Casa dos Contos Eróticos

As descobertas de um príncipe Cap 3 (Parte 2)

Autor: J.J
Categoria: Homossexual
Data: 03/10/2016 09:35:04
Nota 10.00
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Cap 3 (Parte 2)

Lucas sentiu uma gota de suor descer por suas costas, o que o professor estava fazendo? E porque aquilo era tão bom de olhar?

- Prof...profe...professor o que o senhor está fazendo? – Lucas mal conseguia falar.

- Você gosta? – o professor deu um sorriso safado perguntando ao menino.

- Muito, muito... Então, não tem problema fazer essas coisas? – o príncipe ainda gaguejava um pouco, mas mais pelo tesão do que pela surpresa do que estava acontecendo.

Henrique levantou-se da cadeira, foi até a porta do quarto do príncipe, e a trancou. – Essa aula será secreta, não é isso que você havia me pedido? Então tudo que fizermos aqui hoje, só fica entre nós dois. – Henrique sentou-se novamente de frente a Lucas, dessa vez com as pernas quase abertas, o professor abriu o botão de sua calça e começou a descer o seu zíper. Lucas apenas o olhava, apenas sentindo seu membro apertar dentro de sua cueca, mas não conseguia tirar os olhos do que o professor estava fazendo.

- Devo prosseguir? – perguntou o professor a Lucas lhe lançando um olhar safado.

-Si, sim, por favor – o príncipe não conseguia disfarçar a excitação que estava com o que estava acontecendo.

Henrique então começou a descer suas calças, até o meio das suas coxas, que chamaram muito atenção de Lucas, por serem grossas e terem mais pelos do que a dele, abriu lentamente os botões de sua camisa e a tirou, jogando ao lado de Lucas, Henrique então começou a descer sua cueca, sem tirar os olhos de Lucas, as reações do menino o excitavam ainda mais.

- Sabe Lucas – dizia o professor enquanto baixava sua cueca lentamente – Eu posso te ensinar muitas coisas, desde que essas aulas extras, sejam um segredo só nosso.

- Vão ser! Vão ser professor Henrique! – o menino respondeu de supetão, animado e quase sorrindo.

A cueca de Henrique estava junto com sua calça no meio de suas coxas, deixando seu membro livre, um pau ereto, branco, com pelos em cima dele, as bolas de Henrique eram as maiores que Lucas já havia visto, não que ele já tivesse visto muitas, mas o que ele estava vendo agora era o suficiente pra saber que o professor era muito bem dotado, seu membro devia ter pelo menos 21cm, a boca de Lucas salivava e suas mãos suavam.

- Você pode chegar mais perto se quiser Lucas, porque não puxa sua cadeira bem colada a minha?

Assim o menino fez, lentamente foi arrastando sua cadeira chegando perto de Henrique, chegando cada vez mais perto de seu membro.

O professor brincava com seu próprio pau, masturbando ele lentamente, deixando visível orgulhoso o que tinha no meio das pernas para o menino, que ele sabia estava impressionado.

- Coloca a mão, príncipe. – Henrique o chamou assim de propósito, quantas punhetas já não havia batido repetindo essas palavras, chamar Lucas assim em um momento tão vulnerável o excitava ainda mais.

Lucas já havia se entregado ao que estava acontecendo, com os olhos fixos no membro duro do professor, já nem respondeu, apenas levou sua mão aquele pedaço de carne delicioso.

Lucas não aguentava de tesão ao tocar o pau do professor, era tão grande, tão duro e macio ao mesmo tempo, Lucas descia sua mão envolta no membro do professor até chegar em seus pelos, e subia lentamente, sentindo cada pedaço. O professor soltava leves gemidos, quase inaudíveis sentindo o toque do menino, algumas vezes o olhava sorrindo, que nem percebia com os olhos fixos em seu membro.

- Porque você não abre suas calças príncipe? Vejo que tem algo que está muito apertando ai dentro – Lucas não queria soltar o membro do professor, mas ele estava certo, seu pau estava tão duro que chegava a doer apertado em sua cueca, o menino então abriu com certa dificuldade o seu zíper, e baixou de uma vez só sua calça e sua cueca até seus joelhos, liberando seu lindo membro.

Henrique olhava aquilo com um desejo inexplicável, Lucas tinha um cacete delicioso, menor do que o do professor, deveria ter uns 18cm, e menos pelos que o seu também, mas ainda sim um belo pau para um menino da sua idade.

Henrique não precisou dizer nada, Lucas já havia levado a mão de volta a seu pau, e continuava brincando com ele, descendo e subindo sua mão, ora mais lentamente, ora mais rápido. Lucas viu um liquido melado saindo da ponta do membro do professor, e aquilo aumentou ainda mais o seu tesão, passou a ponta dos dedos na cabeça do pau de Henrique, sentindo a espessura daquele liquido, Lucas sem nem pensar, levou seus dedos a sua boca, precisava sentir o gosto daquilo, e se deliciou com o liquido que saiu do pau do professor.

Henrique ainda gemendo quase sussurrando, disse ao menino.

- Sabe príncipe, como você está sendo um ótimo aluno, vou te ensinar uma coisa nova, quer?

Lucas fez que sim com a cabeça, queria aprender, e faria tudo o que o professor mandasse.

- Fica muito mais gostoso experimentar esse liquido direto de onde ele sai, porque você não coloca meu pau na boca? Garanto a você que irá gostar.

O príncipe nunca havia escutado ninguém falando daquele jeito sobre seu próprio membro, mas aquilo o deixou ainda mais excitado, ele se levantou da cadeira e se ajoelhou no meio das pernas do seu professor, sem soltar de seu pau, ele não queria tirar a mão dali tão cedo, Lucas tomou coragem e deu um beijinho tímido na cabeça do pau de Henrique, que estava com suas mãos atrás da cabeça olhando o menino, que então decidiu seguir em frente, passou a língua na cabeça do pau do professor, sentindo ainda mais forte o gosto daquele liquido.

- Isso é delicioso – o menino olhou pra cima, e avistou o professor o olhando com os braços atrás da cabeça, e aquela visão deixava o que estava acontecendo ainda mais delicioso, os braços do professor eram fortes, suas axilas eram cobertas de pelos, bem mais do que tinham nas de Lucas e aquilo fez o pau de Lucas pulsar.

- Você pode colocar ele na boca se quiser – o professor queria que Lucas fizesse isso, mas não queria o forçar.

O professor não precisou falar duas vezes, assim que o menino ouviu isso, imediatamente enfiou o pau de Henrique na boca, de uma vez, até chegar em sua garganta, o pau do professor encostou com força na garganta de Lucas, que se engasgou, deixando o membro do professor todo babado. Henrique quase soltou um grito de tesão, mas se segurou, afinal não poderia fazer barulho.

- Calma, calma principezinho, você pode chupar mais devagar e colocar ele na boca até onde aguentar. – falou ternamente pra Lucas

O menino recomeçou, chupando lentamente o pau do professor, primeiro a cabeça, depois foi descendo lentamente a boca pelo cacete de seu professor, que por sua vez, segurou a cabeça do menino com as duas mãos e começou a controlar a velocidade com que era chupado.

- Caralho, que boca gostosa – o professor falava gemendo sem conseguir se controlar.

Lucas estava ali de joelhos chupando o professor, e sentia seu pau babar no chão, queria muito se masturbar, mas não queria perder tempo, queria dar toda atenção ao delicioso pedaço de carne de seu querido professor,

Henrique não conseguia mais controlar, começou a literalmente foder a boca do garoto, socando seu pau na garganta dele, que gemia com o simples fato de estar com o pau de seu mestre na boca. Henrique até tentou avisar o garoto, mas não conseguiu falar e nem se segurar, começou a gozar na boca do príncipe, que por sua vez, não tirou o pau de Henrique da boca, bebendo todo liquido que saia em abundancia dali, bebeu até a última gota, tirou o pau dele da boca, e o olhou com um sorriso safado.

- Obrigado Henrique, essa foi a melhor aula de todas, espero ter mais aulas assim.

- Sem problemas principezinho, sempre que você quiser aprender novas coisas, é só me avisar, eu ainda tenho muitas coisas pra te ensinar – disse Henrique se levantando e se recompondo, fechando sua calça e abotoando os botões de sua camisa.

Naquele dia Lucas foi dormir feliz, bateu uma bela punheta, agora com plena consciência do que estava fazendo e gozou fartamente lembrando o pau de seu professor na sua boca.

- Tenho certeza que agora seu mais coisas que os gêmeos, talvez agora eu possa fazer meu papel de irmão mais velho e os ensinar algo.

Lucas dormiu com esses pensamentos e com um sorriso no rosto.

Fim do capitulo 3.

Comentários

03/10/2016 15:46:27
EXCELENTE. REALMENTE PRA SE APRENDER É PRECISO IR DEVAGAR. NADA AS PRESSAS SAI BEM FEITO. MUITO EXPERIENTE ESSE PROFESSOR. E O PRÍNCIPE TEM MUITA VONTADE DE APRENDER.
03/10/2016 14:17:09
professor da atualidade so ensina pela metade ,ele deveria ter partilhado o momento com o principe,mas o conto esta muito bom
03/10/2016 12:58:40
Hot
03/10/2016 10:58:01
Ótimo muito empolgante 😄😄adorei era pra o professor fazer um nele tbm kkkkkk
03/10/2016 09:46:30
Incrível

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.