Casa dos Contos Eróticos

MINHA ESPOSA É TARADA... MAS... MINHA SOGRA É MAIS! Parte 2 (Conto do TETE)

Autor: TETE
Categoria: Grupal
Data: 20/07/2017 08:14:53
Última revisão: 16/08/2017 23:29:47
Nota 9.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Passados alguns dias tive a certeza que a vida de casado restava muito melhor do que poderia imaginar, minha esposa putinha sabia como me agradar e eu também fazia tudo que ela me pedia... minha sogra era uma pessoa incrivelmente de bem com a vida e não restava duvidas que tanto mãe quanto a filha eram duas mulheres extremamente exibicionistas e taradas.

Eu tinha muito curiosidade sobre a vida sexual da minha sogra gostosona e foi então que apos uma trepada deliciosa com minha esposa putinha no sofá da nossa sala resolvi tocar no assunto dizendo:

-Renata... me fala uma coisa sobre a sua mãe... do jeito que ela é linda e sexy... deve ter um bando de machos atrás dela... ela adora se exibir... alias... nesse sentido você e ela são unha e carne... vivem mostrando para todos que são gostosas demais... mas... acho que quando ela era casada com seu pai... ela não devia ser fiel a ele né... ela tem cara de mais tarada que você... teu pai deve ter levado um montão de chifres!

-Que maridão mais curioso que eu tenho... querendo saber da vida sexual da sogra... seu safado tarado... mas... como não sou de guardar segredo vou te contar o que sei sobre minha querida mamãe: Realmente meu maridão pirocudo tem razão... meu pai levou chifres durante todo o tempo que ficou casado com mamãe... ela sempre foi taradona e sendo linda e sensual do jeito que é... os machos a assediavam constantemente... ela me confidenciou que só conseguiu ser fiel a papai durante um ano... depois que a safada deu a primeira vez pra outro macho... não parou mais... papai além de muito controlador também tinha um “pequeno defeito”, piroca pequena demais pro enorme tesão da mamãe... a putona adora uma piroca grande e grossa... eu também né amor... depois que experimentei a tua fiquei loucona pelas grossonas... delicia!

-É... pelo jeito tua mãe é mesmo um fodão... mas... fala pra mim... você já pegou a tarada transando com alguem?

-Claro que sim... quando mamãe tá com tesão fica doidona e não mede as conseqüências e dá mesmo... e como papai sempre foi vendedor e viajava bastante a putona tinha total liberdade pra trepar com outros machos... então vou te contar duas safadezas dela: Um dia voltei mais cedo do colégio e peguei a tarada da minha mãe trepando com filho da faxineira... o garotão devia ter no máximo 18 anos e era bem pirocudo... enquanto a mãe dele lavava as calçadas minha mãe dava gostoso pro safadinho no sofá de sala... outro que sempre comia minha mãe era o jardineiro que vinha dar um trato no jardim... o Sr. João era um morenão de 40 anos fortão e dei um flagra nos dois transando na própria cama dela... ele tinha uma piroca enorme quase do tamanho da tua... e minha mãe rebolava que nem louca dando o rabo pra ele e o safado enchia o bundão da mamãe de tapas e a safada gostava muito de dar pra ele... porque quase toda semana o taradão vinha visitar a putona e assisti várias trepadas dos dois!

Com certeza minha sogra gostosona era uma cadela que vivia no cio e ficar sabendo disso me fez passar a ter idéias bem safadas sobre a puta... minha pica grossa já estava dura novamente e pra não parecer que estava querendo saber demais sobre ela mudei a conversa dizendo:

-Renata... pelo que você tá me contando minha querida sogra é ninfomaníaca... apesar de que acho que a filhinha dela também não é muito diferente... você já abriu o jogo comigo dizendo que sempre foi putinha desde a adolescência... eu adoro saber dessas historinhas sacanas tipo a que me contou sobre sua mãe taradona... mas... você ainda não contou nada tão safado que aconteceu com minha esposa putinha... conta pra mim... garanto que você aprontou muitas safadezinhas também... me deixa com mais tesão do que já to!

-Seu safado pervertido... bem... já que tá querendo saber também vou contar duas safadezas inesqueciveis: Eu ainda era virgem tanto na xoxota quanto no cuzinho quando descobri que mamãe trepava gostoso com o Seu João... a tarada rebolava que nem louca na pirocona enorme dele... eu já tinha beijado alguns rapazes e também já tinha batido punheta para os safadinhos... mas todos tinham piroca pequena... quando vi aquela pirocona entrando e saindo com força da xoxotona e do cuzinho da minha mãe puta... fiquei ensopada no ato me imaginando no lugar dela sendo comida daquele jeito... esfreguei meu grelo teso e gozei gostoso... depois da primeira vez sempre que o Seu João vinha em minha casa eu já sabia que depois do serviço de jardinagem a putaria rolava quente entre eles e sempre dei um jeito de assistir... eu fingia que tinha saido de casa e me escondia no meu quarto e quando a safadeza começava assistia tudo me masturbando que nem louca... só que o safado do Seu João percebeu que eu espiava os dois o safado resolveu me pegar também... e foi então que numa tarde... mamãe tinha ido ao fórum... eu estava deitada de bruços no sofá da sala de minissaia curtinha quando ele entrou e todo taradão já foi me agarrando e em segundos arrancou minha calcinha... fiquei um pouco com medo e gritei que ainda era virgem... mas o safado sorrindo disse que ia me ensinar a ser puta igual minha mãe e me colocando de 4 começou a me lamber por trás... quando senti a linguona quente dele deslizando na minha raxinha virgem até no meu cuzinho entrei e em transe e comecei a gemer... o safado enfiava dois dedos no meu cuzinho e sugava meu grelo me levando à loucura... gozei rapidinho... ele então se levantou e passou a pincelar aquela pirocona enorme na minha raxinha toda melecada e todo safado deu umas fincadinhas de leve no meu cuzinho virgem... achei que ele ia me descabaçar todinha... mas o safadão talvez com receio de estourar o cabaço de uma garota tão novinha no sofá da própria casa se sentou e todo machão me pegando pelos cabelos enfiou aquela pirocona na minha boca e todo taradão disse que era pra mamar gostoso que ele ia encher minha boca de leitinho quente... fiz o que ele mandou e logo ele começou a ejacular um monte de porra na minha boca... o safado urrava de prazer... e eu engoli tudinho... o meu tesão era tanto que quase implorei pra ele me desvirginar... mas... logo em seguida escutei o portão da garagem abrindo... era minha mãe voltando e corri para o meu quarto... quando surgiu outra chance seu João fez a mesma coisa... me deu um banho de lingua em cima da mesa da cozinha e gozei que nem uma doida... o safado sabia como chupar uma bucetinha virgem... ele enfiava dois dedos no meu cuzinho e sugava forte meu grelo... nossa... eu tinha um gozo atrás do outro... só que dessa vez ele me colocou debruçada sobre a mesa... mandou-me empinar o rabo e ficou brincando com a cabeçona enorme de sua pirocona na portinha do meu cuzinho virgem... ele dava umas forçadas penetrando a pontinha dela até que ele gozou e deu pra sentir os jatos da porra quente melecando meu cuzinho tesudo... eu queria que ele tivesse me enrabado... mas ficou só na vontade... o safado dizia que quando eu perdesse os cabaços com um namoradinho iria me foder inteirinha do jeito que comia minha mãe puta.

-Renata... você realmente é uma putinha muito louca... nossa... me deu um tesão doido imaginando você fazendo isso com o jardineiro... mas... e sua mãe... ficou sabendo dessa tua safadeza... e o tal do João... depois que voce perdeu o cabaço ele não te comeu?

-Só contei pra ela há uns três meses... um dia estávamos conversando sobre sacanagens e resolvemos contar uma para a outra as safadezas que já tínhamos aprontado... muita putaria... infelizmente o seu João teve que se mudar da cidade e sumiu... nunca mais apareceu... senão eu tinha dado pro pirocudo igual minha mãe putona... mas... acho que meu maridão tarado vai gostar muito de saber como fui descabaçada... foi muito louco também!

-Conta logo sua putinha... olha como to... minha pica ta dura de novo... nem parece que gozei agora a pouco.

Renata sorrindo safada se sentou no meu colo de frente, passou os braços pelo meu pescoço e pegando minha rola encaixou entre os lábios grandes de sua buceta e foi soltando o corpo bem devagarinho engolindo minha rola dizendo:

-Hummmm... vou contar sim... com todos os detalhes... mas quero fazer isso com essa piroca grossa atoladinha na minha xoxota tesuda... acho que vai ser mais gostoso ainda... deliciaaaaaaaa! Então amor... depois que o seu João despertou de vez a putinha que existia dentro de mim, minha mente que já era repleta de sacanagens ficou ainda mais pervertida e foi então que conheci Juliana uma loirinha magra, ela estudava na sala ao lado da minha e acabamos nos conhecendo e fazendo amizade no carrinho de cachorro quente que existia em frente do colégio onde comiamos lanches praticamente todos os dias. Juliana apesar de não ter corpão tinha olhos verdes e um rostinho muito lindo e logo percebi que também era taradinha e ainda virgem na xoxota... contou sobre seus namoradinhos... já tinha chupado a piroca de dois carinhas e que um homem tinha comido seu cuzinho... também contei o que já tinha feito com os rapazes e principalmente com o Seu João e foi então que ela me chamou pra ir até sua casa assistir filmes pornôs e claro que topei... ela morava com a mãe e o padrastoe como ambos trabalhavam fora e a gente ficava a vontade na parte da tarde. Nas duas primeiras sessão da tarde pornô foi tudo normal até que na terceira vez ela me propôs ficarmos nuas e rapidinho tiramos a roupa e quando me dei conta aquela putinha loira estava com sua boca me lambendo e chupando inteirinha... a safada tinha língua e lábios deliciosos... gozei como uma cadela no cio... eu nunca tinha feito isso antes com uma garota... mas adorei... e repetiamos a safadeza quando tínhamos chance... até que uma tarde estávamos peladinhas em cima da cama no quarto dela... uma chupando a outra quando a porta se abriu e o padrasto entrou e já foi chamando nos duas de lesbicas safadas... putinhas... vadias e mais um monte de adjetivos e quando eu e Juliana tentamos nos vestir ele nos pegou pelos cabelos e deu uns tapas na cara da gente... ele era um morenão cheio de músculos e mandou que ficassemos quietinhas... que ia dar pra nos o que precisavamos e trancando a porta do quarto disse todo macho que se começassemos a gritar ia cobrir a gente de porrada... em segundos ele ficou peladão... sua piroca estava dura como uma rocha... não era grandona como a do seu João... mas era maior do que já tinha pegado dos garotos... ele então me puxou pelos cabelos e me colocou de 4 na cama... fez o mesmo com Juliana... e todo taradão cravou sua piroca dura na minha xoxota virgem estourando meu cabaço sem dó... o sangue escorreu pelas minhas coxas... em seguida ele fez igualzinho com a enteada e arrombou a xoxotinha do mesmo jeito... o sangue escorria da minha xoxota e da dela e o taradão comeu nos duas durante vários minutos e o safado quando foi gozar gozou no meu cuzinho... ele também foi o primeiro a arrombar meu cuzinho... o taradão depois disso vestiu a roupa e foi embora nos deixando ali no quarto e Juliana então abriu o jogo dizendo que o padrasto a assediava há bastante tempo e já tinha tirado o cabaço do seu cuzinho... a safada disse que adorava transar com garotas... mas gozava pelo cu dando para o padrasto... fiquei desconfiada que a putinha loira tivesse tramado o flagra com o padrasto tarado pra estourar meus cabacinhos... mas a safadinha não assumiu ter feito isso... na verdade adorei tudo que tinha acontecido naquela tarde... mesmo sentindo um pouco de dor gozei gostoso sendo descabaçada... e durante dois meses eu e Juliana éramos comidas pelo padrasto taradão... gozava que nem louca na piroca dele me fodendo e com a boquinha tesuda da safada me lambendo ao mesmo tempo... aiiii Marcos que tesão ta me dando lembrando disso... ahhhh... vou gozar no teu pirocão... ahhhh... meu macho taradoooooo... safadooo... faz sua putinha gozar!

Pensei que minha putinha tarada tinha levado um choque de 220v de tanto que ela rebolava espetada na minha pica grossa e dando um gritinho alto gozou tanto que chegou a escorrer pelo meu saco... a safadinha tinha tido um orgasmo incrivel se lembrando de como tinha sido desvirginada.

Devagar fomos nos acalmando, mas minha pica grossa ainda se mantinha rija como aço dentro daquele bucetão tesudo e bem sacana disse:

-Então minha esposa putinha também gosta de meninas sua tarada safada... hummm... só de me imaginar no lugar do padrasto fodendo você e a enteada loirinha também de deixou taradão... mas... porque essa putaria de vocês durou só dois meses?

-Ai amor... gozando assim desse jeito vou ficar magrinha... até parece que fiz xixi... nossa... realmente foi uma pena ter durado só dois meses, mas o problema foi que a mãe da Juliana desconfiou que o marido estava enchendo a cabeça dela de chifres e logo descobriu que estava sendo corneada pela própria filha... e ai o bicho pegou... ela quase cortou a piroca dele quando descobriu que tinha tirado todos os cabaços da filha loirinha e o taradão com medo dos problemas que poderiam surgir desapareceu do mapa... nunca mais tivemos noticias.

-Eita... que rolo danado hein... mas... e a tua amiga loirinha safada... o que aconteceu com a vadiazinha... vocês não se encontraram mais?

-Só sei que a mãe dela era brava pra cacete e moeu ela na cinta... deixou a putinha completamente marcada e mandou-a morar com o pai em outro estado... ela me ligou algumas vezes... mas depois disso o celular dela só cai na caixa postal... uma pena... gostaria de saber se a safadinha esta bem.

-Hummmm... é realmente é uma pena... eu também gostaria de conhecer essa loirinha tarada que fez minha esposa putinha gozar que nem louca!

-Seu tarado safado... tenho certeza que meu macho pirocudo não gostaria de apenas conhecer a Juliana... iria querer comer nos duas juntas isso sim!

-Renata... pelo que você me contou sobre as safadezas que vocês duas faziam com certeza qualquer macho adoraria de ter as putinhas gostosas peladinhas na cama... e fodê-las inteirinhas... ahhh... seria uma delicia isso acontecer!

Minha pica parecia que ia explodir de tão dura dentro do bucetão delicioso da minha putinha tarada que voltou a rebolar deliciosamente sussurrando:

-Ahhh... que picora deliciosa... minha xoxota adora ser todinha preenchida... ahhh... goza pra tua putinha goza... meu macho gostoso... pode deixar que um dia realizo essa tua fantasia... meu taradão gostosooo... enche minha xoxota de porra quentinha... enche... ahhhhh!

Não me contive e gozei gostoso inundando de porra quente o bucetão guloso da minha putinha tarada... só então a coisa deu uma acalmada.

Ter uma putinha tão pervertida como esposa era tudo de bom... nunca gozei tão gostoso com outras mulheres como gozava com minha vadiazinha!

Os dias continuavam sendo maravilhosos no café da manhã... a sogra gostosa e minha esposa putinha a cada dia se mostravam mais lindas e sensuais... era difícil não ficar de rola dura ao lado das duas rebolando pra la e pra ca com minusculas roupas naquela cozinha até que aconteceu algo que iria dar uma agitada de verdade.

Naquele final de semana Renata me comunicou que passaria aquele domingo com o pai... já fazia algumas semanas que não almoçava com ele e não tinha como recusar e então falei pra ela que também iria passar com minha família.

No domingo acordei um pouco mais tarde... minha esposa putinha já havia saído... acordei com o tesão acima do normal... já era o terceiro dia sem sexo... Renata havia menstruado na sexta-feira e como sofria de cólicas terrriveis nesse período não rolou nada... nem um boquete... minha pica grossa estava dura como uma rocha e tomei um banho gelado pra despertar de vez.

Em seguida vesti uma bermuda bem confortável com uma camiseta e até pensei em sair direto para a casa da minha mãe, mas antes resolvi dar uma olhadinha na cozinha da minha querida sogra pra ver se ela tinha feito café... achei que por ser domingo talvez ainda estivesse dormindo.

Assim que entrei na cozinha minha sogra não estava, mas notei que a mesa estava posta e então pegando a garrafa térmica enchi uma xícara de café e assim que me sentei na cadeira minha querida sogra entrou na cozinha e vindo até a cadeira onde me sentei deu dois beijinhos no meu rosto dizendo:

-Bom dia querido genro... que bom que você veio tomar café comigo... achei que você já tinha saído... minha filhinha me passou mensagem dizendo que ia passar o domingo com o meu ex e que você iria pra casa da sua família... por isso não fiz muita coisa para o café... se você quiser mais alguma coisa... é só pedir que eu faço pra você meu querido!

Se nos outros dias anteriores minha sogra exalava sensualidade naquele domingo ela arrasou de vez... ela havia colocado um hobby dourado de seda curtinho e na cintura apenas um laço mal feito prendia os lados da frente... os bicos enormes dos seios dela pareciam furar o fino tecido... tive a ereção mais rapida desde que havia me mudado pra aquela casa e após dar um gole na xicara decidi ser bem safado dizendo:

-Dra. Sonia... sou obrigado a lhe dar parabéns... você sempre consegue se superar... esse hooby te deixou ainda mais linda e sexy... perfeita... e o café esta ótimo!

Minha sogra deu um sorrisinho sacana e dando uma voltinha na ponta dos pés bem pertinho da cadeira onde estava sentado disse:

-É né seu safado... eu sabia que você ia gostar... outro dia eu ia colocar esse hobby... mas achei que minha filhota poderia achar que uma sogra direita não deveria ser tão ousada diante de seu genro!

Não tinha como controlar minha ereção e a frente da minha bermuda estufou de vez... a barraca ficou totalmente armada e todo safado disse:

-Sogra... acho que sua filha putinha é tão safada quanto à mãe... sem contar que conhece muito bem a mãe puta que tem... não acredito que ela iria achar ruim você aparecer aqui assim vestida desse jeito... alias... devo dizer que esse hobby ficaria ainda mais perfeito com apenas mais um detalhe!

Minha sogra já tinha notado minha barraca armada... e ela então chegou bem perto de mim e toda safada disse:

-Que genro mais safado que minha filhinha trouxe pra minha casa... me chamando de puta e safada... fale pra sua sogra querida qual o detalhe que tá faltando no meu hobby!

Decidi que iria partir pra cima daquela puta predadora... depois do que minha esposa putinha havia comentado sobre sua mãe eu sabia muito bem o que iria fazer com aquela vagabunda... e em seguida puxei o laço da cintura do hobby e ele se abriu inteiro mostrando os seios enormes e a bucetona depilada da safada e em segundos tirei a bermuda e minha pica grossa se mostrou imponente com a cabeçona toda babada e todo tarado disse:

-Agora sim está do jeito que eu gosto... e eu também estou do jeito que minha sogra puta também queria... vou te foder inteirinha sua cachorra safada... vadia... puta... vou te dar o que você tá querendo sua vagabunda... gostosa!

Me levantei e puxando o corpo da minha sogra contra o meu colamos nossas bocas num beijo cheio de volúpia... minha pica babada deslizava entre suas coxas e ela toda tesuda sussurrou:

-Ahhh... que pauzão grosso... bem que minha filha falou... sou louca por pauzão... desde que minha filhinha putinha falou sobre você fiquei louca pra dar pra você seu tarado... eu já tinha visto voce e minha filha trepando na sala de vocês... vocês deixam as portas e as janelas abertas... eu adoro assistir gente metendo... ainda mais uma putinha tarada igual minha filha... agora vamos pra sala meu macho... quero tudo e mais um pouco do que você faz com minha filhinha puta... ahhhh... quero dar até cansar pro meu genro tarado!

Minha sogra era outra vadia que gostava de ser comida de 4 porque se colocou no sofá e empinando aquele rabão enorme sussurrou:

-Me pega gostoso... sem dó... vou mostrar por meu genro pauzudo que sua sogra é a melhor puta que você já comeu na vida seu safado gostoso... me fode... me come... bate na minha bunda... eu adoro apanhar de macho de verdade... sou todinha sua seu cachorrão safado... ahhhhh!

Cravei minha pica grossa naquele bucetão tesudo e era tão quente quanto da filhinha puta e soquei com força até o talo... a vadia deu um gemido alto e passou a rebolar gostoso... aproveitei e enchi a bundona da tarada de tapas... ela dava gritinhos dizendo que estava doendo... mas pedia pra bater mais... bati sem dó... deixei a bunda toda vermelha... a vagabunda tinha um gozo atrás do outro como a filha... que delicia... troquei minha pica de buraco e soquei no cu da vadia... ela nem reclamou... rebolou ainda mais... adorava dar o rabo... eu puxava os cabelos da vadia e socava minha pica sem dó... o barulho de nossos corpos batendo um no outro era inebriante... enchi o cuzão da safada tarada de porra fervente.

Depois daquela foda deliciosa fomos para o banho no quarto da putona tarada e minha pica grossa não ficou mole muito tempo... minha sogra safada já caiu de boca nela deixando-a dura novamente e fomos pra cama da vagabunda que cavalgou e rebolou como uma louca espetada na minha pica... era difícil saber qual das duas putas era a mais gostosa, se a mãe ou a filha, mas com certeza eram as duas melhores fodas da minha vida... minha sogra tinha um lado sadomaso bem acentuado e gostava muito de levar uns tapas bem dados e satisfiz os seus desejos explorando seus limites e deu pra perceber que a safadeza estava apenas começando e teríamos muitas experiências a serem vividas.

Nem fui almoçar na casa da minha mãe... eu a sogra tarada trepamos quase o dia inteiro... a safada me confessou que fazia um bom tempo que não trepava gostoso... os machos que ela havia pegado nas ultimas semanas não a tinham feito gozar como ela gostava e precisava.

Quando nos despedimos ela me perguntou sobre a filha ficar sabendo do que havia acontecido e respondi que assim que ela voltasse eu iria contar tudo que tinha rolado entre nos... não iria ficar com mentiras... e depois veríamos o que iria acontecer e minha querido sogra concordou que realmente era melhor que fosse assim.

E tudo foi resolvido bem mais facil do que imaginei... o prazer passou a ser dobrado... passei a foder a mãe e a filha juntas no sofá... dois rabos e duas bucetões maravilhosos sendo comidos lado a lado... não está sendo facil dar conta de duas taradas insaciáveis... mas tô encarando com vontade.

A primeira parte desse conto esta no setor dos mais lidos em 12º lugar!

Skype: tete-cp1

Se quiserem mais contos do TETE acessem meu perfil:

http://www.casadoscontos.com.br/perfil/150463 ou

peçam links dos meus contos pelo skype que envio pra vocês.

sssssssszaz

Comentários

21/07/2017 01:42:26
Delícia!!
g7p
20/07/2017 17:46:18
deliciaaaaaaaaaaaaa!
20/07/2017 17:44:54
10

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.