Casa dos Contos Eróticos

Apaixonado por um pit boy - Parte 12

Um conto erótico de Rafinha
Categoria: Homossexual
Data: 06/03/2012 22:33:06
Nota 9.67

- Porra... Eu devo ser muito besta mesmo – Bruno diz com a cara mais emburrada que alguém pode ter – Como que eu deixei você me convencer a ir de ônibus pra nossa cidade? Eu já tinha ate comprado às passagens de avião...

A cara do Bruno era algo ate cômico de se ver... Mas poxa eu precisava de tempo ate chegar à nossa cidade... E avião seria muito rápido e eu queria me preparar bem psicologicamente antes de dizer “mãe sou gay”... E avião não seria tempo suficiente...

- Relaxa Bruno você vai ver que nem vai demorar tanto assim – tento acalmar ele

OPS... Péssima ideia...

Sabe quando dizem que não se deve cutucar a onça com a vara curta... Então... Na verdade no caso do Bruno eu acho que não se deve cutucar em hipótese nenhuma...

- Vai se ferrar... – Ele diz com a cara super vermelha – já me fez vir de ônibus ainda vem com essa de relaxar?...

Ele vira o rosto para o outro lado e fecha os olhos...

Bom... Ver esse alemão vermelho era comum... E sendo grosso também...

Poxa não era tão ruim assim... O ônibus era enorme e super confortável... Era double class e as poltronas viravam camas... Era quase como viajar de primeira classe em um avião...

E nessa área vip... Havia mais 2 pessoas além de nós... Não era tão ruim assim...

Como já era de noite eu decidi ficar quieto e esperar ele dormir, afinal nada é tão ruim que uma soneca não pudesse resolver hehehehe... Pelo menos assim eu esperava...

Virei-me para a janela e fiquei vendo o pouco que dava para enxergar da noite que passava do lado de fora do ônibus... As luzes da cidade maravilhosa iam ficando para traz... As luzes de dentro do ônibus foram apagadas e ficamos assim no maior silencio...

Silencio...

Sono...

2 horas depois eu acordo meio desconfortável...

Droga... Essa porcaria de leito não é nada confortável...

Viro pro lado e tento ver o Bruno... Ele também esta dormindo...

E pelo total silencio eu imagino que o casal lá na frente também estejam...

Vejo o meu loirão ali cochilando... Mmmmmm muito gato... Como alguém consegue ficar tão gato assim ate dormindo? Bom... Vai saber né...

Inclino-me mais perto do seu corpão musculoso e sinto sua fragrância... Mmmmmmm

Lindo e cheiroso...

Tento observar seu corpo... Apesar de estarmos no escuro a pouca luz que entra pelas luzes neons de dentro do ônibus, eu ainda consigo enxergar sua fisionomia... Vejo que ele respira calmamente... Seu tórax forte e bem definido marcando sua camisa branca...

1,90 de altura de pura masculinidade...

Seus braços ao lado do corpo perfeito...

E a barba meio crescida... Deixando seu rosto ainda mais másculo e sereno...

Uma onda de calor me invade... Sinto meu pau começando a ficar pulsante de tesão...

Coloco a mão com bastante leveza em seu peitoral quente e forte... Vou descendo os dedos pelo seu abdômen perfeito e firme... Ele se mexe um pouco na poltrona...

Com esse tamanhão todo ele deve estar super desconfortável...

Porem tão gostoso...

Algo dentro de mim esquenta... A vontade de tocar nele... Sentir cara pedaço seu sobre mim...

Desabotoo o primeiro botão de sua camisa com muito cuidado... Depois outro e mais outro... Expondo seu peitoral perfeito... Continuo abrindo os botões ate o fim... Abro sua camisa e... Acho que nunca vou me cansar de olhar pra ele... Cada musculo esculpido de seu abdômen...

Ele se mexe mais uma vez...

Passo a ponta dos dedos pelos músculos... Em volta do seu umbigo... Desço os dedos pelos pelinhos que saem do cós da sua calça... Diesel é claro... Metido... O volume que fica em sua calça é tentador... Tem razão de gostar tanto de calças diesel de cós baixo... Valoriza demais sua anatomia... Grande anatomia...

A vontade de abrir e sentir seu pau grande em mim me deixa louco...

Abaixo o rosto ate seu peito e sinto seu perfume de macho comMe abaixo mais ate o seu volume... Passo a ponta da língua no volume... No jeans...

Devo estar ficando louco... Dentro de um ônibus...

Afasto-me rápido...

Penso comigo... “chega... Chega... Respira fundo... To ficando louco...”

- como sempre você pensa de mais Rafinha – Bruno diz baixo e com a voz rouca... Assustando-me é claro

- quer me matar de susto? – pergunto sentindo o rosto esquentar de vergonha

- Não precisa ficar só olhando – ele diz e da uma risadinha safada – tudo isso aqui é seu

Ele diz isso e passa a mão pelo peitoral descendo ate seu pau duro dentro do jeans... E aperta

Cretino convencido...

Depois ele passa a outra mão no meu rosto e passa o polegar nos meus lábios...

- Sou todo seu assim como você é só meu – Ele diz e volta a fechar os olhos

Safado...

O fogo dentro de mim explode... Limpando da minha mente qualquer vestígio de sanidade...

Me curvo novamente sobre ele e beijo sua boca...

Deliciosa...

Desço meus beijos pelo seu pescoço e depois pelo peitoral... Cada mamilo firme... Mordo de leve...

Sinto seu corpo tremer...

Vou mordendo de leve seus músculos... Sua pele quente...

Passo a língua pelo umbigo e com as mãos eu massageio seu volume no jeans...

Com dedos de mestre Jedi na arte de desabotoar sua calça eu abro seu jeans...

Ele levanta um pouco o quadril para eu abaixar sua calça...

Sua cueca branca estufada com uma arma grande e grossa saindo pela lateral...

Deus abençoe as cuecas CALVIN KLEIN, as boxers principalmente...

Seguro firme aquele volume que mais parece uma garrafa de agua de tão grosso...

As vezes me pergunto como eu aguento tudo isso... Deveria ganhar um Oscar...

Mas também... O tesão que eu sinto me deixa todo molhado...

Tiro o pau de dentro da cueca e beijo de leve a cabeça linda e rosada...

Apesar da escuridão e da pouca luz... Percebo os contornos perfeito do seu pauzão...

Com uma mão eu seguro seu pau e com a outra as suas bolas grandes e pesadas...

Começo a colocar seu pau na minha boca... Abro o máximo que posso e vou colocando...

Enorme...

Mal consigo chegar à metade e já o sinto encostar-se à minha garganta me dando uma pequena ânsia...

Começo a chupar com vontade...

Escuto Bruno suspirar de tesão...

Solto suas bolas, e com uma mão eu abro o zíper da minha calça e o botão e tiro pra fora meu pauzão que esta quase explodindo de tesão...

Começo a me punhetar enquanto chupo com vontade esse pau delicioso...

Bruno coloca a mão na minha cabeça e começa a me foder a boca... Ele adora fazer isso... Preenchendo-me a boca... Fazendo-me engasgar varias vezes com sua rola grossa e grande...

Já estou acostumado com esse jeito dominador e rude... Gostoso e safado dele...

Ficamos assim por um tempo ate eu começar a sentir seu pau latejar na minha boca... Soltando vários jatos de porra quente... Tento engolir o máximo que posso...

Meu tesão é tanto que eu chupo e limpo todo seu pau...

Porem sabe aqueles dias que você está extremamente excitado? Então... Hoje eu estava assim...

Uma das melhores coisas no Bruno é que por mais que ele goze, ele sempre tem força pra mais foda... O cara é muito fogoso e sempre quer mais... E nunca me deixa sem gozar...

Sinto meu cu piscar de tesão... Quente querendo sentir essa tora dentro de mim...

Com muito cuidado pra não fazer barulho eu me levando e vou subindo em cima do Bruno...

Seu pau duro e grande... Me esperando pra cavalgar gostoso...

Começo a encaixar seu pau na entrada do meu cuzinho e começo escorregar nele...

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

A mesma dor de sempre...

AHHHHHHHHHHHHHHHHH

A cabeça entra...

Sinto como se meu cu rasgasse... Ardendo muito... AHHHHHHHHHHHHHH

Abafo um grito quando o Bruno da uma leve estocada dentro de mim...

AHHHHHHHHHHHHHHHHH

Vejo em seus olhos um desejo safado de me comer... Safado... Ele sabe que eu sinto muita dor quando ele esta dentro de mim... Mas também sabe que eu gosto...

Vou descendo e vendo estrelas de tanta dor e tesão...

Dor se transforma em desejo...

Começo a cavalgar gostoso... Meu cu totalmente preenchido por ele... Me rasgando e me deixando louco de tesão...

Escuto então que lá na frente alguém se levanta e vem vindo em direção ao banheiro que fica lá atrás...

Paro de cavalgar e o Bruno me puxa contra seu peitoral me abraçando

- Xiiiiiiiiiiiii... Fica calmo e quietinho ok? – Ele sussurra em meu ouvido

A pessoa passa por nós e vai ao banheiro e fecha a porta tento me levantar o mais rápido o possível mais Bruno me segura com força e da mais uma estoca funda dentro de mim...

- Quietinho eu disse – Ele diz com a voz rouca e autoritária...

- você esta maluco? E se alguém nos pegar?... – digo baixo e com a voz tremendo de medo...

- Ninguém vai parar a gente ouviu? Ninguém... Eu estou louco de tesão e não vou parar... – ele diz isso e segura meu rosto com força e me faz olhar bem nos seus olhos... – Ouviu?

- A droga... Você é louco – digo com medo... Ele é louco...

- Sou louco sim – Ele me diz baixinho e me beija com força – louco por você seu muleke gostoso...

Hummmmmm

Pra quem não sabe eu sou o muleke gostoso hehehehe... E tenho um namorado louco...

A porta do banheiro abre...

Bruno me puxa novamente contra si e me abraça com vontade... Ficamos quietinhos...

A pessoa passa por nos e volta a se deitar na poltrona lá na frente...

Bruno da mais uma estocada funda... AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

Seguro meu gemido...

E então depois de um tempo eu volto a cavalga-lo...

Seu pau grosso me deixando louco...

Coloco as m aos nos seu peitoral e vou cavalgando mais rápido... Sentindo o tesão dentro de mim aumentar descontroladamente...

Meu cu começa a ficar esfolado devido ao atrito do cacete grosso...

A dor me deixa com mais tesão...

Tanto tesão que chega a doer meu pau...

Sinto meu pau pulsar e vários jatos de porra saem e se espalham pelo peito e barriga do Bruno...

Meu corpo treme em varia convulsões... Meu corpo fica livre e leve e eu desmorono em cima do corpo gostoso do meu namorado...

Ele da mais uma estocada e seu corpo rijo treme em baixo de mim gozando muito dentro de mim...

Ele segura novamente meu rosto...

Passa a os dedos pela minha boca...

- Te amo meu Rafinha... – Diz e me beija com vontade...

Cansado e satisfeito só me lembro dos seus beijos e depois adormeço assim sobre ele...

Horas de sono se passam...

Sonhos bons...

Depois uma luz queima meus olhos...

Droga esta de manha já...

Sem abrir os olhos eu me recordo do que aconteceu... MMMMMMMMMMMM

Tão bom... Tão... Epa

Meu Deus será que alguém viu?

Abro meus olhos rapidamente e vejo que eu estou na minha poltrona com a calça vestida e abotoada...

Bruno não esta do meu lado...

Ué... Será que eu me vesti? Nem me lembro de mais nada... Depois de... AHHHHHHHHHHHH que gostoso que foi...

Vejo então que o ônibus está parado...

Olho para o lado de fora e vejo que estamos parados num posto aonde tem banheiro e um restaurante...

Bruno abre a porta e entra na área vip novamente e esta segurando dois copos e um saquinho de papel...

Não me canso de olhar pra ele...

Vindo em minha direção com seu corpão e com um sorrisinho satisfeito e safado...

- Bom dia!!! – Ele diz e se abaixa me dando um selinho...

Claro que estávamos sozinhos...

- Bom dia pra você também – digo e pego o copo que ele oferece pra mim...

Bebo um pouco do suco e pego um croissant de dentro do saco de papel...

- safadinho você hein! – Ele diz e da um sorrisinho – Queria vir de ônibus só pra satisfazer um fetiche?

- Claro que não... – Digo meio pasmo – Que ideia...

- Gostei... Da próxima vez eu quero fazer isso dentro de um avião – Ele diz e da uma gargalhada... – Deliciaaaaaa...

Meu Deus eu criei um monstro...

- Sempre que você quiser fazer essas loucuras é só você me falar Rafinha – Ele diz e passa a mão pelo pau que por cima do jeans...

- Caramba... Você é movido à energia nuclear? Não cansa não? – digo com medo da resposta...

- Não... – Ele diz e da uma super mordida em um croissant...

Enquanto eu como dois croissants eu vejo que ele comeMeu pra onde vai tanta comida? – pergunto, pois fico perplexo.

- Quietinho que eu ainda estou com fome... Uma fome diferente... – ele diz e sorri pra mim

Estou fudido...

O outro casal entra novamente no ônibus... Para a minha sorte... Pois tenho certeza que eu era o próximo croissant...

Era melhor eu desconversar...

- Então... Como que a gente vai fazer quando chegar... – Digo e olho pra ele que está sério...

- Bom... Eu aviso minha família que vou morar sozinho com você e você faz o mesmo – Ele diz isso como se fosse super fácil...

- Não é tão simples assim... E nem tão rápido... – Digo e vejo-o ficar com o maxilar tenso...

- Rafa... Escuta bem o que eu estou te falando... Vou te dar dois dias pra fazer suas malas e vir morar comigo... Dois dias... Ou eu vou te buscar nem que seja arrastado... – Ele diz isso serio e depois começa a rir...

Tento rir também, mas não consigo...

Sei que no fundo ele diz a verdade... Droga

- e não faz essa carinha de assustado não porque sei que você esta louquinho pra morar comigo – ele diz e sorri pra mim... Aquele sorriso convencido e safado...

- É... Vai ser só eu, você e seu ego... – Digo fazendo piadinha sobre ele... Está certo que ele tem muito motivos pra ser convencido

- E não se esquece dos seus gibis... – ele diz provocando... - estou tão ansioso pra sentir cheiro de gibis velhos...

Nos dois damos risadas

A viagem transcorre numa boa...

Horas passam e meu gato ali do meu lado...

Começo a cochilar novamente...

Dessa vez eu acabo sonhando com um bárbaro loiro me roubando de casa...

Sinto ele me balançar dentro de casa... Me balançar...

- Acorda Rafa... Já chegamos

Abro os olhos e vejo pela janela que estamos na rodoviária de Maringá...

Ahhhhh que maravilha... Agora a coisa era de verdade...

Sinto meu estomago revirar... Ansiedade e medo...

A gente desce do ônibus e pegamos nossas bagagens...

Vamos ate um taxi...

- Bom Rafa... Vamos passar na sua casa primeiro e de lá eu vou pra minha... – Ele diz ao motorista meu endereço e depois o dele...

- Estou um pouco nervoso – Eu confesso isso pra ele e vejo-o me olhar com carinho...

- Relaxa... Vai dar tudo certo... – Ele me diz e sorri

O Carro chega a frente a minha casa...

Eu estava nervoso por entrar em casa e também por deixá-lo ir pra casa dele...

Sair de perto dele era mais difícil do que imaginei...

Ele desce comigo e me ajuda com as malas...

Ficamos parados no portão...

- Bom... Vou entrar... Posso te ligar? – pergunto meio baixo...

Eu queria chorar...

Ficar longe dele por pouco tempo que fosse seria difícil...

Ele me dava força... Era meu escudo... Meu gato guerreiro...

- Rafa fica calmo... E é claro que você deve me ligar... Pode ficar tranquilo que eu vou cuidar de você – ele diz isso e me da um abraço rápido e volta para o taxi...

E parti...

Respiro fundo e entro...

Abro a porta e entro em casa... Minha casa é muito linda e muito bem decorada pela minha mãe...

- Rafaaaaaaaaa, meu filho que saudades... – Vem minha mãe gritando descendo as escadas...

- Oi mãe... Também estou com saudades – digo abraçando-a

- Filho como foi à viagem? Me conta tudo – Ela me puxa em direção à cozinha

Começo a “contar” como o navio era legal...

Ficamos conversando sobre varias coisas...

Minha mãe é um tipo de pessoa super agradável...

Depois ela me ajuda a subir minhas malas ate o meu quarto e conversamos mais um pouco...

E então ela me deixa sozinho e desce pra ver o almoço...

Sento-me na cama e pego o meu iphone de dentro do bolso...

1 mensagem

“me liga se você precisar”

Respondo “Já estou com saudades”

Resolvo tomar um banho... Sentir a agua quente... Fazendo-me relaxar...

Fico uns 40 minuto dentro da banheira...

Toc toc

Minha mãe bate na porta do quarto...

- Rafa o almoço esta pronto... – ela diz e se afasta

Saiu de dentro da banheira e me troco rapidamente...

Apesar de não estar com fome...

Na hora do almoço a gente conversa mais um pouco e eu belisco alguma coisa no prato...

Volto então para o meu quarto e começo a desfazer as malas...

Vejo então que uma das camisetas do Bruno ficou ali...

Levo ate o nariz e respiro fundo...

Seu perfume...

Passo o restante da tarde arrumando minhas coisas afinal daqui dois dias minhas aulas voltam

No final da tarde eu desço pra cumprimentar meu pai e dar um abraço...

- E ai filho preparado pra voltar pras aulas? – meu pai pergunta super empolgado...

- estou sim... Ansioso...

Muito ansioso...

Minha mãe põe a mesa do jantar e estamos os ter conversando quando a campainha toca...

Minha mãe se levanta e vai abrir...

Fico conversando com meu pai e o ajudo a colocar os pratos na mesa de jantar...

- que bom filho que você gostou da viagem – ele diz e coloca uma jarra com suco sobre a mesa...

Minha mãe volta e...

Acompanhada...

Pelo...

- Bruno? – pergunto quase que gritando

A minha mensagem... Merda...

- Oi Rafa – Ele diz e sorri pra mim – Esqueceu que tinha me convidado pra jantar aqui?

- Filho seu amigo é muito simpático – minha mãe diz e sorri pra ele...

- Ahhhhhhhh claro... – Digo quase surtando

Minha mãe convida Bruno pra se sentar à mesa e ele está todo educado conversando com ela

Fico quase besta de ver...

Educado?

- E então o Rafa contou tudo sobre a viagem dona Danielle? – Bruno pergunta olhando pra minha mãe

Eu quase engasgo e derrubo o meu garfo no chão...

- Cuidado filho... Pois é Bruno ele me disse que encontrou você lá e que vocês se divertiram bastante... – ela responde toda animada pra ele

- É... A gente se divertiu muito mesmo... – ele sorri e coloca mais uma garfada na boca...

- Então seu pai é advogado Bruno? – Meu pai pergunta depois de saber que o pai do Bruno é dono de umas das maiores empresas de advocacia do Paraná...

- É sim... Na verdade é algo de família – Ele diz e ri pro meu pai – Por isso que estou estudando direito também...

- Que bom... Um ótimo curso... – Meu pai diz

Bruno então olha pra mim...

- E ai Rafa você já disse para os seus pais que a gente vai dividir um apartamento perto da faculdade? – Bruno pergunta e fica me encarando...

Quase morro...

Filho da puta...

Meus pais ficam me olhando... Esperando uma resposta...

Eu sinto minha pressão subir mais que um vulcão...

BOM COMO ESSE JANTAR VAI TERMINAR? VOCES VÃO FICAR SABENDO NO PRÓXIMO CONTO...

HEHEHEHESURPRISEEEEEATE O PROXIMO

DIGAM-ME SE GOSTARAM OK E NÃO SE ESQUEÇA DE DAR SUA NOTA AO CONTO

E BEIJOS A TODOS QUE ME ACOMPANHAM

GOSTOS MUITO DE TODOS VOCES AMIGOS

QUE TORCEM POR MIM E PELO BRUNÃO LOUCO E SUPER “DESCRETO”

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/04/2017 02:41:02
Esse conto e otimo to lendo pela 4 vez
17/05/2016 02:39:23
Alguém sabe o que aconteceu com o rafa? se ele realmente morreu? Rafa se vc estiver lendo isso da uma explicação pra nós fãs pff, to chorando mt
12/07/2014 19:11:25
Máximo! :D
23/09/2013 13:51:34
10
29/08/2013 00:50:16
09/02/2013 21:33:59
Voce e seus misterios haha
29/01/2013 18:05:52
Hahahahahahaha o Bruno é muito legal! Hahahahahaha
07/09/2012 12:22:12
Cara dizem quê se louco todos nóis temos um pouco! Mas esse Bruno é o louco kkkkkkkkkkk! :-)
11/08/2012 03:53:44
Muito bom, vc escre muito bem!
20/06/2012 23:07:22
nossa a 1 "visita" do namorado em casa e sempre emocionante
28/03/2012 07:46:23
TEM RAZAO: É MUITO BESTA MESMO... A ÚNICA COISA QUE PRESTOU NESSA LITERATURA PERDIDA E MEDIOCRE COMO O AUTOR
26/03/2012 23:57:57
Não demore, senão vai nos matar de curiosidade rsrs :)
26/03/2012 23:57:48
Não demore, senão vai nos matar de curiosidade rsrs :)
23/03/2012 22:14:40
Poxa, vai demorar muito ainda até a continuação? Todo dia entro no site com esperança de ter um novo capítulo. Muito boa a historia, parabéns! Mas por favor, vê se não demora...
19/03/2012 01:40:59
P.S.: Muitas saudades dos contos... :(
19/03/2012 01:39:33
Realmente eu fiquei louca com sua história... Estou amando, não pare, please!!!! Bjs!!!
19/03/2012 01:36:44
18/03/2012 03:57:43
Boa cara!
18/03/2012 02:59:35
Olha rafa eu num tenho oque te dizer esse seu conto é lindasso sem palavras é maravilhosamente um arraso não demore pra postar a outra parte se não eu vou morre de anciedade!!!
16/03/2012 02:56:30
PSe tiver face me passa!!!!!!!!!!!!