Casa dos Contos Eróticos

Uma vida de sexo – Meu dia de dominador 2/3

Um conto erótico de JuniorRJ42
Categoria: Homossexual
Data: 08/02/2012 21:20:29
Nota 9.67

Flavio anunciou o gozo e mandei ele mirar na entradinha do cu do Tales e ao sentir o jato quente batendo na portinha do cu, ele começou a gemer falando “Ai paizinho que tesão, mela meu rabo pra eu dar pro meu macho vai!Que pai safado que eu tenho! Ainda bem que você me ensinou a dar o cuzinho.” Sr Flavio depois de gozar em cima do cuzinho do filho me deu passagem e peguei no pau dele pra pegar o pouco de porra que ainda tinha escorrendo e passei no meu pau, peguei a porra que ele deixou no rabo do filho e espalhei no cuzinho dele e na minha rola e comecei a penetração. Segurei na cintura dele e fui metendo bem forte, quando vi que ele já estava acostumado e começando a rebolar, tirei minha rola e peguei o vibrador e fui colocando no rabinho dele ate o talo e tirava.

Tales rebolava como uma puta e se tremia todo olhei pra Sr Flavio e disse “Seu filho aprendeu a dar o rabo direitinho com você, seu viado. Ta gostoso ver ele dando pro macho dele na sua frente em???Quer comer o cuzinho dele também? Tem que deixar essa rola dura e só deixo se vocês ficaram se chamando de papai e filhinho enquanto você come o rabo dele.” Tirei o vibrador e voltei a meter meu pau no rabo do Tales, depois de um tempo mandei Flavio deitar no chão de barriga pra cima e mandei Tales deitar em cima do pai e voltei a meter no cu dele, mandei eles ficaram se beijando. A rola do Flavio começou a dar sinal de vida dinovo e ficou encostando na minha bunda, tirei meu pau de dentro do rabo de Tales segurei no seu cabelo e trouxe seu ouvido pra perto da minha boca e disse “Pede pro seu papai gozar no seu cuzinho pra rola do seu macho entrar com mais facilidade.” Tales estava completamente submisso e só gemia e concordava, guiei a rola do paizão ate o cuzinho do filho e foi entrando devagarzinho, mandei eles acelerarem.

O cheiro de sexo dominava a cozinha então vendo Tales cavalgando a rola do pai, inclinei ele e fui mirando meu pau no rabo dele. Ele começou a querer sai então peguei ele novamente pelo cabelo e levantei e disse “O papai ta demorando pra gozar e to sem paciência pra esperar, agüenta sem frescura! Fica pedindo pra ele gozar no ouvidinho dele.” e fui empurrando tudo ate minhas bolas encostarem nas bolas do Sr Flavio. Depois de um tempo Tales começou a gozar violentamente sujando a barriga toda do pai, o cu dele apertou com violência nossos paus, estava me segurando pra não gozar primeiro que o Flavio então o coroa finalmente começou a gozar dentro do rabo do filho e na minha rola também.

A rola do Flavio escorregou para fora e fiz Tales limpar a barriga e o peitoral do pai que ele havia deixado todo melado e não agüentei mais e comecei a gozar dentro do cu dele como nunca, era muita porra. Assim que terminei de gozar mandei Sr Flavio mamar meu cu e Tales a minha rola ate eu gozar dinovo. Thiago chegou e viu nos 3 na cozinha e ficou vendo a putaria rolar ate que sacou a rola para fora e começou uma punheta, ele viu o rabo do irmão disponível e com porra escorrendo e nem tirou a roupa toda e já foi meter no rabo dele (assim como eu Thiago adora comer um cu cheio de porra). Tirei minha rola da boca do Tales e já fui colocando na boca do Thiago, olhei nos olhos dele e dei um tapinha na bochecha dele e falei “Já que esta comendo o rabo do meu viadinho sem eu deixar, vou comer o seu. Mama minha pica ate eu sentir que ta bom pra comer seu cu.” Mandei Flavio ir lamber o rabo de Thiago e logo depois comecei a comer o rabo dele e fiquei ate gozar.

Continua......

Desculpe a demora para postar a continuação. Aniversario do Guilherme na semana passada e estava ocupado com as festas.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/02/2012 22:09:34
delicia