Casa dos Contos Eróticos

Enteada morena também é uma delícia

Autor: Marx
Categoria: Heterossexual
Data: 16/04/2017 20:13:22
Nota 9.50

Como disse em outro conto Maria tem 26 anos, tem um namorado que é 2 anos mais novo, ela é daquelas meninas que não fazem nada em casa, se não tiver sido mandado. Mas, ela tem umas pernas grossas, uma bunda volumosa e os pelinhos loirinhos.

No sábado sua mãe saiu para o curso, deixando ela na missão de fazer o almoço, pois, levei meu filho pra escolinha de futebol e voltei com umas cervejas, chegando em casa Maria já tinha levantado e estava na cozinha com uma roupinha, mostrando a polpa da bunda, aqueles pelinhos lourinhos me levaram a loucura, perguntei porque ela não tinha ido dormir na casa Gustavo (ele mora com a mãe).

Ela começou então a contar, que estava insatisfeita com ele, chegava na casa dele, só queria saber de estar jogando no computador ou vendo vídeo, que não ligava pra ela, e ela passava a noite assistindo filme enquanto ele jogava.

- Marx, você acha o quê, de um cara desse? Vou pra casa dele toda cheirosa pra namorar e em vez de ele ficar comigo namorando ou tivesse interesse em ao menos transar comigo, mas, não, me troca por um computador. Tô puta da vida com ele.

Caramba, espantei-me com essa conversa, falei. Nossa pensei que vocês estavam bem, vejo fotos no facebook e você sempre sorrindo ao lado dele.

- Ah, sabe como é, pra mostrar que estamos bem.

Maria, ele te faz gozar? Ele te come bem? (Agora ela que assustou, nunca tivemos este tipo de conversa).

-Ah, as vezes gozo mais quando me masturbo junto. Já ouvi você e minha mãe transando, você deve fazer bem gostoso né safado, que ela pira, só fico escutando e me masturbo pensando.

Falei, Maria você quer experimentar? Vou te fazer gozar e tua raiva vai passar na hora, meu pau neste momento estava saindo pra fora de tanto tesão, abri uma cerveja e ofereci a ela um copinho, sempre funciona pra aumentar o tesão, deixei as outras cervejas na geladeira, voltei sorrateiramente e encostei na bunda dela, pra ela sentir meu pau duro.

- Marx, você tá louco, se minha mãe aparece.

Neste momento fazia de difícil, pois, sabia que a mãe tinha saído, falei quer ou não quer dar uma gozadinha, já que estávamos sozinhos e ela tava na seca. Ela empurrou com uma bundada na minha pelve. Se você quiser estou aqui no sofá peladão, tirei minha roupa e sentei, senti escurecer a casa, então ela veio em minha direção, sentou do meu lado e pegou no meu pau punhetando, e disse:

-Você é muito safado, mas, tava doida pra experimentar essa pica, vou colocar a cabecinha na boca, mas, não goza na minha boca, quero sentir seu pau me rasgando e gozando em mim.

Ela chupou, meio acanhada ainda, mas deu um banho de gato em meu pau, o bom que ela punhetava também, fechei os olhos e disse: isso porra, punheta teu padrasto aqui, você é experiente em hein, chupa gostoso. Ela levanta rapidamente, tira sua roupa e rcheia de tesão ela nem espera eu chupar ela, então, rapidamente senta em meu cacete e rebola.

- Agora sim, vou fuder gostoso, subindo e descendo em meu cacete, caralho tava muito afim de dar, acordei molhada hoje, antes de você chegar eu ia me masturbar com um pepino, como você chegou, não quis nem saber, queria muito sentar na tua pica.

E ela sentava forte, segurei sua bunda deliciosa, abria com as mãos e chupava seu peitinho. Passava a língua naqueles seios rígidos, bicos endurecidos de tesão.

Pedi pra ela levantar e sentar de costas, ao sentar, meti o dedos em sua buceta, procurando seu ponto fraco, já que ela se masturbava quando transava, quando encontrei senti o sussurro:

- issoooo vai assim, foda você, desse jeito vai me fazer gozar (esfreguei mais rápido), foda transar com pessoas experiente é isso, sabe fazer gostoso e encontra o ponto do prazer.

Ela gozou intensamente escorrendo todo o gozo pelo meu pau e no sofá, ela deitou e eu cai de boca, aproveitando ainda que ela estava sensível e chupei o grelo dela e enfiei meu dedo na buceta.

Logo, eu peladão ali, já montei nela, dei umas socadas gostosa e uma rebolada, disse que ela era muito gostosa, que tinha vontade de comer ela há tempos. Ela me abraçou e disse “goza dentro de mim safado” - Isso foi me enlouquecendo.

- Goza na xoxotinha da enteadinha, sou sua moreninha putinha, rebola assim que tá gostoso (eu esfregava a pelve no clitóris dela), isso faz assim, esfrega mais que vou gozar de novo. Isso sim é fuder, quero gozar mais, faz mais, mete mais em mim mete, isso, vou gozaaaararrr.

Eu atolando todo o pau anunciei que gozaria também, deitei sobre seu corpo e ela desfalecida, levantamos e tomamos uma ducha, estava super satisfeito, mas, eu queria saber se a Brena (minha enteada branquinha) tinha falado algo a ela, creio que não, assim quando for a Curitiba ela não ficar enciumada. Uma delícia comer Mamãe e as filhotas deliciosa.

Comentários

09/11/2017 01:13:38
Esse é legal, Mas continue contando mais as putarias q vc faz com sua outra enteada, a Brena, ela tem jeito de ser mais safada
19/04/2017 00:53:31
Obrigado! Anjo Discreto.
18/04/2017 10:58:26
Gato Safado SP, obrigado pela visita! :)
17/04/2017 07:08:16
maravilhoso nota 10.novas amizades chama no e-mail....gatinhosp2017@gmail.com .

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.