Casa dos Contos Eróticos

o rabo de dona Sueli

Um conto erótico de castro4442
Categoria: Heterossexual
Data: 31/01/2016 04:10:25
Última revisão: 01/02/2016 04:24:56
Nota 8.50

Bom caros leitores,

faz algum tempo que não escrevo, mas este relato tenho que contar a vocês que acompanham os contos eróticos.

Vou descrever em primeiro passo Sueli, é uma loira baixinha miúda, trabalha como cabeleireira em santo André-SP, cabelos até os ombros, coxas grossas e sem duvida um rabo fenomenal, arredondado e empinado, seios pequenos tipo peirinha, cinturinha violão um encanto apesar dos seus 45 anos.

Eu na casa dos cinquentões menos 2 anos, moreno cabelos grisalhos, olhos pretos, lábios finos e quentes, magro com 87 kilos, e um membro mediano o normal.

Bom vamos aos fatos:

Conheci Sueli, através de um cliente meu em santo André, Rodolfo.

Muito simpática e educada, cortês, Sueli quando a vi pela primeira vez o tesão me invadiu, olhei aquele rabinho empinadinho com aquela calça jeans agarrada ao corpo. Começamos a conversar sobre vários assuntos até que entramos no assunto casamento, relacionamentos e por aí iniciamos nosso papo.

Senti aqueles olhos esverdeados cruzarem os meus olhares, e sutilmente um leve sorriso apareceu nos lábios de Sueli. Sueli confesso a vocês que me surpreendeu foi rápida e direta, como toda a mulher que deseja algo deveria ser, sem perder a linha ou a compostura, Sueli deflagou sua munição.

Castro faz dias que vem aqui em santo Andre -SP, visita o Rodolfo, passam aqui no salão tomamos café, conversamos e você não tira o olho do meu traseiro.

_ verdade Sueli, ele e magnifico adorável, nunca vi um traseiro tão convidativo.

_ realmente castro, ele é muito cobiçado.

_ ai, se eu tivesse a chance de provar esse nectár.

Sueli:

_É só pedir. Adoro dar o rabo.

marcamos naquele mesmo dia, estava ansioso, por aquele rabo, fazia muito tempo que não comia um rabo e aquele estava me instigando.

Passei o resto da tarde esperando Sueli terminar seu trabalho, e por volta das 18 horas, Sueli liga para eu pegá-la.

Fomos a um motel, em são bernardo do Campo,

Confesso a vocês aquela loirinha miúda tinha um fogo escondido, mal entramos no quarto, Sueli foi me beijando loucamente, nossas línguas se contorciam em nossas bocas, como dois amantes, comecei a acariciar Sueli, e nem pude esperar, e já estava mamando seus seios durinhos feito de uma menina, bicudinhos chupava seus seios como um adolescente no auge de minha jovialidade.

Fomos gradativamente nos acaricicando, passei minha mão em sua cona molhadinha e depiladinha e pude sentir sua vagina úmida e suculenta, fomos para o banho onde entramos na hidro massagem, e lá demos inicio a coisa mais prazerosa.

Peguei Sueli, abri-lhe as pernas e pude deliciar-me com sua buceta na minha boca, chupava o seu clitóris loucamente, esfregava-o mexia bolinava, não me cansava chupar aquela buceta, senti Sueli se contorcer em minhas lambidas, estocadas de dedos me agarrava e pressionava seu corpo ao meu, arranhando minhas costas. e percebi seu gozo em minha boca.

Deitei-me na cama e deixei Sueli trabalhar um pouco, tinha uma boca de veludo, chupava e mamava meu pau ereto, chupava as bolas era magnifica seu vai e vem com a boca estava me deixando mais apetitoso, quando Sueli cavalgou loucamente subia e descia como um pistão fechava os olhos e passava a língua em seus lábios, refletindo o prazer sentido, seu jato atingiu a cabeça de minha rola, e vi Sueli relaxar um pouco.

Peguei Sueli em varias posições, frango assado, de lado, de quatro.

Mas já queria o troféu, o rabo esperado. Coloquei Sueli na posição adequada passei um ky no pau, e logo fui abrindo seu cuzinho empinadinho e delicioso, coloquei a cabecinha e empurrei lentamente para que sentisse,mas para minha surpresa Sueli veio de encontro e começou ela mesma a cobrir meu pau, em movimentos frenéticos e incessantes, Sueli era uma mulher experiente em matéria de rabo gostava de dar o rabo, percebia-se isso no quarto comecei a entrar no ritmo de Sueli e ela por sua vez, não tinha nada de polida e educada e sim percebi a grande puta que era.

com certeza esse rabo foi inesquecível para mim.

obrigado a todos.

espero que gostem.

Um grande abraço

_Castro371208@gmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/04/2016 10:37:53
Delicia de conto, Castro. Escrito com primor habitual e bem excitante. Infelizmente muitas mulheres estão descobrindo o prazer do anal e liberando facilmente atrás. Atrapalha a exclusividade das garotas de programa. Rs. Nota dez e beijocas.
26/02/2016 19:02:19
Dizem que os indecisos nunca chegam a lugar algum. A Sueli pelo jeito é bem decidida e direta. Eu também adoro anal bem feito. Apesar de não ter o bumbum tão cobiçado, dependendo das preliminares eu deixo fazer ali. Mas se fazer de difícil é charminho, o que não é o caso dessa cabelereira. Rs. Também escrevi um novo conto. Se der, me visite. Bjs.
02/02/2016 18:10:05
Prometeu e cumpriu, querido. Disse que ia escrever e taí este show de relato. Gosto de anal, mas, prefiro o oral e vaginal. Essa Sueli pelo jeito sabe explorar bem o seu principal atributo. Rs. Bjs, Val.