Casa dos Contos Eróticos

ONIBUS LOTADOS, DIAS CHUVOSOS E MEU CABACINHO FOI PRO SACO!(Conto do TETE)

Autor: TETE
Categoria: Homossexual
Data: 06/08/2012 09:54:56
Última revisão: 09/04/2018 07:57:00
Nota 9.71
Ler comentários (14) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sempre fui um garoto um tímido e recatado. Não sabia bem o porquê de me sentir daquele jeito, porém ia levando a vida de uma forma tranquila e sem muitos problemas. Morava com meus pais e era filho único.

Mamãe trabalhava em um posto de saúde na cidade e papai era motorista de caminhão e vivia viajando, não parando em casa.

Quando completei 17 anos, mamãe disse que um conhecido seu comentara que na empresa onde trabalhava estavam admitindo dois rapazes para experiência, e como ela dissera sobre o filho começar a trabalhar, mandou que fosse até lá, pra me arrumar umas das vagas e logo comecei a trabalhar.

Era uma grande loja atacadista de aviamentos, o serviço não era difícil e depois de uma semana já estava completamente adaptado.

O único inconveniente do serviço é que a loja era bem distante de onde morava e demorava quase uma hora de ônibus que vivia constantemente lotado principalmente nos horários de ir e voltar do trabalho.

Se não fosse o transito muito perigoso pensei em comprar uma bicicleta pra ir trabalhar, mas logo desisti.

Eu era um rapaz branco de cabelos quase loiros, corpo esbelto e com 1.65m.

Sexualmente eu era completamente indefinido. Nunca tinha beijado uma garota, mas também não tive nenhuma experiência homossexual. O que acontecia sempre era durante o banho meu pinto ficar duro e me masturbar. Também tinha assistido alguns filmes pornôs, mas não achei nada que pudesse me fazer sentir nada empolgante demais. Só a curiosidade é que me deixava ligado nas coisas sobre sexo.

Depois de duas semanas no emprego, amanheceu um dia chuvoso e o ônibus que já vivia lotado que nem lata de sardinha piorou ainda mais. E foi então de no próximo ponto depois do meu entrou um passageiro, um homem moreno e forte de uns 30 anos um pouco mais alto que eu que ficou logo atrás de mim no canto da porta de saída.

Depois de uns quarteirões por causa da chuva, as freadas do ônibus se tornaram mais fortes e produziam mais solavancos e com o acumulo maior de passageiros fiquei totalmente prensado entre uma passageira gorda na minha frente e por aquele passageiro em minhas costas.

Apesar da chuva estava calor era época de verão, e eu vestia uma bermuda bem leve com uma cueca bem fina e o homem atrás de mim vestia também quase o mesmo tipo de roupa e depois do ônibus rodar um pouco senti um volume enorme crescendo em minha bunda.

Apesar da minha total inexperiência até aquela data quanto ao assunto sexo, percebi claramente que tinha um pau duro bem grande se esfregando na minha bunda. E também percebi que não tinha pra onde ir...e vi que o homem atrás de mim também não tinha muita culpa por estar acontecendo aquilo com ele e foi então que ele começou a puxar conversa comigo dizendo:

-é...dia de chuva é assim mesmo...fica mais lotado ainda...fazer o que né...hj é meu primeiro dia no serviço...arrumei um emprego novo...mas to vendo que todo dia não vai ser fácil chegar no trabalho...e vc?

-é...essa linha é quase todo dia assim...faz duas semanas que pego esse coletivo...hj tá um pouco pior!

-então a gente vai se encontrar sempre...vamos nos tornar amigos...meu nome é Luisão...e o teu rapaz?

-meu nome é Claudinho...eu vou até na praça do teatro...ainda vai demorar pra chegar!

Logo teve um solavanco mais forte no ônibus e me desequilibrei um pouco, mas Luisão me segurou firme no quadril e disse perto do meu ouvido:

-epa...essa brecada foi foda...ainda bem que te segurei...firme...vc poderia cair garoto!

Naquele instante deu pra sentir perfeitamente o contorno daquele pau enorme na minha bunda...no meu reguinho...dava pra sentir até o calor intenso que emanava daquele ventre totalmente colado em mim.

Sem saber o porquê me deixei ficar ali sem esboçar nenhum tipo de reação...meu corpo começou a reagir a aquela sensação estranha que subia pelas minhas costas. Luisão segurava de leve meu quadril me fazendo ficar completamente encaixado em seu ventre...quando o coletivo dava um balanço mais forte ele aproveitava pra me encoxar ainda mais forte! Dava pra perceber que ele fazia o pau se mexer acintosamente se esfregando na minha bunda empinada.

A viagem até o serviço foi daquela maneira...ele se esfregando em mim e passivo eu consentia.

Quando chegou ao meu ponto desci todo suado e Luisão se despediu dizendo que ia descer no próximo!

Logo que cheguei ao serviço fui ao banheiro vestir o jaleco da empresa e aproveitei pra passar uma água no rosto pra me acalmar...eu não entendia porque me sentia daquela maneira...mas percebi que meu pinto estava completamente duro...e como faltava um pouquinho pra bater o cartão...masturbei-me rapidamente.

Tive um gozo intenso e completamente diferente de todas as punhetas que tinha batido até aquela data.

Trabalhei intensamente naquele dia, chegaram muitas mercadorias e tivemos que organizar as prateleiras e até tentei não pensar muito no que tinha acontecido naquele ônibus naquela manhã chuvosa, mas a todo instante minha mente não deixava esquecer.

Quando voltei pra casa, até pensei que poderia encontrar o meu companheiro de viagem, mas não o vi.

Foi incrível levantar no outro dia e ver que o tempo continuava chuvoso e logo que subi no ônibus pensei se iria encontrar novamente Luisão no próximo ponto e até fiquei no mesmo lugar do dia anterior...

E então no próximo ponto vi que Luisão entrou no coletivo e quando me viu abriu um sorriso e veio se esgueirando até onde eu estava e me cumprimentou e logo deu um jeito de se acomodar atrás de mim do mesmo jeito do dia anterior e nem se preocupou em disfarçar, foi logo me encochando dizendo:

-Que bom te encontrar de novo Claudinho...acho que vamos ser companheiros de ônibus todos os dias...e acho que vamos acabar nos tornando bem amigos...garoto!

-é...é...verdade...e hj o coletivo tá mais cheio que ontem...vai lotar mais ainda daqui a pouco.

-não adianta reclamar...né...temos que ir trabalhar...mas Claudinho...deixa te perguntar uma coisa...vc se incomoda que eu fique atrás de vc assim...igual ontem?

Por instantes fiquei sem reação com o que ele dizia todo safado, mas logo respondi:

-não...acho que não...tudo bem...não tem problema...tá muito cheio mesmo!

-então tá bom...fica tranqüilo...não se preocupe...com as brecadas do ônibus...eu não deixo vc cair!

Nem bem ele acabou a frase teve mais uma freada brusca e senti aquele pauzão encaixado perfeitamente no rego da minha bunda...ele tinha dado um jeito de posicionar o pau de uma forma diferente...e dessa vez a mão esquerda dele segurava meu quadril com mais firmeza e ele disse:

-hj esse motorista é mais nervoso que o de ontem...breca mais forte...vai ser mais agitado que ontem!

Como do lado esquerdo tinha uma senhora bem cheinha senti que a mão dele deslizava bem devagar pelo meu corpo...o pau dele no rego da minha bunda...produzia choques em meu corpo...Luisão tinha um pau enorme e muito quente...eu sentia minha bunda quase queimando de tanto calor.

O ônibus realmente balançava e freava mais naquele dia e Luisão já sabendo que eu estava aceitando passivamente aquela safadeza...até empinei a bunda mais um pouquinho pra sentir aquele pauzão se esfregando deliciosamente em mim...e todo safado ele disse bem pertinho do meu ouvido:

-e ai Claudinho...to achando que a viagem hj...tá mais gostosa que ontem...o que vc me diz?

Ele deu um apertão de leve na minha bunda e eu respondi todo gaguejando:

-eu...eu....eu...acho...que...sim...seu Luisão...tá...sim...

Eu segurava no ferro do teto do coletivo com a mão direita e a esquerda ficara estendida ao longo do corpo e então senti que Luisão pegou minha mão e bem devagarzinho pra que ninguém percebesse foi levando-a para trás do meu corpo e então a colocou em cima de seu pauzão duro e sussurrou no meu ouvido:

-pega...bem devagar...pega na minha pica...Claudinho...pega bem gostoso.

Nem tentei tirar a mão...eu era facilmente conduzido por aquele homem safado e quando espalmei aquele volume enorme...senti um calafrio que percorreu toda minha coluna...e peguei com vontade tentando sentir tudo aquilo...mas ele logo tirou minha mão e disse todo safado:

-calma...garoto...vc vai pegar...do jeito que gosto e do jeito que vc quer...mas não agora...vou adorar pegar vc...eu adoro...viadinhos que nem vc...to louco pra sentir tua bundinha nua esfregando na minha pica!

Eu tremia todo...ouvindo a voz baixinha daquele safado tarado e ele continuou a me encoxar até chegar o ponto de eu descer...e então ele se despediu dizendo todo safado:

-até amanhã...Claudinho...é uma pena que não podemos ir embora juntos...nosso horário de saída é diferente...mas amanhã a gente se encontra de novo!

Cheguei à empresa e fui direto para o banheiro...meu pinto estava todo melado...passei a mão na minha bunda e senti a pele se eriçar completamente, me toquei e em segundos gozei... Luisão o homem daquele pau enorme estava me deixando totalmente louco de tesão.

As emoções se multiplicavam em minha mente...e naquela noite sonhei que ele me possuía e gozei no meu pijama de dormir.

No outro dia ao me vestir já todo safado querendo sentir emoções ainda mais fortes, coloquei uma calça de moletom bem fininha e o melhor é que nem coloquei cueca. O que ia vestir no serviço coloquei na mochila.

Já fiquei no lugar de sempre, ali perto da porta de saída era um lugar um pouco mais discreto e que proporcionava umas encochadas bem gostosas, pois quando parava nos pontos as pessoas se aglomeravam ali e o empurra-empurra era inevitável. Naquele dia bem perto de mim tinha um cara com um radinho ouvindo musicas. A chuva forte dos outros dias tinha dado uma trégua, mas continuava uma garoa chata.

Luisão com sempre subiu no coletivo e com um sorriso safado já foi chegando e se colocando atrás de mim...era incrível sentir em segundos seu pauzão enorme crescer em contato com minha bunda dura e empinada...e todo safado eu já ousava e jogava meu corpo pra trás ao balanço do ônibus. Sem cueca deu pra sentir ainda mais o calor daquela pica grossa e dura entre minhas nádegas. A musica do radio ao lado dava um clima até legal e até dei umas reboladinhas um pouco tímidas e Luisão depois de dar umas passadas de mão pelo lado de minha bunda sussurrou em meus ouvidos:

-Claudinho...gostei...tá peladinho por baixo da calça...viadinho safado...tá louco de vontade sentir a pica do teu macho...né safadinho...garanto que nem tá dormindo direito à noite...pensando no meu pau duro encochando essa bunda gostosa no ônibus...diz pra mim...diz!

Nem me importei e balancei a cabeça concordando e ele aproveitando que o barulho do radio do passageiro encobria a voz ele continuou:

-faz igual ontem viadinho...põe a mão pra trás e pega no pau do teu macho...essa pica vai te enrabar gostoso...vc vai gozar nela...vou te comer todinho...vc vai ser meu viadinho...e vai adorar! Me fala...uma coisa...vc já deu pra quantos machos...viadinho?

Coloquei a mão pra trás e comecei a sentir aquela vara enorme deslizando deliciosamente entre meus dedos e sem me importar com nada disse sussurrando:

-Luisão...juro...que...nunca dei...pra ninguém...juro...o senhor é que me deixou...assim...juro!

-Hummm...adorei saber disso...um viadinho virgem...pra eu tirar o cabacinho...melhor é impossível!

Ele tirou minha mão do pau dele e voltou a me encoxar mais forte...era uma delicia sentir o coletivo frear...ele aproveitava e me segurava forte pelo quadril e se esfregava acintosamente.

Logo depois ele fez uma coisa que me deixou louco de prazer...devagarzinho ele enfiou a mão pela cintura da calça e foi deslizando pela minha bunda...ao sentir sua mão em minha bunda até empinei ela ainda mais e então ele deslizou um dedo no meu reguinho e em segundos enfiou-o no meu cuzinho virgem e disse:

-Humm...que cuzinho gostoso...tem meu viadinho...apertadinho...goza...agora...goza...viado...no meu dedo!

Eu ali de pé, disfarçando ao máximo as sensações que meu corpo sentia, comecei a gozar com o dedo do Luisão enterrado no meu cuzinho...quase desfaleci...ainda bem que a mochila estava na frente senão era perigoso aparecer molhada a minha calça de moletom. Eu me segurava firme no ferro no teto do coletivo...e

Luisão depois de tirar o dedo do meu cuzinho disse todo safado:

-amanhã...vc vai gozar com minha pica grossa...todinha dentro desse cuzinho delicioso ... viadinho!

E foi então que antes de descer Luisão me deu um papelzinho onde estava escrito o endereço dele e disse:

-Claudinho...amanhã é sábado e como a gente não trabalha...vá à minha quitinete...às 9 horas...vou estar te esperando...vou te comer inteirinho...viadinho gostoso.

Quando cheguei ao meu serviço pra me trocar meu coração parecia que ia sair pela boca de tanta emoção que sentira dentro daquele coletivo, meu cuzinho piscava que nem louco lembrando o dedo grosso do safado do Luisão socado dentro de mim.

Eu tive certeza que no outro dia eu estaria lá no horário que ele havia determinado...queria dar pra aquele homem...e sabia que ia gostar muito do pau daquele macho no meu cuzinho...estava doido de vontade de perder meu cabacinho.

Logo cedo me levantei e tomei um banho bem demorado e no qual me lavei por completo.

Eram 9.00 h exatas quando cheguei à quitinete do Luisão e com o coração saindo pela boca, bati na porta e quando ele atendeu nem consegui falar nada. Com apenas uma toalha de banho enrolada ao corpo me sorriu e disse:

-to vendo que meu viadinho é pontual...gosto assim...entra e fique a vontade...que vou tomar um banho!

A quitinete era bem pequena, tinha uma pequena cozinha com geladeira e um pequeno sofá com uma TV e uma cama grande com um pequeno guarda-roupa. O banheiro ficava perto da cama e me sentei no sofá ... mas, antes de entrar no banheiro Luisão disse todo safado:

-Claudinho, faz uma coisa meu querido...tira a roupa...quero tomar banho te vendo peladinho...faz o que teu macho tá pedindo...quero que vc também olhe pra mim...no banho... vai dar mais tesão...em nós!

Rapidamente fiquei nu e resolvi me deitar de bruços na cama e ele disse:

-isso...assim mesmo...viadinho...mostra essa bundinha que me deixou tarado...todos esses dias...naquele ônibus...que rabo lindo...que meu viadinho tem...vou tirar teu cabacinho hj...

Quando ele tirou a toalha e entrou debaixo do chuveiro vi que Luisão tinha uma pica que além de grande era muito grossa...até fiquei com medo...de ele me machucar...e continuou dizendo todo safado:

-ta vendo viadinho...essa pica é que vai estar dentro de vc daqui a pouquinho...vc vai adorar dar pra mim! vc já tinha visto uma pica assim...viadinho...gostou?

-não...seu Luisão...nunca tinha visto...to com medo...do Sr. me machucar...é grande demais!

-calma...meu viadinho...vc vai adorar...e vai rebolar nela inteirinha enterrada nesse cuzinho apertado...pode acreditar...eu sei...como fazer vc sentir muito prazer...fica tranqüilo...vc vai dar gostoso...e vai querer voltar sempre pra dar pro teu macho!...pode acreditar...

-eu...eu...nossa...que pauzão...o Sr. tem...é muito grande...olhando assim...é que to vendo que é maior do que imaginava...só pegando dentro...do coletivo...é diferente...eu...

Ele saiu do banho se enxugando e vindo até a beirada da cama...disse todo sensual:

-fica calmo...Claudinho...eu vou ser o macho que vc tá precisando...pra se tornar um viadinho de verdade...e vc ta louco de vontade se sentir uma menina debaixo de um macho...agora vamos começar a brincar de verdade...faz o que teu macho vai falar pra vc fazer...põe minha pica na boca...viadinho...chupa...gostoso.

O tesão que eu sentia era maior que qualquer medo que pudesse ter e em segundos eu chupava pela primeira vez o pau de um homem...e não era um pau qualquer...era um pau grosso e enorme. Eu tentava engolir o máximo que podia daquela pica grossa e Luisão já alisava meu corpo e minha bunda com seus braços longos dizendo:

-isso...assim...viadinho...assim mesmo...chupa o pau do teu macho...chupa com força viado...engole minha pica...viadinho...chupa...assim...

Depois de me fazer chupar sua pica grossa durante um tempinho ele me virou de bruços na cama e começou a beijar minha bunda e em instantes deslizava a língua pelo meu reguinho...quando sua língua mergulhou no meu cuzinho gemi e instintivamente comecei a rebolar e Luisão sussurrava todo safado:

-isso...assim viadinho...rebola putinho gostoso...que cuzinho quente que vc tem Claudinho ...rebola gostoso...isso...assim putinho!...mostra que vc é um viadinho que adora macho...pode gemer...putinho safado...

Eu gemi e rebolava tomado de tesão...era uma delicia sentir a língua quente de Luisão mergulhada na minha bundinha...e ele continuava a sussurrar safadezas em cima daquela cama:

-assim...putinho...isso...que cuzinho gostoso...que meu viadinho...tem...vou adorar te enrabar...to louco pra meter minha pica grossa nesse cuzinho virgem...vou meter gostoso...no meu putinho...

Luisão depois de me deixar todo molhado com sua língua...colocou um travesseiro debaixo de mim deixando minha bunda toda exposta e se deitou em cima de minhas costas...

Aquela pica grossa deslizava no meu reguinho subindo e descendo...a cabeça tava toda babada de vez em quando tocava meu anelzinho virgem e ele mordiscava e beijava minha nuca dizendo todo tesudo:

-humm...que delicia...de rabo que vc tem...putinho...vc nasceu pra dar esse cuzinho pra mim...viadinho gostoso...adoro tirar cabaço de cuzinho de viadinhos que querem se sentir meninas...debaixo de um macho...vc tá prontinho pra virar menina...meu viadinho... assim...rebola putinho...

Foi então que Luisão deu uma encaixada com a cabeça daquele pauzão no meu anelzinho e deu uma forçada...senti meu cuzinho dar uma laceada...e logo aquela pica começou a me penetrar firme...dei um grito alto...eu estava perdendo o cabaço...e ele então mordia minha nuca e me segurando firme disse todo tarado:

-grita...viadinho...grita...que teu cabaço tá indo embora...vc tá virando menina...na pica teu macho...pode gritar...bastante...eu vou te comer inteirinho...putinho...agora vc vai sentir o que uma mulher senti...com um macho inteirinho dentro dela...rebola viadinho...rebola minha menina...rebola gostoso...

Senti-me partido ao meio...eu queria fugir...mas Luisão estava engatado por completo em mim...senti seus ovos batendo em minhas coxas...ele estava inteiro dentro de mim...e quando menos pensei...timidamente comecei a rebolar...e ele logo metia em mim com força...ele me comia de verdade...todo meu corpo correspondia ao tesão daquele macho pauzudo e em instantes eu rebolava que nem louco na pica daquele safado...e quando senti o calor daquela porra fervente que ele começou a despejar dentro de mim...gozei junto me convulsionado e tremendo por inteiro! Meu pintinho duro gozou um monte...como nunca tinha acontecido.

O prazer era intenso e inacreditável...a sensação de ser penetrado por um macho era deliciosa!

Luisão urrou como um louco em cima de mim...metendo sem dó no meu rabinho não mais virgem!

Depois de alguns instantes ali descansando nos levantamos e fomos tomar banho juntos...e começamos a conversar:

-Claudinho...eu tinha certeza que vc seria um viadinho muito gostoso de enrabar...mas agora tenho certeza que vou querer te comer mais vezes...vc é uma delicia...teu cuzinho adora pica...morde gostoso...

-eu...eu...também...adorei dar...pra vc...nossa...que delicia...sentir seu pauzão...doeu...mas foi bom demais!

-pensei que vc ia...ser daqueles viadinhos que querem dar...mas na hr de levar vara...ficam reclamando que tá doendo...ficam cheios de frescuras...a gente tem que dar uns tapas nos viados...pra se acalmar...mas vc não...sabe como agradar um macho pauzudo...que nem eu...foi um viadinho delicioso...

-eu...eu...também...gostei muito...vou querer mais...qualquer dias desses...com certeza...

Foi então que Luisão ao sair do banho...foi me agarrando com o pauzão todo duro de novo de me jogou na cama dizendo todo sensual:

-Claudinho...vc vai ser minha menininha de novo já...não vai ser outro dia...teu macho tá de pau duro...quer te comer...bem gostoso...agora vai ser mais gostoso...

Ele então se deitou por cima de mim, levantou minhas pernas e como se eu fosse uma mulher encaixou a pica na entradinha do meu cuzinho todo inchado e enfiou firme. Dei um gritinho todo safado...mas... aguentei tudo até o fim...me senti totalmente preenchido...o saco dele bateu em minha bunda...na posição de frango assado a penetração era profunda...e pra fazer eu me acostumar começou a enfiar e tirar bem devagar dizendo todo sensual:

-humm...que delicia...meu viadinho...agora é uma menininha de verdade...com as perninhas pra cima levando vara do macho dela...rebola...pro teu macho...rebola gostoso...menina gostosa... putinha safada...

As palavras dele me chamando de menina me excitavam ainda mais e eu gemia todo safado dizendo:

-aii...seu Luisão...que delicia...to adorando ser chamado assim...e ser comido assim... humm... delicia...ahhh...como é grosso...ahhh...

-isso...assim...gosto...de viadinho que gosta de ser menina...dá gostoso pro teu macho... putinha...rebola!

Os movimentos se aceleravam...meu corpo era tomado de prazer...naquela penetração...a sensação era muito mais intensa...senti que meu pintinho estava molinho...e quando Luisão gemeu mais forte e disse que ia gozar novamente...me beijou os labios com volúpia...gozei na hr...sentindo sua língua dentro da minha boca...me beijando com muito tesão.

Quase nem aguentei me levantar da cama pra tomar banho de tantas emoções que sentira. Tinha sido uma loucura fantástica...me descobrir.

Aquelas loucuras com Luisão duraram mais de 02 anos...eu me tornei a mulherzinha dele...ele até comprara umas calcinhas pra eu vestir quando ia visitá-lo na quitinete.

Viciei naquela pica enorme e grossa...quase todo dia ia dar meu rabinho pra aquele macho gostoso.

Logo depois que completei 18 anos, quando fui a uma festa da firma que trabalhava conheci um negro alto e com uma pica ainda maior que do meu macho Luisão...e resolvi experimentar...adorei...mas isso já é outra história. RSS.

Outros contos do TETE acessem meu perfil: http://www.casadoscontos.com.br/perfil/150463

Se quiserem entrar em contato:

skype: tete-cp1

kkkkkhkhkhkhhk50

Comentários

27/02/2018 01:56:56
Seu conto foi legal...agora dizer que na primeira vez, no descabaço, a gente goza é mentira, quem goza é quem tá metendo, a gente somente fica na dor.
22/02/2018 15:51:20
É sempre muito excitante reler esse conto !!!
Lx
21/06/2016 01:24:31
Muito gostoso cuidar de um macho assim...
22/02/2016 07:04:13
Parabéns, muito bom seu conto, continue
24/05/2015 03:39:07
Legal. Um bom descabaçador e um menininho gostando de virar menininha. Valeu. Dez
20/05/2015 14:36:29
Ótimo parabéns tem que postar mais desses contos....
15/12/2013 16:35:05
Maravilhosa a bunda do Claudinho deliciosa a caceta do Luizão. Delícia de gozo.
27/01/2013 09:24:58
Está aí, um conto, um relato gostoso de ler e viajar com o pau duro até o final da estória. Parabéns.
25/10/2012 17:00:08
Eu é que queria um macho desses pra mim pra me fazer de menininha.
05/10/2012 14:37:18
Nossa, os diálogos são muito excitantes!! Adoro contos com diálogos bem safados...
02/10/2012 08:56:37
Acabei de reler o conto, é maravilhoso. Ah a bunda do Claudinho, Ah a pica do Luizão.
12/08/2012 22:22:20
Nossa que putinha vc !
08/08/2012 15:19:40
Nossa, maravilhoso . Voce é uma delicia Claudinha. Uma putinha para ser comida com muito carinho e tesão.
06/08/2012 20:31:27
Legal.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.