – Claro que o Victor gostava dele, mas por que eles só não sentavam e conversavam –

- Cara não sei como aconteceu, eu nem sei como dizer, conheço o Victor a alguns anos, ele namorou minha prima e temos o mesmo círculo de amigos, mas ele sempre foi tipo o cara mais lindo da turma as meninas sempre se jogando pra cima dele, nunca vi nada nele que me desse alguma outra ideia a não ser que ele era hetero, eu já sai com alguns caras, mas tudo muito escondido, sempre me considerei bi curioso sei la, mas sempre tive ele na mente entende? – cara fiz sinal com a cabeça que sim, mas não entendia mesmo, mas deixa ele desabafar –

- Ai fiquei sempre na minha, o cara era o maior pegador, e ficamos meio amigos, jogávamos juntos e tal, achei que nunca ia passar disso, ai tu apareceu, e o Victor ficou estranho no começo, depois vocês brigaram, e depois tu me bateu, cara sem ressentimentos eu merecia mesmo, mas o Victor parou na tua, eu vi isso acontecendo e não podia fazer nada.

- Cara na boa não tem como competir contigo, tu é desse jeito. – Que jeito gente –

- Cara tu é marrento, assumido, brigão, não tá nem ai pro que os outros vão dizer, chega pegando os caras e claro o

Victor ficou encantado contigo, vi isso acontecer embaixo dos meus olhos e não consegui fazer nada, tu já tinha ganho o jogo.

- Cara não é assim,

- É sim Caco, hoje quando o Victor chegou atrasado eu sabia que ele tinha ficado contigo, eu quase morri de ciúme, mas não tinha nada pra fazer, nem a quem culpar só eu mesmo, ele nunca soube e tu não fazia ideia do que eu tava sentindo. – o cara tava muito pra baixo, precisava fazer algo pra levantar esse astral –

- Paulo olha só, não vou te mentir por que não faço isso, tem algo rolando com a gente mesmo. – ele ficou triste pra caramba –

- Desculpe eu ainda tinha esperança, sei que tu era apaixonado pelo Edu, mas acho que errei, eu realmente não entendo nada disso. – hummm eu não tava ajudando em nada –

- Cara olha só, eu ainda sou apaixonado pelo Edu, eu e o Victor estamos só nos conhecendo, mas não vai rolar nada sério, até por que o Victor gosta de outra pessoa, pelo menos eu acho, ele só ta me usando pra tentar esquecer essa pessoa.– claro que eu não ia dizer que era ele mesmo, e que o Victor tava aprendendo a fuder comigo, não sou insensível né bicha –

- Não sei se fico feliz ou mais triste ainda, pelo menos se fosse tu eu sabia que ele tava bem, agora se tem outro na jogada é pior, se isso tudo tá acontecendo é por que eu não tive coragem de pelo menos falar com ele, tu sabe quem é??

- Cara isso não importa se tu gosta dele vai lá corre atrás, fala pra ele, como ele vai saber que tu gosta dele. Se o Victor te conhece ou acha que conhece, acha o mesmo que todo mundo, que tu é hetero e que só pega mulher. Como ele vai pesar em ti de outra forma?

O plano todo já tava se desenhando na minha cabeça, bicha eu sou ótima pra juntar os casais, tá pelo menos isso eu fazia bem, já que a minha própria vida eu não conseguia resolver –

Saímos caminhando de volta pra sala, a aula já ia iniciar, quando a gente tava chegando na sala quem aparece..

- Caras preciso falar uma coisa pra vocês. – o Lindo do Victor com aquele sorrisão dele –

- Diz ai Victor – ele tava olhando pro Paulo –

- Terminei com a guria, agora sou um homem solteiro, finalmente posso ficar com a pessoa que tô a fim –

O Paulo abaixou a cabeça e entrou na sala, o Victor ficou sério e ficou me olhando sem entender nada.

Cara por que essa gente é tão complicada.

Resumo da estória, o Paulo não olhava pro Victor e o Victor não olhava pro Paulo, e eu sou a louca na estória toda, caralho por que esses homens não se pegavam logo gente.

Quarta-feira, dia de jogo, não fui na aula, tinha algumas coisas pra fazer e queria arquitetar melhor meu plano. Liguei pro Marcelo a noite.

- Cello, preciso te usar hoje a noite. – ele começou a rir no celular –

- Caralho, tô pronto, só diz o horário, adoro quando tu me usa. – não parava de rir –

- Tá bom também isso, mas preciso ajudar uns amigos e preciso da tua ajuda.

- Hummm conheço esse papo, o que tu ta aprontando agora?

- Nada só preciso que tu vá no jogo a noite e depois venha aqui pra casa. –

- Tá bom, depois me explica melhor isso tudo, mas olha só!

- Fala?

- Tu vai me usar né??

- Palhaço.

Começamos a rir, cara me dá mais um tempo, só eu e o Marcelo que eu me apaixono, que cara gente boa, burro do Vinicius, o Cello precisava tocar a vida dele merecia alguém legal pra ele, ele não tava traindo o Vinicius porque eles não tinham nada pra ser traído, e não, eu e ele seriamos eternamente amigos, e eu ia resolver esse assunto mas depois, tinha outras coisas pra resolver primeiro.

____________________________

Final de jogo, claro eu arrasei né gente, 5 a 3 no time adversário, e sim fiz 3 gols e não eu não sou modesto. O Marcelo tava na arquibancada olhando o jogo, o Victor não falava com o Paulo e vice versa. Apresentei o Marcelo pros guris que não conheciam ele, o Paulo ficou me olhando, tipo, mais um.

Tá eu sou vagaba mesmo, tenho consciência, mas eram só dois, tá bom gente, tem o Matheus mas não vamos misturar as coisas.

Tá bom, eu também não presto, tá eu tô usando os outros pra esquecer o Edu, e por agora é o que temos, e não, eu não quero ninguém na minha vida.

Quero só curtir e pegar geral, minha vida minhas escolhas, quando for pra ser vai ser.

Agora bora ajudar as manas a sair do armário. Tinha falado pro Victor que ele ia jantar lá em casa. Ele saiu e foi pro vestiário pegar as coisas dele, nem olhou pro Victor.

- Paulo, quem sabe vamos jantar, tô varado de fome. – ele ficou olhando pra mim e o Marcelo –

- Tô a fim de cozinhar hoje, e tô te convidando vai negar meu convite?? – tá chantagem emocional, gente sou ótimo nisso –

- Cara nós três? Não quero atrapalhar nada – ele ficou olhando na volta procurando o Victor -

- Cara não tem nada a ver eu e o Caco somos amigos, vamos lá – o Marcelo falou, ok com benefícios mais não precisamos entrar nos detalhes sórdidos. –

- Tá legal, vamos lá, então – ele me olhava meio desconfiado, será que ele pensava que eu ia querer ficar com os dois juntos, nunca pensei nisso.

Tá eu não resisto, claro que pensei gente.

Só de imaginar aqueles dois pelados na minha cama meu pau fica duro, um dia dou um jeito de mandar uma foto do corpo deles, vocês vão me entender, caralho ia ser incrível, só que não, bem se o Victor e o Paulo não derem certo quem sabe -

- Marcelo vai indo com o Paulo que vou com o meu carro, depois tu pode largar o Paulo em casa o que acha?? – o Paulo ficou me olhando, acho que não tava entendendo nada. –

- Claro vamos nessa - adoro o Marcelo, ele tava adorando a ideia. –

- Tá só vou passar no posto e encontro vocês na garagem – o Marcelo saiu arrastando o Paulo, esperei o Victor –

Ele entrou no carro tava meio chateado.

- O que aconteceu Victor tu não ta legal?? – como se eu não soubesse o motivo –

- Tem umas paradas ai, a pessoa que eu tava a fim nem me dá bola cara. – bom tá na hora de dar o nome aos bois -

- Tá certo, mas tu já disse pro Paulo que tu ta a fim dele? –

- Como vou falar Caco ele nem me olha mais direito, não sei nem por que? Achei que eu terminando com a namorada ele ia me dar uma entrada mas nada, nem me olha na cara. Caco, o que tu disse? – já falei pra vocês que ele é fofo e meio lesado né, comecei a rir –

- Como tu sabia que era ele? – gente eles pensam que a gente é burra, ou cega –

- Vic tá na cara, mas relaxa vai dar tudo certo, vamos comer algo e conversamos.

Quando cheguei em casa e entrei na garagem, o carro do Cello já tava estacionado, e os dois estavam esperando.

- O que eles tão fazendo aqui?

- Relaxa que vai dar tudo certo, - ele ficou me olhando com uma cara de desespero -

- Que tu vai fazer Caco? – tadinho tão lindo, e tão lesadinho -

- A janta – comecei a rir dele –

Quando descemos o Paulo ficou branco, quer dizer mais branco, o Celo tava rindo da cara dos dois, eles baixaram a cara e nem se olhavam. Cara era muito engraçado –

Entramos na sala, levei todos pra sacada.

- Gente senta ai, Cello vamos lá na cozinha vou começar o Jantar e tu trás um vinho pra esses dois eles precisam conversar.

O Cello saiu.

- A gente não tem o que falar caco. – o Paulo ficou me olhando –

- Olha só vou demorar tipo 1 hora pra fazer a janta, vocês tem esse tempo pra se acertarem. – ele ficaram me olhando, será que vou ter que desenhar –

- Caralho como vocês são burros, Paulo tu tá a fim do Victor, e sim o Victor tá a fim de ti. – eles ficaram se olhando –

- E sim os dois já ficaram com outros homens, e sim vocês se gostam, e sim podem me agradecer depois, e agora dá pra fechar a boca –

Cheguei na cozinha e o Cello, levou vinho pros dois, ia preparar uma carne assada no forno, e salada pra todos.

Quando o Cello voltou.

- Olha eles tão discutindo, será que vai rolar?

- Claro vai por mim, sei das coisas.

Ele chegou perto me abraçou e encostou o pau na minha bunda.

- Depois a gente vai poder conversar melhor e tu vai me usar??? – cara esse homem falando assim no meu ouvido não vale, já disse pra vocês que posso me apaixonar por ele? -

Caralho acordei muito destruído, olhei pro lado e o Cello tava ali.

Sabe aquele momento que tu pensa, o que aconteceu mesmo?

Ok eu tinha bebido várias. o Cello também, o Paulo idem o Victor também. Mas como começou tudo mesmo, preciso ir no banheiro, entrei no chuveiro precisava colocar as coisas em ordem.

Meu rabo tava ardendo, deixei a agua cair no lombo, ta eu tinha transado com o Cello, acho que já falei que eu posso e apaixonar por ele, ok tô me repetindo.

Durante a preparação da janta ouvimos um bate boca na sacada, só pedi pro Cello passar por lá pra ninguém se matar, ele voltou e disse que tava tudo ok.

Durante a janta eles nem se falaram direito.

Depois da janta fiquei com o Cello na cozinha, e quando fui ver se tava tudo bem voltei correndo pra cozinha, eles

tavam se beijando, ponto pra mim.

Fomos pra sala, eles tavam bem, começamos a beber, a rir, peguei o Cello pela mão, mostrei o outro quarto pros guris, fui pro meu quarto com o Cello, não lembro de todos os detalhes, mas lembro que dormi enroladinho com ele.

Quando sai do chuveiro era quase meio dia, preciso de uma aspirina, fiquei olhando o Cello, pelado na minha cama, sentei, mais uma aspirina, homem gostoso do caralho, pés lindos, grandes tipo 44, panturrilhas grandes, coxas enormes, pau grande grosso caído pro lado, mesmo mole a gente sabe do estrago que ele podia fazer, eu ainda sentia o resultado, cabeça vermelha de fora, barriga tanquinho toda desenhada, peitos fortes malhados, cara de Deus grego e com pelos, todos aparados, barba serrada, cabelos solto todo amarrotado e lindo.

Levantei da cadeira e deitei na cama, fiquei olhando pra ele, fiquei brincando com o pau dele, começou a ficar duro, coloquei na boca.

- Agora que começou vai ter que terminar - ele ficou me olhando é lindo quando acorda –

- Eu não disse que ia te usar.

Quando conseguimos sair do quarto, depois de tomar banhos juntos, fiquei pasmo diante da cena que presenciei.

Acho que eles não conseguiram chegar no quarto.

O Paulo e o Victor estavam dormindo no tapete da sala. Ai comecei a notar os detalhes, eles estavam pelados e abraçados, demorou um tempo pra eu entender, olha só não reclama eu ainda tava com sono, o Cello tinha me fudido a noite toda, eu ainda não tava bem. Mais aspirina .

Cara o Paulo tinha o pau grande pra caralho, coitado do Victor, ou do Paulo sei lá o que fizeram, ai meu Deus não tô bem. Preciso de outra aspirina.

____________________________________________

Greader - Todo dia nao sei querido mas mais seguido sim,,,,abraços

Ricky cansado só, tem o conto do vito mais dois que estou montando de uns meninos que me mandaram por email, tem novidades, só tirei uns dias de folga mesmo, Não bate que me apaixono,,rsrsrs,,bjs

Valtersó - adoro teus comentários, minha vida nao ta afundando guri relaxa, vou colocar meus amigos nos eixos depois resolvo a minha. O Marcelo nao trai o Vinicius, afinal eles nao tem nada, o vinicius vai ser minha ultima cartada. bjs no coraçao mesmo que nao goste de mim..rsrsr (Caco)

Geomateus - o que é eita??? bjs

TomArch - ja disse pra ele se bater me apaixono....bjks

Darla - Adoro, é melhor transar com os amigos que com os inimigos,,,,rsrsrsrs,,,bjs

Kevina - amooooo, ainda bem que tem alguem que gosta de mim, o povo ai ta me achando meio puto demais, me protege....rsrsrsrs...bjks

Sweet - menino adoro um drama, o que seria a vida sem um drama, aguarde e espere....bjks

Atheno - olha que ia ser facil, mas tenho outras ideias

Bernardo, nao se conhecem nao, desencontros e encontros - são sobre um grupo de amigos, o caco é uma historia separada. bjssss

Regi1069 - Calma menino to querendo curtir sozinho, to bem, vou dar um tempo pra minha cabeça. bjksss

Hort - é facil ser livre querido, vai la te joga - bjsss no coração

Mattiazzo - caralho menino 16 anos, é foda, a gente nao perde o tino pra caçada, vai por mim, é só desenferrujar, olha to na fase se o sexo for bom nao precisa o pacote, ja me dou por satisfeito...qualquer coisa tamos ai se quiser flar...bjssss força - brigaddu por achar que mereço.

Comentários

17/08/2017 13:56:41
Gente, esse capítulo foi... cadê a aspirina kkk
15/08/2017 00:48:01
Moço, não vivo mais sem suas narrativas! Beijuuuuuu!!!
13/08/2017 09:00:48
Acho que Paulo e Victor se acertam. Realmente vc tá tirando todos os "heteros" do armário rsrsrs. E comportece na festa com o Carlos. Só que não rsrsrs. Bjus
12/08/2017 18:14:31
Entro no site pra ver se tem atualização sua e o que vejo? 2 cap. maravilhosos...Caco ajudando as pessoas, mas quem vai ajudar o Caco?...Carlos chegando com notícias do Edu...Gostaria muito que rolasse um romance entre Vc e o Cello, mas sei que o coração do Cello está em outra e o seu tb, mesmo sabendo que nenhum dos dois mereçam vcs...Amando cada vez mais esse conto...Bjs e bom find...(Respondendo a sua pergunta do cap. anterior...Não é só vcs que pensam em sexo, não sou homo e penso em sexo quase 24 hrs por dia. Amo demais, mas só com o gostoso do meu maridão que sabe fazer muuuitoooo beemmm...Caramba, não era pra fazer propaganda...kkkk )
12/08/2017 16:04:33
Ok obrigado pelo conselho e como falo com vc kkkk(como.disse o não eu já tenho vai que rola um sim kkk) to com saudades do Edu...outra curiosidade qual tua idade hj....nem sei se leio o conto primeiro ou tuas respostas rs... obrigado
12/08/2017 13:43:46
A bicha é poderosa e gulosa kkkkkk Eita é uma expressão cearense de surpresa e de putaria.
12/08/2017 10:56:29
Volta edu.
12/08/2017 03:53:06
Adorei que o Paulo ficou com o Vic! Queria mesmo que o Caco ficasse com o Celo de verdade, mesmo amando o Edu acho que eles podiam se dar uma chance ao invés de ser apenas sexo. Beijão!
12/08/2017 02:20:50
Kkkkk vou ti dar uma coçar de piru isso sim ... Porra ta escrevendo pouco. .. Mas que bom que você postou outro conto rápido. .. Mas posso lhe pedi uma coisa .. Me chama no Whatsapp... Tenho umas ideias que você vai mega gosta de posta aqui no site
12/08/2017 01:21:53
PAULO CONSEGUIU MEIO QUE ENROLADO TE DESCREVER UM POUCO. GOSTO DESSE TEU JEITO DE AJUDAR AS PESSOAS, AFINAL PARA QUE SERVEM OS AMIGOS NÉ MESMO? MAS SUA VIDA ESTÁ FICANDO... TO SENTINDO MUITA FALTA DO EDU.
12/08/2017 01:19:38
Amei o capítulo, esse protagonista é maravilhoso.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.