Casa dos Contos Eróticos

O DIA EM QUE EM QUE TREPEI COM MINHA MÃE E MINHA TIA, BÊBADAS E SAFADAS ... PARTE 1

Autor: Pau Saboroso
Categoria: Heterossexual
Data: 13/05/2015 13:30:53
Última revisão: 13/05/2015 13:37:01
Nota 10.00
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bem, o que vou contar agora foi o dia em que trepei com minha mãe.

Me chamo Roberto, tenho 15 anos. Minha mãe me teve muito nova, com apenas 18 anos.

Minha mãe se chama Luciana, ela é uma loira de pele bronzeada, com marquinhas de biquíni e cabelos longos, bunda grande, coxas bem grossas, peitos fartos, faz o tipo gostosona mesmo, até porque ela está no auge dos seus 33 anos. Eu sou moreno puxando ao meu pai, quase nada de muito especial, apenas um garoto comum como todo adolescente de 15 anos, tirando meu pau que já esta com 19 cm e bem grosso com várias veias grossas.

Um certo dia chego em casa depois da escola, e vejo uma conversa cheia de risos e gargalhadas .... Era minha tia Fernanda, irmã de minha mãe que havia chegado para passar uns dias em casa, já que havia se separado de meu tio há poucos meses.

Como minha mãe, minha tia também era loira de pele bronzeada também, com bunda grande, coxas bem grossas, (coisa de família), cabelos longos, porém seus peitos eram menores que os da minha mãe e era mais nova também, tinha 30 anos.

- Mãe aos risos: Oi meu filho, que bom que chegou, olha quem veio passar uns dias em casa..... HahahahTia aos risos: Nossa como esse meu sobrinho está grande, nem parece mais aquele menininho.... HahahaEntre minha mãe e eu sempre houve liberdade no jeito de se vestir e andar pela casa. Principalmente pra minha sorte, já que minha mãe sempre andava com suas camisolinhas transparentes e de calcinhas pequeninhas enfiada naquela bunda grande dela, ou com seus shortinhos pequenos e coladinhos, às vezes até transparentes como um branquinho que ela tinha onde dava pra ver certinho a marca da sua bucetinha, e isso era minha alegria, pois me acabava na punheta pensando naquela bunda deliciosa, naqueles peitos grandes, ou naquela bucetinha gostosa, pois só com os shortinhos e as calcinhas fio dental que ela usava, dava pra ter uma idéia do quanto suculenta devia ser, e com a chegada da minha tia tudo isso mudaria, “ ou não “.

Cumprimentei minha tia e fui para meu quarto me trocar, para almoçar e depois sair pra o cursinho de inglês.

Acabando meu curso, vou para casa, já era um pouco tarde, por volta das 18:30 hrs, chegando em casa escuto novamente as risadas e conversas entre minha mãe e minha tia, agora um pouco bêbadas pois tinha algumas latinhas de cerveja pela mesa.

Entre risadas e conversas escuto minha tia perguntando a minha mãe se ela estava metendo muito já que faz 10 anos que ela se separou de meu pai. Após essa pergunta procurei não fazer barulho e ouvir a conversa sem ser percebido, pois a algum tempo atrás fiquei sabendo de como minha mãe e minha tia eram umas taradas quando mais nova, chegando até participarem de surubas com vários homens.

- Mãe: Olha menina, depois do pai do Roberto, tive vários machos, cheguei a namorar até 4 na mesma semana, trepei gostoso com vários machos, trepei até com 2 juntos algumas vezes, mas ultimamente estou numa seca, que já estou subindo pelas paredes, estou me acabando na siririca, é de manhã quando acordo, nos banhos durante o dia e toda noite praticamente antes de dormir..... Hahahah

- Tia: Não acreditooo?! Hahah

- Mãe: Acredite, to com a buceta pegando fogo, quando vejo algum macho pela rua, minha buceta chega até encharcar de tanto molhada que fica, ai tenho que voltar pra casa e enfiar um pepino, cenoura, o que tiver pela frente pra apagar meu fogo, mas você sabe, nada é como um pau grande, grosso, cheio de veias grossas pra foder a gente né Hahah... e você agora que está solteira também, anda trepando muito por aí? Sei que você não vive sem uma rola Hahah

- Tia: Ainda nada também mana, to numa seca desgraçada, to de um jeito que se aparecer qualquer pau por aí já estou abrindo minha buceta pra meterem Hahaha

- Mãe: Que tarada você Fer, vou tirar meu filho de perto, senão vai acabar abusando do menino Hahaha

Entre uns goles a mais de cerveja...

- Tia: Olha Lu, do jeito que eu to, e do jeito que seu filho ta uma delícia, do minha buceta pra ele foder a hora que ele quiser, ainda mais que ele ta naquela faze de punheta toda hora, nem vai precisa brincar sozinho Hahaha

- Mãe: Hahaha não acredito que safada Hahaha

- Tia: Ah Lu, vai dizer que você já não reparou naquele volume na calça dele, foi a primeira coisa que notei quando cheguei, o bixo parece que é dos grande, confessa vai, ainda mais nesse fogo que você anda Hahah

Entre mais uns goles de cerveja...

- Mãe: Hahaha, então menina, o peguei um dia tomando banho sem querer, e olha, que tamanho viu, grande e grosso do jeito que nós duas gostamos, pra entrar rasgando Hahaha se fosse naquele tempo nosso, nem pensava 2 vezes, já tinha entrado no banho com ele e caído de boca naquele pauzão tinha dado até meu cuzinho se ele quisesse mana Hahaha

- Tia: Que vadia Hahaha...

Poft... (nisso eu bato na mesinha da sala sem querer)

Minha mãe perguntou quem estava aí, e eu respondi que acabava de chegar, disfarçando é claro toda aquela conversa que acabava de escutar entre as taradas e vadias da minha mãe e minha tia.

Entrei na cozinha e elas mudaram de conversa, mas minha tia às vezes olhava para meu pau que estava duro devido às conversas que eu acabava de escutar, e eu também fazia questão que ela notasse, mas não passou disso e vendo que não rolaria mais nada fui para meu quarto.

Os dias foram passando, e eu pensando sempre naquela conversa entre as duas, e para minha surpresa as roupas da minha mãe não mudaram, e para melhorar minha tia também tinha o costume de usar roupas curtas e quase transparentes, isso se não fosse um pequeno detalhe, minha tia não gostava de usar calcinhas.

Isso ficou claro quando um dia assistindo TV minha tia Fernanda chega na sala, se senta em outro sofá pra assistir filme comigo e reparo que seu shortinho ficou meio de lado, nisso consegui ver perfeitamente sua bucetinha depilada com apenas uma listrinha de pelos encima, tipo bigodinho de Hitler.

Que maravilha, só não foi melhor pois minha mãe chamou minha tia pra ir ao mercado com ela, pois amanhã seria sábado, e iríamos fazer um churrasco no fundo de casa, onde com sol e piscina era uma delícia passar o final de semana.

( Continua...) pausaboroso@hotmail.com

Comentários

31/08/2015 09:55:59
Parabéns ótimo 10
31/08/2015 09:54:53
Maravilhoso 10
29/08/2015 04:20:36
boa histora continua logo
05/06/2015 10:20:55
BOM PRA DEDÉU. ESPETACULAR E EXCITANTE! VOU MANDAR UM E-MAIL. NOTA DEZ PRA COMPENSAR. SE DER, LEIA O MEU ¨ACONTECEU E COMI A MAMÃE¨. ABS.
14/05/2015 18:20:56
Muito bom seu relato, agora vou partir para continuação....
14/05/2015 02:03:06
Ótimo!!!
13/05/2015 13:58:32
Continua!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.