Sexo pós gravidez.

Um conto erótico de Ma.lu
Categoria: Homossexual
Contém 3338 palavras
Data: 13/07/2017 22:58:10

Olha quem apareceu novamente!

Hoje, eu, Duda, vou escrever para vocês.

Não vou datar o próximo conto ou coisa do tipo, pois não temos tanto tempo para escrever sobre nós, como tínhamos antes! peço desculpas por isso, mas é a verdade. Nossa vida deu uma reviravolta maior ainda depois que nossa Pequena nasceu, e com ela crescendo os trabalhos dobram, a necessidade por atenção também, assim como nossa dedicação a ela! Como eu sei que vocês são uns amores, entenderão nossa situação. Isso não significa que não amamos ou que não sentimos falta.

Bem, como Vida falou a vocês, nós fomos agraciadas com nossa Baby, que a cada dia nos impressiona mais e mais com tanto amor e esperteza. Vocês não tem noção de quão linda ela fica a medida que cresce, isso interiormente e exteriormente. Parece demais com o jeitinho calmo da Luisa (graças a Deus), tem a minha fome ( come demais, mas coisas saudáveis), o cabelo da Lu, branquela igual a mim, o sorriso mais lindo, pois lembra o da Lu. Enfim, sou muito coruja, fico falando dela o texto inteiro se deixar! haa, como era sonho da Lu, esta tendo contado com a língua inglesa desde que começou a dialogar melhor, o engraçado que as vezes ela fala algo em inglês pensando que é em português, muita gente critica esse método falando que ela vai se confundir e tal, mas estudamos e lemos muito sobre o assunto até tomar essa atitude e sinceramente, tem sido muito bom. O melhor ainda é que a Lu sabe muito inglês, então não temos problemas com isso.

Enfim, vamos ao ponto. Como a Lu falou a vocês, nossa vida andava em baixa, não conseguíamos nos ver como mulheres, só como mães. E pasmem, só nos relacionamos quando a Valentina completou 4 meses!

Eu acordei no horário habitual, levantei e minhas Vidas estavam dormindo, me organizei, Peguei a Valentina que já estava acordada se remexendo no berço, troquei a fralda dela, agasalhei ela, dei de mamar, fui a cozinha, coloquei ela na cadeirinha de descanso, enquanto a cadeirinha balançava sozinha, fiz o café da manhã, comi, deixei o da Lu na mesa, quando olhei a Valentina estava dormindo, peguei, coloquei ela no berço de novo, fui ao meu quarto, tomei banho, me vestir ( blusa de alcinha, calça jeans escura, botas de obra e uma social para colocar por cima da de alcinha), dei um beijo na Lu e quando estava no quarto da Valentina a Lu me abraça por trás e me beija no ombro... " Sonhei com você, nua, toda linda, toda minha... Sinto sua falta!" ela falou baixinho para não acordar a pequena. Eu virei, a abracei e saímos do quarto abraçadas, nos beijamos profundo e saudosas, logo as mãos dela passeavam pelas minhas costas dentro da blusa. Quando eu ia corresponder as caricias, meu celular tocou, olhei e era um dos metres de obra de uma das obras que estou a frente. Colei minha testa a dela e com muito sacrifício me despedi. Confesso que como não tínhamos nada a um tempo, aqueles beijos e caricias me deixaram acesa o dia todo... Para ajudar mais ainda, a Lu começou a me provocar via Whatsapp, mandando mensagens provocativas, fotos provocantes (não nudes, acho nudes muito explicito e isso não me chama atenção) ela tinha feito um ensaio sensual uns dias antes e começou a me enviar umas fotos dizendo que o único exemplar dessa revista me pertencia e estava esperando por mim em casa. As fotos que ela me mandavam estavam lindas!! Fiquei maravilhada e muito excitada, louca para chegar em casa logo. Não consegui esperar até as 17h, saí duas hora mais cedo, fui a um salão, arrumei as unhas, o cabelo, comprei uma lingerie nova. ( sobre a depilação, eu e a Lu fizemos depilação definitiva a laser, então não temos mais preocupações com isso, melhor investimento da vida!! Fizemos depilação total, pernas, região intima, axilas, buço e onde mais tivesse pelinho no rosto.) Voltando para casa avisei a Lu que ia chegar mais cedo e que estava levando comida e perguntei se ela queria sobremesa, ela me arrepiou toda dizendo "você!", eu dei uma risada e desconversei falando "sério Vida, queres algo doce?!" ela falou "pastel belém ou bolo vulcão de churros", disse OK e desliguei.

Passei numa delicatesse e comprei tudo oque ela queria, amo mimar minha mulher.

Cheguei em casa e ela me esperava na área da garagem com a Valentina, peguei minha pequena, enchi de beijo e carinho, a Lu me abraçava por trás, virei para ela e a enchi de beijo também, a Valentina me babava inteira. Entramos, a Lu tirou tudo do carro, levei dois combinados de Sushi para a gente, comemos, subi para o banho, elas ficaram na sala. eu cheguei de cabelo amarrado, então a Lu não viu que eu tinha dado um trato, tomei meu banho, coloquei a lingerie que tinha comprado, vesti uma calça de moletom folgada e uma blusa dessas básica de algodão, desci, peguei a valentina para dar banho enquanto a Lu foi ao banho também, dei banho em Vidinha, coloquei a roupa de dormir dela, fui para nosso quarto dar de mamar (como vocês sabem, eu e a Luisa amamentamos a Valentina). Nesse Vai e vem, já eram nove da noite, brincamos um pouco com a pequena e ela adormeceu em meus braços. Falei para a Lu " amor, pega a revista que eu quero ver, vou colocar ela no berço e volto". Assim fiz, coloquei a Valentina no berço, liguei a babá eletrônica. Passei no banheiro do corredor, tirei o pijama, escovei os dentes, soltei o cabelo, coloquei um perfume leve e voltei ao quarto, quando entro quase infartei... Encontro a Luisa com uma lingerie vermelho vinho, bem sentada na calçadeira da cama com a revista no colo dela e me olhando. ( só para situar vocês, a última vez que eu tinha visto a Lu daquele jeito foi antes dela fazer seis, sete meses, foi daí que nossa atividade sexual diminuiu, parou mesmo quando a valentina nasceu. Entendam isso não afetou em nada nossa relação, nós só estávamos curtindo outro momento. ) Ela me deu um sorriso de canto de boca, safado e falou " e eu achando que eu iria fazer uma surpresa!" eu ri andando até ela, me sentei ao lado dela, que me entregou a revista, comecei a folear a revista e ela a me beijar no ombro e afastar meus cabelos me cheirando no pescoço, ela levantou, tirou a revista da minha mão, sentou no meu colo de frente para mim, de um jeito bem provocante. " Eu acho que você pode ver isso depois, não acha? Você esta uma delicia e eu estou cheia de saudades", eu quis fazer um doce e disse " Mas eu quero ver agora amor" falei apertando o bumbum dela... Ela me fez uma cara que não aguentei, dei um beijo no meio dos seios dela, como estávamos amamentando, ambas estávamos com sutiã de bojo (não sei se vocês sabem, mas a oxitocina é quem controla o vazamento do leito, e no ato sexual esse hormônio é liberado, no orgasmo então ele é liberado em altíssima quantidade, liberando assim o leite também! Sim, eu pesquisei tudo! E quando eu vi que a Lu estava de sutiã de Bojo também, notei que ela havia pesquisado sobre o assunto tanto quanto eu! hahaha), fiquei apertando os seios dela delicadamente, beijava o colo dela, passava as mãos por toda suas costas, os toques suaves e firmes, os beijos cada vez mais fortes e excitantes, eu mordia, beijava, mordia, apertava, nesse meio ainda parava para olhar a babá eletrônica( coisa de mãe), levantei com ela no meu colo, deitei ela na cama, deitei por cima dela, roçando minha perna na menina dela, na mesma hora que ela roçava a dela em mim, ela me virou com certa voracidade, me mordeu o lóbulo, lambeu e falou sexy " hoje você é toda minha e tá proibida de me tocar, ouviu?" eu ri e respondi " não vou aguentar! e se a Valentina acordar?" ela retrucou " não tem opção, você estará amarrada... E se nossa pequena acordar você me espera aí quieta!" arqueou o corpo puxando meu braço e prendendo em algo, depois o outro... perguntei de onde tinha vindo aquilo e ela riu dizendo que pediu a mãe dela duas gravatas do pai emprestada dizendo que era para o marido da mônica( assistente dela, acho que vocês lembram) eu ri e disse que ela estava muito safada, ela adorou ouvir aquilo, me segurou pelo queixo, sentada em mim e mordeu meu lábios, eu tentava puxar os braços em vão, ela então desce me beijando inteira, lambendo todo meu corpo, mordendo provocante, meu corpo respondia as caricias dela, sentia minha menina escorrendo e quente, ela me aperta firme as coxas enquanto me beijava o abdômen, desce passando a língua por minha virilha, lambendo e mordiscando. Subiu me beijando o corpo, deitou ao meu lado, ficou roçando a unha curta e me lambia o lóbulo e me provocava sexy falando " eu estou morrendo de saudades do teu cheiro" me cheirava o pescoço... " do teu gosto " me beijou a boca enquanto descia a mão até minha menina, apertou por cima da calcinha e dedilhou, trouxe os dedos a boca e lambeu e falou " delicia!" eu mordi os lábios, ela desceu as mãos novamente e começou a me masturbar enquanto me beijava, mordia, lambia. Eu ficava o tempo todo tentando puxar as mãos. Ela ficou de quatro na cama, meio de lado para mim, desceu beijando meu corpo enquanto ainda me masturbava, chegou na minha menina, beijou por cima da calcinha, afastou minha calcinha para o lado e sem cerimonias espalmou a língua, eu subi mais o corpo me apoiando na cabeceira da cama e via cada movimento, ela mordiscava meu grandes lábios, lambia minha menina, ela tirou minha calcinha, abriu bem minhas pernas, me deu um beijo molhado, desceu novamente, minha boceta estava sedenta pela boca da Luisa e meus amores, ela aproveitou muito bem. Essa mulher me deu uma lambida, seguida de uma sugada no clitores que eu gozei na hora, não sei se pelo tempo, saudade, mas eu gozei. Ela olhou pra mim rindo " Já amor?! Nem comecei, vou te deixar molinha hoje..." eu ri e entrelacei as pernas por volta dela, ela subiu e eu quase implorei " Desculpa, eu estava com muita saudade! Me solta? Me deixa te amar... Sinto falta de te tocar, de te chupar todinha, deixa vai?" Falei mordendo os lábios dela. Ela com a cara mais safada do mundo " Hmmm, quer me sentir? Quer me chupar todinha? Eu quero que me chupe toda, to com saudades dessa língua deliciosa..." Falou me chupando a língua. Ficou em pé na cama, me deixando no meio dela, tirou a calcinha, se apoiou na cabeceira e começou a se tocar, eu com uma visão maravilhosa de baixo, implorando para ela me soltar, ela olhava para mim provocante

" então chega mais perto, senta no meu rosto, me deixa sentir todo teu gosto, vem cá..." Falei mordendo os lábios.

Ela se posicionou, deixou a menina dela na minha cara, eu comecei a lamber, a chupar a Luisa, ela cada vez mais sentava no meu rosto, eu estava adorando aquilo, ela quando está no controle me deixa mais louca ainda, ela rebolava na minha cara, meu nariz masturbava ela enquanto minha língua penetrava ela, sinto minhas mãos mais leve, ela tinha soltado a gravata, imediatamente levo as mãos ao bumbum dela, segurando ela pelo quadril, enquanto chupo ela, ela inclina o corpo para trás, deita na cama, no meio das minhas pernas, sento na cama, inclino o corpo e beijo a boca dela, penetro ela enquanto beijo a boca dela, ela me pede pra foder mais forte e mais rápido, inclino o corpo mais ainda e começo a sugar seu clítoris enquanto começo a foder mais forte e um pouco mais rápido, sinto a boceta dela prensando meus dedos, intensifico as sugadas e ela solta um pequeno esguicho, eu achei aquilo muito excitante, começo a lamber e sugar mais e mais, troco a língua pelo dedo em movimentos rápidos e ela se estremece inteira prensando minha cabeça e com muito sacrifício me puxando para ela, subi beijando o corpo dela " não terminou!" beijei a boca dela, puxei uma perna dela e coloquei no meu ombro, lambi a menina dela, deixando bem molhada, a minha estava encharcada, encaixei nela e comecei a roçar nossas meninas, meu apoio era a perna dela, ela me apertava nas nádegas, gemia deliciosamente, eu estava louca de tesão... " Adoro quando você ta molhada desse jeito, que delicia!" ela falou entre sussurros... a Lu arqueou o quadril anunciando o gozo, ela gozou, continuei e gozei só em ver a carinha dela gozando. desfaleci por cima dela, que ficou acariciando meus cabelos suados, me beijava a testa... " Eu te amo muito, sabia?" falei beijando ela. Ela responde dizendo que sabia e me convidou para um banho. Olhamos a baba eletrônica e ela dormia como um anjo. Levamos a baba para o banheiro também, enquanto a Lu ligava o chuveiro eu tirei meu sutiã, quando ela virou que viu mordeu os lábios, meu seios estavam enormes, ela chegou perto, me puxou pelo quadril, me beijou, subiu as mãos pelo meu corpo segurando meus seios " amor..." tentei falar ela só fez um "xiu... " começou a descer os beijos, para nos meus seios, olha para eles, morde os lábios, e contorna o bico suavemente com a língua, eu já sentia minha menina pulsando. Tirei o sutiã dela também, ela me abraçou, fomos aos beijos para o chuveiro, ficamos nos beijando e trocando caricias, fiquei de joelhos e comecei a dedilhar a menina da Lu, lambia o clítoris dela, sugava, em ritmos constantes, ela gozou, quase não se aguentou em pé, ela pegou a esponja e começou a me ensaboar, provocante, e quando ela me lambia os seios levemente novamente, ouvimos uns chorinho, rimos, mandei ela terminar o banho, vesti um roupão para me secar indo em direção ao quarto da Valentina pego na poltrona do quarto o robe e troco o roupão pelo robe, chego e ela ta choramingando, chupando as mãos.

Peguei ela no colo, que instintivamente procurou o peito, dei de mamar, os dois seios. A Lu ficou um pouco com a gente, mas adormeceu e eu mandei ela ir para a cama que eu já estava indo. Depois de satisfeita e de uns carinhos ela dormiu, coloquei no berço de volta e fui para o quarto, encontro a Lu dormindo, com o Roupão só cobrindo os seios, subi na cama de mansinho, virei ela, ela acordou meio que rindo, fez um sinal para que eu virasse, virei o bumbum em direção a ela e fiquei de cara com a menina dela, começamos um 69 maravilhoso, logo estávamos gozando novamente. Adormecemos, semi nuas, só de sutiã (para o leite não escorrer), abraçadinhas. Umas cinco, ouço o chorinho da Valentina, levanto, troco a fraldinha e dou de mamar a ela, vou para a cozinha, coloco a Valentina na cadeirinha de descanso, faço nosso café, como sempre ela adormece. Coloquei no berço, voltei para a cama, acordei a Lu da melhor maneira, dei beijos e já desci minha mão para a menina dela, que entre os lábios falou " bom dia amor" olhei, não falei nada, desci e sem cerimonias comecei a chupar ela, chupava mansinho ela estava acordando ainda, intensifiquei as sugadas, trepidava a língua, sugava, até que ela gozou em minha boca. Subi, me aninhei a ela e falei " bom dia meu amor! Vamos tomar café?" Ela riu, me dei um beijo cheio de amor e levantamos. Eu tinha feito omelete e panquecas, café, queijo, presunto e algumas frutas. Comemos, conversamos. A Lu ficou me acarinhando, já eram quase sete, faltavam alguns minutos. Ela sentou no meu colo de frente pra mim, me acarinhando. Já estava molhada de novo. De repente ela para as carícias e levanta, pensei que fosse a Valentina, recolhi a louça e levei até a pia, quando menos espero, sinto a Lu me abraçando por trás, enrosca a mão nos meus cabelos e sinto algo diferente nas minas coxas... Ela estava usando o Feeldoe, eu só vestia o robe e o sutiã, estava sem calcinha. Ela encaixou o Feeldoe no meio das minhas pernas, ficou fazendo um vai e vem enquanto me puxava o cabelo forte e me apertava as nádegas... Eu escorria de tanto tesão. Levantei a perna esquerda escorando o joelho na bancada da pia e empinei o bumbum para melhorar o contato... Ela se afastou de mim " que visão maravilhosa essa! Tira o robe!" Ela falou me dando um tapa no bumbum. Tirei o joelho da bancada, deixei o robe deslizar por meu corpo... " Escora na bancada e empina esse bumbum pra mim, minha gostosa..." Ela falou me olhando meio de longe... " Eu adoro quando você fica safada assim..." Falei enquanto me empinava toda pra ela.

Ela chegou perto, encaixou o Feeldoe no meio das minhas pernas, encaixando o corpo no meu, beijou minhas costas, levou a mão a minha menina, mordi os lábios e joguei a cabeça para trás... " Que delícia, todo esse mel, vou te foder toda, ouviu? T.O.D.I.N.H.A" ela falou o todinha pausadamente...

Eu quase gozo só nisso, dei um gemido e rebolei com o Feeldoe no meio das pernas.

Ela colocou só a cabecinha " é isso oq você quer delícia?" Eu estava louca só consegui dizer " quero você! Quero todinha" joguei o quadril contra o corpo dela, fazendo o Feeldoe entrar todo, soltei um urro em forma de gemido, estava muito gostoso...

" Hmm que delícia, como entra gostoso, toda melada dessa jeito, vou te chupar toda ainda, não goza agora... Vou te foder forte..." Ela falava isso enquanto eu jogava o quadril contra o corpo dela... Ela me fez abrir mais as pernas, me fez empinar mais, me deu um tapa na bunda, me segurou pelo quadril e começou a ditar os movimentos, forte e voraz. Eu gemia feito louca, tentando não ser tão alto por causa da Valentina. Ela subiu as mãos por minhas costas, enrosca as mãos no meu cabelo e puxa, foi um mix de dor e tesão.

Logo eu estava tremendo, gozando no Feeldoe. Ela tira de dentro de mim, me vira, me senta na bancada e meu corpo ainda tendo pequenos espasmos ela começa a me chupar, eu estava sensível, mas aguentei e soltei o último gemido segurando os cabelos dela empurrando a cara dela pra dentro da minha menina, meu corpo explodiu em um orgasmo descomunal. Ela subiu limpando o canto da boca e tirando o dildo. Beijei ela, que me pegou no colo e levou até o quarto.

" Vai tomar banho amor! Vai se atrasar neném... Te espero mais tarde!" Ela falou me pondo no chão.

" Não consigo Vida, você me deixou molinha..." Falei.

" Quer que eu te dê banho neném?" Ela falou com a voz que eu amo.

" Querer eu quero, só que eu acho que desse jeito não saio de casa hoje e já já nosso amor acorda." Falei

" Então saí da minha frente que eu já tô te querendo de novo, olha aqui..." Ela falou levando minha mão até a menina dela.

Lambi a mão, sentei ela na cama, abri bem as pernas dela, bem mesmo, olhei pra ela, que me segurou na cabeça e me direcionou a menina dela, que estava vermelhinha e inchada, lambi de baixo até o clitóris, sugando todo o mel dela, sugiro, lambi, prendi o clitóris com os lábios sugando, depois trepidei a língua, leve e precisa, ela já tinha deitado na cama, arqueou o corpo e gozou. Lambi todo o mel. Levantei, olhei pra ela, dei um beijo na testa e fui ao banheiro. Tomei um banho, estava super sensível, vesti minha roupa, já eram quase nove. Sai do quarto e a Lu estava amamentando, dei um beijo mas duas e parti para o trabalho.

Continua...

Siga a Casa dos Contos no Instagram!

Este conto recebeu 3 estrelas.
Incentive Ma.lu a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Foto de perfil genérica

Nada como uma tesuda amizade com entrega total . . .nota 10 e três estrelas !( rubilaser@yahoo.com )

0 0
Foto de perfil genérica

Aaai que sdds de vocês 😍💜

0 0