Casa dos Contos Eróticos

Triângulo amoroso - Capítulo XVII

Categoria: Heterossexual
Data: 19/06/2015 12:24:10
Nota 9.83
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Capítulo XVII

"Marcinha coloca seu plano em prática"

Uma semana havia se passado desde que Marcinha filmou sua transa com Alberto, Lukas assistira aquele filme por dezenas de vezes, todas as vezes que o jovem casal ia se deitar, eles assistiam o filme antes de transar, aquilo virou uma rotina e conforme o tempo passava Lukas ficava mais a vontade em aceitar que Marcinha planejasse algo diferente para que ele estivesse presente, mas como ele mesmo disse, não queria saber como seria, pois desejava que tudo fluísse normalmente, ele não perguntava à sua esposa se ela já havia pensado em algo, Marcinha por sua vez estava apenas esperando uma boa oportunidade.

O relacionamento entre Alberto e Marcinha estava cada vez mais forte, sempre que podia ele a convidava pra almoçarem juntos, com mais liberdade com a jovem nessas alturas, ele aproveitava cada momento à sós com ela pra acariciá-la nas coxas e na bucetinha enquanto dirigia, porém não passava disso, Alberto era um homem consciente no que fazia, tinha em mente que sempre surgiria boas oportunidades pra transar com sua priminha gostosa e que não precisava correr o risco desnecessário. Sempre que os dois estavam sozinhos, Marcinha tinha vontade de contar à Alberto sobre a tara do marido e deixá-lo ciente que Lukas já sabia sobre o relacionamento dos dois, mas ela tinha medo, não sabia qual seria sua reação diante de tal revelação, preferia esperar uma oportunidade melhor, o problema é que sempre que ela acha ser um bom momento pra revelar tudo a ele, seu coração disparava e o medo tomava conta da jovem e ela deixava para uma outra vez, e assim os dias iam se passando.

Laura (esposa de Alberto) notou uma grande mudança no marido nos últimos meses, ele vivia reclamando sobre a vida sexual que tinham, não ficava satisfeito com as poucas vezes que fazia sexo com a esposa, e ultimamente não tocava mais no assunto e nem a procurava na cama como costumava fazer no passado, embora os dois vivessem uma vida bem agitada, Laura teve tempo para notar tal mudança. Um alerta disparou em sua cabeça, alguns pensamentos que outrora não existiam, passaram a rondar sua mente. O comportamento do marido sempre esteve acima de qualquer suspeita, suas atitudes ao longo da vida conjugal, sempre foram as melhores possível, por essa razão ela não queria acreditar que alguma coisa relacionada a "traição" pudesse estar acontecendo, ela confiava plenamente no marido. O domínio que Laura exercia sobre Alberto no que referia a sexo era evidente, pois ela é quem sempre decidia quanto eles faziam, ou não, sexo durante a semana, não que ela "não" gostasse de sexo, mas com o passar do tempo, a rotina e a agitação do trabalho, fez com ela achasse que o sexo não era a coisa mais importante na vida do casal como antigamente, depois vieram os filhos, a empresa de advocacia cresceu em um ritmo tão forte que eles precisaram trabalhar dobrado para dar conta de todos os compromissos, chegando ao ponto de contratar estagiários e outros advogados recém formados para ajuda-los na demanda, isso tudo contribuiu para o esfriamento sexual de Laura, porem o isso não aconteceu com Alberto, mesmo com uma vida bem agitada por conta do trabalho, o proeminente advogado tinha necessidade de ter uma vida sexual mais ativa, por essa razão ele sempre reclamava com a esposa, mas esta realidade por algum motivo havia mudado, assim Laura resolveu ficar mais alerta e acompanhar mais o marido no dia, dia a fim de descobrir o motivo da mudança.

Alberto estava se sentindo jovial, tinha como amante uma linda jovem casada com a metade de sua idade, dona de um corpo escultural capaz de chamar a atenção de qualquer homem, cujo marido era considerado por ele bastante ingênuo para descobrir o caso entre os dois, o que lhe dava certa segurança para continuar satisfazendo seus desejos sexuais com a moça sempre que surgisse uma oportunidade, ele sentia uma liberdade que jamais havia experimentado antes, sempre foi refém da vontade da esposa no que se refere a relacionamento sexual, por várias vezes teve brigas intensas com Laura, por achar que ela não estava cumprindo suas obrigações como esposa no quesito "SEXO". Devido ele ser um homem íntegro, honesto, de boa formação familiar e religiosa, nunca pensou em ter um caso com outra mulher,...Procurar um prostituta para um sexo de momento, nem pensar, para ele isso estava fora de cogitação, mesmo sentindo necessidade de fazer sexo bem mais do que ele fazia, por tais motivos ele penava bastante quando sentia seus desejos, até que surgiu Marcinha, que acabou fazendo uma revolução em sua vida. O caso entre os dois não foi planejado, evoluiu por acaso, Alberto estava carente e Marcinha perdendo sua ingenuidade e se aflorando sexualmente, com descobertas sexuais introduzidas em sua vida pelo próprio marido, que também havia descoberto que tinha uma tara bastante singular para um homem cassado. Depois que Alberto experimentou do fruto proibido (Marcinha) e descobriu o gosto do prazer em ter uma musa maravilhosa daquela completamente nua em seus braços, não pensava em nada mais, além de continuar curtindo o máximo daquela situação, ciente que Marcinha doravante seria como que sua putinha particular para satisfazer os seus desejos sexuais, ele também passou a se sentir em condições de igualdade com sua esposa, não que ela tivesse um amante ou um caso com outro homem, mas porque não precisava mais ficar quase que implorando à esposa para fazerem sexo, pelo contrário, ele poderia esperar o tempo que fosse preciso até que ela se tocasse, e o procurasse para fazerem sexo, e quase um mês havia se passado desde que ele a procurou pra esse fim da última vez.

Marcinha parecia uma gaivota, sentia-se livre pra voar a vontade, principalmente para os braços de seu primo e amante, ele que foi um tipo de genitor para ela e o marido quando chegaram na grande São Paulo, agora era um tipo de amante protetor, sentindo-se realizada, satisfeita e dona da situação, ela sabia que faltava bem pouco para conseguir formar o promíscuo triângulo amoroso entre ela, Alberto e seu marido, com apoio e cumplicidade do marido que ansiava em vê-la transando com Alberto pessoalmente, a jovem tinha total liberdade para agir, o único entrave ainda era o medo de contar para seu primo sobre a real situação. Ela sempre repetia pra si as seguintes palavras: "Falta pouco, muito pouco...", e numa quarta feira, depois de ter uma transa bastante intensa com Lukas, após terem assistido a filmagem que ela fez com Alberto, a jovem acordou decidida a por em prática o seu plano mais audacioso, que formaria de uma vez por toda aquele triângulo amoroso, ou acabaria com tudo.

Quando chegou no serviço, deu logo um jeito de passar um bilhete para Alberto dizendo que gostaria de falar com ele em particular assim que possível, Alberto entendeu o pedido da jovem e já começou a pensar em uma maneira de ficar sozinho com ela. Alberto tinha que ir ao fórum naquela manhã, desta maneira aproveitou essa grande oportunidade e a chamou para acompanhá-lo, assim eles podiam passar um tempo sozinhos. Logo que saíram da garagem do prédio, Alberto quis saber o que Marcinha queria. A jovem disse:

- "Alberto, de hoje até sábado, Lukas irá fazer horas extras, que tal você aparecer em casa pra gente se divertir um pouquinho....";

Alberto todo sorridente e empolgado disse que na sexta feira ele poderia, pois neste dia Laura sua esposa iria se reunir com as amigas em um clube, a fim de discutirem assuntos relacionados a uma "ONG" que ela fazia parte, Marcinha ficou contente, porém sentiu um frio na barriga, ela sabia que Lukas não iria fazer horas extras naquele dia e teria que arrumar uma boa desculpa para que quando Alberto chegasse em seu apartamento e encontrasse seu marido presente, não ficasse chateado, ou nervoso com a situação, ela teria que arquitetar algo para que tudo corresse normalmente sem demonstrar nenhuma armação, teria também que esconder de Lukas, pois sua exigência para que tal fato acontecesse, era que ele não ficasse sabendo, quando, e nem como aconteceria, ele queria muito ver a esposa transando com o primo, isso era notório, mas não sabia se tinha coragem suficiente para encarar o fato numa boa e para não se arrepender, ou ficar demasiadamente nervoso e voltar atrás em sua decisão, Marcinha tinha que providenciar que, tudo acontecesse sem combinar nada com ele, teria que acontecer como que por acaso, isso foi o combinado com Lukas, desta forma o jovem deveria esconder seu plano do marido e do amante até o último momento, e isso a deixou muito nervosa, pois ela não tinha um plano "B" caso algo desse errado e para piorar a situação ela não conseguia nem bolar um plano alternativo.

Na quinta feira a noite quando Marcinha e Lukas foram se deitar, Lukas foi logo colocando o filme da esposa transando com o primo, como de costume desde que tal fato aconteceu, porém neste dia Marcinha pediu para o marido não colocar, ele estranhou o pedido da esposa e quis logo saber do porquê? Marcinha disse;

- Marcinha:- "Lukas, você já assistiu tanto esse filme, que quando me ver transando realmente com Alberto conforme seu desejo, acho que não vai sentir tesão, aliás, daqui a pouco acho que nem vai ter mais vontade...";

Lukas:- "Olha Marcinha se você soubesse o tamanho de tesão que eu sinto ao assistir esse filme, e a vontade que eu tenho de estar presente na próxima vez em que vocês dois transarem, você não pensaria assim, mas se você está cansada de assistir esse filme, tudo bem, a gente pode transar apenas fantasiando....";

- Marcinha:- "Não é isso Lukas, é que eu quero muito realizar sua fantasia e tenho medo que venha a perder o interesse depois de assistir muito esse filme e depois fique frustrado...";

- Lukas:- "De maneira alguma o eu vou desistir de realizar minha fantasia, eu sei que uma hora vai acontecer, o mais difícil já aconteceu, eu deixei você transar com ele, agora é questão de oportunidade, para que o resto aconteça...";

Marcinha abraçou o marido, deu um beijo em sua boca e disse:- "Você ta notando em como se tornou um marido liberal?...";

Lukas sorriu para a jovem e disse: "É verdade, eu nem tinha pensado nisso..."; Marcinha subiu sobre o marido e uma voz de safada disse: "Mas é assim mesmo, se você quer ver Alberto me fudendo gostoso, se quiser me ver gemendo naquele pintão que ele tem, precisa ser bem liberal, precisa ser o meu corninho, precisa gostar de ver Alberto arrobando a bucetinha da sua esposa..."; Lukas sentindo-se muito corno e com muito tesão naquele momento, agarrou Marcinha, enfiou seu pau dentro dela e disse: "Quero ser tão liberal que vou deixar Alberto te fuder todas as vezes que ele quiser, quero ver ele fazendo de você uma putinha..."; O jovem casal teve uma transa maravilhosa naquela noite, a pedido do marido Marcinha teve que fingir, que estava transando com Alberto gritando o nome do primo quando gozava.

Na sexta feira durante o expediente no trabalho Marcinha não conseguia esconder seu nervosismo, até Laura esposa de Alberto perguntou se a jovem estava bem, quanto a Alberto, ele sabia muito bem qual era o motivo do nervosismo de Marcinha, ele não conseguia entender, era que das vezes anteriores ela não ficara nervosa daquele jeito, mal sabia ele que estava preste a fazer parte de um plano engendrado pela jovem. Marcinha finalmente conseguiu se controlar, ela sabia que caso continuasse naquela situação a esposa de Alberto poderia de alguma maneira levantar alguma suspeita com relação ao seu caso com Alberto. ela deu uma desculpa que estava tendo um problema familiar e que havia tido uma pequena discução com o marido pouco antes de vir ao trabalho, que essa era a razão para estar um pouco nervosa. Alberto preocupado depois que Marcinha disse o motivo do nervosismo, e tão logo teve oportunidade perguntou a jovem se ela queria cancelar o compromisso, ela disse que não, que estava tudo bem, que ela o aguardaria em seu apartamento na hora combinada. Depois da poeira baixar Marcinha pensou: "Caramba, tenho que me controlar, quase ferrei com tudo...";

Bom, tudo está arrumado, agora é só deixar rolar e torcer para que corra tudo bem, pensou Marcinha. Faltava apenas uma hora para Alberto chegar, Lukas nem fazia ideia que aquela noite seria diferente, Marcinha tomou um longo banho, depilou bem a xaninha, colocou uma calcinha minúscula e um vestidinho bem curto, conforme a hora se aproximava do horário marcado com Alberto o coração da jovem disparava cada vez mais. Finalmente a hora marcada chegou, agora era questão de minutos para ouvir a campainha tocar, nessas alturas o nervo da jovem estava à flor da pele, ela procurava disfarçar o máximo que podia para não levantar nenhuma suspeita ao marido, que estava na sala assistindo jornal na TV, porém 10 minuto haviam se passado da hora marcada e nada de Alberto chegar, ele nunca havia se atrasado em nenhum dos encontros, Marcinha temeu que algo houvesse acontecido, que Alberto acreditando na desculpa que ela deu no trabalho, a respeito da discução que teve com o marido, a fim de disfarçar o seu nervosismo, viesse fazê-lo a mudar de ideia quanto ao encontro. "Idiota..." pensou Marcinha, "Eu poderia ter inventado outra coisa, ou deveria ter me controlado para que ninguém notasse meu estado...". Mau a jovem acabou de pensar, a campainha tocou, Lukas fez menção de se levantar para atender, mas ela correndo disse a ele que ela mesma atenderia, como o coração disparado ela correu em direção a porta, assim que ela abriu a porta deu de cara com Alberto, seu nervosismo era tanto que ela mal pode dizer a ele bem baixinho as seguintes palavras:- "Ele resolveu não fazer horas extras hoje, disfarça tá...", e depois disse bem alto: "Alberto, que surpresa..., Olha Lukas quem apareceu...";

Alberto ficou sem entender nada, ficou tão surpreso quanto Lukas que levantou-se do sofá e foi receber Alberto, Lukas ficou surpreso porque esta foi a primeira vez que o primo de sua esposa aparecia sem avisar, ou sem ser convidado. Como Alberto não era nenhum bobo, foi logo justificando sua inesperada visita, ele disse que estava passado por perto e do nada resolveu fazer uma visita, Lukas o convidou para sentar e Marcinha foi até a cozinha pegar uma cerveja para o primo que estava bastante nervoso por encontrar Lukas em casa, ele passara três dias imaginando o que iria fazer com a priminha, de como iria fudê-la gostoso, queria sentir novamente aquele cuzinho apertado, aquela boquinha suave mamando seu pau, por essa razão sentiu uma grande decepção e não conseguia ficar a vontade. Marcinha era a única que não estava surpresa, ela se fez de surpresa para disfarçar, ela sabia antecipadamente de tudo aquilo e também sabia o que iria acontecer naquela noite, pelo menos era a sua intenção, assim deu um jeito de comprar uma pizza bem grande, a fim de não precisar ficar na cozinha preparando a janta, ela também havia se encarregado de comprar a cerveja, para que Lukas não saísse de casa com esse propósito, tudo foi minuciosamente planejado, agora era só aguardar. Lukas por sua vez estava nervoso com a presença de Alberto, era a primeira vez que ele o encontrava depois de ter assistido por dezenas de vezes aquele homem fudendo sua querida esposa na filmagem feita por Marcinha, porém aquele nervosismo foi aos pouco se transformando em um certo tipo de excitação, ele finalmente percebera que aquela situação toda, podia ser parte do plano de Marcinha, ela talvez havia planejado tudo, neste momento um misto de ciúmes e excitação começou a se instalar no pobre rapaz, e começou a imaginar Alberto fudendo sua esposa, mas com uma pitada de ciúmes, ele tinha que se acalmar, talvez tudo não passava de uma grande coincidência, em sua cabeça turbilhão de pensamentos chegavam a tirar sua atenção na conversa com Alberto, e a principal pergunta que havia em sua mente era: "Será que Marcinha havia contado para o primo que ele sabia sobre o caso dos dois?..."; se ela contou, ele precisava saber, mas como perguntar isso a ela se ele havia dito que quando houvesse de acontecer dos dois transarem em sua presença, tudo teria que ser naturalmente sem ele saber, desta forma iria deixar que acontecesse, se realmente Marcinha havia planejado tudo, ele iria colaborar para que o plano dela fosse bem sucedido.

Depois de duas ou três cervejas, Lukas disse que iria tomar banho e disse a Marcinha: " Fiquem vocês dois aí a vontade que logo eu volto..."; Marcinha percebeu que Lukas estava querendo que algo acontecesse em deixá-los sozinhos, pois ele já havia tomado banho quando chegou do serviço, e tão logo Lukas se ausentou da sala, Marcinha subiu sobre Alberto e começou a beijá-lo, Alberto a agarrou forte e disse:

- Alberto:- "Caramba! Marcinha eu to morrendo de tesão, vim doidinho pra transar gostoso com você e agora vou ter que voltar de pau duro pra casa...";

- Marcinha:- "Calma Alberto, você não precisa voltar de pau duro pra casa...";

- Alberto:- "Como assim Marcinha, não tô entendendo nada, Lukas esta aqui não da pra gente fazer nada...";

- Marcinha:- "Olha Alberto, eu vou te explicar, mas você tem que ter calma, promete pra mim que vai ficar calmo e vai ouvir tudo antes de tomar qualquer decisão...";

Alberto meio que se entender nada e muito confuso com a conversa da prima disse que iria apenas ouvir e prometeu ficar calmo.

- Marcinha:- " Alberto é o seguinte, .... o Lukas sabe de tudo sobre nós dois...";

Alberto nervoso deu um pulo do sofá e disse:- "Putz! que merda Marcinha, e agora..."; Marcinha o segurou pela mão e disse: "Calma, você disse que iria ouvir o que eu tenho a dizer, fica calmo..."; Alberto sentou-se no sofá novamente e visivelmente nervoso disse:-

- Alberto:- "É que fiquei muito nervoso com isso, mas tudo bem, fala então...";

- Marcinha:- "Lukas sabe de tudo desde o inicio, foi ele que incentivou a transar com você...";

- Alberto:- "Como assim Marcinha, agora que não to entendendo mais nada...";

- Marcinha:- "Calma Alberto, fica quietinho deixa eu explicar antes que ele volte do banho...;

- Alberto:- " Ta bom, não vou te interromper mais...";

- Marcinha:- " Sabe, é uma fantasia que ele tem, ele gostaria de me ver transando com outro homem, mas este homem tinha que ser você, porque você é uma pessoa que sempre nos ajudou, e é um homem bondoso, íntegro, e mais, ele não sente muito ciúmes de você, pois sabe que ama sua esposa e tem um bom casamento, e o que pode existir entre nós será apenas prazeres sexuais sem envolvimento sentimental, você entende agora.... Esta fantasia ele tem há muito tempo, desde que chegamos aqui e já fantasiamos muitas vezes com você quanto transamos....";

- Marcinha:- "Olha, pra você ter uma ideia, ele já tomou banho hoje, e foi tomar novamente só pra nos deixar sozinhos..., mas ele não sabia que você viria, mas ele está querendo realizar sua fantasia e você vai ser o garanhão que vai me fuder pra ele ver, o que você acha disso, depois desta noite tudo vai ficar bem melhor...";

- Marcinha:- "Pensa bem, você vai poder vir aqui em casa e a gente transar sempre que quiser, você vai ser o meu amante com a cumplicidade e permissão de meu marido...";

- Alberto:- "Tudo bem, é claro que isso vai ser muito bom, vou poder transar com você sempre que quiser, com ou sem ele aqui, mas como vai ser, eu não entendo destas coisas, não sei como fazer...";

- Marcinha:- "Nós também não sabemos, deixa eu pesar em alguma coisa, você só tem que concordar ok...";

- Alberto:- "Ok, vamos nessa então, mas eu to nervoso eim....";

ContinuaPróximo capítulo: "Marcinha coloca seu plano em prática - Parte 2"

Comentários

24/02/2016 23:48:04
Fiz um comentário em diversos contos que encontrei pelos sites ,e no final ficou bem grande e então resolvi postar aqui como um conto ,,,,espero que os amigos gostemMensagem: Boa tarde eu agradeço muito por ter me enviado outro conto de sua autoria, eu sou violentamente faminto por contos como os seus de dominação com as esposas de cornos ...adoro muito e muito mesmo em particular aqueles em que a esposa aos pouco vai deixando de gostar do marido e o dominador aos poucos vai fazendo a esposa não permitir mais ser sexo com seu marido e aos poucos ficar tipo uns seis meses sem fazer nem nada no marido e depois com o tempo deixar de fazer sexo por um ano e mais e mais e mais ate que deixa pra sempre de fazer sexo com o marido e aos pouco ficando apaixonada pelo macho e desprezando o marido eu adoro assim... sou avido de contos assim em que a esposa va deixando de sentir tesao no marido e sempre aumentando o distanciamento mas nunca abandonando o marido sempre morando com o amigo marido eu adoro assim e sempre que leio os contos assim imagino sendo isso tudo com minha esposa ... e tipo aos poucos ate a família meio desconfiando que o marido não tem mais nada com a esposa os filhos começando a perceber as poucos ..eu adoro queria que existisse uma sequencia de contos nesse sentido uma longa sequencia de 40 contos numa sequencia com o mesmo casal e queria que fosse os contos mencionados como se fosse com minha esposa e nossa família eu adoro assim contos assim... como queria uma sequencia assim mas são poucos as pessoas que sabem fazer contos maravilhosos assim ricos en detalhes que va aumentando o tesão a medida que vamos lendo e acredite a sequencia de contos deixa o corno leitor aflito e pois ate economizo as leituras dos contos que são em sequencia para não acabaremé delicioso que o conto não chegue logo na foda em si mas que haja uma dominação sempre um namoro em que a esposa sempre prestigia o amante e despreza o marido corno e ainda mais quando a esposa ridiculariza aos poucos cada vez mais o marido para o amante ,,depois para as amigas e depois no trabalho e depois aos poucos os vizinhos desconfiando e ate no final da sequencia de 20-40-contos a humilhação e transformação é total e a esposa ja apenas vive com o corno mas como um amigo um colega e nem se tocam nem mais nada no final eu adoro isso adoro isso meu email historinhaslegais@outlook.com
30/06/2015 21:07:35
Sensacional!!!
22/06/2015 13:16:41
Olá junhor38, gostaria de ser mais rápido na postagem, mas ando muito atarefado ultimamente e faço de tudo pra dar continuidade na publicação da sequencia do conto, espero que compreenda...obrigado pelo comentário...
22/06/2015 05:43:25
Só não leva 10 pela demora em publicar.mas o conto é ótimo
20/06/2015 00:07:15
Tortura que compensa, a espera vale a pena!! Nos deixa com o pau duro só em ver o título!!
19/06/2015 18:27:53
Excelente esta série, mas me desculpe a ansiedade, pois a publicação está demorando demais.
C&C
19/06/2015 17:34:00
Nota 10. Muito bom cara, não demore a publicar a continuação. É torturante pra quem acompanha hahahahha

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.