Casa dos Contos Eróticos

Meus primos comeram a minha mãe e a minha irmã.

Autor: Lineu
Categoria: Heterossexual
Data: 02/04/2015 13:32:52
Nota 9.00
Ler comentários (13) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, a todos os leitores! Bom, esta história não me agrada muito, porém tive que aprender a lidar com ela. Chamo-me Charles, tenho 17 anos e as pessoas envolvidas nessa narrativa são: minha irmã, Fernanda, com 14 anos, ela é bem gostosinha, pele branquinha, corpo com tudo no lugar e durinho e cabelos lisos negros até pouco abaixo dos ombros; meus primos Mario, 15 anos e Luiz, de 16. Na minha casa mora eu, minha irmã Fernanda e minha mãe Eva, que tem 41 anos e apesar da idade ainda da um caldo, pois ela assim como a minha irmã tem a pele toda branca, uns peitões grandões com bicos rosados e o cabelo liso e preto cortado na altura do pescoço; meu pai, Jorge, que tem 56 anos e é motorista de caminhão, motivo pelo qual ele passa apenas uma semana do mês em casa. Moramos em uma cidade de pouco mais de 100 mil habitantes no interior de São Paulo, sendo que nessa mesma cidade também mora a minha tia Hilda, irmã de minha mãe, mãe dos meus primos Mario e Luiz.

Eu apesar de já contar com 17 anos de idade nunca namorei e também sou muito tranqüilo, acostumado a ficar em casa, ou seja, um garoto caseiro; ao contrario de meus primos que ainda mais jovens são bastante maliciosos, não vou dizer que eles são mulherengos, mas são do tipo que pensam safadezas 24 horas por dia. Minha irmã é na dela, muito discreta e sei que ela se encontra com algum namoradinho às escondidas.

Como eu disse no parágrafo anterior, eu sou muito caseiro e a minha maior diversão é brincar com os meus primos Mario e Luiz, pelo fato de termos quase as mesmas idades, no entanto, de uns tempos começamos a brigar porque eles me diziam que ouviram uma conversa entre a minha mãe e a mãe deles, a tia Hilda, de que a minha mãe estava traindo o meu pai com o Seu Walter, o mecânico que cuida do caminhão de meu pai; meus primos diziam que eu era muito ingênuo e não percebia a mãe vagabunda que eu tinha em casa (eu ficava muito chateado deles ficarem falando assim de minha mãe, contudo, eles eram assim mesmos só usavam essas palavras de baixo calão), eles diziam para mim começar a observar a forma com que minha mãe tratava o seu Walter, sempre querendo agradá-lo. Por conta dessa conversa que tive com meus primos, eu passei a ficar mais desconfiado e a prestar mais atenção nela e no mecânico também, porém, não encontrei prova nenhuma e muito menos algum indício de que minha mãe traia meu pai com aquele mecânico grotesco.

No entanto, quando fui até a casa de meus primos jogar vídeo game, eles continuaram insistindo de que minha mãe era uma vagabunda e que traía o meu pai com o mecânico Walter, eu disse que eles estavam inventando, pois eu havia ficado na cola dos dois e não tinha visto nada demais. Então eles me disseram que iam me provar que minha mãe tinha um caso com o mecânico, e ainda disseram que minha mãe era muito gostosa, e que eles também tinham a maior vontade de comer o rabão, e a buceta dela. Eu duvidava que eles fossem conseguir provar alguma coisa, com certeza eles insistiam nesse assunto porque eram muito maliciosos e deviam ter escutado alguma conversa de minha mãe com a minha tia, mãe deles, da qual eles não conseguiram entender direito.

Certo dia que meu pai viajou para fazer um frete até o Estado do Tocantins e como era a férias de julho, meus primos disseram para eu ir passar um tempo na casa deles, pois eles iam me provar a mãe puta que eu tinha em casa e não sabia. Eu sem medo nenhum fui para a casa deles e perguntei como eles iriam me provar isto, eles disseram que eu iria ficar na casa deles jogando vídeo game ou brincando de alguma outra coisa com um deles para que a mãe deles também não desconfiasse de nada, enquanto o outro ficaria na cola de minha mãe ou do Walter e assim que os dois fossem pular a cerca eles mandariam uma mensagem via celular para eu ir dar o meu próprio flagrante. Os dias iam se passando e nada deles me provarem nada e enquanto eu ficava na casa deles jogando vídeo game com o Mario, o Luiz ficava metade do dia na cola de minha mãe ou na do Walter, pois a outra metade do dia era a vez de Mario fazer o trabalho de detetive. Porém, um dia já no final da tarde, o Luiz manda uma mensagem para o celular de Mario avisando que era o dia e ia dar o flagrante, disse ainda para mim e Mario encontrarmos ele o mais rápido possível em uma rua próxima a mecânica do Walter.

Logo eu e Mario já estávamos no encontro de Luiz e ele disse que tinha acabado de ver minha mãe entrando na mecânica do Walter; o que eu achei estranho, pois meu pai estava viajando e tinha levado o caminhão o que ela poderia estar fazendo ali? Então meu primo Luiz disse:- CHARLES É AGORA QUE VOCÊ VAI VER A PUTA DA SUA MÃE LEVANDO VARA, eu não gostei nada do que ouvi e minha barriga ainda gelou na hora, eles me sugeriram que pulássemos o muro de traz da oficina onde cairíamos em um local que só tinha carcaças velhas de tratores e caminhões e foi o que fizemos, pulamos o muro e nos escondemos atrás de umas carcaças velhas de caminhões, eu sabia que o seu Walter trabalhava sozinho e que ele poderia levar qualquer mulher para ele comer lá que não haveria problema algum. Então fomos com cuidado procurando minha mãe e o Walter até que os encontramos em um canto da oficina atrás de uns pneus que os escondiam de quem estivesse chegando (acho que o seu Walter também já devia ter fechado a oficina) e na posição em que estávamos eles não poderiam nos ver.

Minha mãe e o seu Walter estavam em pé se beijando, quando ele tirou o vestido que minha mãe usava a deixando só de calcinha, minha mãe por sua vez tirou a camisa dele o deixando apenas com uma bermuda bem curta; eu não conseguia acreditar no que via, a minha mãe traindo o meu pai com aquele homem grotesco todo sujo de graxa, o Walter devia ter a mesma idade do meu pai e ali eu ainda poderia ver que ele era todo peludo igual a um urso, um pouco gordo, mas o meu pai era mais gordo, e mais baixo do que ele, e ainda por cima o seu Walter tinha uma barba toda suja de graxa que cobria todo o rosto (não sei como a minha mãe conseguia beijar aquele homem nojento), eu fiquei revoltado, com muita raiva mesmo, os meus primos estavam gostando do que viam. Minha mãe disse para o Walter: - VAMOS FAZER LOGO ISSO, TENHO QUE VOLTAR PARA CASA, POIS MINHA FILHA PODE DESCONFIAR DE MINHA DEMORA. O Walter tirou o cacetão para fora (e que cacetão ele tinha, devia ter uns 17 ou 18 cm não parecia ser muito grande, mas era muito grosso) e disse para a minha mãe: - ENTÃO COMECE FAZENDO UM CARINHO NELE. Minha mãe começou a punhetá-lo de leve e logo ela estava agachada mamando no pauzão do seu Walter, ela mamava com bastante gosto deixava a rola dele toda melada de baba; quando olho para os lados vejo os sacanas dos meus primos na punheta (ainda pude notar que eles tinham a pica bem maior que a minha e provavelmente maior do que a do seu Walter, mas com certeza a do seu Walter era mais grossa) e o Luiz ainda por cima estava filmando a foda de minha mãe com o Walter pelo seu celular; eu apesar de estar de pau duro estava com muita raiva e ao contrário dos dois eu não ia bater uma ali, pois a única coisa que eu conseguia fazer era observar aquilo com muita raiva. Depois de chupar a pica do seu Walter por um bom tempo, ele deita no chão e minha mãe agachada em sua pirocona começa a calvagar nela, eu ainda conseguia ver bem os peitões dela balançando e os dois gemiam:- AHHHHH, OHHHHHH ISSOOOOOO, ASSIMMMM, VAIIIII, METE METE METE GOSTOSO, AHHHHH, OHHHHHH AHHHHH, OHHHHHH AHHHHH, OHHHHHH, UHHHHHHH, ISSO ASSIM VAI. Depois de um tempo comendo minha mãe nessa posição o seu Walter manda minha mãe se levantar e se apoiar em uma pilha de pneus, pois ele queria comer o cu dela (o que impossível, minha mãe não ia dar o cu para esse velho desgraçado) e minha mãe fez o que ele mandou, ele ainda antes de comer o cu dela ainda encheu a bunda dela de tapas e depois foi abrindo a bunda dela e enfiando o pau no cu dela até que começou a bombar com força, eu não conseguindo ver aquilo sai de fininho, pulei o muro de volta e fiquei sentado debaixo de uma arvore chorando e pensando no que tinha presenciado, os meus primos continuaram lá por mais algum tempo, mas depois ele vieram até mim e mesmo me vendo chorando eles continuaram me dizendo: - TA VENDO EU NÃO DISSE QUE SUA MÃE ERA UMA PUTA, JÁ TINHA TEMPO QUE AGENTE SABIA QUE ELA TAVA DANDO PARA O WALTER E VOCÊ NÃO QUERIA ACREDITAR, VIU NÓS TENTAMOS ABRIR SEUS OLHOS MAIS VOCÊ NÃO QUIS ACREDITAR. Cansado de ouvir aquilo eu peguei e sai correndo para a minha casa e fiquei o resto do dia trancado em meu quarto chorando, minha mãe deve de ter pensado que eu havia brigado com os meus primos e quis voltar para casa.

Bom, passou mais de um mês que eu tinha presenciado minha mãe traindo o meu pai, deu tempo de meu pai ter voltado da viagem e de ter ido fazer outro frete mais eu não tive coragem de contar nada para ele e nem para minha irmã, passei a evitar também a minha mãe, pois sempre lembrava dela traindo o meu pai com aquele mecânico sujo. Quanto aos meus primos eles continuaram pegando no meu pé, dizendo que minha mãe era uma puta, que dava para o Walter igual uma cachorra, mas já sabia que eles eram assim mesmo visto que eles falavam assim até da mãe deles; eles me disseram que todos os dias estavam batendo punheta com o vídeo que eles gravaram de minha mãe trepando com o mecânico do meu pai. Eu não ia conseguir tomar o celular deles, mas pedi para eles não mostrarem aquele vídeo para ninguém, o que eles me disseram que estava tranqüilo e que também não iriam contar para ninguém aquilo.

Então o tempo foi passando e eu fui levando, comecei a observar minha mãe e com certeza vi que ela ainda continuava mantendo um caso com aquele mecânico, pois ela vivia entrando escondida naquela oficina no final da tarde quando o seu Walter já estava fechando. Um dia depois da escola eu resolvi ir até a casa de meus primos, pois já sabia que eles estariam sozinhos em casa vez que a mãe deles estaria trabalhando em um armazém deles, quando cheguei lá já fui entrando sem ninguém me perceber quando escuto uns gemidos vindos do quarto deles e logo penso, será se meus primos aproveitando que a mãe deles não está estão eles comendo alguma puta? Resolvi arrudiar pelo quintal da casa e espiar pela janela do quarto deles e quando olho pelo canto da janela, qual não foi a minha surpresa, vi que a puta que eles estavam comendo e era a minha própria mãe que estava sentada na cama, beijando o Mario na boca e tendo os peitos chupados pelo Luiz, senti muita raiva de ver minha mãe daquele jeito no meio dos meus primos, dando uma de vadia! O Luiz tirou os dois peitos de dentro do vestido dela e ficava chupando ora um, ora os dois e minha mãe ficava beijando o Mario entre gemidos e suspiros. Eles começaram então a apalpar e alisar a bunda lisinha dela e quando percebi estavam com os dedos enfiados dentro da buceta de minha mãe!!! Ela começou a gemer mais alto até que o Luiz arrancou todo o seu vestido e a calcinha que ela usava e caiu de boca na buceta de minha mãe e chupou ela todinha, do grelo até o cuzinho (pude perceber que a buceta de minha mãe era toda raspadinha e grelhuda e também bem rosada). O Mario então tirou o pau pra fora da bermuda e enfiou na boca da minha mãe que começou a chupar o cacete dele com força e vontade, eu estava de pau duro e morrendo de ódio daqueles dois sarrando a minha mãe daquele jeito, só escutava o gemido deles: – ISSO TITIA ... CHUPA MINHA PICA, SUA PUTA!!!!! HMMMMMMM, QUE BUCETINHA GOSTOSA DE CHUPAR….TA GOSTANDO SUA PUTA? TA GOSTANDO??? CHUPA IGUAL VOCÊ CHUPA AQUELE MECANICO SUA CACHORRA VAGABUNDA!!! Eles enfiavam a pica na boca dela que engolia tudo fazendo barulho e suspirando alto, meu primo chupava sua buceta e enfiava o dedo no cu de minha mãe que rebolava de forma gostosa na mão dele. Mario então pegou minha mãe e foi virando ela de quatro na cama e abrindo a bunda dela com as mãos, o Luiz enfiou-lhe a pica até a garganta e quando minha mãe empinou a bunda o Mario enfiou a geba sem dó na buceta de mamãe que deu um grito quando a pica entrou!!! Ele segurava ela pelas ancas e enfiava a piroca nela, que rebolava e empinava a bunda cada vez mais alto enquanto o Mario dava tapas na bunda dela, enquanto ela disse pegando o pau do Luiz e colocando na boca: - HMMMMMMM HMMM AAAAIIII AAAAAAAAAAHHHHH ME COOOOOME ASSSSIM MMMMM HMMMMMMMMMMM AIII SEU PICUDO!!!!! Quando o Mario acelerou os movimentos fazendo uma careta, minha mãe olhou para trás e rebolou a bunda bem devagarzinho falando com jeito de puta e bem baixinho: — GOOOOZA, GOOOOOZA, GOOOOOOOZA!!!! meu primo se acabou de tanto gozar na buceta dela. Rapidamente o Luiz foi para trás de mamãe e substituiu o Mario que sentou na cama e deu o pau melado para minha mãe chupar. O Luiz enfiou a pica aos poucos, se controlando para não gozar e minha mãe foi gemendo devagarzinho, a cada pedacinho de pau que ia entrando. Ele então enfiou algumas vezes e depois falou: — VOU GOZAR NESSE SEU CU! minha mãe sorriu e empinou a bunda e estava ali, empinada de quatro na cama levando no cu, logo, ele gemeu forte e gozou tudo dentro do cu dela até a porra começar a escorrer pelas pernas dela e cair na cama deles. Quando eles se levantaram e começaram a se arrumar eu peguei e corri para a rua e fiquei pensando no que foi aquilo que eu tinha visto, agora além de dar para aquele mecânico minha mãe estava dando para os meus primos também!

Eu fiquei muito chateado de ver os meus primos comendo a minha mãe também, mas não tive coragem de contar para ninguém ou de tirar satisfações com minha mãe ou com meus primos, fiquei fingindo para os meus primos que não tinha os visto traçando a minha mãe. Todavia, mais de duas semanas se passaram, quando eu e minha irmã estávamos voltando da escola e quando entramos em casa escutamos gemidos vindos do quarto de nossa mãe, logo, e principalmente eu pensei que nossa mãe estava traindo nosso pai, uma vez que ele se encontrava em viagem; minha irmã sugeriu que déssemos a volta para olharmos pela a janela do quarto de nossa mãe e foi o que fizemos, quando encostamos pelos cantos da janela para espiarmos vimos nossa mãe no meio de Mario e de Luiz, que faziam um sanduíche dela, metendo ao mesmo tempo no cu e na xota dela. Mario por cima dos dois espremia minha mãe que atochada no caralho de Luiz só gemia e gritava: - OHHHHHHH AHHHHHH SOCA, SOCA COME, COME, COME…AI, MEUS MENINOS!!!! QUE PIROCAS COME A TITIA, COME!!! Mario metia sem dó no cu de minha mãe, que contorcia o rosto em êxtase! Luiz chupava seus peitos e enfiava o pau na buceta de minha mãe quando Mario se afastava para bombar dentro dela novamente. - CACHORRA!!!!!! TAO BOM DE ARROMBAR!!!!!! QUASE UMA SEMANA QUE NÃO COMEMOS ESSE CORPO GOSTOSO!!!!! . Fiquei desesperado!!! Minha irmã me segurou forte no braço e suspirava muito. Eu estava de pau duro vendo aquilo, mas não me mexia, só escutava minha mãe gemendo: -– AIIIIIIIIIIII, MEUS GOSTOSOS COMAM A MINHA BUCETA E MEU CU ME ARREBENTEM TODA!!!! ENCHE MEU CORPO DE PORRA!!!!! Minha mãe berrava os vizinhos podiam até estar ouvindo. Minha irmã não conseguindo esconder a excitação, começou a gemer baixinho e se encostou no meu ombro colocando a mão no meu pau que já ia estourar de dentro da cueca e ficamos nós dois ali vendo os paus entrando e saindo em compasso dos orifícios de nossa mãe que começava a chorar e gritar enquanto os dois faziam uma DP nela, eles ainda gritavam: - GOZA PIRANHA, GOZA AHHHHHH O CHARLES NÃO SABE A PUTA QUE TEM EM CASA!!!!!!! TA GOSTANDO DA PIROCA NO CÚ!!!!!!! - Mario gritava com minha mãe. Notei que minha irmã estava gostando do que via, pois ela me alisava o pau sobre a calça e sua respiração estava ficando cada vez mais forte. Então eles saíram de dentro dela, minha mãe ficou desmaiada na cama, a buceta carnuda toda melada. Mario deitou, fazendo minha mãe chupá-lo, enquanto Luiz foi comer o seu cu. O reto de minha estava todo rasgado. Mario metia na boca de minha mãe como se fosse uma buceta, Luiz era ainda mais agressivo arrebentando seu rabo. Minha mãe só gemia sentindo os caralhos no seu corpo, não conseguia falar nada porque Mario enfiava a geba até a sua goela, quando minha mãe soltou-se de Mario e empinou o corpo e disse: - VOU GOZAR DE NOVO, SOCA ESSE PAU NO MEU CÚ, SOCA ESSE PAU NO MEU CÚ!!!!!! Mario deu um tapão no rosto de minha mãe e disse: - – ENGOLE MEU PAU, CACHORRA E NAO SOLTA NÃO. Minha mãe voltou a chupá-lo, toda submissa e contente. Logo, Mario soltou litros de porra na sua boca, dava pra ver tudo escorrendo. Luiz soltou o gozo no cu de minha mãe. Luiz e Mario ficaram ali mais um tempo, depois se vestiram e saíram enquanto minha mãe ficou na cama toda melada e arregaçada até adormecer. Eu e minha irmã entramos em casa e sentimos o cheiro de sexo no ar o lençol todo manchado de gozo, vimos que nossa mãe tinha o rosto melado, as orelhas e o cabelo sujos de porra.

Então eu e minha irmã saímos de casa e fomos até uma praça perto de nossa casa, quando eu peguei e abri todo o jogo com ela, disse que primeiro os nossos primos me mostraram como a nossa mãe traia nosso pai com o mecânico Walter e que depois tinha flagrado a nossa mãe na mesma situação com nossos primos na casa deles. Ela disse que nós não devíamos contar nada a ninguém, tendo em vista que essa história em uma cidade pequena poderia desgraçar a nossa família, minha irmã ainda me lembrou o caso de uma prima de nossa mãe que também estava traindo o marido e quando todos da família haviam descoberto tinha virado uma tragédia só. Ao menos eu fiquei mais tranqüilo, pois agora minha irmã também sabia das traições de nossa mãe.

Então umas duas semanas depois minha mãe teve de viajar para visitar uma tia dela que estava doente ou quase já morrendo, não sei! Ficamos apenas eu e a minha irmã Fernanda em casa durante alguns dias. Após um dia sem aulas na escola, eu voltei para casa mais cedo do que de costume e chegando em casa eu ouvi os gemidos e gritinhos da minha irmã, sua respiração ofegante, seus gemidos de prazer, meu coração disparou e me aproximei do quarto dela, a porta estava apenas encostada e vi minha irmã nuazinha, seios médios, bumbum redondinho e cheio, de quatro em cima da cama levando a pica do meu primo Mario na bucetinha. Eles estavam de costas para mim que fiquei olhando encabulado como o meu primo comia minha irmã, balançando o corpo dela com as estocadas violentas, ela gemia: - AAAAAAAAHHHHHHHH AIIIIIIIIIII Mario AIIIIIIIIIII MEU PUTO!!! ME COME!!! ME COME IGUAL VOCÊ FAZ COM MINHA MAE!!! O Mario ria e ficava falando que ela era uma puta igual à mãe e a minha irmã só ficava rindo e rebolava cada vez mais naquela geba que rasgava o corpinho dela, ela continuava a gemer: - AIIIIIIIIIIIII AGORA EU SEI POR QUE A MINHA GOSTA DE DÁ O CÚ PRA VOCÊ!!! AAAAAAAAAHHHHHHH COM UMA PICA GOSTOSA DESSA TAMBÉM!!! QUE PICA GOSTOSA!!! O filho da puta não cansava e metia na minha irmã que afundava a cara no travesseiro e gritava a plenos pulmões sacudindo o corpo enquanto gozava; a vaca viu os nossos primos currando nossa mãe e procurou o maldito para dar pra ele (e olha que nesse dia eu só a vi dando para o Mario, mas com certeza ela também devia estar dando para o Luiz). Quando ele foi gozar, minha irmã se virou e meteu a boca naquele pauzão engolindo a porra que escorria pelos cantos da boca e ela lambia aquela cabeça e o saco do Mario que gemia e se contorcia com o pau na boca da minha irmã. Ela ficou chupando ele por uns minutos e quando ficou duro de novo, o Mario deitou em cima da Fernanda e foi atochando o pau no cu da minha irmã, ela gritava de dor no inicio, mas eles foram com calma até o pau estar todo enfiado no rabo da Fernanda que rebola devagar e gemia baixinho; ele ficou cavalgando minha irmã por mais uns vinte minutos e gritou quando esporou tudo dentro dela, minha irmã gemia feito uma puta quando ele terminou de usar o corpo dela; então ele se vestiu e foi embora, minha irmã foi tomar um banho no chuveiro e eu fui para o meu quarto para pensar no que deveria fazer.

No dia seguinte, minha mãe já havia chegado de viagem e ela estava tomando café da manha com minha irmã, quando decidi abrir o jogo: - Mãe, Fernanda, eu sei que vocês estão dando para os meus primos e você mãe ainda por cima anda dando para o mecânico do meu pai; minha mãe ficou em choque e começou a chorar já minha irmã me olhava com uma cara de quem não estava muito preocupada, então perguntei para minha mãe porque ela fazia isso? Ela então me explicou que meu pai era muito ausente por causa das viagens então ela começou a ter um caso com o seu Walter e que os meus primos descobriram do caso dela com o Walter e filmaram tudo escondido com o celular e disseram que se ela não desse para eles também eles mostrariam o vídeo para o meu pai, aí ela não teve escolha, e teve que dar para os meus primos também. Minha mãe disse ainda que amava muito o meu pai e que ele sabia que ela o traia, mas que ele não precisava saber com quem era e me implorou para que eu não contasse nada a ele. Então perguntei para a minha mãe enquanto a minha irmã, visto que ela só tinha apenas 14 anos e se minha mãe ia deixar ela ficar dando igual uma puta para os nossos primos, no que minha irmã logo protestou:- ORA CHARLES, A BUCETA É MINHA E DOU ELA PARA QUEM EU QUISER. Minha mãe disse que era melhor deixar minha irmã mantendo relações com os nossos primos de modo que era melhor ela ficar fazendo isso com quem conhecíamos, pois do contrário ela poderia ir procurar outros homens desconhecidos na rua, minha mãe ainda implorou mais uma vez para que eu não contasse nada a ninguém, uma vez que isso poderia ser o fim de nossa família. Eu fiquei apenas com ódio das duas, mas entendia minha mãe e a sua carência de sexo, bem como o jeito dela e do meu pai de ficarem juntos. Ficamos conversando tanto sobre esse assunto que perdi o horário de ir para a escola e decidi ficar em casa, até que tocou a campainha e quando fui atender vi que era o Luiz e o Mario. Minha mãe explicou a eles que eu já sabia de tudo e que manteria segredo. Eles riram de mim por puro sarcasmo mesmo, acho que pela frouxidão. O sacana Mario então se aproximou de minha mãe e meteu a mão por debaixo da sua saia, afastando a calcinha dela e achando o grelo e disse: - – ANDA FERNANDA, VEM ME CHUPAR NA FRENTE DESSE FROUXO!!! POIS É ISSO QUE ELE QUER VER!!! eu fiquei sem reação, sem saber o que fazer enquanto minha irmã excitada com a situação se ajoelhou na frente dele e começou a chupar seu pau, o Luiz só ficava me olhando com um sorriso malicioso enquanto minha mãe gemia com os dedos de Mario na sua xoxota, mas beijava sua boca olhando para mim gemendo e sendo espremida contra a parede, olhando pra mim, com olhar de desejo e implorando pelo meu perdão. Minha mãe então se soltou do meu primo e correu para seu quarto, ele tirou minha irmã do seu pau que gemeu em protesto e foi atrás da minha mãe, o Luiz também foi para o quarto de minha mãe, mas antes ele ainda me disse: - VOCÊ É MUITO OTARIO MESMO, EU CANSEI DE AVISAR PARA VOCÊ QUE SUA MÃE ERA UMA PUTA DE CARTEIRINHA E VOCÊ NÃO QUERIA ME DAR OUVIDOS, AGORA EU VOU COMER SUA MAE E SUA IRMÃ. O miserável foi em direção ao quarto e fechou a porta. Minha irmã se levantou e viu as lagrimas nos meus olhos e me abraçou dizendo : - AI CHARLES VOCÊ NÃO PRECISAVA SABER DISSO, AGORA QUE A SITUAÇÃO CHEGOU A ESSE PONTO VOCÊ NÃO PODE CONTAR NADA DISSO PARA NINGUÉM VIU, POIS DO CONTRÁRIO VOCÊ PODE DESTRUIR A NOSSA FAMÍLIA, TA OK? O PAPAI SABE QUE A MAMÃE TRAI ELE, MAS NÃO PRECISA SABER DOS DETALHES. E AGORA O LUIZ E O MARIO VÃO PASSAR O DIA AQUI COMENDO NÓS DUAS, ENTÃO FICA QUIETINHO, TA BOM? Eu balancei a cabeça, chorando, pois não poderia fazer mais nada, pois até então achava que tinha uma família perfeita; então ela foi para o quarto dar para o meu primo junto com a minha mãe e eu fiquei ouvindo pela porta os gemidos, os choros, os tapas que as duas ganhavam. Minha mãe gritava, minha irmã gemia: - OHHHHHH OHHHHHHHH OHHHHHH AI AI AI AI LUIZ!!!!!!! AIIIIII AIIIIIII OHHHHHHHHHHH COME COME COME AIIIIIIIIIIII!!!!!! CALMA, ASSIM NÃO!!!!! AI!!!!! GOSTOSO!!!! ENRRABA SUA TIA, COME O CÚ DA SUA TIA ISSO, FODA-SE O CHARLES!!! FAZ EU GOZAR!!!!!!!!! COME SUA PRIMA!!!! ENRABA SUA TIA!!!!!! PICUDO!!!!!! AI AI AI AIA AI COME NÓS DUAS SEU MOLEQUE!!! ANDA MOLEQUE, BATE!!! BATE FORTE!!!!! AAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHH. Então, resolvi invadir o quarto e tirei meu pau pra fora para bater punheta encostado em algum canto para não atrapalhar eles e eles nem percebiam que eu estava ali ficava me masturbando e gozava na mão. –Agora é sempre assim, sempre que meu pai não esta, ou os meus primos ou o Walter estão na minha casa comendo minha mãe ou minha irmã. Fiquei encabulado até mesmo da minha irmã de 14 anos estar dando para o Walter que deveria ter quase a mesma idade do meu pai e minha mãe permitir isso (o sacana do Walter ainda ficava dizendo que eu devia chamar ele de pai também, pode?). E foi assim que minha mãe e minha irmã viram puta de nossos primos e do Walter, bom, como disse no começo, essa história não me agrada muito, porém, tive que aprender a lidar com ela.

Comentários

07/05/2015 01:22:47
Mano ja que sabe da merda todo come essas putas tbm e para de aer zoado por esses primos otarios, eu nao tenho sangue de barata tinha enfiado a faca nos dois e ainda comeria as duas putas, vc merece 10 pela historia mais nao sei se fiquei excitado ou afim de matar seus primos
09/04/2015 20:17:42
Muito bom!!!!
04/04/2015 11:20:24
Cara,seus contos são um espetaculo!Bem que ao inv~es de sua irmã,poderia ser uma namorada sua...Fica como sugestão:que tal no próximo sua namoradinha entrar nessa farra aí?
03/04/2015 18:04:49
eu morena 29 anosalt ...65 kl... seios fartos ...bumbum grande,MORO NA REGIAO DE CAMPINAS quero realizar a minha fantasia de ser violentamente estrupada por 6 homens super dotados para mi estuprarem , quero que todos gozen e mijem na minha cara , e-mail... rose.milane@hotmail.com ou whats ROSE TRAVESTI
03/04/2015 03:23:56
Otário de vdd, pq não come elas tbm em vez de ficar na punheta
03/04/2015 00:26:42
hum adoro ninfetas, novas, escrevam pra mim que passo meu wats zaap anakin1939@gmail.com espero vc menina lindawats 1_4_9_9_7_3_5_1_3_4_9
02/04/2015 22:57:57
Muito bom o conto garoto .
02/04/2015 22:25:53
Você é um otario mesmo,pq você não fala que quer dar pros seus primos?
02/04/2015 21:09:08
Realmente tu é otário, tem que foder as duas, mas o conto é bom, meio fantasioso, mas valeu um oito.
02/04/2015 19:02:46
cara, não fica chateado, mulher foi feita para dar e o macho para comer. sua mãe, os primos, o mecânico, a irmã e o pai são felizes.
02/04/2015 16:40:18
delicia de relato, quero dar 23x12cm pra elas duas e quem sabe me casar com essa ssua irmã deliciosa
02/04/2015 15:18:30
Boa
02/04/2015 14:11:15
muito bom

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.