Casa dos Contos Eróticos

Meu marido virou corno e aceitou

Autor: Paula
Categoria: Homossexual
Data: 26/03/2017 18:24:09
Nota 10.00

Meu marido virou corno e aceitou

Sou uma mulher casada, morena 1,65alt. Seios médios bem durinhos, cabelos longos negros, olhos castanhos, pernas longas e bonitas, bumbum bem feito empinado, enfim uma mulher gostosa segundo comentários que ouço, casei-me há dois anos, e esperava que o casamento fosse somente prazer sexual me enganei, amo muito meu marido acho que sou amada por ele, mas sexualmente ele não me satisfaz, quando fazemos amor, o que acontece poucas vezes, ele me come de papai e mamãe e vira para o lado e dorme, eu fico morrendo de tesão, pois ele não me faz gozar, se satisfaz antes e não me faz gozar nunca. Mas eu amo seu cheiro, seus cuidados por mim, seu pau tem um bom tamanho, mas fico sempre nervosa e triste com vontade de gozar.

Um belo dia houve uma festa no seu trabalho e era para levar as esposas como seria um churrasco, fui de short bem apertado e uma blusinha de alças e sem soutiens, meus seios ficavam deliciosos assim, chegando à festa conheci seu patrão, um homem lindo, alto e simpático, belo espécime de macho, 1,80 de altura, moreno cabelos negros, olhos negros também, e estava acompanhado de sua mulher, que mulher linda chama-se Marlene, mais alta que eu, loura, com seios grandes e pontudos, pernas lindas, bunda simplesmente deliciosa, seu sorriso é encantador porem triste, após se apresentada a ela ficamos conversando muito tempo, e acabamos nos tornando amigas, era um casal lindo, mas notei que ela era uma mulher triste, mais ou menos como eu, ao sair da festa me despedi de Marlene e ficamos de nos falar por telefone qualquer dia destes. Pensei e falei com meu marido, acho que nunca vai se lembrar de mim, ele falou também acho, apenas quis ser elegante.

No outro dia logo cedo eu estava ajeitando as coisas em minha casa, quando o telefone toca era Marlene, fiquei contente e atendi oi amiga como passou de ontem para hoje, ela chorando falou esta noite foi horrível, e falou vc não pode vir aqui em casa para eu falar com vc e contar um pouco de minha vida, eu falei vou sim passe o endereço, fui rápido para falar com ela, antes falei com meu marido, ao chegar ela estava com uma calcinha preta e uma camisola também preta de seda, estava linda, maravilhosa, e sentei-me no sofá ao seu lado e ela pegando em minhas mãos falou amiga, preciso desabafar, vc se incomoda de me ouvir. Falou sabe amiga eu amo meu marido, ele também me ama, mas ocorre que não aguento fazer sexo com ele, quer todos os dias, toda hora, e seu pau é muito grande e grosso e me machuca muito, fico toda inchada de tanto que seu pau esfola minha buceta, e ele goza varias vezes ao dia, e eu sofro com estas fodas tão longas e me sinto toda machucada, quando reclamo ele diz eu te amo e vou te usar sempre que tiver vontade; eu a abracei e ela chorava com a cabeça no meu seio, fiquei sem saber o que falar, quando ela se acalmou eu falei, comigo acontece o contrario, meu marido me penetra, goza e dorme, e eu não gozo ele não me dá tempo de gozar e seu pau tem um bom tamanho, mas não chego a gozar nunca, vivo nervosa de tesão recolhido, ela brincando falou então vamos trocar de maridos, e sorrimos as duas abraçadas.

Ela falou tirando a calcinha veja minha buceta como fica no dia seguinte, estou toda ardida, sua buceta estava toda vermelha de tanta fricção, inchada, vermelha, parecia sangue, e falei eu o amo demais é tudo o que quero de um homem, o que faço Paula, eu disse peça para ele arrumar uma amante, ela disse nem pensar eu o amo, e não quero saber de perder ele. Marlene disse te chamei por não poder falar isso para parentes, ou amigas que o conhecem, e vc como é casa pode me ouvir sem sair falando para todo mundo, eu disse sim pode confiar amiga, vou comprar uma pomada para passar ai, ela disse eu tenho e foi pegar, trouxe uma pomada cicatrizante, eu passei com a mão espalhando em sua buceta, ela gemia bem baixinho e bem gostoso, fui ficando com tesão e ela pediu agora coloca no fundo com aplicador, eu assim fiz, quando estava perto da sua buceta me deu vontade de beijar, mas me contive, ela agradeceu meus cuidados e falou vc é linda sabe Paula, eu disse não amiga vc é lindíssima, tem um marido lindo, pena que tem este problema, mas com o tempo ele vai se acalmar e para de judiar de vc, conversamos bastante, até que falei tenho de ir já é tarde e tenho de fazer o jantar para meu marido, quando me levou até a porta senti sua respiração junto a minha boca, não resisti e a beijei, ela correspondeu e disse obrigada amiga, que delicia ser cuidada por alguém tão meiga como vc, e fui para casa excitada.

À noite meu marido perguntou o que ela queria eu disse apenas conversar, coisas de mulher, ela é sozinha como eu e quis conversar com uma amiga, e me escolheu, e sorri a noite ele quis fazer sexo, e eu fiquei sonhando que iria me beijar me acariciar e depois me comer até eu gozar, mas infelizmente foi o de sempre, tirou minha calcinha, tirou suas roupas e deitou no meio de minhas pernas enfiou seu pau no fundo da minha buceta, e gozou gostoso para ele, eu fiquei mais uma vez sem gozar, quando fui reclamar com ele já estava dormindo, tive de me acariciar pensando no pau do marido de Marlene e na buceta vermelha de minha amiga, e gozei sozinha como sempre.

Logo cedo ela me liga e diz Paula não aguento mais me machucou e disse que vai comer meu cuzinho, esta noite estou apavorada, minha buceta esta pegando fogo, e vc como foi eu disse comeu e dormiu e tive de gozar pensando em vc e seu marido, ai gozei sozinha novamente, ela sorrindo disse quer vir aqui? Eu falei vou adorar amiga, e fui correndo para a casa dela, assim que cheguei ela falou, por favor, cuida da minha buceta esfolada amiga, eu tirei sua calcinha, e vi que ela estava se deliciando com meus cuidados com o corpo dela, gemia com meus carinhos, falou beija, por favor, passe a língua devagarinho, eu fiz isso e ela gozou gostoso com minha lambida delicada. Depois deitei a seu lado e ela beijou minha boca e foi tirando meu lingerie, me deixando pelada como ela, as duas nos abraçamos e ficamos quietas, sentindo o calor uma da outra, meus seios amassavam os dela, minha buceta encostava-se à dela, senti um tesão incrível, e senti seus dedos procurando minha buceta, deixei e fiquei sentindo o prazer dos carinhos de seus dedos, nos beijamos e ela enfiava sua língua na minha boca e eu comecei a chupar e ela correspondia seus dedos não paravam de brincar com meu grelinho, ai falei vou gozar amor e gozei bem gostoso. Depois falei não sei o que esta acontecendo, veja quero um homem como seu marido, vc quer um homem como meu marido, que não gosta de foder, agora estamos nos amando, o que será que a vida nos reserva, ela falou não sei estou adorando nossa amizade, fui para casa pensando o que fazer? O que vai acontecer conosco? Mas resolvi não contar a meu marido.

No dia seguinte logo assim que fiquei sozinha liguei para Marlene e perguntei, como vc esta? Ela falou bem amor, não fez o que prometeu, disse que vai esperar eu pedir para comer meu cu, como esta com problemas de trabalho, só me comeu duas vezes e dormimos, não fiquei nem machucada, eu disse que pena então não vai precisar de mim hoje, ela falou esta louca, hoje é que te quero não estou tão dolorida, vai ser delicioso ficar com vc Paula, venha logo amor. Sai imediatamente, estava molhadinha de tesão por minha amiga, Marlene é deliciosa o que quer é apenas ser amada com carinhos e amor, estava ficando apaixonada por ela, ao chegar ela estava apenas de lingerie azul marinho estava deliciosa, seus seios enchiam o soutiens, abracei aquela mulher deliciosa, sentamos na sala e me fez ficar apenas de lingerie também, o lingerie era preto, e fomos nos beijando, acariciando, olhei sua buceta não estava tão esfolada, comentei hoje ele não te machucou ou esta ficando acostumada com o tamanho do pau, ou ele esta mais calmo amor, e pegando em minhas mãos levou-me para o quarto onde tiramos nossos lingeries, ficando as duas peladas, com os seios pontudos de excitação, e comecei beijando e chupando os dela e ela chupava os meus, deitadas chupei sua buceta e ela chupava a minha, gozamos uma na boca da outra que gostoso, nos amamos até a hora de eu ir embora, ela disse meu marido esta me achando mais feliz, acha que e porque eu acostumei com seu modo de me possuir eu concordo, mas na verdade é por esta te amando, mas amo ele demais, com vc é diferente é um amor de femea, delicioso, ai me preparo para ser usada por ele como meu macho querido. Vc me entende, eu disse amor sinto o mesmo, também já fico esperando meu marido me penetrar e gozar se continuo com vontade me masturbo pensando em sua buceta, em seus seios em sua boca e gozo gostoso. A mim somente falta um pau que me faça gozar, e sorrimos as duas. Curioso tem dois paus e falta algo para as duas não é ainda bem que temos uma a outra.

Meu marido disse vc esta mais feliz amor, que bom, eu disse é deve ser porque tenho a Marlene para conversar e me alegrar ela é maravilhosa, ele disse Roberto meu patrão também disse que a mulher dele esta mais feliz, e nos convidou para jantar amanhã, posso aceitar o convite, pode amor com certeza. Fomos dormir e ele não quis me comer, dormiu logo, eu fiquei pensando em minha mulher deliciosa, me masturbei silenciosamente e gozei pensando em tudo o que estava acontecendo. Logo pela manhã Marlene telefonou e disse sabe Roberto vai mostrar uma surpresa para nos quatro após o jantar, então vamos caprichar, falamos de como estaríamos vestidas, ele pediu para eu usar lingerie azul marinho que ela tinha adorado eu vestida com aquela cor e eu coloquei junto com um vestido tubinho de alcinhas da mesma cor, com sandália de salto, estava linda segundo meu marido, e ao chegar ela estava com o vestido branco que eu recomendei e lingerie também branco e sandália de salto, estava linda, a loura mais linda que conheço. Assim que me viu disse no meu ouvido que eu era a mais gostosa morena que ela conhecia.

Conversamos bastante os quatro, eu ajudei Marlene com o jantar e após o jantar sentamos na sala conversando ela perguntou ao seu marido qual a surpresa amor, ele falou o Pedro já sabe o que é, portanto vou colocar na tevê, colocou o pen drive e começamos ver uma filmagem caseira, era a sala de Marlene onde estávamos apareceu eu entrando e ela me recebendo com beijos na boca, ficaram nos esfregando por alguns minutos, depois sentamos no sofá que agora estava eu e Pedro, e sempre nos beijando ela tirou minha blusa e chupou meus seios enchendo sua boca com os bicos deles, e depois eu fiz o mesmo com os seios dela, ai acariciava sua buceta, e passei pomada na sua buceta com bastante tesão e após com aplicador enfiei no fundo de sua buceta, beijava em volta e ela gemia de prazer. Fiquei apavorada e ela também, começamos chorar e ela falou apenas estava cuidando de minha bucetinha machucada, Roberto falou sim amor eu entendi isso, mas vamos adiantar tudo e mostrou outras cenas agora no quarto onde chupava sua buceta e ela a minha gozamos as duas ao mesmo tempo gemendo e pulando de prazer, com declarações de amor, e apareceu quando ela disse que amava seu marido e eu disse que também amava o meu, eles sorriram e ela falou para, por favor, Roberto, já vimos muito, o que querem que confessemos que nos amamos, mas nunca pensamos em trair vcs dois, somos apaixonadas por nossos maridos, apenas ela tem a queixa do marido dela e eu tenho do meu.

Parou a filmagem e ele falou, conversei muito com o Pedro e entendemos a queixa das duas, realmente temos estes problemas, Pedro não gosta muito de sexo, mas é apaixonado pela sua esposa, eu preciso de sexo varias vezes ao dia, mas sou apaixonado por Marlene, então resolvemos que este problema pode ser resolvido a quatro sem incluir ninguém neste relacionamento além de nos quatro, o que vcs acham? Marlene perguntou como assim. Roberto falou vcs continuam se amando se satisfazendo, junto a nos ou sozinhas, aprovamos este relacionamento, e Pedro ama a Paula desesperadamente, mas também aprova e aprova ela ajudar vc a me satisfazer, desde que seja apenas entre nos quatro sem que ninguém mais saiba disso basta vcs duas aceitarem viveremos felizes e ficarão satisfeitas sempre, Pedro também se quiser pode comer vc Marlene e ninguém será de ninguém, um relacionamento aberto a quatro, Marlene chegou perto de mim e falou Paula, vc vai suportar tudo o que eu aguento, vai aguentar ter a buceta toda machucada e quem sabe o cuzinho também, eu disse sim Marlene esta faltando um pau para mim, acho que os quatro seremos felizes, vc vai amar ser possuída por Pedro ele é carinhoso e delicado durante a foda, ele falou pela primeira vez, garanto que ninguém vai ter do que reclamar, seremos um casal de quatro de hoje em diante, se vcs aceitarem a proposta de Roberto, eu falei eu aceito e vc Marlene eu também meu amor, mas será a partir de amanha hoje já tivemos emoções demais. Todos concordaram e ficaram nos beijando eu beijei Pedro meu marido querido, Marlene. Beijava seu marido amado, e ele disse em seu ouvido amor, vai ser delicioso comer duas femea gostosas como vcs duas, Roberto falou amanhã Pedro vem aqui em casa fica com vc Marlene, eu vou sair com Paula iremos a um motel para o inicio de nosso relacionamento pode ser assim, todos concordamos.

No outro dia logo cedo liguei para Marlene e falei amor, vc esta feliz, ela disse sim amor, ele esta noite não me possuiu, disse que vai me comer um dia sim outro não, neste dia não vai comer vc amor, eu falei será que vou gostar amor, ela falou vai amar vc é a putinha ideal para ele, mas vou cuidar sempre de vc linda. Perguntei como ele conseguiu gravar tudo amor, ela contou que ele percebeu que havia algo, pois eu passei de mulher triste e infeliz para uma mulher feliz e realizada e nunca mais reclamei de dar para ele varias vezes ao dia ai colocou as câmeras e ficou acompanhando tudo, mostrou ao Pedro e o convenceu a aceitar nosso relacionamento e agora estamos assim, tomara que dê certo, eu falei se não der vamos viver as duas sozinhas meu amor. Com o cair da noite fui para a casa de Marlene esperar nossos homens, ficamos nos acariciando, ela quis ver minha lingerie, e beijou minha buceta pedindo não deixa machucar ela amor, eu disse depende dele amor, vou tentar lubrificar ela bem, e sorrimos as duas, assim que chegou Pedro me beijou e disse vc esta linda minha querida mulher, e beijou minha boca, e Roberto beijou a Marlene, pegou minha mão e falou-nos já vamos estou a perigo, e saímos.

Saímos e Roberto falou como vc é gostosa Paula, eu apenas sorri, ele colocou a mão em cima de minha perna, estava quente e pensei deve ser gostoso, ele é lindo e maravilhoso, sonho de qualquer mulher, ao entrar no motel luxuoso, ele falou fique a vontade Paula, e noite é sua, eu disse nossa. Abraçou-me e beijou minha boca, tinha um hálito delicioso sabor menta, me deixou com tesão, foi tirando meu vestido eu fiquei de lingerie e ele tirou sua camisa, eu olhando, tirou sua calça eu vendo, tirou a cueca, eu vi não acreditava o pau dele era um verdadeiro monumento, entendi porque Marlene se machucava, tem uns 23 cm, grosso como pau de cavalo, pensei acho que não devia ter procurado um macho, tão grande, e pensei vou ter de encarar. Abraçou-me e deitamos na cama ele com carinho tirou minha calcinha fio dental e chupou minha buceta, me deixando louca de tesão, ai foi enfiar eu falei amor posso usar um lubrificante, ele disse sim, peguei na minha bolsa um tubo de ky e passei bem no pau em toda a sua extensão, estranhei ele não pedir para eu chupar e passei na minha bucetinha, ele estava louco para penetrar, me de deitei e disse venha meu macho tão desejado. Roberto colocou a cabeça do pau na buceta e foi enfiando, eu gemia de prazer, pois nunca tinha dado a buceta para um pau tão grande, e fui aguentando ele enfiou a metade e perguntou, quer mais ou paro aqui para não te machucar eu falei coloca tudo quero tudo dentro de mim, e quando senti o pau todo dentro da minha buceta pensei vai estourar minha buceta, mas pedi pronto agora me fode meu macho e ele fodeu como somente um macho alpha sabe foder e gozou rios de porra eu gozei umas cinco vezes, foi simplesmente, maravilhoso, apertava a buceta e sentia ela toda preenchida. O macho perguntou vai aguentar mais uma vez gostosa, eu disse mais algumas vezes, estou necessitada de pau, não me satisfez ainda, falei somente para provocar.

Roberto pediu uma bebida, notei que seu pau não amolecia mesmo após o gozo, e fiquei preparada para nova foda fui tomar uma ducha e ele assim que voltei me deitou e falou posso comer seu cuzinho, eu disse não amor ainda não, um dia sim vou querer, seu pau continuava duríssimo, e eu falei somente continuamos se puder colocar novamente lubrificante ok, ele falou ótimo, se Marlene tivesse tido este cuidado não a machucaria sempre não é eu falei, mas eu já sabia do monstro que vc tem e me preveni e a partir de hoje ela sempre vai passar ky antes de vc comer sua bucetinha linda ouviu bem, ele sorriu e falou esta falando demais vamos ao serviço gostosa, e passei muito ky na buceta e no pau dele que veio logo enfiando tudo de uma vez, doeu um pouco, mas nada insuportável, foi delicioso receber aquele mastro na buceta, rebolei muito e ele gozou feito louco, disse que Marlene somente chorava e não rebolava, e gozou enchendo minha buceta de esperma, eu adorei sentir o pau entrando e saindo de dentro de mim, ele não beijava, não chupava minhas tetas, somente enfiava o pau e fodia, coisa que faz com maestria, mas nada de carinhos, ai entendi porque Marlene tinha se apaixonado por mim, e vai amar dar para o Pedro, pois ele é muito carinhoso.

Após a terceira foda já era tarde e fomos para sua casa pegar meu marido, ele estava feliz e realizado, disse somente vou me satisfazer quando comer seu cu meu amor, eu disse prometo que dou bem gostoso está bom.

Chegando em casa de Marlene, Pedro estava dormindo ao lado dela, e ela ansiosa preocupada com nossa demora acordou Pedro, quis saber como foi eu disse tudo ótimo maravilhoso e vcs como se saíram, Marlene disse seu marido é um gentleman que carinhoso, que cuidados teve comigo, foi muito bom logo depois dormiu até agora como vc diz. Roberto falou Paula é uma femea gostosa, deliciosa, comi umas três vezes e ela gozou em todas por varias vezes, eu falei sim estava precisando de um pau assim para me satisfazer completamente, falei Pedro vamos embora amor, Roberto falou amanha é sábado fiquem aqui durmam no quarto de hospedes e passamos o final de semana juntos, Pedro disse eu topo amor o que acha eu falei sim vamos ficar, mas quero dormir com a Marlene posso, eles disseram sim nos já estamos satisfeitos, e fui eu e Marlene para uma suíte e assim que fechamos a porta nos abraçamos ficamos peladas e nos beijamos cheias de amor uma pela outra. Contei tudo o que aconteceu entre eu e seu marido, e ela contou sobre Pedro, foi assim Pedro a beijou, com muita delicadeza a levou para cama, beijou seus seios, lambeu sua buceta e a penetrou cheio de cuidados, ela amou como o pau dele é menor que de seu marido não a machucou e ele gozou e ela ficou se masturbando pensando em mim e seu marido e gozou o deixando dormir.

Isto ocorreu ontem portanto a medida que a historia for acontecendo irei contando desde que me peçam.

Paula

Camipaula1@hotmail.com

Comentários

28/03/2017 00:16:02
Gostei
27/03/2017 17:55:23
Boa qualidade, gosto muito dessas experiências também ! Se tiver oportunidade leia um dos meus contos, tenho certeza que vai achar agradável.
27/03/2017 16:10:15
Muito bom pelo jeito vai ficar tds felezes
27/03/2017 08:47:24
MT bom
27/03/2017 08:22:16
O conto é muito legal, pena que com alguns problemas de pontuação que atrapalham um pouco a leitura, mas que podem ser corrigidos no próximo. Parabéns
27/03/2017 08:17:00
maravilhoso nota 10.novas amizades chama no e-mail....gatinhosp2017@gmail.com .
27/03/2017 07:20:43
Adorei o conto. adoro fotografar esses melhores momentos. Caso interessar é só retornar. fotografoliberal@yahoo.com.br
27/03/2017 03:09:39
Perfeito!!!
26/03/2017 21:19:30
Adorei

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.