Casa dos Contos Eróticos

MEU MARIDO DESCUIDOU, VIROU CORNO

Categoria: Heterossexual
Data: 10/07/2017 14:26:18
Última revisão: 12/08/2017 14:26:47
Nota 9.92
Ler comentários (132) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Pequenos lembretes:

1) Este é meu primeiro conto, portanto peço que relevem alguma falha.

2) Trata-se de história real, com excessão de meu nome os demais são fictícios.

3) O conto é um pouco longo, se você não gosta, por favor, não me critique, tá?

**************************************************************************************************************************************************

Sou Carla, mulher de 36 anos tipo atraente e bonita, em forma, profissionalmente satisfeita, adoro sexo em todas as suas possibilidades e sempre havia sido fiel ao meu marido. Até há algum tempo ele nunca houvera dado motivos para trai-lo ou desejar ter outro homem. Sou multiorgásmica, sempre fui assim desde a adolescência, namorei muitos rapazes e sempre exigi o máximo em nossas transas, máximo em qualidade - que na juventude não era tão boa - mas, principalmente em quantidade. Quando conheci meu marido, o Ailton, me apaixonei de cara e tivemos uma relação plena durante namoro, noivado e grande parte de nosso casamento. Mesmo durante a faculdade e o período de residência (fizemos medicina) estávamos sempre prontos um para o outro. Hoje estamos formados, exercendo nossa profissão e juntos há 16 anos contanto o tempo de namoro.

Eu me programei para ter uma vida profissional e particular bem regular. Tenho meus horários fixos, meus plantões e dias de descanso. Já o Ailton quis abraçar o mundo com as mãos e resolver todos os problemas financeiros e econômicos de uma vez e assumiu mil compromissos: hospital público, hospital particular, clínica e, assim, cada vez mais não tem tido tempo para nós. Ele praticamente não tem dia de descanso e quando tem... descansa, isto é, dorme como uma pedra. Quase não nos falamos mais e pouco nos encontramos em casa. Não é raro passarmos três ou quatro dias sem dormirmos juntos. Ele está alucinado pela profissão e pelo dinheiro, quer enriquecer. E seu maior tesouro (perdoem a imodéstia) há tempos vem colecionando noites sozinha em uma cama de casal.

De algum tempo para cá, não tenho vergonha de confessar, a coisa que mais faço é me masturbar. Não só em casa nas noites e tardes em que passo só, mas também no trabalho. Às vezes, entre um paciente e outro vou ao vestiário feminino para aliviar meu desejo. Mas, masturbação atenua só naquela hora e depois a voltade volta. E volta mais intensa.

Já cansei de me insinuar para o Ailton, até mesmo por whatsapp, por mensagens de voz, e nas poucas vezes em que ficamos juntos me visto com "aquela" roupa especial e sensual, mas tudo o que acontece são transas rápidas em que ele apenas marca presença como esposo e nada mais. Reconheço o cansaço e a exaustão dele, mas eu não sou de ferro, sou um ser humano, sou mulher, muito mulher e a fim de dar até me acabar de tanto gozo.

No nosso meio - o setor da Saúde - as mentes são mais abertas para esse assunto, é muito comum a gente ficar sabendo de casos entre colegas ( e não são poucos ) mas isso eu não quero, mesmo porque, sendo o Ailton do mesma área, mais cedo ou tarde acabaria sabendo de qualquer possível envolvimento meu caso acontecesse. Não, definitivamente não quero me envolver com nenhum colega pois apesar de tudo amo meu marido e não quero perde-lo apesar de já ter admitido que sair com outro homem é algo natural, não se trata de safadeza nem de traição quando apenas para satisfazer desejos libidinosos, isto é, para sentir o gozo explodir pelos poros, algo que ele não me proporciona mais.

A cada dia meu desejo vinha aumentando, meu tesão tornou-se eu diria visível à flor da pele, e eu quase surtando de vontade de transar. Cheguei a tomar uns ansiolíticos, mas nesses casos não resolvem nem ajudam. O que resolve mesmo é sexo, um bom homem viril, carinhoso, cheiroso, gostoso... Ah, meu Deus! Um bom homem!

Em uma conversa com uma amiga, a Dra. Lucy, ela me contou que há muito tempo tem complementado seu excesso de libido com garotos que fazem programas. Disse-me que são muito bons, pode-se até escolher por fotos ou pelos sites e é super seguro, muito sigiloso. Chegou a me passar uns números de telefone. Juro que pensei com seriedade no assunto. Cheguei a ligar para um deles mas assim que atendeu, desliguei no ato, não tive coragem de prosseguir.

E assim meu drama ia se desenvolvendo e aumentando minha loucura, essa vontade de dar minha bocetinha, de ser penetrada por um homem gostoso que me fizesse gozar até não aguentar mais, um cavalheiro que soubesse me tocar, me beijar, chupar, explorar, me comer, comer comer comer...

Quem é mulher sabe que - principalmente nós que trabalhamos com público e em local com muitas pessoas - sempre há mil olhos desejosos sobre nós, nunca faltam cantadas nem insinuações. A vantagem sexual de ser mulher é a de quase poder escolher o cara que você quer, ou de se envolver em uma aventura, e eu vinha disposta a isso. Não estava suportando mais a "coceirinha" na minha boceta tão carente e só não tinha realizado ainda essa loucura pois não queria parecer uma puta caçando homens. Também pesava muito pensar em meu marido, pois, por mais que estivesse me dando motivos para transar por fora continuava sendo meu esposo, por outro lado, que culpa eu tinha? Eu precisava de sexo, minha boceta parecia querer explodir, minha ansiedade já estava se transformando em taquicardias e alucinações.

Numa tarde dessas, quando estava à espera da minha próxima paciente, peguei-me masturbando dentro do consultório. Estava enfiando a mão por dentro da calça e acariciando meu clitóris ali mesmo, quase gozando. Achei que tinha chegado ao fim da linha, não podia mais esperar, estava sendo injusta comigo mesma. Decidi que poria fim ao meu jejum.

Pensei em mil homens que passaram pela minha vida, nos antigos e nos recentes, pensei nos garotos de programa, em alguns amigos - uns casados outros não - pensei, pensei até que me lembrei de um cara que sempre me encantou, o Lucas, representante de um laboratório farmacêutico, um senhor jovem e atraente que me visitava quinzenalmente e sempre me "comia com os olhos". Escolhi-o. Seria com ele. Imediatamente peguei meu celular e enviei recado para que entrasse em contato comigo. Não demorou uma hora ele ligou. Eu estava em atendimento, não pude responder. Quando pude ele não atendeu! Oh, Deus! Por que as coisas têm de ser tão difíceis? Por quê? (E minha boceta pulsando de desejo de receber um pau!).

No final da tarde quando eu me encontrava no vestiário me higienizando para dobrar o plantão meu celular tocou. Vi no visor que era o Lucas. Atendi tão rapidamente quanto uma adolescente, mas me contive ao falar com ele; disse-lhe que precisava tirar umas dúvidas sobre um produto novo do laboratório que ele representa pois estava pensando em incorpora-lo em alguns tratamentos etc etc. e mais do que depressa ele se comprometeu a vir me atender, seria no dia seguinte. Lembrei-me, porém, que no dia seguinte eu iria a Curitiba participar de um simpósio e perguntei-lhe se podíamos deixar para o início da próxima semana. Ele respondeu-me com um "ah... que pena... seria tão bom te ver amanhã..."

Lucas nunca havia falado comigo naquele tom e isso me deu a impressão de que ele adivinhara minha inteção. Cheguei a sentir um pouquinho de vergonha, constrangi-me, confesso, mas logo passou, achei muito doce a entonação que ele deu quando disse "seria tão bom te ver amanhã..." Ah, que loucura, pensei "eu quase me oferecendo a um homem... a que ponto cheguei... é uma tremenda desmoralização, afinal sou casada, não devia agir como uma biscate assanhada." Porém, refletindo melhor resolvi aceitar que a vida foi feita para desfrutarmos os prazeres sem constrangimentos nem autorrotulações.

Dia seguinte, sexta-feira desembarquei em Curitiba e fui diretamente ao local do evento. Cheguei cedo mas já havia umas pessoas da organização se preparando e alguns participantes também adiantados como eu. Logo fizemos amizade e nos reunimos numa agradável conversa. Interessante é que cada um de nós, era de uma cidade diferente, cada um falou de sua região, de sua experiência como médico(a) etc, mas, de todos, me chamou a atenção o Dr. Lino, do Sul, um homem alto, moreno e de olhos verdes, voz grave, gestos largos. Quando dei conta estava completamente hipnotizada por aquele homem e quase me atirando pra cima dele - que mico! - acho que todos perceberam pois aos poucos haviam se retirado deixando só nós dois no ambiente. Fiquei muito acanhada, senti que meu rosto avermelhou, disse-lhe que seria bom nós nos separarmos também por uma questão de reputação (eu e minhas preocupações com reputação!) mas antes de me atender, ele me disse:

- Achei você muito linda, agradável, gostaria muito de continuar nossa conversa... se não se importar poderíamos tomar um vinho ao final das palestras de hoje, há lugares ótimos para uma descontração aqui em Curitiba... imagine: você, eu, um bom vinho...

Não deixaria passar aquela oportunidade por nada deste mundo, então respondi sem pensar duas vezes:

- Aceito! Adoro vinho. E, ainda não lhe falei, estou necessitando muito descontrair, estou a ponto de explodir, de enlouquecer, preciso muito de algo que me recoloque no eixo.

- Eixo? - interrogou-me sem compreender bem o significado da expressão.

- Ah... eu estou vivendo uns momentos de, digamos, quase desiquilíbrio, mas nada que não tenha conserto, e nem é assunto para eu expor aqui, depois, se criar coragem posso explicar melhor.

- Prometo ouvi-la com toda atenção do mundo e lhe proporcionar momentos inesquecíveis, você Irá gostar do vinho e de mim, acredite - me assegurou.

- Sei disso - emendei - já estou gostando, você é muito fino, gentil e simpático. Já conquistou minha simpatia...

Ao nos separarmos ele me deu uma piscadinha. Respondi com um sorriso de aprovação.

Eram 18 horas quando o evento terminou, levantei-me rapidamente e busquei meu amigoi entre os participantes. Vi-o caminhando em direção ao saguão, apressei-me para encontra-lo. As pessoas se aglomeravam formando grupinhos para comentar sobre o encontro, trocar informações, endereços, telefones, e degustar os deliciosos petiscos e sucos sobre as mesas caprichosamente arrumadas, mas eu fui diretamente a ele que ainda não me avistara. Segurei-o pelo braço afastando-o um pouco das demais pessoas, ele sorriu, paramos por uns segundos, ele ia me perguntar alguma coisa: "então, você...", mas o interrompi. Na verdade minha intenção era encerrar a tarde criando um clima de sensualidade ou de eroticidade. Interrompi-o e cochichei ao seu ouvido: "me espere na porta do banheiro feminino pois vou fazer xixi" (sei que a maioria dos homens se excita com uma mulher fazendo xixi) acho que consegui excitá-lo pois ao sair da toalete de rosto retocado e perfumada ele me disse com olhos brilhantes e sorrindo : "seu xixizinho fez bem, você voltou ainda mais encantadora..."

No celular havia duas mensagens do meu marido. Respondi e avisei que voltaria no sábado depois do almoço pois ainda teríamos um seminário pela manhã e o recebimento dos certificados. Senti um nó na garganta, um forte remorso e dor no coração por estar a um passo de trai-lo, mas, apesar de poder voltar atrás, sinceramente eu não queria. Dr. Lino e eu descemos conversando lado a lado pela escadaria até um ponto de táxi bem no portão da saída. Meu coração trepidava e eu sentia o pulso na garganta, não sabia do meu destino ao lado daquele homem, porém, algo me dizia que seria bom. Ele contratou o primeiro taxi da fila. Foi uma corrida demorada pois primeiro pediu para passar por uma boa cantina e o motorista nos conduziu a uma na região próxima do centro; eu esperei no veículo, ele desceu fazer compras, trouxe duas garrafas de vinho e mais alguma coisa em uma sacola de papel pardo. Depois fomos ao hotel onde ele havia se hospedado, de lá retirou sua maleta e fechou a conta mesmo sem ter concluido a diária. Em seguida pediu ao motorista que nos conduzisse a um outro hotel mais afastado da cidade. A cada passo desses eu ficava mais ansiosa, nervosa e incontrolavelmente trêmula, até minha voz denunciama minha insegurança. Mesmo assim, meio assustada, aceitei hospedar-me com ele no hotel. Em momento algum ele me perguntou se eu desejava nem eu o questionei, simplesmente embarquei na aventura...

Em nenhum momento havíamos falado em sexo embora a ideia não me saísse da cabeça e a certeza de que estava muito prestes a acontecer me acompanhava a cada segundo.

Alojamo-nos em um apartamento aconchegante. Eu nem sabia se passaríamos a noite ou apenas algumas horas ali. "Que se ferre - pensei - já que estou na chuva quero mais é me molhar dos pés à cabeça..."

Ao entrarmos estávamos inseguros, talvez nervosos e Lino um pouco atrapalhado (havíamos abolido os tratamentos doutor e doutora), ao abrir a sacola quase deixou cair dois cálices e um abridor de garrafas - descobri o que havia comprado além dos vinhos! - Minha pequena bagagem deixei largada no chão atrás da porta; um início sem dúvida confuso tendo a ansiedade como desculpa.

Olhamo-nos, sorrimos, buscamos palavras mas percebi que estávamos travados. Nossas ações estavam descoordenadas, Lino ficou parado com as duas taças nas mãos sem saber o que fazer com elas. Eu... bem, sem saber por onde começar decidi que o melhor a fazer era tomar um bom banho, pedi-lhe licença e tranquei-me no banheiro. Era lindo, cheio de espelhos - não como um banheiro de motel comum, era elegante. Passei a me despir. Desabotoei a blusinha, depois retirei a camiseta. Olhei-me nos espelhos em vários ângulos. Abri o zíper da calça e também a retirei ficando apenas de calcinha e sutiã. Conferi novamente nos espelhos a minha silhueta, queria ter certeza de que estava em forma. Tirei as duas últimas peças e conferi-me totalmente nua, de frente para o espelho observava meus seios pontudos, os pelinhos pubianos bem cuidados e desenhados sobre minha pele clara. Passei a mão pela vagina e vi que estava úmida, sinal de excitação. Acariciei meu clitóris e meu corpo todo se arrepiou. Liguei o chuveiro e uma longa ducha de água fresca e sabonete do hotel - havia esquecido o meu lá fora - retiraram toda a transpiração e os odores corporais acumulados em um dia de tantas atividades. Senti-me renovada.

Enxuguei-me com a toalha macia e felpuda, mas na hora de me vestir percebi outra falha cuja culpa atribuí também à ansiedade: minha muda de roupa ficara também na maleta atrás da porta de entrada. A ideia de sair enrolada na toalha ou de abrir a porta para que Lino me trouxesse a roupa excitou-me bastante, mas enquanto não me decidia comecei a me autoacariciar, toquei meus mamilos, minha bocetinha e foi tão gostoso fazer aquilo sabendo que do lado de fora havia um homem à minha espera que um novo arrepio tomou novamente meu corpo inteiro. E num ímpeto, num impulso que nos dá uma vez na vida, um estalo de loucura me fez passar a mão na fechadura, abrir a porta e sair completamente pelada e parar na frente do Lino. Nua, fresca de banho, cheirosa e... toda pra ele, inteirinha dele...

Ele arregalou seus olhos lindos e soltou um "Meu Deus!" e em seguida, num arrebatamento incontido se atirou em mim,de pé mesmo me agarrou, roubou-me um beijo de língua e sem perder tempo passou a explorar com a boca e mãos toda a extensão de meu corpo. Lambeu meu pescoço, meteu a língua em minhas orelhas, desceu aos meus seios, chupou-os, mordiscou meus mamilos, desceu ainda mais alcançando minha barriguinha, minha púbis; suas mãos percorriam-me as costas, massageavam-me as nádegas, desciam pelas coxas e voltavam a subir. Sua boca agora tentava encontrar minha boceta mas a travei com as coxas impedindo-o apenas para provocá-lo e excita-lo ainda mais. Ele tentava forçar minhas coxas a abrir pois seu alvo era minha xoxota, eu resistia, travamos assim uma gostosa luta erótica, minha excitação foi aumentando a ponto de minhas pernas começarem a tremer. Lino estava quase conseguindo abri-las, então, na luta para impedir, virei-me de costas para ele, mas para meu delírio, senti suas mãos abrindo minhas nádegas e sua língua passando quentinha em meu ânus. Oh, delícia!

Eu já estava ofegante, minha bocetinha escorria, senti que não aguentaria muito tempo naquela brincadeira, então propus irmos para a cama. Mas ele estava ainda vestido, pediu-me para aguentar uns minutinhos e foi tomar seu banho e preparar-se para mim.

Deitei sobre o colchão macio e enquanto o aguardava me acariciava toda. Senti uma pulsação deliciosa em meu sexo, era um prenúncio de gozo. Parei. Fiquei ouvindo a água do chuveiro cair sobre o meu homem. Imaginei como seria seu corpo, seu pau, seu jeito de transar. Acho até que tive uma transa rápida em sonho. Estava tão perdida em meu delírio que nem percebi quando ele abriu a porta. Somente o vi quando apareceu, também nu, diante da cama. Meu Deus! Que corpo! Que perfeição de homem! Que peito, que pinto maravilhoso!

Fiquei estupefata, isto é, entorpecida, não conseguia emitir qualquer palavra. Nunca me senti naquele estado. Meu desejo era cair de boca em seu pinto lindo, grosso e duro, fiz sinal para que se aproximasse de mim, sentei-me na cama em posição de chupá-lo, mas antes de engolir aquele cacete, consegui soltar a voz para sussurrar: "camisinha... põe..." (temi que ele não a tivesse pois teríamos que interromper tudo, mas médicos são prevenidos, ele tinha sim em sua maleta. Graças a Deus!).

Nunca tive tanto prazer em chupar um pau. Era como lhe dizer "eu sou sua, te pertenço, me entrego toda a você, ofereço-lhe todo o meu corpo e todos os meus orifícios..."

Ele gemia com seu vozeirão, sua respiração era trêmula. Segurava minha cabeça carinhosamente e ajudava meu movimento de ir e vir com a boca em seu pau.

Em certo momento afastou-se um pouco de mim e em tom de súplica me disse: "quero chupar sua bocetinha, meu amor... dá ela pra mim..."

Concordei pois também estava muito a fim de ter a boceta chupada. Pedi que se deitasse por baixo e assim posicionei-me com a boceta sobre sobre sua boca e minha boca em seu pau, fazendo um sessenta e nove alucinante. Que delícia!

Senti quando ele molhou o polegar em minha boceta e discretamente introduziu a pontinha em meu cu, até dei uma mexida com a bunda para facilitar. Adoro sexo anal embora meu prazer maior seja dar a bocetinha. Acho delicioso o anal pois leva o homem à loucura, e o tesão do homem também me faz gozar.. É um prazer de outro mundo!

Nosso 69 com um dedo entrando e saindo de meu cu estava delirante, eu me sentia perto do orgasmo, meu corpo estava enrijecendo e minha boceta explodindo de prazer. Então pedi ao Lino para mudarmos de posição.

Deitei-me de costas e abri as pernas oferecendo toda minha boceta para ele me comer. Fechei os olhos e senti seu corpo se aproximando. Sua boca chegou primeiro e me sufocou num longo beijo de língua, beijo tão louco que nossa saliva escorria pelos cantos da boca. Depois Senti seu corpo deitando sobre mim e ao mesmo tempo seu pau duríssimo alcançando minha boceta. Novo delírio!

Aquele pau tão esperado por mim foi me penetrando de um jeito macio, suave e calmo. Nenhum outro homem me penetrou dessa forma, era um jeito carinhoso e amoroso de me comer. Assim como penetrou, Lino o retirou com o mesmo carinho e suavidade para, em seguida, penetrar novamente... Repetiu muitas vezes aquele lento e delicioso movimento. Não era necessário que fizesse força ou que bombasse com energia, era uma questão de jeito, de conhecer uma mulher... E na imensa sucessão de pôr e tirar, pôr e tirar, meu orgasmo foi se aproximando. Senti aquela sensação de nuvem gelada se espalhando pelo interior do ventre, depois aquela repetição louca de choques elétricos e raios de prazer partindo do meu sexo para todas as partes do meu corpo. Atingiram meus pés, braços, peito coração, cérebro, tudo, tudo...

Veio o orgasmo, enfim o gozo que estava preso há tanto tempo que eu já nem mais sabia quanto... Os choques e raios foram me provocando espasmos tão fortes que eu poderia dizer convulsões. Gemi, suspirei, gritei. Gritei como louca:

- Mete em mim, meu macho! Fode minha boceta, meu homem! Põe tudo dentro de mim, goza em mim, me morde, me chupa! Fode! Fode!...

Meu gozo foi tão intenso que por um lapso de tempo meus sentidos se apagaram, foi como um ligeiro desmaio.

Quando dei conta de mim estava em prantos. Soluçava como criança. Chorava de felicidade, prazer e de tanto orgasmo.

Lino lambia minhas lágrimas que escorriam pela fronte e sussurrava em meu ouvido:

- Ainda estou metendo em você, meu amor... meu pau ainda está dentro de sua bocetinha... sente ele, sente...

Apertei com vigor minha boceta como se fosse estrangular seu pau. Ele gemeu.

Percebi que apesar da convulsão e orgasmo havia em mim ainda um restinho de gozo para eu oferecer ao meu homem. Então o agarrei com todas as forças de meus braços e o levantei com a púbis. O tesão de minha boceta foi tão intenso que no mesmo instante veio o segundo gozo.

Gritei novamente, urrei como fêmea animal, chorei, tudo com a mesma intensidade do primeiro orgasmo.

Quando abri os olhos percebi que Lino tremia o queixo e tinha a respiração muito ofegante.

- Está tudo bem, meu amor? -Perguntei-lhe.

- Sim... es... tá...

- Por que treme tanto assim?

- Por... que... estou... go... zando em vo...cê...

Prendi-o com braços e pernas, não desejava solta-lo mais pelo resto da vida. Sentia-o quente e suado sobre mim, minha boceta escorria mel que descia pelo meu rego e ia atingir meu cu... meu cuzinho... Ai, que delícia, meu cuzinho começou a piscar...

Ainda não totalmente recomposta consegui perguntar ao meu macho que, sobre mim não havia se recobrado do gozo:

- Meu amor, você gosta de sexo anal?

- Adoro, querida... você faz?

- Raramente, mas gosto muito... adoraria dar esse presente a você, isto é, que você me comesse por trás... me sentiria a mulher mais completa do mundo...

Lino, então, pediu para dar um tempo a fim de se recuperar do gozo que fora extenso e ao extremo.

Me convidou para uma taça de vinho.

Depois de uma meia hora voltamos para a cama, ele me penetrou por trás, violou sem pena meu cuzinho que há tempos não sentia um pau tão delicioso.

Me fodeu com gosto. Gritamos, gememos até a exaustão.

Depois de gozar em meu cu Lino o beijou amorosamente, lambeu tanto que um novo orgasmo tomou conta de mim.

Tínhamos sobre a mesa uma segunda garrafa de vinho e uma noite inteira ainda pela frente para muito mais sexo.

No dia seguinte eu voltaria para São Paulo e talvez visse meu marido, não sei como iria encara-lo, não sei se cometeria algum ato falho, mas não estava nem um pouco preocupada com isso.

Na segunda-feira o representante de laboratório iria me visitar e, se me cantasse, juro que ia aceitar transar com ele também, afinal descobrira que entre ser fiel e trair há uma linha tão tênue que se pode ultrapassa-la sem que fique arrependimento, remorso; trair é natural do ser humano e é muito bom!

Ah, delícia, minha vida estava mudando. Não sabia o que seria dali para a frente mas, com certeza, estava mudando para sempre!

Beijos a todos. Obrigada por terem lido.

cardiol.carla@bol.com.br

Comentários

16/08/2017 18:39:59
Vc é uma verdadeira escritora. Seu conto vai virar um best seller com certeza.Quero conversar com vc por email. Deixou seu comentário no meu conto. admiradordecasais@gmail.com
16/08/2017 15:29:06
Gostaria de saber quando vc vai continuar a trair seu marido agora corno... e se vai escrever ais seus relatos ou contos....me respeonda por email: silbelati@yahoo.com.br... sabe vc tem sido um dos contos que mais recebeu comentarios ultimamente... tem de continuar a escrever por favor nao pare....rsrs
Ly@
16/08/2017 14:55:42
Olá Carla Querida! Seu conto é deslumbrante, você me puxou pra dentro da história de tal modo que a cada parágrafo além de despertar meus mais puros desejos me fazia suspirar por cada passo que essa heroína dava para desbravar o "mundo novo" que conheceu. Parabéns!
14/08/2017 23:37:32
Carla, antes de tudo agradeço a sua visita e comentário no meu último relato. E quero dar os parabéns pelo seu relato tão bem escrito e detalhado. Não é possível criar uma história com esse nível de detalhe se não estiver baseada em fatos reais. Adorei. Adoramos. Volte sempre que puder. E nos brinde com outra aventura. Beijos.
14/08/2017 12:11:24
Delicioso conto e uma excelência de escrita, adorei simplesmente!
12/08/2017 23:58:33
Carla, muito boa narrativa: correta , bem estruturada e estimulante. Uma boa foda não pode ser burocrática, tem q ter pegada e ser profunda. Bjs aventureirocarioca2010@hotmail.com
11/08/2017 10:16:06
Carla, para começar, adoro contos longos e cheios de detalhes como o seu, o ditado diz, o diabo está nos detalhes, e sempre me esforço para encher de detalhes meus contos. Seu conto é maravilhoso, bem escrito para caralho e com a percepção de que sexo é a dois, você recebe e ddá muito, parabéns!
10/08/2017 21:12:05
parabens pelo seu conto muito exitante nota 10 se puder visite meus contos bebezao1977@outlook.com
08/08/2017 14:42:27
B. tarde amiga. Atendendo ao seu pedido, informamos lhe que publicamos hoje a continuação da nossa história A PIZZARIA 11. Esperamos que vc goste. Bjs https://www.casadoscontos.com.br/texto/
08/08/2017 14:17:05
DELICIA DE CONTO DRA. ESPERO QUE DEIXE SUAS FOTOS NOS COMENTARIOS VOU ADORAR VER SUAS FOTOS
06/08/2017 14:57:31
Li pela segunda vez..Incrível como alguns homens nos "entregam" ao próximo com tanta facilidade...E por serem tão omissos criam criaturas vorazes, sem limites...
06/08/2017 13:02:03
Muito bom! Não tem coisa melhor do que se entregar desse jeito! Adorei, Parabéns!
06/08/2017 10:28:26
Um dos melhores contos que já li neste site da Casa dos contos, parabéns doutora, agora estou querendo marcar uma consulta com você, vai que rola um papo pra depois do expediente...
04/08/2017 18:27:27
B. tarde amiga. Atendendo ao seu pedido, informamos lhe que publicamos hoje a continuação da nossa história: A PIZZARIA 10. Esperamos que vc goste. Bjs. Segue o link: https://www.casadoscontos.com.br/texto/
04/08/2017 18:24:29
B. tarde amiga. Atendendo ao seu pedido, informamos lhe que publicamos hoje a continuação da nossa história: A PIZZARIA 10. Esperamos que vc goste. Bjs.Segue o link:https://www.casadoscontos.com.br/texto/
04/08/2017 18:21:56
B. tarde amiga. Atendendo ao seu pedido, informamos lhe que publicamos hoje a continuação da nossa história A PIZZARIA 10. Esperamos que vc goste. Bjs.https://www.casadoscontos.com.br/texto/
04/08/2017 08:04:47
Aí sim hein dra vamos marcar uma consulta
02/08/2017 22:07:06
Super excitante e muito bem escrito. Eu disse para a minha esposa, que foi muito bom não ter lido o seu conto antes, porque senão nem teríamos vontade de contar a nossa história, que é insignificante, perto da grandeza da sua. Parabéns! Nota 10!
02/08/2017 21:46:43
Alucinante teu conto Carla. Como quería comer ese cuzinho!!obrigado por os comentarios em meus contos. Meu correio sebasod13@gmail.com Me escribe.
02/08/2017 21:08:41
que delicia de relato me imginei comendo vc te fodendo por inteira,se por acaso vier a porto alegre me avise vou adorar te prporcionar diversos orgasmos e te faser feliz em todas as maneiras nota 10 para vc
02/08/2017 19:14:17
CARLA POR ONDE VC ANDA!! ESTOU ESPERANDO MAIS CONTATOS SEUS N MEU EMAIL!! rogerbahia22@hotmail.com
02/08/2017 07:51:40
Obrigado Carla, por ter lido meu conto e comentado...receber comentários seu é um extase! sou seu fã! rs
01/08/2017 23:15:45
Identificação total!
01/08/2017 12:25:41
Que conto incrível, se um não deu valor outro veio e fez isso, muito bom seu conto, nota 10.
31/07/2017 22:43:18
Ah, esqueci a nota rsrsrs
31/07/2017 22:30:11
Ah, esqueci da nota rsrsrs
31/07/2017 22:28:19
Ah, esqueci da nota rsrsrs
31/07/2017 22:26:48
10 é pouco mas é o máximo possível
31/07/2017 18:54:02
Oi linda...amei seu conto. Vc escreve brilhantemente bem e com muita sensualidade! Parabéns! Características difíceis em sua área!!! Mto bom!
29/07/2017 23:59:14
Oi Bela! Não resisti e reli seu conto... Como vc disse em meu conto, realmente temos esse envolvimento em comum. Você também é uma ótima escritora e narra maravilhosamente também... Vem ao meu email! Vamos conversar!!! Você vai gostar!!! maximusjrs@yahoo.com
28/07/2017 23:51:24
Muito bem escrito, uma delícia e permita-me dar-lhe uma sugestão madame Carla
28/07/2017 21:33:08
Aliás Carla , se me der o prazer de trocar e-mail com vc ... mucambo77@gmail.com
28/07/2017 21:32:04
Boa noite Linda! Carla está de parabéns... Conto delicioso e para aqueles que não apreciam os detalhes contados por uma mulher hiper interessante, desculpe ! Estão perdendo a chance de desfrutar inesquecíveis momentos de prazer. Vc se mostrou ser uma mulher decidida e sabedora do que quer. Adoro uma mulher assim... Com atitude e sem restrições. Já virei seu fã... E invejo seu marido. Não está sabendo administrar uma mulher maravilhosa. Bjs linda.
28/07/2017 20:13:21
Sempre que vou ao meu convênio fico fantasiando com aquelas médicas gostosas, novinhas, fico imaginando o cheiro das xaninhas delas... fiquei com tesão por você também doutora Karla...
28/07/2017 16:40:20
E aí doutora, quero marcar uma consulta com algo mais, pode ser? Me passa o endereço do seu consultório. Muito bom!
27/07/2017 22:52:59
https://www.casadoscontos.com.br/texto/
27/07/2017 11:11:32
òtimo conto, gosto de mulheres com a sua postura. Vamos realiar a fantasia de transar com um personal? personalsarador@gmail.com
27/07/2017 11:09:50
Mt bom o conto, vamos realizar outra fantasia sua de fazer sexo com um personal?bjos gostosos personalsarador@gmail.com
27/07/2017 05:40:17
Nota 10 adorei Alvarocesardolivramento@gmail.com
27/07/2017 04:06:05
Parabéns pelo conto linda e muito obrigada pelo carinho. Torço para que você um dia consiga vivênciar todo o prazer que o meio liberal pode lhe proporcionar. Adorei o seu conto, os detalhes fazem toda a diferença e nos protejam direto para dentro do cenário de tesão. Bjos e muitos beijos.
26/07/2017 21:47:46
Olá amiga, tudo bem?Recebi o seu comentário em meu primeiro conto hoje mais sedo e vimatender o seu convite. Li o seu conto e está de parabéns em suanarrativa. Fico triste que você não viva o que vivo com minha esposaNatiele. Quem sabe um dia possamos nos conhecer? Não revelo minhaidentidade aqui no site porque todos poderão me reconhecer. Quando eufizer uma nova postagem, lhe avisarei por aqui, certo? Sinta-se avontade para falar comigo também. Um forte abraço e nota dez para você!O Empresário
26/07/2017 16:48:06
Meus queridos Demarco, negromanauara, RogerVibe, aguia-aventura, Melga38, Dr. Menage, Ricardão Aventura: Muito muito muito obrigada por vossa presença, pelos comentários e pela doçura de cada um(a) de vocês. Amo-os todos e sou imensamente grata. Venham sempre me visitar, ficarei feliz! Beijos, queridos.
26/07/2017 14:03:34
jheladio6@gmail.com seu conto e maravilhoso
26/07/2017 12:31:27
rogers_rgr@hotmail.com
26/07/2017 05:48:11
p.irangi@hotmail.com
26/07/2017 05:47:16
p.ir angor hotmail.com
26/07/2017 05:46:15
Li seu conto, muito excitante e prazeroso, eu fiquei de pau duro pensando em vc, não se sinta culpada vc tava precisando da uma boa trepada, esse médico foi um sortudo em possuir vc que inveja já votei (p.ir angor hotmail.com) bks
26/07/2017 00:27:04
Carla!!! esse é de longe um dos melhores contos que ja tive o prazer de ler!!! sua preocupaçao com os detalhes e sua exitaçao foram o ponto forte do conto... relato simplesmente maravilhoso... demarcosantin@hotmail.com
25/07/2017 11:27:08
PROMETO a todos os leitores que deixarem ou não comentários ou notas, a partir de hoje, não deixarei nenhum ficar sem minha resposta aqui no conto e, claro, meu agradecimento e meu beijo molhadinho. Obrigada a todos e todas, de coração. Amo vocês.
25/07/2017 11:25:44
MAIS AGRADECIMENTOS DO FUNDO DO CORAÇÃO E BEIJOS A: sem limites, grisalho Top, Maximusjrs, massageador de mulher, Divemaster, coelho, Astrogildo Kabeça, Coroa libertina, Melga, Roger Vibe, Amoler, Tomyskt, Roger Vibe, Dr. Menage, Ricardão Maduro, TARADAO, Anica, fabio sign, anjo erótico, negro bi vouyer, RAQUEL LISKA, Anjinho/capetinha, estrela perdida, Newton 19, Karlinhos, Káká, silveira1.8 e edu_santos.
25/07/2017 11:21:24
AGRADEÇO AINDA E ENVIO BEIJOS ARDENTES A: Ids_sampa, digofreitas, Gordinho tesão, Pequeno lorde, Marcela 21, treinadorsex, solrac.otavio, Ehros Tomasini, Helô40, viuvinha, aventureiroSP, AnonimoFortal, Lady Diva, homem.erectus1, Paulo 35, Belarius e Carteiro.rj BEIJOS A TODOS VOCÊS (Os agradecimentos continuam logo acima...)
25/07/2017 11:17:09
AGRADECIMENTOS E BEIJOS (CONTINUAÇÃO): Beijos também para: Jovem_comedor 93, J67, Apom, LEO SP, gustaaf41slz, Senhor Bi, Astrogildo Kabeça, Marcao 14, Tatuado Safado, aguia-aventura, Ksado_1970, aventureiroSP e Coroa Casado. (Há mais agradecimentos acima) Beijos a todos vocês.
25/07/2017 11:14:12
Pois é Vagabundinha, e eu continuo na minha Odisséia, semp-re sonhando em saborear os rabbos da Vanessa e da Lady-Diva ! Nota 1.000 pra tuh !!
25/07/2017 11:14:09
AGRADEÇO DE CORAÇÃO E ENVIO UM BEIJO QUENTE E ARDENTE A: AmigoSP, Eu Bahiano, Bello Moreno, Sedutor, 1.30, Vinteverm, Dansafado e digofreitas (acima seguem mais agradecimentos)
25/07/2017 11:11:46
Meus queridos, estou em falta com a maioria de vocês. Foram tantos os comentários nesses dias e, a alguns amigos e amigas consegui retribuir escrevendo em seus posts, a outros pude responder por e-mail (mas não foi para todos pois meu tempo é curtíssimo) e àqueles que são leitores comentaristas e não deixam contatos não tive o prazer de poder agradecer. Por isso, vou faze-lo agora, isto é, agradecer a cada um(a) de vocês mencionando cada apelido ou nome deixado em meu conto. Beijos a todos.
25/07/2017 07:16:42
Parabéns pelo seu conto!!
25/07/2017 01:32:27
Que conto maravilhoso, muito rico em detalhes, me fez viajar na sua história, ocupar o lugar do Lino rs. Quando escrever novamente sobre suas aventuras me avisa por favor. silveira_gatao@hotmail.com
24/07/2017 18:30:45
Gostei muito ❤ Kayo_rr@hotmail.com
24/07/2017 09:38:00
BOM PRA DANAR ESTE CONTO, LINDURA! QUASE TIVE UM FANIQUITO ME IMAGINANDO NO LUGAR DESSE LINO SORTUDO. VC É DE ONDE? BEIJO BEM DEMORADO NA XEREQUINHA.
23/07/2017 21:07:20
Da hora o conto, doutora. Me deixou de barraca armada. Se o Ailton não quer, tem muita gente como o New aqui querendo. Rs. Sou tarado em maduras e dou aquele trato. Quando der, leia quando peguei uma cinquentona. Rs. Brigadão pela visita. Beijo, beijo e beijo.
22/07/2017 19:45:58
Amiga que belo conto hem, nossa! ameiiii!!
21/07/2017 22:51:23
Me passa seu whatsapp No meu e-mail gutofelixabc@Gmail.com
21/07/2017 21:12:29
Ola, parabens pelo conto. Gostei muito!!! Em uma palavra: intenso!!! Em várias, delicioso, excitante na parte da pergunta - Meu amor, você gosta de sexo anal? Abraços Anjinho.
21/07/2017 20:32:49
Carla. Existe uma grande diferença: Marido (ou esposa) é marido (ou esposa), Amante é amante !!! Trepar com marido (ou esposa) nunca é lá grande coisa, vira rotina. Trepar com amante aí sim, é delicioso. Dá pra se soltar, fazer um monte de coisas malucas. Existe um ditado que diz: Quem não tem competência, não dá assistência, abre concorrência !... E perde !!! Conselho: Nunca se separe do seu marido, mas conserve o seu amante. Será ele quem vai compensar tudo o que seu marido deixa de te dar. Quando os pneus do seu carro estão carecas voce faz o que? Troca o carro ou troca só os pneus. Seu amente é o pneu da sua vida. Aproveita. Outra coisa: Eu não trato o marido da Angela como "corno". Trato ele por SÓCIO. Se quiser trocar mensagens comigo anote aí: harryhoudinijunior@outlook.com - Tenho certeza de que podemos trocar muitas figurinhas. Beijo e Parabns pela sua história. A propósito: Sou de Curitiba.
21/07/2017 19:53:44
Carla quero você amor , sou liberal meu Skype felix.guto84
21/07/2017 08:40:33
Dr. Me falta palavras , faço dos demais a minhas , Parabéns
20/07/2017 20:29:05
nossa, bem escrito, divertido, gostoso e muito intenço! é raro um conto com tudo isso por aqui! qn fique mais na secura dp dessa extreia... rs bjs
20/07/2017 17:20:35
Quanto a seu comentário no meu conto, deve ter sido engano. A tela do celular é hipersensível e devo ter batido sem querer. Desculpe
20/07/2017 13:08:47
oi querida...obrigado pelo elogios, e ja tinha lido seu conto e adorei, alias, temos muitas coisas em comum, por isso, gostaria de conversar mais sobre nossas fantasias, por favor me escreva para trocarmos experiencias, pelo email consultor_fabio@yahoo.com.br...bjs
20/07/2017 08:25:16
Gostei um dos melhores.
20/07/2017 01:05:30
Maravilhoso adorei vc chegou e arrebentou parabéns espero mts outros
19/07/2017 15:07:52
Bem escrito, com bom ritmo, prende nossa atenção e - o principal - nos excita. Fala de algo muito comum nos casais, infelizmente: a correria e as agruras do dia a dia acabam por soterrar a sensualidade. Por outro lado, nossa sociedade está - ou deveria estar ...- mudando e esse conceito de "trair" começa a perder sentido. Então as pessoas poderiam entender que amar uma pessoa e ter prazer com outras não é antagônico. Quem sabe chegamos lá... E muito obrigado por seus comentários e elogios a meu conto "Te tornando uma Puta"Ricardão Madurocorsario_sp@bol.com.br
19/07/2017 14:19:08
Belíssimo conto Carla! Sim, é belo em todos os sentidos, o vocabulário, a história, a transa, os detalhes enfim, é um duplo prazer, o relato e a escrita. Sou de São Paulo, mas tenho que admitir que Curitiba é uma cidade fantástica em todos os sentidos eu também tive uma experiência maravilhosa que ainda tenho que terminar de escrever para publicar aqui, aliás quando puder leia os meus contos. Trabalhei na indústria farmacêutica na área de Marketing, organizava eventos, dentre outras coisas. Sempre ia aos eventos que eu organizava e sacava "as puladas de cerca" do meio, todo mundo com todo mundo sem distinção. Claro, além de trabalhar bastante também me divertia. Além do conto Belíssimo outra coisa que me fascinou foi o fato de você curtir e pedir um anal, eu adoro e de fato é o supra sumo de uma transa, especialmente quando bem feito. Parabéns, sensacional! Meu email, se você quiser fazer contato, é doctormenage@hotmail.com. Quem venham outros relatos tão belos quanto esse. Bjs. Se cuida!
18/07/2017 22:08:53
ta certa Carla, vacilou, o rabbo vai párara no pau de outro !! Nota 10 !!!
18/07/2017 21:43:12
Adorei o conto Carla!!! Qdo possível entre em contato silvaantony792@gmail.com
18/07/2017 17:26:27
Oi, eu gosto de contos de traição, apreciei o seu. Muito bom. Dou nota 10
18/07/2017 15:11:38
PARABÉNS VAGABUNDINHA - EXCELENTE CONTTO NOTA 10 !!!
18/07/2017 14:40:49
Bom conto, muito bem escrito, e com todos os detalhes que o tornam um excelente conto erótico, se é um fato real, você está de parabéns. Seu marido perdeu.
18/07/2017 12:55:44
Delicia de estreia, Carla. Maravilhosamente bem escrito e como disseram, com riqueza de detalhes que nos envolve em sua história. Teu marido tem como objetivo enriquecer e com certeza, vai conseguir. Dos males o menor, ao menos não corre atrás de rabos de saia como o meu ex. Espero novos contos teus. Beijos da Vanessa.
18/07/2017 10:31:32
Carla, obrigado por seus comentários em meus contos. Leia a saga que escrevi "Memorial de dona Maroca ". São oito capítulos, vc vai gostar. Um forte abraço
18/07/2017 09:09:31
seu marido é o tipo de homem que merece ser corno, você demorou em colocar um par de galhos nele, se vier a londrina poderemos escrever nosso conto juntos, beijos, atletadealcova2010@hotmail.com
18/07/2017 09:07:53
demorou para trair seu esposo, ele é o tipo de homem que merece ser corno, se vier a londrina me procure, vou adorar sentir você gozando em minha boca... atletadealcova2010@hotmail.com
18/07/2017 00:18:50
Carla, seu conto é muito inspirador. Me mande um e-mail pra falarmos melhor divemaster77@outlook.com
18/07/2017 00:04:48
vou bater uma bela ponheta em sua homenagem!
18/07/2017 00:03:27
Belo conto, Carla. Grande parte dos homens já desejaram degustar as médicas, enfermeiras, odontólogas, aliás, qualquer mulher linda que estejam dentro deste universo. Adoraria marcar uma consulta contigo, e degustar as delícias de uma bela Fêmea carente por atenção, carinho, e muito sexo. Moro em Maceió, se alguma mulher quiser conversar, meu e-mail é carareservado@gmail.com
17/07/2017 18:01:21
Mais um detalhe: a nota é DEZ maiúsculo também!!! Rsss
17/07/2017 17:59:42
Olá Carla! Seu conto é um relato maravilhoso pela forma como descreve, pela riqueza de detalhes (adoro detalhes) e a intensidade que me fez querer estar vivendo aquele momento contigo. Você é maravilhosa!Obrigado por sua visita e seus comentários! Gostaria muito de podermos conversar. Me envie uma mensagem, será muito prazeroso!!! maximusjrs@yahoo.com Imensos beijos e forte abraço!!!
17/07/2017 15:35:27
é isso aí Carla. delícia de história.
17/07/2017 15:34:52
Perfeito.
17/07/2017 01:15:36
Que estilo envolvente. Muito longo, como os meus. Narrativa leve e nem se nota, mas tive que ler duas vezes. A curiosidade me fez pular frases, parágrafos e depois de satisfeita a danada da curiosidade, vôlei ao início e reli cada palavra. Adorei. Obrigado por sua visita aos meus contos.
16/07/2017 23:22:04
Obrigada, meus queridos e minhas queridas. Estou muito feliz com vossos comentários e visitas e tenho procurado externar este meu sentimento visitando os contos de cada um de vocês deixando lá meu agradecimento. Enviei também e-mails aos leitores que não publicam contos mas deixam aqui seus endereços eletrônicos. Aos demais, infelizmente não tenho como me comunicar diretamente mas deixo aqui toda minha gratidão. Amo vocês.
16/07/2017 17:05:40
Envolvente, maravilhoso, bem escrito, rico em detalhes e me perdoe, poderia sim ser um pouco mais longo. Aguardo os próximos.
16/07/2017 03:45:30
És maravilhosa demais, minha querida, o tipo de gata que adoraria ter tido na minha vida. Leia minhas aventuras e me escreva ou adicione no skype: envolvente47@hotmail.com . Beijos imensos.
15/07/2017 08:38:45
Maravilhosa sua narrativa. Eu me senti dentro da cena assistindo tudo. Não pare de escrever. Muito excitante.
15/07/2017 08:04:15
Show de conto, Carla. Nós fomos educadas a resistir aos apelos do corpo. Porém, quando o desejo vem e a libido é liberada, não há mesmo como resistir. Sua narrativa é excelente e merecedora de tantos elogios. Bjs, Val.
15/07/2017 05:59:42
Dra Carla, maravilhoso seu relato, minha esposa teve uma relação semelhante à essa sua, passou o dia é uma noite com o chefe dela, sei disso porque ela me relatou e irei relatar aqui posteriormente, agradeço ao seu comentário no meu conto também, admito que sinto ciúmes em saber que minha esposa tem os casos dela fora do nosso casamento, mais assumo que sinto um tesão enorme quando ela vem toda sensual me contar os detalhes, rapidamente o ciúmes vai embora e o prazer entra em ação
14/07/2017 15:36:09
Oi Carla, tudo bem? Vim agradecer pelas mensagens nos contos que você leu, Obrigado!! ksado44sp@bol.com.br
14/07/2017 10:40:41
Conto delicioso, dra.Carla. Adorei teu comentário e já por ali, deu para perceber o quanto tu escreves bem. Este conto está perfeito, com riqueza ímpar de detalhes, envolvendo quem lê. Já está fazendo sucesso e enlouquecendo os novos fãs. A nota só pode ser dez. Beijocas.
14/07/2017 08:03:59
Dizem que trair e coçar, é só começar. Com o tempo vc irá ver como a gente se acostuma depressa com isso. Que bom que vc gostou do meu relato. O seu está ainda mais excitante e bem narrado. Com certeza fará o merecido sucesso aqui na casa. Bjs, amiga.
14/07/2017 07:32:58
Acordei e ler teu conto me encheu de tesão, Carla... Que delicia! Adorei e fiquei toda molhada. Não demore a postar se aconteceu com o representante. Venha me conhecer lendo o meu. Um beijo!
13/07/2017 23:15:25
Maravilha de conto, doutora. Adorei. Muito excitante. Agradeço o elogio, lá na minha escrivaninha. E, sempre que escrever novos textos, deixe-me um recado. Voltarei aqui para te ler e comentar. Prometo.
13/07/2017 20:03:08
Maravilhoso Parabéns e gostaria de conhecer mulheres tbm casadas a fim de novas emoções tbm sou casado e muito discreto Beijos
13/07/2017 15:47:24
Parabéns Dra Carla. Belo relato
12/07/2017 17:50:10
Olá. Vim agradecer tua leitura e comentário. Aproveite para ler este excelente conto. E como escuto histórias de maridos que não dão a devida atenção em casa. Acabam merecendo isso. Adorei e dou nota 10. Bjus.
12/07/2017 12:43:03
Só para constar, meu e-mail é trenhortnet@gmail.com. Até logo gostosa.
12/07/2017 12:38:03
Oi Carla. Na próxima vez, procure por favor resumir a história. Gostei do seu conto apesar de tudo. Sei que deve ter sido difícil trair pela primeira vez. Até logo gostosa.
11/07/2017 19:13:44
mto show e isso ae da mesmo sem do
11/07/2017 17:27:17
Carla, mais uma vez me surpreendendo, quanta modesta, mesmo assim fico lisonjeado com seu comentário e reforco meu desejo de poder conversar contigo via email. o meu é rogerbahia22@hotmail.com
11/07/2017 15:50:40
Doutora, que fogo vc tem, adorei ler o seu conto. Espero outros relatos maravilhosos como este. Adoro mulheres que se entregam ao sexo como vc relatou. Continue escrevendo assim e terá vários aficionados nos seus contos.
11/07/2017 13:57:14
Ah, Carla, vou te criticar sim. Criticar teu comentário no meu conto, dizendo que o seu não chega aos pés. Quanta modéstia! Ele supera isso sim. Não é troca de confetes não. Há tempos não ficava tão envolvido e excitado com um relato. Imaginá-la subindo nas paredes de desejo mexe com o instinto de todo macho em querer saciá-la e apagar tamanho fogo. Deu inveja desse teu colega do sul e desse representante de laboratório pelo que vai desfrutar. Parabéns e pena que só posso dar nota dez. Por mim seria onze. Escreva mais. Ganhou um fã. Beijos.
11/07/2017 13:34:10
Realmente meus parabéns, a narrativa foi detalhada e excitante. Parabéns por ter conseguido romper as barreiras, os preconceitos e pudores que nossa sociedade nos impõe. Sei bem o que é isso, pois em casa, infelizmente também não tenho o que eu gostaria, tanto em frequência, intensidade, variedade. Vivemos o mesmo "drama", por assim dizer. Quando conheci a Felipa, através desse site, que também vive a mesma situação, conseguimos realizar nossas mais deliciosas fantasias, mas ela atualmente não consegue mais sair, durante o expediente... Enfim, são as circunstâncias da vida... Espero poder ler mais histórias suas, de novas experiências e aventuras. Beijos. Pedro. ksado44sp@bol.com.br
11/07/2017 12:54:46
Muito bom seu relato, adoraria saber se rolou com o representante famaceutico ... poderia nos contar com a mesma riqueza de detalhes.
11/07/2017 12:26:00
Maravilha de conto muito bem escrito com deliciosos detelhes dez com louvor. Nao esqueca de nos agraciar com a possivel aventura com o representante fiquei seu fan Dra Carla
11/07/2017 09:26:13
Que belo conto, fiquei excitado cm ele..um bjo nota 10
11/07/2017 09:11:04
Muito bom, adorei gostaria de ver suas fotos marcosvol14@gmail.com vamos conversar
11/07/2017 09:10:48
Pelo início dava pra perceber que era um conto promissor. E foi, embora vc tenha se estendido com muitos detalhes e na parte do sexo eu já estava cansado de ler, hehehehehe. . . Muito bem escrito, parabéns pela iniciativa em nos brindar com essa importante passagem em sua vida
11/07/2017 08:34:09
Estreia sensacional, conto maravilhoso, nota dez para você Carla.
11/07/2017 08:08:39
Simplesmente maravilhoso. Parabéns!! :-)
11/07/2017 08:07:51
Simplesmente maravilhoso!!
11/07/2017 03:02:04
Meus parabéns Carla, envolvente delícioso de se ler, excitante, esse é uma daqueles contos que o leitor torce pra não acabar, me deixou de boca seca tamanha era a vontade de ler ler e ler. Filizardo dr. Lino. Espero q seu marido acorde e veja a tamanha besteira q ele está fazendo, uma esposa assim não se pode deixar de dar aquela assistência
11/07/2017 02:58:14
11/07/2017 00:34:21
Delícia de conto nota 10 Manda fotos sua andersonpomm@gmail.com
J67
10/07/2017 22:32:19
Parabéns, excelente conto.... Continue, quero saber sobre o representante....
10/07/2017 20:14:21
Top
10/07/2017 19:57:56
ESPETACULAR! quando me perguntam o que mais me atrai em uma mulher, eu respondo: A essência!! Parábens Carla, no inicio fiquei um pouco desapontado por ter esquecido de descrever suas características físicas, porém com uma narrativa brilhante conseguir roubar toda minha atenção.Pela narrativa percebemos o quanto é culta e sem duvida deve ser bastante charmosa, quando fiz faculdade adorava as garotas da área de saúde, sem duvidas eram as melhores e mais "desbloqueadas" para aventuras.Sou fascinado por mulheres ente os 35 e 50 anos, sem duvida alguma essas sabem o que querem com um homem na cama.Vou te dar dez pq é o limite, depois passa e ler os meus.ah, será uma honra poder trocar email com vc.Meu email é rogerbahia22@hotmail.com.Que inveja do Lino.
10/07/2017 19:24:55
Gostei muito do seu conto doutora, fiquei muito excitado a agora estou com o meu pau doendo de tanto ele latejar de tesão quando estava lendo seu conto, agora terei que marcar uma consulta com você para ele parar de doer, como faço? Danielnsoares26@outlook.com
10/07/2017 17:43:39
EXCELENTE
10/07/2017 17:31:25
delicia !!!!! e eu aqui procurando uma mulher assim cheia de amor pra dar rsrs sou um jovem corretor na esperança de encontrar uma mulher assim ou até quem sabe um casal para nos deliciarmos se caso alguém queira conversar por favor eu estou no aguardo ok jusce.vitor@gemail.com
10/07/2017 17:08:43
Delicia de Conto Carla, ah como queria ser o Dr Lino e te dar um belo trato. sedutorsp45@gmail.com
10/07/2017 15:50:16
Delícia de conto!!
10/07/2017 15:07:33
vai ganhar uma punheta... emp.adv.ba@gmail.com
10/07/2017 14:49:26
Belo conto Dra. Carla. Adoraria poder conhece-la pessoalmente e dar toda o carinho e atenção que voce merece. Sou engenheiro de SP e aguardo voce. C_jose00@htmail.com

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.