Minha primeira vez com um desconhecido.

Um conto erótico de Vanessa Blond
Categoria: Heterossexual
Data: 10/01/2016 00:35:44
Nota 9.83

Oi oi :) pra quem não sabe me chamo Vanessa, tenho 19 anos, moro em Brasília; sou morena, baixinha, cabelos longos pretos, rosto angelical, corpo que modestia parte é delicioso rs e sou completamente VICIADA EM SEXO.

Hoje vou contar pra vocês um relato que aconteceu quando tinha 15 anos, quando dei a primeira vez pra um desconhecido.

Em 2009 com apenas 13 anos, perdi meu cabacinho com o filho do marido da minha tia, meu primo postiço. Passei quase 2 anos transando com ele, apenas com ele , e com ele fiz muitas loucuras. Dei o cuzinho, fizemos na rua, na casa de parentes com eles em casa, tirava fotos da gente fodendo.. e por causa dele fiquei totalmente viciada em sexo, não aguentava ficar dois dias sem transar. Em 2011 quando ele foi embora pra sua cidade Natal, subi pelas paredes. como transava apenas com ele, não tinha mais ninguém para me satisfazer.. Me acabava na siririca mas aquilo não estava mais fazendo efeito algum em mim.

Então um dia...

Por volta das 14hrs, me arrumei pra ir para um cursinho que eu fazia, coloquei um vestidinho um pouco acima do joelho, uma rasteirinha, maquiagem leve e bem perfumada; nada muito extravagante. Na época com meus 15 quase 16 aninhoa ainda me considerava uma menina "comportada" hahah. Fui para o ponto de ônibus, e lá mesmo já percebi os olhares estranhos de um cara. Ele era moreno escuro, nao muito alto, um físico bem forte, olhos cor de mel, um sorriso atraente, por volta dos 22 anos.. apesar de também ter chamado minha atenção, preferi deixar pra lá. Subi no ônibus que por sinal estava bastante cheio, e quando olho pro lado la estava aquele moreno tentador. Ele me da um sorriso, eu super sem graça retribuo porém não dou tanta ousadia. Quanto mais o tempo passava, mais cheio o ônibus ficava, e por conta das pessoas entrando (e também pela má intenção dele hahah), acabou que ele ficou bem atrás de mim. Quando o onibus fazia um movimento brusco ou freiava, o danado roçava na minha bunda muito indiscretamente! E por incrivel que pareça eu nao me incomodei com aquilo,muito pelo contrário, sentia minha buceta molhar cada vez mais a cada roçada daquele objeto ja duro no meu bumbum. Uma hora eu já nem me aguentava mais de sentir ele roçar, depois se afastar, então eu mesma encaixei minha bunda no pau dele e comecei a esfregar bem devagar, ele tambem sem mais aguentar e com uma voz grossa de safado, disse com a boca encostada em meu ouvido:

- Desce na próxima parada.

Eu já cheia de tesão dei o sinal e junto com ele desci. Eu estava um pouco tímida, envergonhada e com medo pois nunca tinha visto aquele homem antes! Mas o fogo que estava sentindo por ele falava cada vez mais alto, até a voz dele me excitava. Seu nome era Eduardo, tinha 24 anos, era gerente de um banco, e ainda era carioca *♡* louca apaixonada pelo sotaque.

Fomos conversando até chegar em sua casa.. que não tinha ninguém. Lá ele me ofereceu um vinho, mas rejeitei por que não era acostumada a beber; e sem muito papo ele me beijou. Um beijo ardente, cheio de vontade, senti minha buceta novamente pingar de tão molhada. O que aquele homem tinha? Apenas no beijo já tinha me entregado por completa ! Arranhava suas costas por cima da camisa, segurava em seus cabelos e puxava, fui subindo por cima dele e quando me dei conta ja estava sentada em seu colo. Ele colocava sua mão por baixo do vestido ainda me beijando, e apertava minha bunda de um jeito selvagem, arranhava deixando suas marcas, batia, num ato voraz colocou minha calcinha pro lado e sem nem avisar colocou um dedo no meu cuzinho. Ahh que delícia!

- Hum.. apertadinho.. você gosta bebê? Gosta quando soco o dedo no seu buraquinho? Que bunda gostosa...

- Ainn, gosto... soca o dedinho soca, enfia ele no meu cuzinho, issoo. . Coloca um na minha buceta também. .

E ele colocou. Começou uma penetração dupla com os dedos, aquilo era tão gostoso, me segurava pra nao gozar rapido.

- Sua cachorra, puta.. mela meu dedo vai, sua vadia. . Tá toda molhadinha assim por que hm? Quer me dar? É bem putinha pra sua idade ein? Era pra estar brincando de boneca.. cachorra!

Aquela altura eu nao conseguia falar mais nada, so gemia sentindo os dedos daquele homem dentro dos meus dois buraquinhos. Quando avisei que ia gozar,ainda sentada no colo dele, ele tirou seus dedos de mim e colocou seu pau pra fora

- Quero que você goze na minha rola. Senta sua piranha, senta no meu cacete

Eu afastei minha calcinha um pouco mais pro lado, segurei em seu pau e encaixei a cabeçona na entradinha da minha xoxota, urrei de tesão qndo fui escorregando minha buceta naquele cacetão.. segurei em seus ombros e comecei a pular, sentava gostoso no caralho daquele homem. Ele segurava em minha bunda e me movimentava pra cima e pra baixo me fazendo sentar ainda mais forte e mais gostoso. Eduardo revirava os olhos de tanto tesão! Minha buceta estava ensopada deixando seu pau totalmente melado. Rebolava com ele todo dentro de mim, depois voltava a kikar..

- AHHHH SUA CACHORRAAA... pula no meu pau vaii, pula gostosooo.. ahh porraa que deliciaaa

Ele falava sacanagens atrás da outra e enchia minha bunda de tapas. Quando ele abaixou as alcinhas do meu vestido revelando meus seios e caiu de boca neles, eu gozei.. gozei muito, meu mel escorria por suas pernas, eu gritava, gemia alto. Estava exausta mas aquele homem não me dava sossego. Quando voltamos a nos beijar ja estava fogosa de novo louca pra que ele me comesse novamente hahah

Ele me colocou de quatro, se posicionou atrás de mim e começou a roçar sua pica em minha buceta, e falava baixinho: "hm.. toda melada.." Então sem nem eu esperar, posicionou a cabeça na entradinha do meu cuzinho.

- Ja deu atrás, moça?

- A muito tempo não dou, mas come meu rabo..hoje quero ser tua por completo

Fechei os olhos e senti a cabeça invadindo meu buraco apertado. Era um misto de dor com tesão.. Estava adorando! Então ele rapidamente vai em seu quarto e pega um creme, passa em seu pau, no meu cuzinho, e volta a me penetrar. Depois que a cabeça entra, todo o resto escorrega pra dentro do meu cu. Estava totalmente preenchida por aquele mastro grande e grosso, o tesão era tanto que estava sentindo que comecei a masturbar meu grelinho duro e inchado de tesao,enquanto ele começava a comer meu cuzinho devagar, dando fortes apertadas em minha bunda o que me fazia ficar mais louca ainda. Passei a gemer pedindo para que me comesse mais forte, assim ele fez, começou a foder meu rabo com tanta vontade, ouvia o barulho alto do seu saco batendo em mim. Rapidamente ele encheu meu cuzinho de porra! Que delicia sentir seu leitinho quente dentro de mim.

Quase 5 anos se passaram, e até hoje tenho contato com Eduardo. Quando estou na seca, ligo para ele. Não o largo pois com ele tive os melhores sexos da minha vida!

Email: vanessiinhablond@gmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/06/2017 16:15:04
nossa! q delícia! gozando aqui imaginando essa bundinha! e essa bucetinha gozando! puts! q safada vc é em! bjs tarada!
25/06/2016 13:07:04
Pqp... me imaginei sendo Eduardo.
12/01/2016 07:25:42
Vanessinha, meu ¨secretário¨ ficou de pé, tanto foi o tesão por você, ninfetinha completa. Sem trocar o ¨r¨ pelo ¨l¨, este ¨japanisis brasiliensis taradus¨ pode até falar com sotaque carioca para te ganhar, tipo ¨maishiss quí cálôôorrurru¨. Rss. No sério, gostei do conto, bem escrito e excitante. Dez merecido. Beijão!
11/01/2016 08:29:49
Que delicia de conto! Me deixou cheio de tesao!
10/01/2016 17:01:15
Q conto muito bom parabéns nota10 meu email adrianoservilha1975@gmail.com
10/01/2016 16:58:39
Vanessa belos contos, parabéns, moro bem próximo de Bsb, quem sabe não nos esbarramos um dia. Sou de Unaí MG. Bjs continue postando
10/01/2016 10:40:31
Delícia de conto,parabéns
10/01/2016 09:48:25
Nossa que tesão, fiquei louco com esse conto, te mandei um email. Dá uma olhada lá, meu email é pedrinho_danadinha_ph@hotmail.com
10/01/2016 01:26:21
Muito bm parabéns meu email se quiser conversar. wellintonsvb@hotmail.com