Casa dos Contos Eróticos

Sobremesa da Titia com sabor de anal parte final

Autor: carmen 60
Categoria: Heterossexual
Data: 25/04/2016 14:42:53
Última revisão: 26/04/2016 11:35:42
Nota 10.00
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

A noite foi longa, realmente passei do limite estive com Ricardo o dia e depois a noite, aproveitando a desculpa da chuva e da hora que não era possível ele retornar sem antes me dar muita satisfação anal. Estava muito estimulada e sedenta por mais prazer, por mais essa sensação incestuosa que me punia ardentemente em esperar a ansiedade de sentir meu sobrinho dentro das minhas carnes, possuindo a tia madura, uma senhora seria, católica, uma mulher seria acima de qualquer suspeita de estar deixando um moleque comer a minha boceta carnuda e logo para meter na minha bunda imensa que tanto deve ter sonhado com ela no banheiro a cada punheta que ele fez.

Estava lá, ele deitado pelado ainda da nossa trepada do inicio da noite e logo que falei com minha cunhada que o ricardinho iria dormir aqui, mas não disse a ela que iria ser n minha cama, até ai ela imagina que ele inocentemente iria dormir, apenas dormir. Eu estava no banho ainda sentindo excitação e louca pra acabar com a ansiedade de fazer aquela rola dura entrar na minha bundona farta, estava ficando louca pensando nisso, pensava que podia doer, pois eu nunca tinha feito antes, a mistura de curiosidade era maior que o meu senso de qualquer coisa que já não era de ser considerado sensato, pois estava ali deitado na minha cama o meu sobrinho esperando pela minha boceta. Esfregava muito com a espuma do banho, minhas mãos estavam apenas reagindo com meus pensamentos lascivos, estava tocando em minha boceta, meu clitóris, minha bunda, as nadegas fartas, meu deus eu estava mesmo louca, pensando em fazer sexo no meu bundão imenso, eu iria fazer muita sacanagem com esse moleque roludo, eu realmente me tornei uma vadia no cio, menos que uma cadela que só quer ter relações sexuais.

- Ricardo meu amor! Trás uma toalha seca, veja ai no guarda roupa!

- Ricardo! Ricardo!

Gritei algumas vezes e nada de resposta, fiquei preocupada e fui até o quarto e encontro ele dormindo, desfalecido, largado do mesmo jeito que ficou quando eu estava no banho deve ter adormecido coitado do jeito que gozou pra titia ele merecia descansar para mais tarde, a noite ainda estava cedo e isso me deu tempo para fazer algumas coisas da casa.

Algumas horas depois estava meio que dormindo meio acordada, ainda chovia, Ricardo dormia, eu estava deitada ao lado sentindo ele se aconchegar no meu ladinho, acho que não dormi mais profundamente se estar sentindo ele me tocando com seu corpo, o quarto meio escuro apenas com a iluminação da luz da suíte que deixo acessa isso deixa um pouco iluminado o quarto. Estavam ali deitados aconchegados, eu somente de camisola com sempre durmo e o danado ali pelado com o pau ereto do sono encostado nas minhas coxas que vez por outra eu alisava até que ele começou a acordar devagar meio sem saber onde estava, foi abrindo os olhos e eu ali esperando ele acordar em definitivo, senti as mãos dele apoiando-se para acordar.

- Tia? È a senhora?

- Acordou heimmm, estava dormindo bem viu!

- Estava cansado acabei mesmo dormindo, que horas já é tia?

- São umas 2 horas da manha! Tive tempo de fazer umas coisas enquanto estava dormindo menino, esta com fome?

- Estou sim e minha mãe tia?

- Falei com ela avisando que iria dormir aqui, mas não disse que ia ser na minha cama né, e nem que tinha comido a boceta da titia né. rrsrrsrs. Vai levanta e come um sanduíche que deixei na geladeira e depois vem pra cama dormir! Vai lá, anda menino!

- Tá bom.

- Olha a bagunça lá, não suja nada que eu já deixei limpo, senão vais levar uns beliscões.

- Viu.

Levantou, foi no banheiro, tomou um banho, depois saiu enrolado na toalha e foi à cozinha comer um lanche, logo ele ia ter que voltar pra comer a sobremesa na cama, estava começando a ficar excitada com a espera, essa espera me deixava louca de desejo, o cheiro do banheiro vinha pro quarto deixava no ar o aroma do sabonete, o barulho dele urinando, meu deus! Estava ansiosa pra sentir ele de novo, pra sentir o jovem macho dentro de mim outra vez. Meu corpo dando sinal de excitação estava úmido, sentia minhas coxas suando, abrindo e fechando, minha boceta pulsava que os dedos não agüentaram e foram inteiros lá.

- Ricardoooo, esta demorando demais, vem logo dormir menino!

- Terminei já tia! Limpando aqui e já vou!

- Venha logooooo, titia esta aqui te esperando safado, vem aqui logo!

- To indo, vou ao banheiro!

E logo ele veio mesmo, antes foi no banheiro e ouvi o barulho do jato forte dele urinando, nossa como eu ficava louca de imaginar o som da força e a quantidade que ele estava fazendo isso me lembrava o quanto era dotado pra idade dele, estou ficando louca? Ou eu realmente era assim safada e nunca admiti? Minha nossa senhora eu sou uma puta mesmo e sabe que isso me era permitido aqui e com ele eu ser uma puta safada louca.

- Ricardo! Vem logo, que demora!

- Indo tia.

- Deixa a toalha ai no cesto de roupa suja, vem dormir peladinho com titia, vem pra cá.

Veio já de pau duro, entrou na cama, levantou a coberta, estava ali do meu ladinho aconchegado, sentindo o pau dele roçando em mim, abracei ele trouxe mais pra perto. Eu era maior e nós dois juntos eu conseguia deixar ele com o rosto nos meus seios, que foi inevitável ricardinho começar a mamar feito um bezerro na vaca tetuda da titia, nossa como era gostoso, às vezes ele mordia, às vezes ele sugava, sentia teu pau cutucando na cintura até que encontrou a entrada da minha boceta extremamente úmida e fácil de entrar que logo o senti dentro de mim, duro, estocando firme, sua boca mamando literalmente nos meus peitos enormes.

- Mama gostosa safado, mama muito na sua titia rabuda... Esta metendo gostoso viu ricardinho. esta todinho dentro, mete, mete, mete..

- Hummmmm, isso seu roludo safado mete na titia, não para de chupar meus peitões meu amor... Isso faz a boceta da titia ficar tesuda...hummmmmm, meteeee...meteeee

Dado momento estávamos ali agarrados ali um no outro nos esfregando, gemendo, eu louca de excitação, ele apenas metendo e chupando meus seios murmurando sem poder falar pela força que eu esfregava a cara dele nos meus seios, foi ai que ele levantou a cabeça e falou que ia gozar quando instintivamente nos beijamos, língua com língua, nós dois ambos nos devorando com as bocas e gozando, o senti contraindo, jorrando leite dentro da minha boceta melecada de excitação, tive uma gozada ao mesmo tempo, foi uma descarga enorme que senti meu corpo todo arrepiar, acho que pelo fato de até ali ainda não tinha ultrapassado a intimidade do beijo, que parece banal comparado ao sexo anterior, mas a intimidade do beijo foi mais além do que meus poucos princípios no meio dessa excitação eram, eu beije meu sobrinho como um homem, como meu macho, realmente esta entregue, eu era a puta dele.

Ficamos ali terminando de sentir um ao outro e nos olhamos por uns momentos, ainda aninhado no meu peito, conectados sem falar nada nós começamos outro vai e vem e mais uma vez veio o beijo, dessa vez veio feito um macho beija sua fêmea. Chupou a minha língua, mordeu meus lábios, falamos umas coisas e fui ficando mais molhada com aquela situação.

- Isso meu safado, meteeee... continuaaaa..esta m deixando mais puta...mete na sua tia safada.

- Adoro a senhora titia, assim bem safada, toda molhada... olha com meu pau ta dentro da sua boceta..

- Aiiiiiii... não fala isso moleque! Esta me deixando louca vem cá me beija de novo bem tesudo!

- Hummmmmmm... isssoooo...hummmmmm....Ahhhh...ahhhhhhh....mete....me come....

- Esta gostoso titia?

- Safado, Cachorro, esta uma delicia metendo, para não meu amor...meteeee...meteeee, seu filha da puta roludo! Porra esta fazendo sua titia de puta... meteeee!

- Fica de quatro tia quero ver sua bundona gostosa.

- Hummmmm...quer minha bundona é? Quer me pegar por trás? Responde!

- Quero sim titia, deixa vaiiii...

- Pede mais lindinho, pede com gosto que titia deixaaaaaa..meteeee...não para não..

- Deixa titia, deixa eu te comer deVem..vemmm...vemmmmmm

- Assim que você quer lindinho? Assim que gosta? A titia de bundão empinado?

- Gosto sim tia, é muito grande eu adoro meter na senhora desse jeito!

- Vem cá! Vem cá... mete, issoooooooooo..entrou gostoso amor, mete devagar pra não gozar logo, isso amor, devagarrrr...Assimmmm... Abre minha nadegas lindinho!

-isssoooo... hummmmmm...ahhhhhh..continua metendo, esta vendo meu cuzinho ricardinho?

- Estou sim!

- Como ele esta, diz pra titia, diz!

- Esta molhadinho de suado.

- Passa o dedinho em cima dele ricardinho! Isssoooo... passa o dedinho e não para de comer minha boceta...isssoooo esta me deixando arrepiada ...nossaaaaaa....continua. Agora mete o dedinho devagar lindinho... isssoooo...ahhhhh, devagar amor deixa ele deslizar, deixa ele ai dentro e não para de meter na boceta da titia.

- Que tesão titia, to sentindo seu cuzinho aperta meu dedo! Quero comer seu cuzinho titia!

- Calmaaa.. deixa ele ai um pouco, não para de meter lindinho, titia vai deixar você meter essa rolona no cuzão dela... Quer meter no meu cuzão é?

- Deixa tia... deixa tia...eu quero comer teu cuzão titia.

- Quer amor meter no cuzão da tua titia? Hummmmm? Falaaaa!

- Vou meter sim

- Vai lá ao banheiro e pega um frasco de hidratante na pia que titia vai deixar bem gostoso pra você comer o cuzão dela.

Estava louca, maluca, possuída por um tesão doido, perdi totalmente o controle de mim e eu estava ali toda arreganhada a poucos instantes excitadíssima me preparando para dar meu cuzão ao meu sobrinho. Logo ele veio do banheiro com um frasco de hidratante corporal, aquele pau todo ia me machucar, afinal eu só tinha experimentado os dedinhos.

- Vem cá, fica em pé aqui pra titia lubrificar essa rolona linda. Esta gostando dessa punheta lambuzada de creme? Olha como esta cheiroso e lisinhooo...vai entrar gostoso na minha bundona, olha como esta duro seu safado, ta duro assim por que vai comer meu cuzão é? Fala pra titia se puto.

- Quero sim tia, quero comer seu cuzão, assim a senhora vai me fazer gozar...

- Verdade? Quer gozar? Hummmm? Olha que safado quer gozar na minha cara é? Calma menino, calma, Calmaaa. Fui diminuindo a punheta nele e deixando ele bem duro e todo lambuzado de creme esta quase em ponto de bala.

- Vem agora lindinho passa bastante hidratante na bunda da titia, me deixa fica pronta. Engatinhei pra cama e fiquei esperando, ansiedade, tesão e muita putaria me inundando os pensamentos de estar ali empinada, toda arreganhada sentindo a textura do creme escorrendo entre minhas nadegas, os dedos dele me deixando gemer reagindo ficando mais aberta e empinada.

- Vem querido, meter agora! Vemmm... Mete devagar no meu cuzão gordo, vemmm... Isso devagar, ahhhhh..Hummmmm..dói...dói...devagar amor...grosso seu safado, devagar, esta me arrombando toda..devagar... Estava entrando dolorido, mas estava entrando, abrindo, alargando meu cu, mas eu queria que fosse mais, doía, mas era misturado com prazer de estar sendo comida por esse moleque que me deixava mais louca que a dor física.

- Esta entrando gostoso titia, seu cu esta muito apertado, esta entrando meu pau todinho, que tesão assim vou gozar logo a senhora rebolando assim esse bundão todo.

- Isso amor, meu puto, meu roludo safado mete mais, deixa ele todo dentro... hummmmmm...ai meu cu seu filha da puta, esta me machucando essa rola toda, não se mexe! Deixa seu pau ai paradinho! Deixa que eu relaxar!

- Estou sentindo ele pulsar dentro lindinho , esta querendo gozar né?

- Não faz assim titia!

Comecei a relaxar com a rola dele inteira dentro de mim, ainda ardia um pouco eu estava começando a acostumar, minha boceta estava louca de tesão, sentia meu clitóris pulsando, minha cabeça eu só gemia e mandava meu quadril mexer devagar pra ir sentindo prazer de estar preenchida no cu, logo eu estava rebolando e acariciando meu clitóris freneticamente, Ricardo coitado estava ali segurando nas minhas ancas e gemendo se segurando pra não gozar o que foi inevitável.

- Tia eu estou gozando no cu da senhoraaaaaa...estou gozando tudooo!

Logo senti ele preencher toda de leite minha bunda, delirei de sentir as contrações dele e logo veio a minha, gozei forte com o pau dele na minha bunda.

- EU ESTOU GOZANDOOOOOO, SEU FILHA DA PUTA... AHHHHHH...GOZANDOOOO PELO CUÚ!!!...GOZANDOOOOOOO...PORRAAAAA...PORRAAAAAA...MEU DEUS, MEU DEUS, MEU DEUS QUE É ISSOOOOO...NOSSA SENHORA ME AJUDE...AHHHHHHH...

- Foi muito forte heimmm titia até me assustei com a reação da senhora, esta bem?

Fiquei ali parada ainda meio contraída sem falar nada, ainda esta arfando, parecia que tinha feito uma maratona, sem fôlego, apenas olhava pra cara dele de assustado, acho que ele deve ter imaginado que estava tendo um enfarte.

- Estou sim querido, tudo bem sua tia gozou forte ainda bem que você não agüentou muito tempo, Por que doeu um pouco, mas foi gostoso. Toma um banho e vamos dormir esta tarde e logo cedo tem que ir pra casa, vai logo que depois eu vou tomar banho também.

- Tá bom tia.

Dormimos depois dessas emoções, ele mais uma vez caiu no sono e eu ainda fiquei olhando ele dormir agarrado nos travesseiros e meus pensamentos ficaram ali me lembrando que a mulher que eu pensava que era já não era mais aquela de anos atrás, e esse moleque já não era mais um moleque agora só amanhã vai saber o que vai ser.

Espero que gostem e comentem, isso estimula a escrever mais meus queridos, beijos!

Comentários

23/01/2017 11:20:20
Que conto tesudo, gozei gostoso com esse seu conto, te convido a ler os meus, bjs
02/08/2016 22:03:37
Carminha, cadê seus contos, sentindo falta, seus relatos são motivantes. Espero publicação nova. Beijos
23/05/2016 09:30:12
Nossa que delicia de conto, até lembrei da minha tia, tenho muito tesão por ela, infelizmente foi só punheta que rolou pra ela. maravilha me deixou exitadissimo!
26/04/2016 21:01:50
Gosto dos seus contos, bem escrito e excitante. Escreva logo o próximo. Leia os meus.
25/04/2016 18:12:40
Haha, não demore a continuar.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.