Casa dos Contos Eróticos

Meu padrasto me fudeu sem dó

Autor: Hibridos
Categoria: Homossexual
Data: 18/07/2017 16:48:44
Nota 8.33
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, meu nome é Riu, sou loiro, bronzeado do sol, cabelo liso, magrinho, mais tenho uma bundinha boa, bem meu pai morreu quando eu tinha 2 anos, hoje tenho 17, desde todo esse tempo ela nunca arranjou um namorado fixo.

Cheguei em casa e vi ele lá,

-Mãe cheguei

-Filho quero conheça uma pessoa!

-Quem?

-Filho esse é o Carlos, meu namorado

Quando vi o homem fiquei estatico, era um gostoso, tinha 2 metros de altura, gostoso, uma coxa gigante, tinha até que dobrar meu pescoço para olhar aquele homem, ele era meio pardo, latino, tinha o cabelo cortado na 2, braços grandes, peitoral, barriga de chopp, mais tb muito gostosa, e um volumão.

Não demorou dois meses e ele veio morar com a gente, eu descobrir que ele ja tinha um caso com minha mãe a 5 anos, mais que justo ele vir morar com a gente.

Quando vi ele um dia na minha piscina com aquela sunga branca, toda marcada com o desenho do pau, bebendo uma cerveja e se bronzeando, eu fiquei nervoso, corri pro banheiro para me masturbar vendo aquela cena, gozei horrores pensando no Carlos.

Uma vez fui para uma festa com os amigos, e quando cheguei percebi que tinha perdido minha chave, então fui pular a janela do meu quarto, eu era seco e passava facilmente pela fresta da janela, mais nesse dia, eu subi na varanda, minha varanda e a da minha mãe se interligam, eu ouvi uns gemidos, e fui ver o que era aquilo, chegando lá me deparei com minha mãe de quatro e ele devorando ela com tanta força, ele comia ela com uma intensidade, que ela gritava, bati uma punheta ali mesmo, gozei no vidro da porta da varanda da minha mãe, voltei pro meu quarto e fui até a cozinha, quando desci advinha quem já estava la, Carlos

-Oi Riu

-Oi Carlos!

-Não te ouvi chegar

-Eu tive que pular a janela do meu quarto, perdi minha chave

-Pq não bateu?

-Pensei que vcs estavam dormindo

-Sua mãe que estava roncando ai eu despertei

-Sei, sei

Nossa que cinico, ele tava se acabando na buceta dela, e agora dizia que ela estava roncando

Um dia eu estava chegando da escola, e ele estava na sala, entrei em casa e percebi que ele se masturbava vendo um pornozão, e não percebeu minha presença, com uma mão ele segurava o shorts amarelo e com a outra batia a punheta, eu fiquei atrás de uma planta olhando aquele tamanho de caralhão, cheguei passar mal imaginando eu chupando ele, devia ter uns 20cm grossão, estava dali vendo tudo completamente tomado pelo tesão, sem perceber eu fiz barulho, e ele viu e se assustou com minha presença, imediatamente guardou o pau no shorts, ele veio até mim

-Po cara não fala nada para tua mãe não, por favor, pelo amor de deus, não fala nada pra ela, se não vai dar um problema serio pra mim!

Ele falava isso tentando esconder o pau visivelmente duro no shorts

Sei que não é certo mais tive que chantagear aquele homem sarado e gostoso

-Mais o q que eu vou ganhar com isso?

-Ue vc que sabe. tem aquele tablet que vc tava querendo

-Mais eu não quero tablet

Digo jogando a mochila no sofá e pegando no pau, ele afasta minha mão

-Que isso, como assim não quer, se vc quiser tb te dou um dinheiro

-Não, que dinheiro, minha mãe tem dinheiro, vou querer dinheiro pra que, quero outra coisa

Digo pegando no pau dele dinovo

-Po tu quer meu pau

-Quero

-Tem certeza?

-Vc não quer que eu guarde segredo, então vou guardar

-Tem que guardar então tá, segredo nosso

-É nois

-Tabom então

Ele começou a abaixar o short, depois a sunga branca, e por fim o pau, de perto era maior ainda, fiquei de joelhos e coloquei o pau meia bomba na boca

-Ahhhhh, ssssss

Ele colocou a mão na minha cabeça e começou a empurrar para o pau dele, que ia endurecendo na minha boca, descia, chupava o saco, enquanto ele batia uma punheta

-É isso que tu queria é

-É!

Dizia de boca cheia

-Vai contar para tua mãe vai,vai contar ou não

Ele tirava o pau da minha boca

-Isso aqui vai calar tua boca, vai

Dizia batendo o mastro na minha lingua

Ele tirou minha blusa

-Vou comer essa bundinha caralho

Tirei o resto da roupa, quando ele me sentou no sofá, colocou o pau na minha boca tapou meu nariz, e colocou o pau na minha garganta, chega me entalei

Ele se sentou no sofá, e eu fiquei entre suas pernas chupando seu pauzão e massageando seu peitoral delicioso

-Vc vai aguentar essa pica toda dentro do seu cu?

-Uhum

-Safada

-Vem ca então vem

Ele me levantou, me virou de costas deu uma farta cusparada na minha bunda e começou a me dedar, um dedo, dois dedos, tres, fui por cima dele e ele sentado, ele colocou o pau na entrada e começou a descer

-Ai, não, não ta doendo

-Oh cuzinho gostoso, não fica aqui

Ele dizia me segurando, e me descendo, meu cu engolia o pau dele, que desaparecia aos poucos no meu botãozinho apertado

-Aiiii, para, para, para, tira, tira

-O cuzinho apertado, tu não queria piru ein, to te dando piru

-Ahhhhh, ahhhhh

-Tu vai contar para sua mãe vai, vai contar para mamãe

Com o pau dele todo dentro de mim, comecei a quicar no pau dele, enquanto ele me dava tapas, com suas mãozonas enormes

-Ahhhhhh, ahhhhhhh

-O cuzinho gostoso, SSSSSSSS, UMMMMMM

Comecei a rebolar

-Isso rebola no meu pau vai

-Ahhhhhhh

-Deixa eu comer esse cuzinho gostozinho de quatro vai

Fiquei de quatro no sofá, e ele em pé, veio por trás de mim e enfiou de uma vez, arrancando gemidos de mim, começou a meter em mim igual metia na minha mãe

-Aqui ó

Um tapa

-Putinha safada

Outro tapa

-Ahhhh, isso mete vai

-Puta safada

Outro tapa

-Que cu é esse ein, caralho, to quase gozando com esse cuzinho

Ele me colocou em pé na parede com o pé em cima do rack da tv, e meteu por trás enquanto eu batia uma punheta

-Vai contar pra tua mãe agora vai, com esse piru todo no seu cu vai

-SSSSSSSS, Não

-Se tu contar vou te dar mais piru, pra tu aprender a calar a boquinha viadinho

-Ahhhhhh

-Vou encher teu cuzinho de leite caralho

-Não goza no meu cu não

-Vou gozar sim, vou encher teu cuzinho de leite para tu aprender a ficar quietinho caralho

Senti ele meter mais forte, chega fazia barulho da virilha dele batendo na minha bunda

-AHHHHHHH, AHHHHH, TOMA LEITE CARALHO

Senti varias jatadas fortes direto na minha bunda

-Ahhhhh, caralho, ahhhhhh, porra que gozada gostosa dentro desse cu caralho

Comecei a empurrar a porra pra fora

Sentamos no sofá exaustos

-Gostosão

-Vai contar para sua mãe vai?

-Nunca, vai ser nosso segredinho

-Fica bem calado, que eu continuo te fudendo viu

Comentários

20/07/2017 06:30:32
Muito bom, fico feliz que voltou e quero continuação ou muitos outros contos
20/07/2017 00:36:54
Esse conto nada mais é que a transcrição de um vídeo
20/07/2017 00:36:04
Esse conto nada mais é que a transcrição de um vídeo
19/07/2017 09:32:01
Delicia!!!! adooooro que me chamem de puta!!
19/07/2017 05:49:03
Adorei. Adoraria ter sido eu, e adoro que me chamem de putinha e ser humilado.
18/07/2017 23:20:24
INTERESSANTE. MAS NÃO GOSTO DESSE LANCE DE TRATAR O PARCEIRO COMO PUTINHA, COMO VIADINHO, COMO MENININHA. ISSO É LAMENTÁVEL. ALÉM DE COMER AINDA HUMILHA. ATÉ QUANDO SE VAI ACEITAR ESSES TIPO DE TRATAMENTO SÓ POR SER PASSIVO?
18/07/2017 19:22:28
Mais do mesmo.Filho gay pegando parceiro ta mãe. Inacreditável acho que os autores andam sem criatividade.
18/07/2017 18:56:03
Curti demais!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.