Primeira “pulada de cerca”.

Um conto erótico de Professor Discreto
Categoria: Heterossexual
Data: 01/09/2015 01:35:20
Nota 10.00

Tudo começou em 2005, quando eu dava aula em uma Faculdade na Cidade de Belford Roxo, no Rio de Janeiro.

Havia uma aluna Chamada “Gi”, uma morena alta, com cabelos cacheados, peitos médios e duros, uma bunda grande, redonda, e linda. Gi, na época, tinha 18 anos.

Todas as vezes que ela entrava em sala eu olhava discretamente, admirando, todas as suas curvas, o seu rosto de menina sapeca e o corpo de mulher. Mas só admirava, por não querer confundir o lado profissional com minhas fantasias devassas. Pois tive uma criação cristã, onde não combinava casamento e traição. Mas confesso que me masturbava várias vezes pensando naquela linda e gostosa morena.

Num certo dia, não me lembro do motivo, ficamos conversando por um bom tempo. Mas sobre coisas profissionais, tipo: forma de fazer um currículo etc. Sei que acabei deixando meu email para mandar um modelo padrão de currículo, visto que a aluna aplicada queria um estágio.

No dia seguinte, recebi um email da aluna me pedindo o modelo de currículo e, também, dizendo o quanto eu estava bonito com aquela camisa azul que vestia e que adoraria sair comigo para um almoço. Fiquei trêmulo de tesão e pesando nas consequências daquilo.

A próxima aula foi uma prova, que tive que aplicar no terceiro andar daquela faculdade, pelo fato de ter salas maiores (para dificultar a vida de pretensos coladores). Só que a faculdade, na época, estava com poucos alunos. Então, o terceiro andar ficava quase sempre vazio, basicamente funcionando para aplicar provas ou para uso de sala de vídeos.

“Coincidentemente” ela foi a última aluna a sair da sala. E assim que ela me entrega a prova eu pergunto sobre o email.

Ela disse que era aquilo mesmo e tentou me beijar. Quando a afastei dizendo que era casado etc. A menina com muita calma diz que não era para eu me preocupar, pois ela era noiva e só queria sair, curtir sem dar problemas.

Então não resisti e beijei, fomos para uma sala mais escura onde pude sentir sua bunda e seus peitos em minhas mãos, só que não dava para fazer muita coisa ali.

Combinamos um motel de dia, então fui para Nova Iguaçu, RJ, onde nos encontramos. Partimos para um motel onde rolou muito beijo, onde ela me chupava com vontade e onde pude comer sua buceta linda, cheirosa e raspada em várias posições. Ele só não quis anal (o que sou fã) o que me gerou certa decepção.

Num outro momento, quando dei aula na sala de vídeo, ela chegou com uma minissaia, bem provocante. Depois que todos os alunos saíram ela fez questão de me mostrar a sua micro calcinha bem enfiada no seu rabo (isso me deixa louco de tesão), ela me chupou e me deu ali mesmo meio de quatro apoiada numa cadeira.

Lá existia um banheiro privativo a professores que ficava numa área bem reservada da faculdade. Ela me seguiu até o banheiro só para me chupar.

Bem, talvez, meu relato não tenha sido muito empolgante, mas foi a primeira vez que eu tive um relacionamento extra. Depois tive outras experiências mais excitantes que logo relatarei aqui.

Email para: professordiscreto2009@hotmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/09/2015 20:56:15
Maravilhoso