Casa dos Contos Eróticos

Voyeur virtual

Categoria: Heterossexual
Data: 19/06/2016 08:40:43
Nota 10.00
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ali estávamos mais uma vez, sentados naquela mesma cama de casal, no mesmo Hotel onde ultimamente passávamos a maior parte do nosso tempo. A cama bagunçada, nossos corpos ainda suados e quentes e o cheiro de sexo que pairava no ar entregava o que fazíamos ali. Suas costas encostadas no meu peito, acariciando as minhas pernas enquanto eu ainda estava tentando digerir sua nova fantasia… “Vai ser legal, ela é uma pessoa incrível!”, me disse pouco antes.

A nossa frente, um notebook aberto e na tela podíamos ver uma mulher de expressão séria, as pernas cruzadas em posição indiana em cima de sua cama e os cotovelos apoiados em seus joelhos, os dedos entrelaçados a frente da sua boca e um olhar penetrante por trás de um par de óculos de armação fina e elegante.

- Comecem! - Ordenou a nossa observadora, sem ao menos tirar a mao de frente a boca.

Delicadamente, ela pegou a minha mão, encostando-a em seu peito e a fazendo deslizar pelo seu corpo ainda molhado de suor, passando pelos seus seios, barriga, virilha e então encaixar entre as suas coxas. Olhando para trás, se divertindo com minha expressão de incredulidade ela sorri...”Vc sabe como fazer!”. Vagarosamente começo a dedilhá-la, mexendo no seu grelo já rígido, tomada pelo tesão de ser observada, relaxando mais seu corpo e abrindo mais suas pernas, mexendo num ritmo leve seus quadris. Pelo espelho a vejo de olhos fechados, respiração controlada e seus dentes mordendo seu lábio inferior e então toda a apreensão se transformou em prazer. Olhando para a tela, diretamente nos olhos da nossa observadora, usei a ponta da minha língua em suas costas até a sua nuca, sentindo o doce gosto de seu suor, provocando e dando a ela o que quer ver.

A cabeça de minha doce amante se inclina para trás, pressionando meu peito e vejo os pelos de seu corpo se ouriçarem, com a outra mão aperto seus seios firmes e macios sentindo seus mamilos rígidos.. “Ahhnn! Não para agora….” gemeu alto sem abrir os olhos e pela primeira vez passei a ver algum movimento da nossa observadora, que lentamente abria seu roupão expondo seus deliciosos pares de seios, apertando e massageando devagar.

Meus dedos passaram a penetrar sua buceta já molhada como nunca tinha visto antes, bem fundo enquanto o polegar massageava seu grelo. Abria e fechava os dedos dentro dela, arrancando mais gemidos, espasmos e contrações apertando-os forte, tirava e colocava alternando a força e a velocidade, seus quadris agora já mexiam num ritmo mais forte, frenético e seu corpo já se erguia da cama, pressionando o meu, sua respiração mais ofegante e rápida, seus dentes cravados no seu labio inferior com tanta força que podia ver um pequeno corte e uma gotícula de sangue. Nesse momento a nossa observadora já se tocava sem tirar os olhos de nos dois, observando e desejando, em seu rosto uma expressão de tesão indescritível, contornava seus labios vermelhos com a ponta de sua língua, salivando como se quisesse nos devorar.

- Estou gozando….nao para…Me faz gozar gostoso para nossa convidada!

Nos olhamos nos olhos e sorrimos, acelero os movimentos e logo seus gemidos se transformam em gritos de prazer, sua mão agarra forte minha nuca e sinto suas unhas cravarem nele, seu corpo se arqueia para trás e sua respiração acelera num ritmo impressionante… sinto seu gozo e suas contrações apertando forte meus dedos, seguidos de gritos de prazer que nunca tinha ouvido em outra ocasião, ainda tremendo, seu corpo repousa novamente na cama e ela me olha sorrindo, satisfeita, segurando minha mão que a masturbava, leva lentamente ate sua boca e chupa meus dedos, sugando todo seu melzinho e então me beija ferozmente, compartilhando seu gosto. Nossa observadora olha também satisfeita, ofegante e ainda dedilhando sua buceta também ensopada após uma deliciosa gozada.

Sorrindo satisfeita ela se aproxima do monitor, sem dizer uma palavra se despede nos mandando um beijo e em seguida desligando sua câmera. Minha amante ainda não recuperada se aninha nos meus braços e depois de alguns segundos, um pop-up do banco abre na nossa tela confirmando o deposito e aliviados, nos deitamos e dormimos tranquilamente.

Comentários

04/07/2016 07:34:09
Que delicia, Victor. Achei original e inusitada essa situação de ter alguém assistindo esses momentos de forma virtual. Deve ser excitante para quem observa e mais ainda para quem está fazendo. Adorei. Também publiquei um novo conto. Beijos.
20/06/2016 13:46:30
Boa Tarde. Podem me chamar de Aventureiro. Sou moreno, 1,75 de altura e 75kg. Sou casado e por causa disso nossos casos serão em total sigilo. Sou leitor frequente do site e depois de varias historias lidas e relidas estou afim de participar. Porem não quero apenas contar uma historia antiga minha. Quero algo novo, emocionante e acima de tudo prazeroso. Estou a procura de mulheres de de Belo horizonte e região ou que passem por aqui a passeio para uma nova aventura. tudo com responsabilidade. Estou com tesão acumulado e louco para varias horas de sexo, aquela rapidinha louca. ou apenas uma boa conversa, uma troca de ideias. Adoro mulheres de vários tipo. Não tenho preconceito nem limites quando o assunto é prazer. Adoro dar e receber prazer das mais diversas formas. Nada melhor que sair de um encontro com a parceira realizada. Adoro mulheres de mente aberta, escandalosas, ousadas e fogosas. Procuro o meu primeiro menage com duas garotas. ( sonho de qualquer homem. ) caso vc se sinta interessada ou gostaria de conversar por favor entrem em contato com a maior liberdade. Bjs a todas. Meu email é o aventureiro-prado@bol.com.br . BYE.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.