Casa dos Contos Eróticos

Sexo no banheiro da boate.

Autor: Japa
Categoria: Heterossexual
Data: 16/06/2017 09:57:09
Nota 9.25
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bom, certa vez marquei de ir a uma boate com umas amigas, que por sinal estavam bastante animadas. Chegando lá, percebemos que a boate estava muito lotada, mas assim não desistimos de entrar. E quando entramos avistamos bastante gente bonita e gostosa, dançando, além do sorriso no rosto com um corpo de bebida alcoólica, que começava a deixar todos animados e quase fora de si. Eu e minhas amigas pedimos imediatamente um bom Whisky, na medida que íamos bebendo e conversando, começávamos a nos soltar ao som da música que tomava conta do nosso corpo naquele momento. Depois de muita conversa com as amigas, eu avistei um homem com um corpo escultural, lindo e muito gostoso, eu dei logo inicio a uma certa troca de olhares com ele, fiz ele perceber que eu poderia oferecer algo à ele naquela noite. Quando acabei me distraindo, despercebidamente ele se aproximou de mim, nos conhecemos rapidamente, dai então ele começa a beijar meu pescoço, e eu começando a ficar louca com aqueles beijos arrepiantes. Em seguida, sem avisar as minhas amigas, eu puxo a mão dele e vou em direção ao banheiro da boate, entro no banheiro com ele, numa cabine pequena e apertada, começo a beijar a boca dele loucamente, puxando os cabelos dele, depois ele me pega de jeito e começa a apertar meus seios, e vai descendo a mão alisando a minha barriga, eu levanto meu vestido, e mostro minha bct pra ele, ele coloca dois dedos dele pra eu chupar e em seguida ele enfia dentro da minha bctinha, eu começo a gemer abafadamente, bem gostoso. Continuo os beijos de língua nele, com muito tesão, vou chupando a língua dele. Depois dele dedar bastante minha bctinha, eu me abaixei rápido e abri o zíper da calça dele, fiquei olhando fixadamente nos olhos dele, tirei o pau dele da cueca e já vi o mesmo pular já duro, comecei a punhetar e depois já fui caindo de boca, chupando freneticamente, escutando ele gemer e a me xingar de nomes sujos e excitantes. Depois ele me pôs de quatro, apoiando-me na parede, do pequeno espaço, e já foi atolando cruelmente na minha bctinha toda molhadinha e tesuda, foi metendo rapidamente, enquanto eu comecei a morder meus lábios e a massagear meu grelinho, e ele ficou metendo com muita força, e eu comecei a me contorcer, pedindo mais.Ainda empinadinha com ele me comendo, sentia ele enfiar um dedo dele no meu cuzinho e eu começava a gemer mais alto, esquecendo de tudo lá fora. Pedia para que ele me fodesse todinha. Já me encontrei revirando os olhos, com tanto tesão ele me dominou por inteira e, me virei rapidamente pra nos ficarmos frente a frente, ele tirou meus seios do vestido e começou a mamar neles, deixando-os bem babadinhos. Dei uma mordidinha excitante no pescoço dele e em seguida senti ele me puxar forçadamente pelos meus cabelos e me fez ficar de joelhos, diante do cacete dele. Ele começou a gemer e a dizer que ia gozar, eu comecei a provocar pedindo pra ele gozar na minha boquinha, enquanto ele punhetava o pau dele, eu fui passando a ponta da língua na cabecinha do pau dele, depois senti ele esporrar na minha boquinha e no meu rosto. Com a porra na boca e no rosto, fiquei com cara de safada, de putinha com a porra exibida na língua e no rosto, logo engoli toda a porra. Me levantei e comecei a arrumar meu vestido, e ele fez o mesmo, arrumou as próprias calças. Terminamos nos beijando ainda e, em seguida ele saiu do banheiro, eu ainda fiquei limpando meu rosto com o resto de papel higiênico que tinha encontrado no banheiro. Depois sai do banheiro desacompanhada, e muito satisfeita pela foda escondida e perigosa daquela noite. Voltei onde minhas amigas se encontravam e continuei a beber, sem dá satisfação alguma, vi o macho tesudo que tinha me comido naquela noite, apenas de longe. Me acabei de dançar naquela noite, completamente saciada de sexo. Foi uma noite cheia de divertimento. No final da night, voltei para casa com minhas amigas e nos divertimos muito na volta, dormimos na minha casa.

Comentários

26/03/2018 12:03:55
Outro ótimo conto, querida. Tu narras bem, de forma excitante. E se sexo casual é tua praia, tu deverias trabalhar como eu. Com certeza seria bem sucedida na profissão também, fazendo o útil com agradável. Rs. Nota dez e beijocas.
20/06/2017 23:55:12
Banheiro de boate foi feito para o sexo! Adorei seu relato!
16/06/2017 19:34:24
Delícia de conto, as rapidinhas bem sacanas são ótimas, ainda mais com uma Japa, minha tara....

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.