Minha esposa gostosona e meu tio abusado

Um conto erótico de Alpha7
Categoria: Heterossexual
Data: 12/03/2017 17:53:13
Nota 9.88
Assuntos: corno , Heterossexual

Meu nome é Rodrigo sou um cara normal de 27 anos casado com Paula, uma morena linda de 23 anos pernas grossas seios médios durinhos e um bundão lindo sem estrias nem celulite, realmente muito gostosa, sou engenheiro civil e temos uma boa vida a qual Paulinha minha esposa fica apenas a cuidar de casa, levávamos uma vida normal fazíamos sexo com bastante frequência, mais tudo ia mudar depois que recebi um telefonema de minha mãe pedindo para hospedar um tio meu Paulão por uns 20 dias pois ele estava para fazer uma Bateria de exames para a empresa onde trabalha e estava de férias assim como eu Tb estava, disse que ia ver com minha esposa e retornaria, falei com minha esposa sobre o pedido de minha mãe e tb disse que não gostava muito desse meu tio pq ele é muito abusado e muito convencido, ela disse que ele era da família e que devíamos hospeda-lo ela sempre foi esse tipo de pessoa disposta a ajudar o próximo, então liguei pra minha mãe e disse que ele poderia vir, passaram 2 dias e fui buscar ele na rodoviária, deixa eu falar desse meu tio, um cara alto, moreno, corpo atlético o típico comedor, quando mais novo fiquei sabendo que ele comia quase todas as mulheres do bairro, e a maioria casada, onde se contava que ele tinha uma rola imensa de 24cm, voltando ao assunto, ele me comprimentou e perguntou da minha esposa disse que ela estava em casa, ao chegarmos em casa a Paulinha estava com um shortinho de lycra que a deixava com o famoso caput de fusca meu tio, já foi logo fazendo um elogio rasgado dizendo que eu tinha ganhado na loteria, que ela era muito linda e deliciosa, minha esposa deu um sorriso e percebi que ela ficou sem graça, ela disse que o quarto dele estava pronto e se quisesse poderia tomar um banho e descansar, ele foi passou um tempo voltou apenas com um short desses de jogador de futebol, parecia estar sem cueca pois seu pau balançava no short e dava pra ver que realmente era enorme, ficamos conversando e ele perguntou se tinha forró por perto pois há muito tempo não ia a um, disse que tinha um e combinamos de ir a noite, já na hora do forró meu tio estava bem arrumado com calça social blusa, e quando Paulinha apareceu eu vi que a cada dia que passava ela ficava mais gostosa, ela estava com um saia desses panos leves até o meio da coxas top que ficava com a barriguinha amostra, ao chegarmos no forró ele foi logo arrumando uma mesa e pedindo cerveja ficamos bebendo e conversando e ele chamou a Paulinha para dançar ela me olhou e concenti, eles ficaram dançando um tempo e voltaram pra mesa rindo ele dizendo que ela dançava bem, ficamos conversando e depois de algumas cervejas já estávamos alegres e minha esposa perguntou se ele não ia paquerar, ele disse que ali não tinha mulher que chamasse a atenção dele, ela perguntou como assim ele disse que gosta de mulheres que se vestem pra mostrar o corpo, e a Paulinha perguntou como assim, ele falou já que somos adultos vou ser direto, gosto de mulheres que se vestem como puta e sorriu, minha esposa então começou a rir tb, e ele chamou ela pra dançar de novo e saíram de mãos dadas dessa vez reparei que ele se esfregava mais nela e ela não oferecia resistência, quando voltou sua rola estava muito dura marcando na calça vi que quando a Paulinha sentou ele continuou de pé parece que queria mostrar o tamanho daquele volume pra ela percebi que ela deu uma encarada no volume dele e depois ficou mexendo no celular, fomos embora, dissemos que íamos dormir e ele falou que estava sem sono e ia ficar na sala vendo TV, já no quarto tomamos banho e minha esposa praticamente me estuprou estava muito resida visou várias vezes, percebi que era por causa do meu tio ela estar assim, passaram quatro dias e ele já estava bem mais a vontade, um dia depois que chegamos de um barzinho já alegres ficamos na sala batendo papo e ele colocou apelido dela de tanajura, ela riu e falou pq e ele disse pq era tinha um bundão grande e gostosa e começaram a rir, aí a Paulinha perguntou e o Rodrigo tem apelido ele ficou me olhando e falou ele tem cara de corno, e começou a rir na hora eu repreendi ele é ela rindo disse relaxa amor é só brincadeira e ele perguntou a ela tem ou não tem cara de corno, ela me olhou e disse que ainda não, é caiu na risada com ele, depois disso vi que ele se achava o dono da casa, disse que ia tomar um banho e voltaria pra continuar conversando quando ele voltou apenas usando uma cueca Box alegando que estava muito quente, até eu fiquei bobo quando vi o volume que ficava parecia um pepino meio flácido muito grande e grosso, a Paulinha parecia hipnotizada quando ele sentou na poltrona com as pernas abertas e mostrando o volume, a Paulinha apenas ria e ficamos conversando, a Paulinha Tb disse que ia tomar banho e ele falou bota uma roupa bem gostosa pra titio te ver e deu um tapa na bunda dela ela apenas riu e saiu só que ela não voltou quando cheguei no quarto ela estava deitada dormindo, eu voltei na sala e falei com ele que ela já estava dormindo e que eu Tb ia, e quando já estava saindo ele me chamou e falou sabe que ela é muito gostosa pra ser só sua não sabe, eu fiquei puto e falei pra ele parar com aquilo ele na mesma hora arriou a cueca o me mostrou um pau enorme, grande grosso e cabeçudo, um saco com duas bolonas grande todo depilado eu fiquei se ação, ele me chamou e falou assim segura nele, quando dei por mim eu já estava segurando aquela picona dura, ele mandou e sentar no sofá eu não tinha reação apenas obedecia, ele ficou punhetando aquela rola na minha frente e falou é bonita não é, eu apenas afirmava com a cabeça e ele falou assim, pegue a nele, e eu segurei punhetei muito fiquei admirado vendo aquela picona crescendo na minha mão e ele disse, eu vou comer a sua mulher, mais só se você pedir, eu já estava entregue eu falei come ela, ele falou de novo come ela quem, eu falei come a minha esposa, ele falou e agora você tem cara de que eu disse de corno, ele falou isso mesmo isso que eu queria ouvir ele falou a partir de amanhã quero que vc incentive ela é usar roupas curtas pra mim ver como ela é gostosa eu disse que ia fazer o que ele quisesse, ele chegou mais perto e segurou minha cabeça e deu duas batidas coma picona na minha cara, é disse isso aí quero vc assim bem mansinho, continua

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/03/2018 02:58:19
Pelo jeito você além de corno está louco de vontade de ser uma putinha do seu tio. Tudo bem se é essa a sua tara. Por quenquanto o conto segura a onda
10/04/2017 00:38:12
Eitaaaa, covardia!!!
21/03/2017 22:20:20
Continue
17/03/2017 10:59:03
POXA A GENTE FICA NA ANSIEDADE DO PROXIMO CONTO QUE NAO VEM...
14/03/2017 08:42:28
Por que parou ...caramba!!!manda logo a continuação...
13/03/2017 18:08:07
amei seu conto amigo me manda 0 seu zap
dmm
13/03/2017 13:56:36
Viadinho enrustido.
13/03/2017 12:20:53
Maravilhoso se alguma gata quiser tc chama no whats ONZE.NOVE, SEIS, NOVE, NOVE, SETE, TRÊS, SEIS, NOVE,NOVE MARCOS BJS NAS PEPECAS....
13/03/2017 07:56:31
Belissimo conto ! Sou do Rj e adoraria ser o macho alfa de sua esposinha
13/03/2017 07:04:58
Muito bom!
12/03/2017 20:53:01
Muito interessante que pena que acabou na melhor parte
12/03/2017 20:30:15
gostei mto do seu conto cornos mansos sao mesmo assim quando encontram um macho alfa de verdade afloram em seu ser o seu instinto de corno manso e no seu caso parece que alem de corno vc tbm vai ser putinha do seu titio como a cadela de sua esposa, espero continuacao, nota 10
12/03/2017 20:21:10
continua
12/03/2017 19:50:56
Na verdade, nós, de pau pequeno merecemos MESMO ser beta-cornos. Como resistir a um macho ALFA desses? Nosso dever é cuidar de nossas mulheres para que esses seres especiais desempenhem a função que ELES merecem ter. Não adianta lutar contra a natureza. Adoraria ser você sabia?
12/03/2017 18:22:41
Fdp Gozei no final pensei que ia continuar e você acaba o conto

Listas em que este conto está presente