Casa dos Contos Eróticos

O frentista dominador 2-Como tudo começou

Autor: Sub Mineiro
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 28/11/2016 08:55:25
Nota 10.00
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Juliano estuda medicina em uma universidade pública. Desde novo tinha sido acostumado com as melhores coisas: brinquedos, roupas caras, viagens, jogos, etc. Aos 18 anos seu pai lhe deu um apartamento em um bairro nobre de BH. A mãe foi responsável pela decoração, deixando tudo impecável. Quando passou na faculdade de medicina ganhou um Honda CR-V zerado.

É um rapaz bonito. Destes que chamam atenção na rua. Cabelo pretinho espetado, rosto clarinho sem manchas, lábios rosados, barba rala e um corpo esculpido por horas e horas na academia. Juliano têm 1,80 de altura, abdômem definido, braços e pernas musculosas. Ou seja, um desses playboys bombados que se julgam donos do mundo.

No que se refere a sua sexualidade se reconhecia como bi. Ao mesmo tempo em que ficava com mulheres, tinha suas aventuras com homens sempre na posição de ativo. Juliano têm um temperamento forte, afinal sempre teve suas vontades atendidas pelos pais.

Wadson é um pernambucano que veio tentar a vida em BH. Desde criança teve que suar para ganhar a vida. Filho mais novo de 9 irmãos, seus pais nunca conseguiram lhe dar o sustento mínimo. Escola, largou ainda no primário. Trabalhou de tudo: garçon, jardineiro, porteiro até ser contratado por um posto de gasolina como frentista. Seu corpo é natural. Nunca frequentou uma academia, mas o mulato exibia uma barriga cheia de gominhos durinha, braços fortes, mãos enormes contrastando com sua altura de apenas 1,70, pernas peludas e no meio delas um pau de 21 cm grosso que fazia a alegria de muitas mocinhas da cidade. Seu temperamento também é forte, ainda mais quando bebia umas brejas. Chegou a agredir algumas de suas namoradas, o que tinha lhe rendido problemas com a justiça.

A vida dos dois ia se cruzar em uma fatidica sexta-feira de verão. Juliano precisava abastecer o carrão novo antes de ir para a boite. Fazia isto sempre em um posto que ficava de frente ao seu condominio. Wadson tinha trabalhado desde as 6 da manhã, ia dobrar aquele dia cobrindo um amigo, afinal precisava do extra para o aluguel do barraco.

Juliano estacionou o CR-V na bomba de gasolina e baixou os vidros mandando completar. Sequer olhou o frentista, que já estava acostumado com o comportamento dos playboys que passavam por ali. Enquanto Wadson foi abastecer, Juliano teclava no zap com um amigo até escutar o barulho da mangueira encostar na lataria do carro. Um detalhe que poderia ser ignorado não fosse a arrogância do playboy que curtia intimidar as pessoas. Desceu do carro com cara de poucos amigos e foi até o frentista.

-Ai meu irmão!! Vê se toma cuidado com a lataria do carro!

O forte temperamento aliado ao cansaço fez com que o frentista respondesse entre os dentes:

-Se quiser pode abastecer, talvez faça melhor!

A vontade de subjugar os mais humildes falou mais alto em Juliano no momento:

-Que foi? Isso é serviço seu parça, se não quiser que reclame com gerente e biquinho calado.

Wadson não quis render mais assunto até outro acidente acontecer. Um pouco de gasolina entornou na lataria do carro.

-Olha ai meu irmão!! Presta atenção no que faz!! Esse carro é novinho! Porra velho!!

Juliano ficou indignado com o acidente e continuou a vociferar contra o frentista que simplesmente foi até um balde, pegou uma espuma e começou a esfregar onde a gasolina tinha entornado.

-Tá limpo senhor! (falou entre os dentes)

-É bom mesmo, toma ai e fica com o troco! Vê se trabalha direito ou reclamo com o dono!

Não era a primeira e nem a única vez que Juliano tinha humilhado um frentista. Sempre quando abastecia naquele posto achava uma forma de implicar, assim como implicava com o atendente do macdonalds, do subway, da loja de roupas ou qualquer lugar que tivesse alguém de uma classe que ele julgava inferior. Mas esse comportamento iria lhe custar um pouco caro. Wadson não ficou nada satisfeito com a atitude do playboy e em sua cabeça já maquinava uma vingaça.

Continua.......

Comentários

28/11/2016 21:56:59
Texto ótimo, conteúdo melhor ainda...!
28/11/2016 20:57:51
ÓTIMO, SEUS CONTOS ESTÃO CADA VEZ MELHORES!
28/11/2016 13:02:37
Adorei.
28/11/2016 10:32:35
palmas

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.