Participe dos testes da rede social que a Casa dos Contos está criando. Convites limitados.

EU, MINHA IRMÃ E LAURO

Um conto erótico de peladinho
Categoria: Grupal
Data: 01/09/2015 20:31:08
Última revisão: 03/09/2015 07:19:38
Nota -
Assuntos: Grupal, Gay, grupal jovens

Eu ja falei de minha irmã rapidamente em um outro conto, mas vou descreve-la com mais detalhes. ela se chama sofia e tao bonita como seu nome, loira, olhos verdes, pele clarinha, é magra, com pernas longas e uma bundinha arredondada como a minha, bronzeada e com marquinha de biquini fio dental, toda peladinha, com uma bucetinha pequena, linda, lisa e com um grelinho pequeno que insiste em ficar se mostrando fora da xaninha. ela se veste com roupas provocantes e onde passa chama a atençao. ela é 5 anos mais velha que eu e é muito mais que uma irmã, é uma amiga, companheira. Nos protejemos e encobrimos as sacanagens uma da outra. nao temos segredos e falamos abertamente de tudo que fazemos, especialmente das sacanagens. ela tambem gosta muito de foder, sempre trepou com machos mais velhos, mas de uns tempos para cá passou a se interessar nos meus machinhos jovens e tambem pelo lauro (vide contos acampando com os amigos).

ela começou a falar que um dia iria acampar comigo, mas eu não levava a serio, nossos mundos eram diferentes quando se tratava de sexo, os machos dela eram mais velhos e ela frequentava festas, moteis, essas coisas. quando eu vi que a coisa era seria propus para ela acamparmos nós dois sozinhos e irmos fazer uma visita ao lauro, como eu ja havia descrito as habilidades dele para ela de imediato aceitou e deixamos o acampamento com varios machos para outra oportunidade (que eu vou contar aqui tambem).

Saimos numa sexta feira após o almoço e ela estava toda empolgada com um vestidinho pequeno e meio transparente, absolutamente nao era uma roupa de acampamento mas ela nao tava nem aí. sobrou pra mim levar quase tudo: barraca mochila, fogaozinho, ela levou uma mochila cheia de lingerie, biquinis e roupinhas. chegamos no local e tive que ajeitar tudo enquanto ela colocou um biquininho e ficou no rio se refrescando.

Eu sabia que levando minha irmã junto, o lauro iria se interessar por ela eu ficaria meio de lado, mas eu não ligava, eu ja tinha fodido muito com lauro (tbm tenho que escrever esses contos) e queria ver ela ser feliz com aquela rola maravilhosa. deixei ela tomando banho de sol e fui na casa de lauro. nao fui como eu costumava ir, quase pelada, fui com roupa normal, eu queria fazer uma surpresa para lauro e para minha irmã e quando cheguei lá falei com ele que estava com saudades e tinha vindo visita-lo sozinha. ele ficou muito feliz e ja queria me dar uma foda lá na hora mesmo, eu resisti e falei para ele que esperaria ele na barraca, que estava armada no lugar de sempre.

eu conhecia suficiente ele para saber que ele tomaria banho e chegaria la limpinho. pq o trabalho na lavoura era duro e ele estava sempre sujinho.

falei para minha irma colocar uma lingerie bem linda que logo teriamos visita. eu tambem coloquei uma calcinha bem pequenininha e nada mais e fiquei esperando. não demorou muito e apareceu nosso macho, ele tinha aquele jeito caipirao de andar e envergonhado de se aproximar. chegou e eu falei que tinha uma surpresa para ele, disse que nao estava sozinho e que tinha trazido minha irmã para acampar comigo, ele ficou sem reação e eu chamei sofia, que saiu da barraca com um baby dool vermelho curtesimo e transparente e uma calcinha fio dental da mesma cor. eu fui apresentar os dois e a pica dele ja estava armada. sofia ao inves de beijar o rosto tascou um beijo na boca dele e falou que esperava ter muito prazer em conhece-lo. eu tinha certeza que ela teria sim. nao houve muita conversa, sofia foi tirando a roupa dele e quando viu o que ele tinha para oferecer ficou euforica, caiu de boca e me chamou para ajuda-la. deitamos ele na barraca e ficamos as duas chupando e punheteando aquela pica por uns vinte minutos. lauro era bom de foda, mas era viuvo e matuto, morava no meio do mato e com certeza nunca tinha pegado uma mulher como minha irmã. a situação de ele estar sendo chupado por uma femea deliciosa e seu irmao gay. tambem fazia ele ir a loucura o mastro dele estava rijo como um poste, com a cabeça inchada e latejando, minha irma nao resistiu e montou naquilo tudo começou a cavalgar aquela piroca enorme e eu ao lado taradinha comecei a bater uma punheta, ficava me imaginando no lugar da sofia e me acabava na punheta, sofia deu um show de galope e fez o macho gozar. eu nunca tinha visto ele gozar tao rapido, mas tbm acho que ele nunca tinha comido uma mulher tao gostosa. minha irma saiu para se limpar e eu assumi o controle da pica, chupei o restinho de porra que ainda tinha na pica dele e ela ja estava durinha de novo, como eu estava com inveja da minha irmã subi na pica dele e comecei a galopar tbm, minha irma voltou e ficou de cocoras sobre o rosto dele e ele começou a chupar a xana dela, ela sentou sobre o rosto dele e praticamente sufocava o coitado enfiando a bucetinha na cara dele, enquanto eu continuava a galopar cada vez mais rapido eu estava louquinha e sai para gozar. quando voltei a sacana da minha irma estava de 4 ele enfiava sem do por tras na bucetinha dela. fiquei de 4 ao lado dela e exigi meus direitos queria vara tbm. ele ficava se revezando entre nós duas, buceta e cu, cu e buceta. lauro tentava botar no cuzinho dela mas ela ainda nao tava preparada para tudo aquilo. lauro mando ve na bucetinha dela que tava louquinha e gritando como uma cadela, ela gritava com ele, xingava, pedia mais pica e novamente eu fiquei chupando o dedo, ele parou de meter em mim e se concentrou só nela. a vadia gozou a valer e lauro tambem gozou de novo na xaninha dela. saimos os tres da barraca, para se recuperar (eles) e respirar um ar puro, sofia estava impressionada com o macho e o macho estava louco com a beleza de sofia (com a buceta tbm é claro) eu estava muito feliz de proporcionar essa alegria aos dois. sentamos os tres pelados em uma pedra a beira do rio e a conversa nao foi muito longe, logo estavamos as duas punheteando e chupando aquela pica enorme que ja começava a ficar a postos novamente. fiquei punheteando ele para sofia chupar, ela engolia com vontade aquela rola enorme, quando ficou durinha voltamos para a barraca ele comeu um pouco meu cu mas logo voltou para a sofia, ela ficou na posiçao de frango assado ele por cima metia rola valendo, eu estava doidinha ao lado e sem o que fazer comecei a chupar pos peitinhos de sofia, ele mandava vara sem parecer que desta vez iria gozar, botava com força enterrando tudo na coitada. ela gozou e ele nem deu tempo dela se recuperar, saiu da barraca com ela no colo colocou suas pernas em torno da sua cintura e começou a erguer ela e soltar em cima da sua pirocona, sofia ainda fraca estava toda mole, mas o macho comandava todas as açoes, ela começou a se recuperar e a vibrar em cima da vara descomunal, ela estava gritando novamente e felizmente estavamos num local isolado. ela pedia pica e gritava: "me fode", "me arromba", "enfia tudo". Lauro conduzia a foda com habilidade e sofia estava prestes a gozar novamente, levou ela para a barraca a deitou de bruços com a cintura sobre os travesseiros de modo que a xaninha ficou mais alta e exposta abriu bem as pernas dela e continuou mandando vara era uma posiçao confortavel para ela que ja estava fraquinha, ela ficou quietinha gemendo e logo gozou novamente e apagou, ajeitamos ela com travesseiros e a deixamos ali se recuperando.

sai com lauro da barraca e a pica dele continuava em posição de sentido, ele olhou para mim e eu me posicionei, o macho insaciavel veio por tras e mandou vara no meu rabo, eu ficava me masturbando e logo gozei mas o safado ainda meteu mais um tempinho em mim ate resolver gozar, eu pedi para ele gozar na minha boca e ele atendeu.

lauro se vestiu e foi embora, combinamos o retorno para apos o almoço. eu nao liguei de ficarmos sem vara de manha pq sabia que precisariamos nos recuperar e o macho tbm.

Apagamos entrei na barraca e apaguei ao lado de sofia e nao vimos mais nada ate o dia seguinte.

quando acordei no dia seguinte sofia ja estava de pé toda animada e com o cafe servido para mim, ela ficou muito feliz com a foda da noite anterior e elogiou muito o macho. queria saber quando ele voltaria, falei que ele voltaria somente após o almoço, mais nada impedia que ela fosse visita-lo. ele ficou animada com a ideia mas eu adverti que ele tinha dois filhos pequenos e as vezes ficavam na casa da vó, mas eu havia esquecido de perguntar onde eles estariam no final de semana. sofia me falou que poderiamos ir la e se os meninos tivessem em casa nós voltariamos do contrario poderiamos dar uma foda com ele. eu aceitei e apos ajeitarmos as coisas fomos para a casa do macho, eu fui só para acompanhar a putinha da minha irmã, pretendia deixar os dois foder a vontade sozinhos. chegamos na casa dele chamamos o macho que estava lidando com palmitos que ele colhia na regiao. perguntei se ele estava sozinho e ele disse que havia levado os filhos para passar o final de semana na casa da vó.

levei sofia e lauro ate a casa e sai, sofia ainda me chamou para ficar com eles mas eu falei que tinha umas coisinhas para ver lá na barraca e saí. ele só retornou na hora do almoço (o que dá uma 3 horas de foda) os dois devem ter fodido a valer e pelo andar dela, acho que ela levou vara no rabinho. ela me abraçou, estava muito feliz e agradeceu pelo passeio maravilhoso. eu perguntei como estava o rabinho e ela disse: "ardendo". rimos da situaçao e de felicidade.

Eu achei que ele devia demorar, pela agitação da manhã, mas ele chegou logo apos o almoço, nos convidou para um passeio na região que ele conhecia muito. pedimos para irmos em locais tranquilos e de preferencia isolados pois pretendiamos ficar a vontade durante o passeio. durante não antes do passeio ja estavamos bem a vontade, minha irma com um biquininho e topless e eu so de calcinha e o macho soberano entre nós duas como o leão junto as femeas.

ele nos levou ha uns 3 kms rio acima onde havia uma pequena cachoeira e muito agradavel, tiramos a roupa do acho e entramos no rio de aguas frias. para não congelarmos resolvemos fazer algumas atividades para esquentar, me apoiei numa pedra fiquei na pontinha dos pes e fiquei oferecendo o rabo para o macho ele veio por tras e começou a me enrabar, sofia oferecia os peitinhos para ele chupar, sofia se deitou em uma pedra e ficou deitadinha esperando seu macho, lauro me fodeu um tempinho (menos do que eu queria) e saiu atras da femea deitou-se tbm na pedra e pos sofia por cima dele e ficou mandando vara nela com habilidade que poucos machos teriam.

ficamos asduas apoiadas na pedra oferecendo o rabinho pra ele, ele começou a enrabar sofia mas eu reclamei e ele revezou fodia meu cuzinho com facilidade e o de sofia com dificuldade o cuzinho dela nao estava ainda acostumado a levar rola daquele tamanho, mas ela se esforçava e a vara ia entrando aos poucos. ele ia revezando os rabinhos e quando botou em mim novamente eu ja estava quase gozando me masturbava dentro da agua e a vara ia entrando sem do no meu cuzinho arrombado. eu gozei e o macho gozou no meu rabo. saimos os 3 da agua e ficamos na grama nos recuperando . enquanto nos recuperavamos ouvimos vozes se aproximando o macho era o unico que tinha roupas e se vestiu rapido nos entramos na agua e vestimos a calcinha o o biquini. com o coração acelerado vimos chegar dois casais de namorados (acho que vieram para trepar tbm). ficamos sem reação mas pedimos para o macho pegar roupa para nós, enquanto isso os casai se preparavam para entrar na agua e nós procuramos ficar em uma parte fundapara nao nos verem quase peladas. começamos a converar com as meninas e elas eram gente boa falei que eles havia nos pegado muito a vontade e se eles nao se importassem nos sairiamos da agua com pouca roupa. elas concordaram e saimos, minha irmã um pouco constrangida e eu rebolando para os machos.

no caminho encontramos lauro esbaforido nos trazendo as roupas, na pressa ele so pegou roupas na bolsa da sofia e estava levando dois vestido. eu falei pra ele brincando que era gay, não travesti.

lauro pediu para passar a noite conosco na barraca e nós duas adoramos. ficamos por ali, e fizemos um cafe e comemos um lanche, porque a noite prometia ser longa. sofia comeu se lavou tirou toda a roupa e foi para a barraca (a danada queria era trepar), lauro se ofereceu para me ajudar arrumar a bagunça mas eu liberei ele para ficar com a mana. enquanto arrumas as coisas ouvia os barulhos e gemidos da sofia vindos do interior da barraca. fiquei pensando que minha irma estava se divertindo muito e que provavelmente ela nunca havia trepado tanto na vida, eu em compensação nunca tinha trepado tao pouco, kkkkkkkk. logo ouvi sofia gozando, eu ja estava cheia de tesao de novo, terminei rapidinho arrumaçao e me joguei para dentro da barraca. peguei sofia punheteando a pica de lauro que estava pronto para gozar, sofia me ofereceu a pica para abocanhar e receber a porra do lauro enquanto ela fazia ele gozar. chupei a porra dele que a essa altura do campeonato ja estava ralinha.

eu mal entrei na barraca tive que sair porque a dupla estava precisando se recuperar, principalmente o macho. ficamos os tres tranquilos sentados na frente da barraca tomando cafe e conversando, durante um bom tempo lauro falou da perda da esposa e das dificuldades de criar os filhos sozinho e nós contamos algumas aventuras. já estava ficando tarde e começando a esfriar, principalmente quando se está sem roupa. entramos o tres dispostos a curtir a noite ja que no outro dia iriamos embora cedo.

Recomeçamos as duas a chupar a pica dele que estava em repouso, naõ demorou muito e ella começou a ficar bonita novament, chupavamos, beijavamos, lambiamos e punheteavamos a pica dele como duas mortas de fome. ele estava de joelhos e minha irmã ficou em pé de frente para ele e começou a se agachar sobre a piroca, eu fiquei atras e assistindo e era impressionante como a buceta dela devorava aquela pica. comecei a enfiar meu dedo no cuzinho dela e a essa altura estava louca para participar, minha pequena pica estava durinha e eu me masturbava, comecei a lamber o rabinho dela e ela ficou mais louca ainda, minha pica estava dura nao so pelo macho mais de tesao por ela. eu nunca tinha ficado de pau duro por uma mulher, nao resisti àquele cu delicioso arreganhado na minha frente, comecei a passar cuspe nele e posicionei minha pica para enraba-la ela atolou a buceta no pau do macho e ficou cou o cuzinho arreganhado esperando comecei a forçar a entrada e entrou facilmente todo na bundinha dela e ela ficou com duas picas atoladas na xota e no cu. comecei a fazer o vai-vem e ela fica requebrando sobre a pica, estavamos os tres loucos e ela começou a gozar, ela gritava beijava o macho fazia carinho em mim e aumentava o ritmo da foda eu tambem metia cada vez mais rapido e estava com vontade de gozar, começamos a gozar as duas juntas e explodimos de prazer, ela desmontou da pica e me abraçou explodindo de prazer. ficamos quietas abraçadas curtindo a gozada e a situaçao, ela parecia nao acreditar que eu um viado convicto havia comido o cu dela e feito ela gozar. o macho entendeu a situaçao e ficou fazendo carinho em nós duas, nos deixou descansar um pouco e começou a meter vara em nós novamente (afinal ele nao tinha gozado), nós ficamos de 4 ele alternava meu cu e a buceta dela, nós duas ficavamos gemendo e pedindo mais e chamando ele de macho gostoso, fodedor, delicia de pica, ele ficava fodendo nós duas lentamente e sem pressa ele parecia querer curtir ao maximo a ultima foda. sofia pediu que ele gozasse na minha bunda, ele parou de trepar com ela e se concentrou na minha bundinha, ficou metendo aquela vara deliciosa cada vez mais rapido, eu pedia que ele gozasse dentro do meu cu e logo ele explodiu dentro de mim. eu estava tonta e quase desmaiando. me limpei e ficamos os tres deitados juntos e descansando. acabamos apagando. acordamos no dia seguinte com lauro querendo dar a ultima foda. Acabamos não indo embora tão cedo. Acabamos tomando cafe e ficamos fodendo a te proximo a hora do almoço. realmente macho como esse é dificil de encontrar no mercado. nós fomos embora ja pensando na proxima.......

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.