Casa dos Contos Eróticos

Amigo convidou para comer minha esposa

Autor: Coringa
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 01/03/2013 00:10:40
Nota 8.83
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Conheço o Adriano desde o segundo grau, depois que nos formamos cada um foi o seu lado, ele foi até morarm em SP, quando estudavamos juntos, fizemos várias festas juntos, chegando a dividir garotas nas transas e até já tinha dado para ele algumas vezes. Até que recebi um convite no meu face e era ele, começamos a conversar e ele me disse que estava voltando para o RS, e que poderíamos nos encontrar qd ele voltasse, que até já estava tc com mulher e que estava dominando ela virtualmente e que assim que chegasse iria dominar ela real, ele me disse que era casada, e que quem sabe não a comeríamos juntos ela como os velhos tempo.

Enfim passou alguns meses e ele veio tomamos umas cervejas juntos e num desses encontros ele me perguntou se queria comer a gata com quem ele tinha me falado, me disse que era muito puta, adorava apanhar, e ser bem submissa, chupava um pau como ninguém e adorava leite, na hora aceitei e ele me disse que iriam combinar algo e me avisaria, passado alguns dias ele me liga perguntando se poderia no outro dia de dia, pois ela ia só de dia por causa do marido, acertamos e no outro dia me atrasei um pouco por ter me complicado para sair do trabalho, chegando perto do motel liguei para ele e ele me falou para entrar, qd entrei no quarto ela esta cavalgando nele e ele mandou eu ir la e comer o cu dela, falei que primeiro iria dar meu pau para ela chupar para deixar ele bem duro, tirei a roupa e subi na cama por tras dela e qd fui ficar de pé na frente dela, a vi e me paralisei e ela também, o Adriano nos perguntou o que houve, eu disse essa puta é minha esposa, ela saiu de cima dele e começou a chorar eu não sabia o que dizer, o Adriano trouxe agua para mim e para ela, ela se acalmou mas não me olhava, ai o Adriano falou, Marcio, eu não sabia que ela era a sua esposa, mas pensa comigo, é até melhor, estamos todos em casa, qual a diferença de quando eramos mais novos e agora? Única diferença é que ela é sua esposa mas é uma putinha igual, se libera amigo e vamos dominar ela junto e ela sabe das nossas aventuras de antes, contei para ela, ela até sabe que vc já tinha dado para mim. E ela adoraria ver isso tabém, o que me dizem? Ele foi até ela e mandou ela ir me beijar ela me olhou meio que envergonhada e eu não sabia se eu a olhava ou não, ela estava de roupão por cima, chegou perto de mim e procurou a minha boca mas não quiz beijá-la, o Adriano falou apra relaxar e beijar ela, ela foi tentando meter a lingua na minha boca e fui aceitando e acabamos nos beijando, ele por traz tirou o roupão dela e começou a bater na bunda dela, a xingando e ela gemendo e me beijando, ele mandou ela me chupar ela se abaixou e cmeçou a me chupar deixando a bunda empinada, ele a batendo, ele eme disse, vc não sabia que ela gostava de apanhar né Marcio, pode aproveitar e despejar sua mágoa nela, bata na cara dessa cadela, ela ergueu o rosto e eu deu um tapa, mas não forte, ele disse pode bater mais forte amigo, ela gosta, unica preocupação dela era com vc, assim tinha que cuidar para não deixar marcas, agora que vc sabe pode bater, dei outro tapa, mas não era forte ainda, ele a pegou pelo cabelo e deu um tapa que ela chegou a virar o rosto, me assustei e me levantei e ia xingar ele, ela veio e me impediu de falar algo, ela disse que amava isso, e ele mandou ela falar o que tinha que falar, ela olhou para ele e agradeceu pelo tapa e deu um beijo nele, aquilo mexeu comigo, vendo ela beijando outro homem, me deu um negócio, ele deu uma risada sarcastica e perguntou, quer bater agora? ela ajoelhou na minha frente e ergueu o rosto esperando, dei um tapa que chegou a doer a minha mão, ela me agradeceu e disse que era merecedora, ele a mandou ir ao banheiro e esperar por ele la, ela foi de 4 até o banheiro, ele pegou uma cerveja e me deu e tomou outra, enquanto ela tinha ido ao banheiro, perguntei o que vai fazer, ele dosse vc ja vai saber, e assim Marcio hoje vc vai domianr ela, mas outras vezes, vc também ira ser meu putinho junto com ela, eu não disse nada, ele só mandou eu o punhetar enquanto tomavamos a cerveja, depois fomos ao banheiro e ela estava dentro do box ajoelhada e quando chegamos ela deu espaço, ele entrou e deu o pau para ela chupar, daqui a pouco ele a segurou pela cabeça e a segurou, achei estranho, será que ele ja vai gozar, ele começou a forçar e começou a escorrer liquido da boca dela, ele tirou o pau e era mijo, ele estava mijando na boca dela, me deu um tesão enorme vendo ela assim bem puta, bem submissa, o Adriano disse, vem marcio mija nela tb, cheguei perto dela e ela ja agarrou meu pau e começou a chupar, comecei a mijar e ela começou a engolir o que conseguia, abria a boca e deixava eu mijar na cara dela e engolia de novo. tomamos um banho e a comemos de toda a maneira, eu gozei no cu dela e o Adriano gozou na boca dela e mandou eu a bijar para dividir a porra dele com ela, o qual fiz, naquele dia foi só isso, mas nas outras vezes ele vinha aqui em casa e dominava nós dois onde nos comia, mijava, batia nos amarrava e nos dava muito leite, ele até já trouxe amigos para nos comer. Epsero terem gostado, coringa44@hotmail.com

Comentários

07/10/2016 15:00:05
adoro esse lance e de mijar na bica e ea esposa engolind adoro esse assunto sou fassicnado por isso adoro contos que falam em engolir mijo é uma humilhação maravilhosa
26/08/2013 23:07:01
Muito bom conto!!! Você escreve bem!!! Parabéns!
01/03/2013 06:34:32
Fico aqui, de longe, imaginando a carinha do autor, sendo comido juntamente com a sua mulher, e o outro cara urinando na cara dos dois. É patético e humilhante ao extremo. Mas, como tem gente prá tudo, sempre é bom ler as experiências dos outros, além de admirar a sua coragem de colocar no site uma experiência inusitada como essa.
01/03/2013 00:25:54
alem de corno burrrooooo..

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.