Casa dos Contos Eróticos

Dominado pelo colega de faculdade - 3

Um conto erótico de Luis
Categoria: Homossexual
Data: 01/08/2012 17:56:13
Nota 9.88

Após 4 horas, meu macho voltou. Enquanto ele estava fora, eu consegui levantar e ao menos ligar a TV, para ter o que fazer até que ele voltasse, apesar de estar amarrado e amordaçado. Percebi que quando ele saiu do meu apartamento, trancou a porta e levou a chave. Eu estava literalmente preso. Nesse meio tempo, meu celular tocou algumas vezes, mas o que eu poderia fazer? Até tentei tirar a fita da boca mas não consegui.

Quando ele voltou, eram quase 5 da tarde:

- A putinha resolveu ver TV então? Não lembro de ter mandado você fazer isso.

Ele riu bastante, enquanto eu apenas resmunguei amordaçado.

- Sabe onde eu estava agora? Com a minha namorada. Acabei de comer ela bem gostoso, mas ela só me fez gozar uma vez, e não quis pagar um boquete pra mim. Pelo jeito, a tarefa sobrou pra você!

Fiquei com um puta tesão. Acabei admitindo para mim mesmo que toda aquela situação estava me deixando louco. Eu estava adorando servir aquele macho. E agora a parte boa iria começar

Ricardo mandou eu levantar do sofá, o que fiz prontamente. Então ele mudou o canal de TV que eu estava assistindo para o canal da Playboy, sentando em seguida no sofá:

- Ajoelha aqui na frente, putinha. Vou assistir a um filminho pornô enquanto você me serve.

Ele tirou a calça jeans e a camiseta, ficando só de cueca. Tirou minha mordaça e disse:

- Agora quero que você tire minha cueca com os dentes.

Obedeci às ordens do meu macho. Tirei sua cueca, comecei um boquete caprichado. Ricardo começou a gemer, olhando para o filme na TV, enquanto aproveitada as sugadas vigorosas que eu dava na sua rola. Não demorou muito para que os gemidos de Ricardo ficassem mais intensos, e a cabeça do seu pau começou a pulsar. Me avisou:

- Vou gozar na sua boca, e quero que você engula tudo. Se você deixar escorrer uma gota ou tentar me enganar, você vai apanhar muito, entendeu?

Sem tirar a sua rola da boca, apenas concordei com a cabeça. Ricardo gozou muito, encheu minha garganta de porra. Após eu engolir, mandou eu abrir a boca para conferir. Disse que eu era uma putinha muito obediente, e que por ter cumprido todas as ordens, agora eu seria premiado. Ricardo soltou as cordas que me prendiam, deu uns tapinhas de leve no meu rosto e disse que amanhã haveria mais. Hoje foi apenas um tira-gosto. Me recomendou que qualquer mau comportamento meu ou desobediência seria punido com violência. Então vestiu-se, dizendo que iria embora:

- Amanhã de manhã, vou passar aqui te buscar, e vamos comprar umas coisinhas para o seu adestramento. Até amanhã, viadinho.

Assim que ele foi embora, eu me acabei na punheta. Estava louco de tesão, tinha servido aquele macho gostoso, provado do seu gozo, e muito ansioso pelo que ainda viria. Sabia que não seria fácil, Ricardo sabia ser cruel e marrento quando queria. Mas nada disso tirava da minha cabeça aquele pau gostoso que eu tinha acabado de chupar.

No outro dia, Ricardo me ligou as 8h30. Mandou eu estar na frente do meu apartamento em 15 minutos, e sem atrasos.

Me arrumei correndo, e consegui chegar no horário. Ricardo, no entanto, atrasou mais de meia hora. Acho que ele fez de propósito, para me castigar um pouco e também para me testar, verificando se eu ainda estaria lá esperando por ele. É claro que eu estava.

Quando ele chegou, entrei no seu carro e percebi que ele estava rindo bastante:

- Gostou de esperar, biscate?

- Demorou, hein! Eu respondi.

Levei um tapa violento na cara. Ricardo me lembrou que putinhas como eu não tinham direito de reclamar, e deveriam apenas servir ao seu macho. Senti o rosto vermelho e uma certa raiva, que foi prontamente substitúida pelo tesão. Não estava acostumado a ser tratado assim, mas estava adorando:

- Quer saber onde vamos? Ele perguntou.

- Claro.

- Acho que esqueci de te avisar, achei que você mais era esperto, mas já que não é o caso, aqui vai. Você só deve me chamar de senhor, entendeu? Eu sou seu dono agora. Não vou repetir. Na próxima vez que esquecer de me tratar com respeito, vai apanhar feio, combinado?

- Sim senhor.

Ricardo sorriu. Um sorriso maldoso, de quem estava no controle da situação. Ele acabou não me dizendo onde íamos, e fiquei com receio de perguntar. Estava com ele há apenas 5 minutos e já havia levado um tapa na cara.

Paramos na frente de uma loja de artigos esportivos. Ricando mandou eu acompanhá-lo. ao entrar na loja, Ricardo disse ao vendedor que eu e ele íamos começar a fazer natação, portanto queriamos ver umas sungas. O vendedor mostrou várias. Ricardo escolheu uma sunga da Nike, preta, o que me deixou com muito tesão. Ele ia ficar muito gostoso naquela sunga. Foi então que eu entendi o propósito de estarmos naquela loja. Ricardo escolheu a sunga que eu usaria. Era uma mini-sunga, tipo slip, da speedo, que era quase indecente. O propósito dele era me humilhar, isso sim. Nessa hora tive a certeza que ele me obrigaria a ir a todas as aulas de natação vestido daquele jeito, para passar vergonha. A sunga mal cobria minha bunda, meu saco ficava apertado. Eu até tentei argumentar, pedindo ao vendedor para ver outras, me recebi um olhar tão brabo de Ricardo que gelei na hora. Ele disse:

- Não, você vai levar essa aqui. E já pegue a carteira, você vai pagar.

Era muita humilhação, mas quando o macho manda, temos que obedecer. Enquanto estávamos nos dirigindo ao caixa, Ricardo passou pela sessão de artigos militares, e ficou de olho nas algemas que estavam no balcão. Ele disse:

- Ei, acho que é isso que você precisa. Vou cansar de te amarrar o tempo todo, precisamos de algo mais prático. Ricardo escolheu uma algema de pulso e uma algema de tornozelo, modelo policial, para que ele tivesse a certeza que eu não conseguiria escapar.

Percebi pelo volume da bermuda do Ricardo, que ele estava de pau duro. Paguei pelas compras e, ao entrar no carro, ele disse:

- Não vamos para a aula hoje, entendeu? Hoje quero você o dia todo me servindo.

O dia prometia ser longo, mas meu tesão já estava a mil.

CONTINUA

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/10/2014 18:40:03
continua por favor. ta ótimo.
07/10/2014 14:58:01
Continua
13/09/2012 01:30:00
Continua, por favor!!!
14/08/2012 11:56:20
poxa, cade a continuação?? :(
Jum
12/08/2012 00:45:48
Muito Bom!!! Pena que parece ser mais um dos bons contos sem continuação... =(
Jum
12/08/2012 00:45:12
07/08/2012 01:55:23
Very good.
06/08/2012 02:48:31
Muito tesão.
03/08/2012 12:42:27
Pow, perfeito! ahuahuaahuahua
02/08/2012 21:21:44
Como disse anteriormente, o conto é muito bom, então, como todo mundo, estou esperando ansiosamente pela continuação.
01/08/2012 22:17:51
Amei seu conto, adoro machos submissos a outros. :>
01/08/2012 22:14:52
Amei seu conto, adoro machos submissos a outros. :>
01/08/2012 22:05:33
esperando o proximo...
01/08/2012 19:59:00
continua logo
01/08/2012 19:26:59
Amei seu conto.BJSSSSSSSSSSSS
01/08/2012 19:17:56
Legal
01/08/2012 18:30:57
=)