Casa dos Contos Eróticos

Comendo a mãe do meu Aluno

Um conto erótico de D.araujo
Categoria: Heterossexual
Data: 16/07/2014 07:53:35
Nota 8.33

Quero relatar para vocês o que aconteceu comigo a anos atrás, quando eu trabalhava como Instrutor de informática em uma pequena cidade do estado da Bahia.

Na época eu tinha uns 20 anos, 1,75 de altura e aproximadamente 65 quilos, era um típico alto magro charmoso com um belo pau de 22 centímetros e grosso.

Eu tinha um aluno que se chamava Alan, era um garoto muito esperto, de aproximadamente uns 15 anos, que logo vim a ficar sabendo que era filho de pais separados.

Pois a escola de informática onde eu dava aula ficava perto da igreja onde a mãe do Alan frequentava, e as vezes ela vinha pegar o filho ou pagar a mensalidade.

Ela era uma mulher de aparência normal, tinha seios bonitos, bunda pequena, e atraente aos olhos de qualquer homem, porem eu nunca imaginava que um dia iria comer aquela safada, que queria pica.

No domingo eu fui passar as férias na casa de meus avós, e de repente o meu celular toca com um numero confidencial, não gosto de atender números confidenciais, mas nesse dia eu atendi. Era a Gabriela mãe do Alan:

- Oi é o Geraldo?

- Sim sou eu!

- Geraldo aqui é uma admiradora sua!

- Admiradora? como assim?

- Você é casado?

- Não, estou solteiro!

- ha tá, olha eu te vejo sempre, e te acho um gato, mas nunca tive coragem de te falar nada, e hoje eu estou te ligando só para ouvir a sua voz, más acho que nunca terei coragem de mim apresentar para você.

Más eu sempre fui safado, e fiquei já de pau duro pensando em foder mais uma xotinha, então comecei a mostrar interesse naquela misteriosa admiradora.

Perguntei de onde ela mim conhecia, que mim desse alguma dica para ver se eu chegava a acertar quem era ela, elogiei a voz dela e falei que queria ver se ela era tão linda como a voz....

Então ela mim falou que mim via quase todos os dias, e que era a mãe de um dos meus alunos, porem não era tão velha e tinha tido o filho cedo.

Então eu marquei com ela de nos conhecermos na segunda feira, e que ela mim passasse o numero do telefone por SMS, para combinarmos onde iriamos nos encontrar.

Na segunda eu liguei para ela no inicio da noite e falei que iria ensinar até as 9:30 e depois eu queria conhecer ela, e marquei de nos encontrarmos em uma pracinha abandonada, onde tinha muita sombra de luz, deixando quem estava embaixo das arvores com muita privacidade.

Quando eu sai do serviço liguei para ela e falei que estava chegando no local marcado, e ela mim falou que chegava logo também. Quando eu cheguei no local marcado fiquei esperando e de repente vejo ela chegando em minha direção.

Ela estava com uma saia branca curtinha, uma baby look bem decotada, e um fio dental por baixo daquela linda saia branquinha e quando eu vi não acreditei que era ela, então ela solta aquele sorriso safado e eu a pego com um abraço apertado, e a convido para sentar embaixo das arvores.

Eu mim sentei e ela se sentou em minhas pernas, mim deixando ainda mais cheio de tesão, começamos a nos beijar ardentemente, e eu começo a alisar as suas lindas coxas bem torneadas, quando ela começa a respirar ofegante na minha orelha e começa a passar a língua em minha orelha mim deixando completamente pegando fogo.

Como ela estava com uma saia curta eu comecei a abrir as pernas dela e alisar a sua buceta que já estava molhadinha, e ela cada vez mais ficava excitada, então eu coloquei a calcinha de lado e coloquei dois dedos dentro de sua xotinha, e ela falou que já fazia muito tempo que não sentia nada dentro de sua xaninha.

Então eu chamei ela para irmos até a pousada de um posto de combustível que ficava bem perto da praça, ela negou pois ninguém podia saber, então eu falei que por trás da pousada tinha uma porta que ficava na rua que não tinha movimento, e quem estava do lado de dentro podia abrir para a outra pessoa entrar, então ela falou que então ela ia entrar por essa porta.

Cheguei a pousada e abri a porta por onde ela entraria, e já fui beijando ela ardentemente, cheio de tesão, abri a suíte e a joguei em cima da cama e mim joguei sobre ela nos beijando loucamente.

Más como eu tinha trabalhado o dia inteiro, então a convidei para tomarmos banho juntos, fomos ao banheiro e liguei o chuveiro e ela já sem roupa entra e começa a chupar o meu pau que já estava duro.

Tomamos banho entre beijos e abraços quentes, e voltamos para a cama onde eu cair de boca em sua buceta, fazendo ela gemer e gozar sobre a minha boca liberando o seu mel em minha boca.

Então eu a coloquei de quatro e introduzir o meu pau em sua buceta, e quando eu estava já satisfeito com a buceta coloquei em seu cú que estava a muito piscando para mim, pedindo rola e gozei intensamente.

Espero que tenha gostado do meu primeiro conto!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/07/2014 04:14:00
nesse liguei pra minha ex e a cunhada atendeu me falou tres vezes que ela iria na escola do filho dela eu nem perguntei já pensou o que as pessoas nao inventam pra querer provocar nao estou dizendo que é a minha ex mas é só uma coincidencia porque eu amei essa mulher porque o amor e cego agora se alguem quer sair com ela e ainda elogiar desse jeito só pode ser algum expresidiaro depois de uns 20 anos na solitaria ai o cara ta na seca mesmo é dificil existir outro igual eu pra gostar de verdade é cheia de problema
16/07/2014 10:40:22
Por ser seu primeiro conto esta ótimo cara muito bom. Tenho alguns publicados tb se puder. Grupo whatsapp
16/07/2014 09:16:20
fikou legal!!! Agora so falta vc apresenta essa sua aluna pa nois