Casa dos Contos Eróticos

ME AME OU ME ODEIE!!! 05

Um conto erótico de Lucas
Categoria: Homossexual
Data: 27/08/2015 20:55:48
Nota 10.00

CAP. 05

"Cuida bem de mim"

Em dias como esse eu acordo determinado, decidido, eu disse para mim mesmo que jamais iria me dirigir a palavra novamente com o Victor, só que isso era o mesmo que falar que segunda feira iria começar uma dieta por exemplo. Eu sabia que no fundo no fundo era só o Victor estalar seus dedos que eu iria feito um cachorrinho, resolvi tentar mudar um pouco e não aceitar esse tipo de coisa que o Victor fazia comigo. Mantive o foco com o meu plano, no grupo que era Eu, Jessica, Roberto e Danilo, combinamos de assistir filme na casa do Roberto, o Danilo me puxou no privado:

- Boa tarde, como você tá?

- Tô bem e você?

- Indo, o Henry me mandou mensagem querendo sair para conversar, mas não respondi estou dando um gelo nele.

- NÃO SAIA, DEIXE DE SER FRACO.

- Relaxe, vou sair não, escute quer carona para casa do Rob?

- Queeeeeeeeeero <3

- Te pego as 16:00 então ok?

- Ok.

- NADA DE JOGAR UMA DE LOL.

- Kkkkkkkk, pode deixar s2 s2 s2 s2 s2

O Danilo era um fofo mesmo, não se encomodava de me buscar ou deixar, mesmo a casa dele sendo praticamente do lado da do Roberto, confesso que depois desse dia meio que começei a abusar da boa vontade dele, porém eu tentava não deixar tão claro que eu estava explorando ele.

O Danilo chegou pontualmente as 16:00 e como ele havia pedido não joguei uma partidade e lol, o Danilo sabia respeitar meu espaço, e eu gostava disso, em nenhum momento ele chegou a perguntar algo sobre o Victor, porém provavelmente acho que ele acabou falando com o Victor, afinal eles tinham mais intimidade. Durante o caminho foi super tranquilho, conversamos sobre a festa do dia anterior, e sobre lol, o Danilo estava super viciado no jogo rs. Quando chegamos na casa do Roberto ele e a Jess já estavam lá, Jessica me olhou com um olhar que eu sabia bem o que ela queria dizer, porém evitei tocar no assunto. Ficamos nos quatro no quarto do Roberto, onde tinha uma cama de casal, acabei dividindo um coberto com o Danilo, e assistimos o filme abraçado, hora ele deitava no meu peito, hora agarrava minha cintura quando ficava com medo de alguma cena, e foi assim que passamos a tarde.

Já de noite, pedimos uma pizza e ficamos conversando besteira, até que a Luiza, irmã do Roberto chega acompanhada do Victor e Luiz, não preciso nem dizer que na hora fiquei puto, tinha prometido a mim mesmo que não falavaria mais com o Victor, e consegui, ignorei ele ao máximo, porém ele sabia fazer isso melhor do que eu, quando eu achava que estava por cima ignorando ele, na verdade era ele quem estava me ignorando, eles se juntaram a nos, e pediram outras pizzas, o papo rolou solto até quase 22:00 durante todo esse tempo o Victor nem olhava para minha cara, foi então que chamei o Danilo para ir embora, mesmo vendo que ele estava adorando a cia dos meninos. Então a gente se despediu de todos e fomos rumo a minha casa, no elevador eu ainda falei:

- Danilo se quiser ficar não tem problema eu ligo para meu irmão, ou pego um ônibus.

- Relaxe, já estou com sono, amanhã tenho aula logo cedo.

- Ainda bem que não sei mais o que é isso de aula cedo, melhor coisa é a pessoa se formar, e fazer pós graduação, e ganhar bolsa do mestrado rs.

- Vida fácil essa sua.

- Ué a sua também pode ser, basta você querer.

- Mas falta muito ainda para me formar, eu não devia ter largado contábeis, se eu não tivesse largado estaria me formado próximo ano.

- Porém, você não estaria feliz, concorda?

- Verdade, eu amo o curso de Jornalismo, sinto que nasci para isso sabe?

- Você tem cara mesmo, e sabe interagir com as pessoas de forma bem dinâmica, isso que admiro em você.

Ficamos conversando até o caminho da minha casa, quando chegou ainda ficamos quase uns 10 minutos conversando dentro de carro, então dei um abraço e um beijo no Danilo e entrei em casa.

Eu estava envolvido com um projeto na UFRN, e isso me ajudou a ocupar um pouco a minha mente, a evitar de pensar no Victor, era um projeto de pesquisa do meu mestrado, minha semana era basicamente estudando para o mestrado, na base de pesquisa, e estudando para a pós, não tinha coisa melhor em focar nos estudos e esquecer o passado. O Danilo todo dia falava comigo, perguntava como eu estava, o que ia fazer no final de semana, a mesma coisa de sempre. No grupo do whats não se falava em outra coisa a não ser no final de semana na casa de praia do namorado do Roberto, a galera estava combinando de ir no final do mês, todo mundo muito empolgado para beber pra variar, o Victor não iria pois tinha um congresso em outro estado, então logo fiquei feliz e me empolguei para ir. As semanas se passaram voando, como havia dito anteriormente ocupei minha cabeça com os estudos e nem percebi o tempo passou muito rápido, e logo chegou o final de semana na casa de praia. Fui no carro com o Danilo, Jessica ia no carro dela, ia com sua irmã, e mais dois amigos, e o Roberto foi com o namorado dele e dois amigos, e em outro carro foi Pablo com três amigas, ao todo foram 12 pessoas, compramos muita cerveja, vodka, e tequila, o Danilo cuidou da parte de cozinhar, ele sempre gostou de cozinhar. Chegamos na sexta, e bebemos muito, todos ficaram super bêbados, eu e o Danilo ficamos num quarto sozinho, tinha uma cama de casal então dormimos juntos, não tentei nada com ele, nem ele comigo, pelo menos é o que eu lembro. No sábado quando acordei o Danilo já tinha se levantando e já estava com o almoço todo no fogo, e praticamente pronto, ele acordou cedo e deixou tudo preparado, e aos poucos o restante do pessoal foi acordando, começamos a beber, comecei na cerveja, depois fui pra vodka, e depois estava misturando vodka com tequila, o Danilo sempre tentando me controlar, mandando eu beber devagar, ou da uma freada, porém eu tenho ódio de quem tenta me controlar, então não dei ouvidos, quando deu umas 19:00 hs eu já estava transtornado, o Danilo estava de cara feia pro meu lado, foi então que eu cheguei nele:

- Porque essa cara hein?

- Aff, pare de beber Lucas, você parece que não sabe beber ou se controlar, isso é feio.

- E dai? Estamos entre amigos aqui, deixe de ser chato.

- A questão não é essa, é que você nunca se controla, sempre faz merda quando bebe, depois fica arrependido, mas enfim, quem sou eu pra falar né?

- Para de falar besteira, tá parecendo minha mãe.

Foi então que me bateu um enjoo, e fui para o quarto, chegando lá não deu outra, vomitei o banheiro todo, nunca tinha vomitado tanto na minha vida, pouco tempo depois o Danilo chega:

- QUE MERDA É ESSA LUCAS? TA VENDO COMO VOCÊ NÃO SABE BEBER, DEIXE DE SER IDIOTA.

Eu já não falava nada com nada, foi então que o Danilo me empurrou para debaixo do chuveiro e o ligou, lembro que a água estava muito gelada, então fiquei sentando no chão, ele então tirou minha bermuda e me levantou:

- Fique em pé, deixe de dá trabalho.

Eu não falava nada, só fazia ouvir, foi então que eu disse:

- Você está se aproveitando de mim, só porque eu estou bêbado, acha que eu não conheço esse seu joguinho.

- Aff cala a boca Lucas, eu não sou seu ex namorado não,sei respeitar muito bem as vontades de qualquer pessoa.

Então fiquei calado, e tirei minha cueca, fiquei pelado de frente e ele me lançou um olhar, que na hora ele ficou vermelho:

- Que foi? Ta gostando do que ta vendo? - Provoquei ele pegando no meu pau.

- Idiota. - Ele se virou e me deixou sozinho no box.

Continuei o banho pouco tempo depois o Danilo chega com uma toalha, um balde, rodo e pano. Ele me entrega a toalha, me enxugo e vou para a cama, logo depois ele chega e me entrega um comprimido:

- Que merda é essa?

- Cale a boca e tome, se não você vai acordar de ressaca.

- Não vou tomar. - Falei num to agressivo.

- Você vai tomar sim, e abaixe o tom, estou fazendo um favor de cuidar de você.

Então tomei o remédio, e me deitei na cama pelado mesmo. Logo em seguida o Danilo chega com um prato de miojo, eu olho e falo:

- O que é isso?

- Fiz um miojo pra você, bem temperado, coma, você não pode dormir de barriga vazia se não vai acordar pior.

- Ai ai ai, você é o que agora minha mãe é?

- Coma, enquanto limpo seu vomito, depois que comer vá escovar os dentes e vá dormir.

- Certo mainha.

Então tomei todo o caldo do miojo, que estava uma delicia, e super temperado, o Danilo de fato sabia cozinhar muito bem, quando terminei fui no banheiro que já estava limpo, foi então que segurei na cintura do Danilo por tras e deu um abraço nele:

- Saia, me solta

- Eu sei que você quer.

- Não quero nada, você está bêbado seu idiota, escove seus dentes e vá dormir.

- Não quero dormir sozinho, tenho medo de bicho papão.

- Kkkkkkkkkkkkkkkk, só você pra me fazer rir mesmo.

- Serio, durma comigo.

- Escove seus dentes, vou levar o prato e na volta me deito com você ook?

- Certo, mainha.

Escovei meus dentes, e me deitei na cama, o sono estava começando a chegar, acho que era o efeito do remédio que ele havia me dado, em seguida ele chegou, conversou uma besteira e outra e acabei pegando no sono.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/08/2015 00:44:10
Você é péssimo, Victor fez bem em ter te largado e te dar esse gelo 😘
28/08/2015 17:55:13
Tadinho do Danilo...
28/08/2015 14:21:38
Vc e mal muito mal!!!! Mas seu conto e perfeito!!!!
28/08/2015 05:41:08
Pobre Danilo! Vai sofrer ainda...
P.G
27/08/2015 22:53:57
O Danilo é um anjo, como pode ter coração em fazer mal para ele
27/08/2015 22:26:16
Ai ai o Danilo é um fofo, ja to triste de saber que ele vai sofrer na mao desse babaca!
27/08/2015 21:12:24
Realmente é um crianção... muito bom....