Casa dos Contos Eróticos

O namorado da minha mãe comeu minha namorada PT2

Categoria: Heterossexual
Data: 22/01/2013 21:14:59
Nota 9.18
Ler comentários (13) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Capitulo - 02

No outro dia fiquei confuso se tinha imaginado, se o sono estava me pregando peças, talvez fosse só curiosidade da parte de Bia, minha mãe chegou por volta de uma nove horas da manhã e como tinha trabalhado muito na noite anterior, fora dormir, eu como não tinha dormido direito também, fiquei dormindo, a Bia foi falar comigo para avisar que ia sair com o Ed para relaxar um pouco e se eu não ia, meu sono tava tão ferrado que na hora que nem liguei.

Mais tarde acordei e me toquei, me lembrei da noite anterior então fui ate a recepção perguntar por Ed e me disseram que ele estava nas termas junto com uma mulher, as pessoas pareciam não se importar tanto com isso por que Bianca parecia ter bem mais idade do que realmente tem e como Ed já é conhecido da casa não foi necessário pedir nenhum documento, de certa forma Bianca com seus 15 anos é bem mais desenvolvida do que eu com meus 14.

Fui ate lá e de longe avistei onde eles estavam me aproximei um pouco e me escondi atrás de uns arbustos, Ed estava sentado em umas pedras dentro da terma com a cabeça virada pra trás e os olhos fechados e o pau duro apontando pra cima e Bianca sentada em seu colo um pouco inclinada para frente com suas nádegas brancas envolvendo as laterais do cacete escuro dele, era possível ver isso, pois a cabeça do pau dele aparecia no começo do rasgo da bunda dela, popularmente conhecido como cofrinho, ele segurava na cintura dela e ela remexia levemente seu quadril empinando e esfregando a bunda no pau dele, Ed parecia viajar com a sensação da bunda de Bianca remexendo em seu pau, ele disse algo pra ela que não pude ouvir e ela virou de frente pra ele e começou a pegar no seu pau, e logo ela estava batendo uma punheta pra ele, isso demorou um pouco ate que Ed abriu a boca como se estivesse gemendo, aparentemente tinha gozado e então Bianca mergulhou o rosto na água, parecia que Ed tinha gozado no rosto dela e depois ambos saíram de mãos dadas em direção a praia, esperei um pouco e os segui.

Já na praia eles passeavam livremente de mãos dadas se abraçavam o tempo todo e sentaram juntos na areia, Ed abraçado com ela ate que vi algo que me deixou de pernas bambas, Bianca foi beijando a boca de Ed que lhe correspondia carinhosamente, um beijo de língua mesmo, eles se deitaram na areia e começaram a rolar pelados por ela, com Ed segurando lhe a bunda, não estava reconhecendo Bianca, que ficava direto enfiando sua linguinha na bocarra de Ed, pois comigo sempre fora tão recatada, principalmente nos beijos, logo eles correram pra água e ficaram algum tempo lá abraçados se beijando.

Aquilo tudo era muito novo para mim, tinha uma confusão de sentimentos no peito e minha cabeça estava zonza, então resolvi sair dali, não sabia o que fazer se contava pra minha mãe se terminava com Bianca, se brigava com Ed, mas eu pensava se minha mãe que é louca pelo Ed perder ele agora, ela vai ficar muito mais pra baixo do que com os outros e no caso da Bianca, eu pensava que talvez fosse curiosidade dela, talvez aquele ambiente cujo o qual não estávamos acostumados ou que talvez minha imaginação estivesse me pregando uma peça e tudo aquilo não passasse de paranoia, de qualquer forma resolvi voltar pra choupana e conversar com Bianca sobre tudo quando estivéssemos a sôs no intuito de poupar a todos de maiores danos.

Voltei para a choupana e mamãe estava acordada fazendo um lanche pra gente, após uma hora mais ou menos, eles apareceram e Bianca tava com uma marca no pescoço, perguntei o que era, no que ela respondeu que não sabia devia ter batido enquanto mergulhava, olhando disfarçadamente para Ed e dando um risinho, então mamãe disse para irmos comer, logo que terminamos Ed pediu para irmos dar uma voltinha para que ele e minha mãe pudessem ficar a sôs. Quando fomos para a piscina eu disse que queria conversa com ela, ela ficou me ouvindo, então contei que tinha visto as coisas que ela tinha feito com Ed, ela ficou calada, perguntei o porquê daquilo, se era curiosidade dela se aquele ambiente tinha alguma coisa a ver com isso, ela começou a chorar me pediu desculpas e disse que tinha curiosidade sim, que Ed era um homem mais velho experiente e envolvente, que o corpo dele nu mexia com ela e que todo aquele ambiente também fazia aflorar algo estranho em seu ser e que Ed havia lhe dito que tudo aquilo era natural, eu a abracei e ela disse que aquilo não aconteceria mais, que tinha sido um erro dela.

Perguntei por que eles ainda demoraram um pouco antes de voltar, ela perguntou se eu queria saber mesmo, no que confirmei com a cabeça, ela me contou que enquanto se beijavam dentro da água o pau de Ed ficou duro e ele disse que queria comer ela e que sabia de uma parte da praia que tinha umas pedras que eles podiam seguir ate lá pela água mesmo, chegando lá ele disse para ela chupar seu pau, que nesse momento estava brilhando de duro, ela disse que não sabia fazer aquilo, mas ficou com tanta vontade de experimentar o gosto daquilo em sua boca que foi chupando-o de forma desajeitada, mas que logo foi pegando o jeito e que Ed ia pegando em seus cabelos e acariciando-os enquanto começava a foder sua boca, logo ele começou a gozar, ai ela pensou em tirar, mas ao sentir o gosto do esperma de Ed na boca achou aquilo uma delicia e começou a sugar tudo com muita vontade e nisso Ed viajava enquanto gosava e afundava seu monstro na garganta de minha namorada.

Ela terminou de lamber os resquícios de porra do pau dele e então ele a virou de quatro na areia e começou a lamber sua vagina e chupar seu cuzinho, ela contou que nesse momento ela sentiu muito tesão e não sabia descrever como aquilo era bom e que ele dava linguadas em seu cu e depois enfiava o dedo, eles ficaram nessa preparação por algum tempo, ai Ed foi com a boca ate o seu pescoço e em quanto enfiava dois dedos em seu cuzinho, chupava seu pescoço e que ela ficou vibrando de tesão nesse momento, eu pensei, daí é que veio a marca, ela continuou contando e que ele já se preparava para arrombar minha namoradinha, colocando a cabeçona de sua pica na portinha melada, cutucando seu cuzinho, foi ai que começou a aparecer pessoas ali perto, então ele notou que o sol já estava alto e que seria melhor voltarem.

Me contou também que mais cedo eles tinham dado umas voltas de carro e que Ed estava lhe ensinando a dirigir com ela em seu colo, que o pau dele ficou no meio de suas pernas e que com o trecho ruim da estrada, seus seios balançavam e a cabeça do pau de Ed ficava batendo em seu clitóris e que aquilo a deixou maluquinha e foi ai que eles se beijaram pela primeira vez, em quanto a ponta da pica de Ed tentava entrar em seu priquitinho, então Ed a chamou para relaxar nas termas.

Após ela me contar tudo isso com um rosto muito triste, quis me beijar me pedindo desculpas, mas ai me veio à imagem do pau de Ed entrando em sua boca e não consegui beijá-la, disse que a perdoava, pois tudo aquilo era muito novo pra gente e que também a amava muito e estava tentando entender aqueles novos sentimentos, ou seja coisa de garoto que ainda tem que aprender muito com a vida, disse a ela que parasse com aquilo, pois alem de me machucar, também poderia machucar minha mãe, que era a pessoa que mais amava nesta vida, ela me abraçou e ficamos mais um tempo na piscina.

Quando retornamos Ed já tinha comido minha mãe e ela estava com uma outra cara, toda relaxada em seus braços no sofá, Bia parece não ter ficado muito contente com a imagem, pois sua cara mudou de triste para aborrecida, então ela foi para seu quarto, enquanto eu não sabia o que fazer, conversar com Ed, ficar na minha, sair dali e ao mesmo tempo eu ficava com medo de sair dali e acontecer algo, eu por estar ciente das coisas, aquela viajem não estava sendo nada relaxante para mim e muito boa para Ed que estava distribuindo sua super pica para minha mãe e minha namorada de boa.

Estava sentado na frente da choupana quando minha mãe senta ao meu lado, perguntando o que eu tinha, se não estava gostando da viajem, o que havia acontecido eu apenas sorri e disse que não era nada, ela disse que era algo sim que me conhecia e perguntou se tinha brigado com a Bianca, pois a mesma também estava com a cara emburrada, então para ela não desconfiar de nada eu disse que tinha tido só um leve desentendimento com ela.

Minha mãe me disse que relacionamentos eram complicados, que era difícil encontrar uma pessoa que gostasse de você e que você gostasse dela de uma forma única, eu disse que eram mesmo bem complicados, ela comentou que ate agora tinha tido muitas frustrações, mas achava que finalmente tinha encontrado a pessoa pro resto da vida, que Ed a fazia muito feliz e que achava que era ele a pessoa que a faria avançar de um namorado para algo mais serio.

Eu pensei comigo a se ela soubesse, mas também fiquei emocionado com o que ela estava me dizendo, quem não quer ver sua mãe feliz daquele jeito, bem exceto pelo fato de estarmos nus, eu sorrindo para ela “que bom mãe”, mamãe disse que pensava em propor Ed em casamento, mas ficava com medo disso afastá-lo e eu pensando como o amor é estranho não é, faz a gente ter uma concepção tão frágil sobre as pessoas, ela disse que ia dar uma voltinha na praia, eu então entrei.

Ao entrar não vi Ed, fui ate o quarto deles e nada, ai fui me aproximando do quarto de Bianca devagar e lá estava ele batendo com a pica meia-bomba na bunda de minha namorada que estava deitada e bruços com o lençol na cabeça, podia ouvir Ed sussurrando algo como “acorda putinha” e “acorda pra eu comer tua bundinha”, eu não sei por que, mas fiquei de pau duro com isso, então Ed se abaixou de deu uma linguada no meio de seu cu, o que a fez acordar tirando o lençol do rosto, ele levantou e saiu do quarto rindo, eu para disfarçar rapidamente entrei no banheiro e liguei o chuveiro, Ed veio ate mim e perguntou pela minha mãe, como eu estava de costas para a porta ele não viu meu pau duro, então respondi que tinha ido dar uma volta.

Eu durante o banho fiquei refletindo sobre tudo, minha relação com Bianca, nossa conversa, a conversa que tive com mamãe, as atitudes de Ed para com ambas e enfim para a forma como eu estava lidando com tudo aquilo, logo sai do banheiro e vi que Bianca não estava no quarto, ela estava na cozinha lavando a louça que ficara do almoço e percebi que sua bundinha ficava bem empinadinha com ela levemente recostada sobre a pia, notei também que sua bundinha estava bem vermelha, Ed tirava uma água da geladeira e sua pica estava meia-bomba e quando estava vindo passou sua rola pela bunda dela e disse que estava esquecendo o copo voltou e ficou mesmo trás dela, pegando um copo na pia, com isso seu pau ficou preso mesmo no meio da bunda de Bia, ele se demorou um pouco perguntando pra mim se queria água também, isso com o pau endurecendo mesmo no meio do rabo de minha namorada a quem ele já havia tirado maior casquinha, ai ele disse que a bunda dela era grande demais não deixava ninguém passar, rindo para mim, ai ele riu pra ela que dava um sorrisinho e a abraçou dizendo que estava apenas brincando, no que ele abraçou, sua rola já dura entrou no meio das pernas dela, então ele pôs a garrafa e os copos em cima da pia e a envolveu com os braços, dando um cheiro e uma lambida em seu pescoço deixando-a arrepiada, impulsionando forte seu quadril contra o corpo de Bia, o que os deixou colados, virou para mim e perguntou se eu poderia ir buscar uma encomenda para ele que estava na recepção, nesse momento Bia segurava a pia com as duas mãos, empinava a bunda para trás, seus olhos fechados, boca aberta e a cabeça recostada no ombro de Ed, eu fiquei tão atônito com tudo que acabei confirmando com a cabeça e indo ate a recepção pegar a tal encomenda.

Comentários

23/02/2016 13:50:13
pqp que delicia de conto que bom se tivesse dezenas de capítulos ...se depender de minha opinião e comentario ai vai meu incentivo faça capítulos ate chegar a capituloou 70 adorei isso tudo que delicia
03/02/2013 18:55:12
Ei cadê a terceira parte?
03/02/2013 18:35:37
Melhor conto.
02/02/2013 15:23:10
conto nota 10!! cornao!!!
29/01/2013 19:21:50
3ª parte por favor!!!!
28/01/2013 18:08:29
estamos esperando a parte 3, não demora!
27/01/2013 15:38:09
Ei cara vc nao vaí postar a próxima parte, estou louco por ela
24/01/2013 21:01:17
Ancisosa para ler a parte 3! Conto maravilhoso.
23/01/2013 21:35:18
Continua logo, conto perfeito
23/01/2013 17:46:35
Velho eu ja estaria metendo uma cadeirada na costa dele '-' esta bem escrito o conto.
23/01/2013 00:50:31
isso é um bom conto.
23/01/2013 00:18:43
Man eu sei q vc nao sabia dessa coisa na epoca e bla bla bla mais nao como vc via seu padrastro enrrabando sua minha e vc n fazer nd , se eu fosse vc pelo menos ja estaria puto . Enfim seuu conto ta muito bom nota 10
22/01/2013 21:45:50
Não percam a 3ª parte dessa historia!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.