Casa dos Contos Eróticos

Liberei meu cuzinho no aniversário

Categoria: Heterossexual
Data: 19/04/2015 03:01:00
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Eu sou a G, moreninha dona de uma bundinha arrebitada e seios firmes,de um rosto bonitinho e chamativo.

Fui convidada via grupo de Whatsapp para a festa surpresa de aniversário de uma colega de sala, ao checar os meninos do grupo, notei a presença de um da minha sala que eu andei dando umas trepadas no passado mas que já não tinha mais nada e mal conversava, ele era um lobo em pele de cordeiro, quietinho na frente dos outros,e um safado na hora do pega; Fiquei toda animada quando ele confirmou a presença no aniversário.

Chega o dia da festa, todo mundo lá reunido esperando, ele, o N, veio me cumprimentar, ficamos conversando, não pude deixar de notar o anel no seu anelar direito. Namorando? Mas quanto tempo isso já tem? Eu sento na primeira cadeira, ele no fundão, jamais ia perceber aquilo... Larguei o osso e desencanei, fui olhar outros meninos, estava louca pra ser pega.

A festa estava boa e eu rebolava ao ritmo do funk e percebi o N me olhando, fiquei sem jeito e fui para o banheiro pra entender o que se passava na cabeça daquele homem, sai pronta pra voltar pra pista, já tinha notado alguns outros gatinhos me olhando também e estava muito feliz com isso, quando abro a porta do banheiro, o N já me esperava e veio puxando assunto, queria sair dali mas ele me segurou pela cintura e veio falando no meu ouvidinho o quanto meu corpinho tava delicioso, um lobo em pele de cordeiro, minha perna bambeou, ele me segurou mais firme e veio me beijando (e que beijo) de vargazinho no começo e foi acelerando, depois de tanto tempo ele não esqueceu o jeito que eu gosto, foi arrastando suas mãos por todo o meu corpo, eu sentia o pau duro dele e adorava.

Ficamos parados na porta do banheiro durante uns 10 minutos se pegando, até que ele começou a me puxar lentamente ,enquanto me beijava, pra dentro do banheiro, a essa hora eu já estava mega molhada e não ia fazer frescura, não pensei duas vezes e fui abrindo a calça dele pra cair de boca, fui dando umas babadas e olhando pra ele com uma cara de safada, ele segurava minha cabeça e fazia movimentos de vai e vem, me chamava de puta e vadia, aquilo tava me deixando louca e com a buceta pingando, desacelerei quando percebi que ele ia gozar na minha boca, precisava daquele pau firme e forte dentro da minha xana, e assim foi, levantei um pouco minha saia, puxei a calcinha pro lado, subi em cima daquela vara e comecei a quicar, ele brincava com meus seios e se segurava pra não encher minha xota de porra, 2 minutinhos naquela posição e eu já tinha gozado e soltado todo meu melzinho no pau dele, sai de cima e voltei a engolir aquele pau delicioso, não demorou muito e ele gozou na minha boca, engoli tudinho toda feliz, demos mais alguns amassos e voltamos pra festa, fizemos cara de paisagem e fingimos que nada aconteceu, eu não podia dar bobeira, tinha acabado de fuder com um homem compromissado, não sabia se alguém ali presente era amigo ou conhecido da namorada dele.

Mais tarde, já no fim da festa, a galera começou a ir embora e ficou basicamente só quem era mais próximo, a galera lá da turma, juntamos todos e fizemos um lual com direito a violão e tudo, não tinha mais drama, portanto, voltando a dar uns amassos, dessa vez lá na frente da galera mesmo; A galera começou a pilhar de todo mundo pular na piscina, tava todo mundo bêbado, não deu outra, todos na piscina, tava muito frio, e o N começou a me abraçar pra me esquentar, encostamos na borda da piscina e começamos a conversar, comecei a provoca-lo duvidando que a namorada dele fudesse tão bem quanto eu, ele não falava nada, mas o pau dele ficando duro e batendo na minha bunda era a melhor resposta possível, não parei por ai e continuei as provocações, até que ele não aguentou mais e foi puxando sultimente a parte de baixo do meu biquíni, e foi roçando seu pau na minha xaninha, nessa hora fiquei louca, mas transar ali na frente de todos? Pensei em parar, mas o tesão tava falando mais alto, quando estava prestes a ser penetrada, ele tirou o pau de cima da minha xana e começou a forçar a portinha do meu cuzinho, já tinha liberado meu rabinho pra ele algumas vezes e naquele exato momento fiquei doida pra liberar de novo, devargazinho ele foi entrando, tava uma delicia, ele me comia com carinho e destreza, logo todos começaram a perceber o que se passava e riam, mas nós dois nem ligavamos, parecia que estávamos em uma bolha isolada dos demais, fui gozando pelo cuzinho e simultaneamente fui sentindo o sêmen dele entrar, ficamos encaixados ali por mais algum tempo num vai e vem maravilhoso até sermos expulsos da piscina pelo frio congelante da madrugada.

Ele me deu carona até em casa, e fomos o caminho todo conversando num papo agradável, mais alguns amassos antes na porta da minha casa antes de eu descer do carro, e fui dormir feliz. De vez em quando ainda rola uns pegas entre a gente, mas nada combinado, todas as vezes são maravilhosas

Comentários

27/04/2015 15:35:36
hum!como eu adoraria comer esse cuzinho tambem sua delicia me add ai rogerbaiano22cm@hotmail.com
19/04/2015 15:41:03
Manda seu zap coração luis.jean@bol.com.br
19/04/2015 10:00:25
Amei seu conto, presentão nesse niver ein rs. Anal realmente é uma delícia, veja meus contos também rs. Beijos e espero novos contos
19/04/2015 07:02:01
Q delicia ! Vamos conversar gata ! loirinhu_pg@hotmail.com
19/04/2015 05:24:06
Me passa seu whats gostosa, loucoporbuceta27@hotmail.com

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.