Casa dos Contos Eróticos

O frentista dominador 10

Autor: GatoLindo
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 02/08/2017 13:48:50
Nota 9.25
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

15 horas de domingo e o quarto de Juliano era uma orgia total. O cheiro forte de suor e sexo exalava no ar. De quatro na cama uma loirinha magrinha empalada por um coroa negro barrigudo. Era a terceira vez que Patricia era comida pelo porteiro. A bunda vermelha denunciava a surra de cinto que tinha tomado depois do almoço. Os cabelos eram puxados por uma das mãos do negão enquanto a outra segurava firme sua cintura.

Esparramado em uma poltrona Wadson recebia um boquete de seu submisso. O frentista tinha chegado a tempo de almoçar e participar da festa iniciada pelo amigo. As vezes enterrava a cabeça de Juliano em sua geba de tanto tesão que sentia vendo a loirinha ser esculachada.

Seu Izaias não dava trégua, fazia a branquinha gemer enterrando 23 cm dentro de forma bruta e carinhosa ao mesmo tempo. O porteiro deu uma pausa e se virou para o amigo:

-Chega ai peão. Coloca seu viado aqui também!

Wadson puxou o bombado e o colocou de 4 na cama ao lado da amiga. Deu um socão em suas costas fazendo-o arrebitar mais a bunda. A metida foi seca. Enquanto seu Izaias castigava a buceta da garota, o frentista enterrava na bunda do bombado. Agora o barulho intenso do sexo, tapas, mordidas nas costas. As vezes os dois fudedores disputavam quem metia mais fundo, e os amigos de faculdade é que literalmente se fudiam.

-Deixa eu meter na patricinha deixa- Wadson pediu permissão para o porteiro que cravou o pau mais fundo como se despedindo do corpo da loirinha.

-Vai lá enquanto arregaço o viado.

As posições dos ativos se inverteram. Agora Wadson enterrava fundo em Patricia. Virou a garota de frente em um papai e mamãe para aproveitar os lábios. Patricia tinha gostado do cafuçu. Afinal Wadson é um belo moreno, com corpo torneado naturalmente. A beleza rústica do frentista tinha encantado a garota de classe média alta desde o momento em que ela o viu entrar no apartamento. Isso fez com que ela se entregasse ainda mais ao coito. O cafuçu não encontrava nenhuma resistência, retesando seu corpo e indo fundo no útero da garota, parecendo um bate estaca.

Juliano era arregaçado pelos 23 cm do porteiro que não tinha dó da sua bunda. Enterrou tão forte que o bombado arriou na cama sendo totalmente coberto pelo negro barrigudo que travou seu pescoço. Parecia que ia atravessar seu cú até o colchão.

Os dois fudedores gozaram juntos deixando suas putas arregaçadas e sem forças. Patrícia tinha um sorrisinho no rosto de quem estava leve de tanto gozar. Juliano não conseguia se mexer tamanha brutalidade a que tinha sido submetido.

Wadson e seu Izaias se entreolharam suados e satisfeitos, saindo do quarto em direção a cozinha em busca de uma merecida gelada. Os dois submissos ficaram no quarto. Foi Patrícia quem quebrou o silêncio:

-Migo!! Que moreno é este!!???

Juliano só conseguiu balbuciar:

-Tira o olho!!

Comentários

01/09/2017 18:22:47
Não tinha achado bom o lance de incluir a amiga, mas ficou até interessante...os dois dando lado a lado na cama... nossaa!!!
03/08/2017 15:16:03
Ótimo
02/08/2017 17:13:28
muito curto
02/08/2017 16:25:11
Quem sabe até um beijo também entre o Viado é amiga puta
02/08/2017 16:24:47
Continua!!!!! Coloca uma conversa bem legal entre as duas passivas é claro mais sexo

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.