Casa dos Contos Eróticos

a esposa do sobrinho, trepou gostoso e ele viu.

Categoria: Heterossexual
Data: 13/04/2015 22:59:48
Nota 9.00
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Aconteceu num final de semana, eu estava na cidade do interior e ia acontecer uma festa na fazenda de um amigo. Resolvemos ir em meu carro e o casal gostou da ideia pois ele me falou que eu sendo o motorista do dia ele poderia beber todas e assim foi, ele caiu ma pinga, na cerveja e na tequila, resumo ficou bem tonto. A esposa dele é uma mulher bem gordinha estatura media e com seios fartos e um par de coxas bem gostosos, e eu imaginando que era uma boa oportunidade de tentar dar em cima dela, já que ele estava bem bêbado.

lá penas tantas ela me chamou e perguntou se eu não importava em ir embora , pois o marido já estava apagado num sofá dentro da casa, falei tudo bem, fomos lá e rebocamos ele para o carro , acomodamos ele no banco trazeiro e ela ficou no banco do carona.Ao sair, falei pra ela que iria ser bem legal a nossa volta, pois ele não estava vendo nada que poderia acontecer a partir daquele momento e logo passei a mão nas coxas dela e falei que ia adorar ver ela peladinha pra mim, ela riu e falou quem sabe?

Fiquei empolgado e já coloquei a pica pra fora da calça e mandei ela mamar, ela deu uma olhadinha pra traz e viu o marido apagado e caiu de boca, me levando a loucura, me segurei para não gozar, mais te juro tava bom demais aquela chupada, e eu dirigindo, quem já fez sabe que loucura é, ser chupado e dirigir ao mesmo tempo.

chegamos e retiramos ele do carro e o colocamos no sofá , colocamos uma almofada e o cobrimos com um cobertor, ele se acomodou bem tranquilo, aguardamos um tempo e falamos já na cozinha que hoje íamos fuder muito.Foi uma explosão de tesao de nós dois, começamos a nos beijar e ao mesmo tempo nos entregamos a nao ter mais pudores, e fomos para o quarto já quase sem roupa, e começamos as preliminares eu a beijava e ao mesmo tempo iniciava uma siririca bem gostosa e ela totalmente entregue a tal situação.

Fomos deitando e logo dei de cara com uma buceta raspadinha e totalmente rosada, falei que aquela chaninha era linda e iria tratar ela como um boa senhora merece, cai de boca e a chupei com carinho e acima de tudo chamando ela de minha puta.a coloquei de bruços e pude ver um cuzinho lindo e perguntei se ela gostava de fazer anal, ela falou que só fez uma vez e não foi com o marido,que ele nao achava legal, me animei e fui direcionando a minha pica na direção daquele que seria para mim um troféu, afinal poderia considerar quase cabaço no cuzinho, e depois de algumas tentativas . ,eti a cabeça e aos poucos foi entrado o restante, quando senti a bunda junto aos meus cabelos do saco,me concentrei e iniciei as bombadas tradicionais.eramos puro prazer eu enfiado no seu cuzinho e ela se tocando na buceta, nao resisti e dei aquela gozada bem farta e me colocou mole de tanto bombar naquele cuzinho, tirei a pica e pude ver a porra saindo aos poucos,e ela também deu uma boa gozada, fomos para a suite e nos banhamos juntos, ela toda alegre e feliz, saiu antes de mim e foi na sala ver o marido que dormia feito uma criança.ao voltar falou que tava tudo bem e perguntou se eu aguentava outra trepada? falei que sim, pois ainda não tinha metido naquela buceta e isso seria delicioso. iniciamos novamente o sarro e logo acender a chama do tesao na gente, abri sua chana e comecei a chupar e ela dando alguns gemidos ela na cama e eu de joelho no chao, queria comer ela de frango assado e achava que ela ia adorar.Quando minha pica estava no modo certo de dar aquela enfiada , abri suas pernas e coloquei a cabeça na portinha e fui penetrando ela com todo carinho e mamando seus peitos e coladinho no ouvido eu falava todos os adjetivos que me vinham a cabeça naquele momento, como minha cadela, minha puta, minha safada, e muitos outros e ela gemia e falava que de agora seria minha puta de verdade e sempre iria arrumar um modo de fudermos. Estávamos na mais tremenda foda e nem notamos a presença do meu sobrinho na porta e ele parado e sem falar nada só nos observando, depois de muito meter nela me possicionei para ela vir por cima e foi ai que vi ele parado estatico na porta a nos observar.fiquei sem ação na hora e ela também, quando ele falou que tinha gostado daquele modo de fuder e que nunca tinha metido assim, era legal e que eu fudia bem...

Ele voltou pra sala,voltou a dormir e nós perdemos graça na hora, o tesão foi embora e eu também, me vesti e saí de fininho, fiquei sabendo por ela, que no dia seguinte ele acordou com uma tremenda dor de cabeça e falou que tinha até sonhado que estava vendo ela meter comigo, logo eu um cara de tremendo respeito e que sendo tio nunca iria fazer isto, só na cabeça dele, hoje ainda dou umas saídas com ela e sempre ele me chama para passar o fim de semana com eles..´.tadinho.

Comentários

14/04/2015 22:49:09
ADOREI O RELATO DELICIA
14/04/2015 15:23:42
Ele ja sabe e adorou so nao q assumir q gostou de ver sua mulher dando p outro tio de sorte

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.