Casa dos Contos Eróticos

Perdi o cabacinho com 14 anos

Autor: Aninha_16
Categoria: Heterossexual
Data: 15/07/2015 14:46:31
Nota 9.86
Ler comentários (16) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oie... nas salas de bate-papo de lésbicas que eu frequento, sempre me perguntam se sou virgem e se perdi a virgindade com menino ou com menina e inevitavelmente tenho que narrar como foi minha primeira vez, detalhes e tals.

De tanto narrar no bate-papo, resolvi escrever e publicar aqui. Se voces leram meu outro conto sabem que sou evangélica e minha mãe é muito rigida, não posso ter um monte de coisas, nao posso fazer um monte de coisas e não posso vestir muitos tipos de roupas, portanto tenho muitos desejos. Mas aos poucos escondida de minha mãe to realizando meus desejos(sei que se ela descobrir me mata...rsss). Ter um namoradinho e transar foi que abriu ainda mais a minha lista de desejos, que está se ampliando com a transa que tive com minha prima no ano passado.

Bom chega de conversa e vamos aos fatos... quando tinha 14 anos eu estava no 1o Ano do Ensino Médio e por ser assim "crentinha" não tinha muitas amigas, a minha melhor amiga era a July, e a July é muito safada, viviamos pelos cantos com ela me contando suas safadezas com os meninos, e eu sempre babando com suas histórias, louca de vontade de fazer aquilo que ela me contava. Muitas, mas muitas vezes mesmo eu me masturbei imaginando ser a July naquelas situações que ela me contava.

Falando nisso, sou viciada em siririca, me masturbo normalmente 2 vezes ao dia, uma vez no banho e outra na cama antes de dormir, adoro esfregar minha bucetinha greluda e enfiar um dedinho no cu pressionando o tunel da buceta, sentindo pulsar, me dá uma sensação incrivel e gozo muito. Comecei contar minhas siriricas pra July e ela falou,

- Aninha voce precisa de uma pika, está na hora de voce dar a buceta pra alguem.

- Ai July, mas como se minha mãe não deixa namorar ninguem? e não posso ir em lugar nenhum?

- Deixa comigo, vou dar um jeito, deixa comigo.

A July tava ficando com um menino do 3o ano, um gato. No outro dia ela me disse, ja arrumei um menino pra voce Aninha, é um amigo do meu ficante, é bem gatinho, na hora do recreio

vc vai conhecer. E na hora do recreio ela trouxe eles dois e me apresentou, e fomos pra tras da escola num cantinho e demos uns beijos e uns amassos e eu adorei. Aí no final da aula a July me falou que ja tinha armado tudo e eu ia perder o cabacinho aquela semana. Fiquei muito ansiosa e naqueles 2 dias que se passaram me masturbei muito, gozei muito na siririca pensando como seria transar, foder, morria de medo da minha mãe saber, e morria de vontade de dar. E pra aumentar minha tesão, na hora do recreio eu ia pro cantinho atras da escola e dava aqueles amassos com o amigo da July, que não deixava por menos e explorava cada cantinho do meu corpo com as mãos entre muitos beijos e amassos.

Foram dois dias longos de muita ansiedade e a sexta-feira chegou. No inicio da aula a July me disse:

- Vamos sair depois do recreio, vamos gazear as ultimas aulas e vamos na casa do meu ficante, ele mora aqui pertinho e não fica ninguem em casa.

- Se minha mãe souber ela me mata july!

- Mata nada, voce não tá gostando do menino? Não tá querendo ver como é que é?

- Claro, eu quero

- Então tá combinado

As horas não passavam, não sei de nada que aconteceu nas 3 aulas antes do recreio, e quando bateu o sinal os meninos estavam esperando a gente. Saimos por um furo na cerca lateral do colégio que os meninos usavam pra entrar na quadra de esportes. E fomos até a casa do ficante da July, eu e meu ficante sempre em silencio, a July e o ficante dela riam muito e eu com uma coisa no estomago me incomodando. A july falou:

- Voces ficam na sala, eu e ele vamos pro quarto tá? Aninha... aproveita...kkkk

Eles se trancaram no quarto e meu ficante já foi logo me catando aos beijos e me deitando no sofá, pegando em meus seios, amassando meus peitões, eu estava com uma camisa branca de botões e de saia(uso muito essas roupas por causa da religião), ele ja foi desabotoando minha camisa e em poucos instantes ele se livrou do sutien e eu estava nua da cintura pra cima deitada no sofá com ele por cima chupando meus peitões. Nunca pensei que sensação maravilhosamente excitante é ter os peitos sugados, sempre tive grande sensibilidade nos bicos, mas alguem mamando meus peitos me fez gemer como uma puta, e minha buceta vertia suco e pulsava, piscando, me deixando louquinha.

Logo minha saia estava toda enrolada na minha cintura e ele esfregava minha buceta com uma mão sentindo a umidade da buceta na calcinha e me deixando louca, enquanto ora sugava meus peitos mordendo os bicões, ora me beijava com força lambendo minha lingua. Em pouco tempo puchou a calcinha de lado e enfiou um dedo na minha bucetinha melada. Sentiu o melado e ficou louco, arrancou a camisa e baixou a calça em segundos, tirou minha saia e calcinha me deixando nua tambem.

Nussa eu só tinha visto um pau duro na internet, e agora estava ali peladinha deitada no sofa com ele em pé ao meu lado com aquele pauzão grosso duro apontando pro teto bem acima do meu rosto. Não tive tempo de admirar muito ele logo veio pra cima de mim de novo. Pegou minhas pernas e ergueu nos seus ombros deixando minha buceta bem exposta e encostou a cabeça da pika na entrada, forçou um pouco e encaixou, minha buceta tava um melado só, eu tava muito excitada e sentia a buceta e o cu piscando, o coração batendo forte, então ele forçou a pika e escorregou um pouco pra dentro senti a invasão, senti uma dorzinha e travei a buceta, nisso ele agarrou minha bunda por baixo me puchando contra o corpo dele e empurrando o pau, minha bucetinha dilatou, senti uma dor, senti o pauzao entrando me invadindo, um calorzãona buceta. Meu cabaço já tinha se ido, urrei me sentindo cheia, minha buceta e meu cu piscavam, ele deu mais uma socada pra entrar tudo mesmo até o talo, me puchou pela bunda, gemeu de tesao sentindo o pau sendo mastigado pela minha bucetinha e começou socar, fazendo um vai e vem ritmado, forte, tirando mais da metade do pau e socando até o talo com força na minha bucetinha, a dor era forte, e a sensação mais louca que já senti de prazer e dor.

Ele se deitou sobre mim e eu cravei as unhas nas costas dele, em resposta ele mordeu o bico dos meus peitos me fazendo arranhar as costas dele e gritar:

- Filha da puta... não morde desgraçado

Isso só fez ele rir e me dar um fincão na buceta que fez meu corpo estremecer, me arrancando um gemido rouco, e veio mais uma mordida agora no outro seio, acompanhada de um chupão, e outro grito meu. Ele passou a socar mais forte, e comecei estremecer e a gozar, o ritmo dele me foder ficou muito rápido e senti um calorzão dentro de mim, ele urrava e percebi que tava gozando que o calorzão na buceta erra a porra dele me enchedo a buceta. Eu tinha espasmos como choques na barriga, minha buceta piscava mastigando o pauzão dele, muito melhor bem mais intenso que o melhor dos meus gozos na siririca.

Ele parou de mecher, tirou o pau e senti a porra escorrendo da buceta, minha respiração foi voltando ao normal, e começamos nos beijar e agarrar de novo o pau dele nem amolecei, continuava duro e quando a gente se amasssava pressionava contra minha barriga e esfregando meu grelo e quando percebi ele ja estava colocando na entradinha da buceta e logo estava deslizando pra dentro de novo, dessa vez sem dor, consegui sentir direitinho a penetração e começou o vai e vem e a loucura e os gozos seguidos vieram novamente e em minutos o calorão a me inundar a buceta de porra gemendo forte e se soltando sobre o meu corpo.

Minha buceta inda piscava com o pau dele amoledendo dentro de mim quando ouvi os risos e virei a cabeça pro lado e vi a July e o ficante dela em pé escorados na porta do quarto olhando pra nós ali no sofá e a July falou:

- Eita foda gostosa ein Aninha... Viu como é bom dar a buceta amiga...rsss

Nussa, empurrei o menino de cima de mim e fui logo catando minhas roupas e me vestindo rapido, enquanto todos riam de mim, da situação e me chamavam de boba. Meu ficante sentou com calma no sofá, pelado ainda deu umas punhetadas no pauzão que estava meia-bomba antes de vestir a cueca e e seguida levantar e vestir com calma as suas roupas em frente a todos.

Minha primeira vez foi assim, depois dessa vieram muitas e muitas outras, todas com esse mesmo menino, sempre na casa desse ficante da July, sempre nós 4 gazeando aula pra foder ali. Uma vez por semana, não sei quantas vezes foram, mas passaram de 20 vezes que eu dei pra ele. Fodemos algumas vezes os 4 juntos ali na sala, mas nunca trocamos de parceiro, sempre eu com o meu e a July com o dela. Começamos a foder assim os 4 ali na sala, quando a July me ensinou a chupar pau. Ela me contava como era chupar, mas eu nao tinha coragem de chupar, tinha um pouco de nojo, entao um dia ela falou que ia me ensinar, e entao ficamos todos na sala os 4 pelados, o ficante dela sentado no sofa e ela ajoelhada no meio das pernas dele me mostrou como se chupa um pau, e eu depois de olhar por alguns minutos ela fazendo boquete no ficante dela, repeti os passos dela no pau do meu ficante, os dois gozaram quase ao mesmo tempo em nossas mãos, na verdade na boca da July e na minha mão, eu não tive coragem(tinha nojo) de deixar gozar na boca, mas a July já era bem mais puta...rsss

Depois dessa vez a vergonha foi perdida e passamos a foder quase sempre os 4 ali na sala um vendo o outro e se excitando com aquilo. Meu ficante tinha um pau maior e mais grosso que o da July. Acho que devia ter unscm bem grosso e cabeçudo e o pau do ficante da July uns 17cm de grossura média e cabeça rosada e fina ia engrossando pro meio.

No outro ano a July se mudou pra outra cidade e meu ficante sumiu, não aconteceu mais nada com meninos, nem mesmo amassos ou beijos com outro, até que rolou o lance com minha prima e passei a catar meninas que é mais fácil...rsss

Beijos da Aninha

Comentários

04/06/2017 18:46:22
Alguém do rio de janeiro. Rebecaafim@gmail.com
30/01/2016 01:38:34
Adorei seu conto linda, achei você bem safadinha. Parabéns nota máxima
01/01/2016 20:56:44
Gostoso
05/11/2015 15:10:15
queremos conhecer homens sarados de Curitiba e litoral do PR para comer minha esposa, ela tem 23 anos eh ruiva tem 1,70mt, e 62kg, muito gostosa. entrem em contato meu whats ehtres dois zero meia nove quatro...fico no aguardo do contato de vcs, tem que ser dotato e sarado...rsrs
16/08/2015 01:41:19
Oi aninha. Tudo Bem? Adorei seu relato. Tô até sem.folego...RS. eu já fiquei com menina, mas nunca com menino; ainda quero provar disso. Leia meus relatos, lá tem meu email. Me escreva... bjo
01/08/2015 09:30:28
Deliciaaaa,,,,
30/07/2015 18:16:38
ótimo menina... e você tem razão.. ninfeta é tudo de bom!
26/07/2015 16:17:40
Ótimo conto
26/07/2015 16:17:00
Ótimo conto
20/07/2015 02:07:03
Ninfeta é tudo de bom.
16/07/2015 00:03:41
Muito bom. Adoro ninfetas! E evangélicas ainda mais! Leia meus contos!
15/07/2015 23:58:56
Depois da primeira, só melhora.
15/07/2015 21:32:46
Muito bom seu conto, parabéns linda. Gostaria de conversar com você, também sou evangélico e não acho nada demais sentirmos os prazeres da carne isso nós deixa realizado e mais felizes, nós fazem bem e o que nós faz bem, nos faz felizes não é pecado. Chama no whats vamos fazer amizade ddd Oitenta e Três, número Nove Nove Nove Vintes e Seis Vinte e Dois Cinquenta e Quatro, bjo aguardo contato.
15/07/2015 18:06:36
Que idade vc tem agora? Manda mensagem no meu e-mail: gato27.casadoscontos@gmail.com
15/07/2015 18:05:03
Uau, que loucura de tirada de cabacinho, hein? Uma delícia de se ler. Quase gozei...
15/07/2015 16:31:09
ola gata,q tal trocarmos contatos,pode ser ????????

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.