Casa dos Contos Eróticos

Casado dando para ajudante de pedreiro

Autor: casadobi
Categoria: Homossexual
Data: 14/05/2011 00:39:23
Nota 9.29
Assuntos: Homossexual, Gay, Corno
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Casado dando pro ajudante de pedreiro

Olá , sou casado, 36 anos, moro no rio, adoro uma mulher e tb uma gostosa pica, sou engenheiro, magro, 1,75. bundinha redonda, gulosa, 17 cm de pica grossa.

No fim de semana, fui para minha casa de praia, na Região dos Lagos, encontrar com minha esposa, que ja estava lá, fiquei de chegar no sábado a tarde, mas resolvi ir na sexta, para aproveitar e ver mais algumas pendencias da nossa reforma que estva acontecendo.

Deixei o carro na entrada e subi direto para obra , no terraço, não encontrei ninguém e quando olho par a parte atráz da casa , onde fica a piscina, vejo minha mulher, deitada de costas, com seu biquini vremelho, minúsculo, que eu adoro, com a bunda para cima, pegando sol, mal dava para ver a cor do biquini, sua bunda engolia tudo.

Atraz da cerca viva que protege a piscina encontrei o ajudante do nosso pedreiro, um negro de uns 17 anos, olhando para minha mulher e tocando uma punheta muito exitado.

De cima assitia tudo, acredito que minha mulher sabia, pois se arreganhava e dava empinadas na bundinha, como se alguém, estivesse metendo no cuzinho dela.

Minha pica subiu na hora, fiquei admirando ele se deliciar com a imagem, e saborendo a visão do pau dele, grande, duro, minha boca salivou de tesão.

Fiquei até ele gozar, deu para ver os jatos saindo de encontro a planta da cerca, que delicia.

Desci, e retornei para o carro, dando duas leves buzinadas como que avisando que cheguei e retornei para o interior da casa, indo em direção a piscina.

Minha mulher tinha mudado de posição, estva de barriga para ciam, amostrando os seios fartos, que o só não se via os bicos de tão pequeno que era a parte de cima do biquini, embaixo a buceta estufadinha, toda arreganhada mostrava o contorno dos lábios.

_Oi amor, que surpresa. – Disse ela.

_Não aguentei de saudades. Assim esta obra não vai acabar nunca, duvido que os pedreiros estejam trabalhando, devem estar te admirando, pelo menos eu não trabalharia, sr sr rs – Disse brincando com ela.

_Amor é um incentivo, quem sabe se eles trabalharem direitinho, não ganham um extra. . .

Falou puxando a calcinha pro lado e mostrando a bucetinha toda peladinha, comos labios grandes e carnudos, ela sabia que isto me deixava louco de tesão.

_Vc não vale nada mas eu gosto de vc .. . falei rindo.

Fui para a obra falar com os pedreiros e encontrei apenas o ajudante, fingindo que trabalhava.

Me disse que seu pai, estav doente e ele estava adiantando o trabalho.

Estava de short, sem camisa, era musculoso, dava para ver sua “mala” no calção pequeno.

_ Tudo bem vamos lá embaixo falar com minha mulher, preciso resolver algumas indefinições da obra e vc depois passa para seu pai.

Descemos e juntos chegamos na piscina, minha mulher estava com abundinha para cima, de novo, as pernas abertas, dava para ver sua bucetinha estufada por baixo da bunda, mal coberta pelo pequeno biquini, vi que a cena deixou o ajudante exitado de novo.

Minha mulher se virou e enquanto conversavamos, ela se abria, de propósito, amostrando o contorno da racha e os labios para nosso amigo.

Dava para ver que sua pica estava dura por dento do calção, tamanho volume, ele não tirava o olho da minha mulher e ela tb não tirava o olho do vlume do seu short.

Subi novamente com ele já pensando em como ter aquela pica dentro de mim, meu cuzinho piscava de tesão.

_Mnha mulher é linda não é .. . _perguntei para ele.

_Sim, o senhor é um homem de sorte.

_O Senhor está no céu, e além de linda ela é muito gostosae fode muito, precisa ver ela dando o cuzinho, como geme, adora dar o cú.

_Assim eu não aguento, olha como estou. _ apontando para o pau estufando o calção.

_E acho que ela não é a única que gosta de pica em sua casa, acertei. . .

_Acha que ela ia gostar desta aqui. _ disse mostrandoo pau, enorme, lindo reto, grosso, negro, estva reluzente de tão babado.

Me abaixei e comecei a mamar gostoso, segurava com as duas mãos , engolia o máximo aquela coisa linda.

_Mama viadinho, sua mulher ta louquinha para me dar mas vc vai ser o primeiro a sentir o gostinho da minha porra.

Delicia ouvir isto, minha pica estva dura como aço, suguei, ele socava na minha boca, como se fosse um cu, não demorou a gozar enchendo minha boca de porra.

Cuspi e dei mais umas lambidas para limpar sua pica e me levantei.

_Cara quero levar esta pica no cu, para saber se minha mulher vai gostar, se vc me comer direitinho, vou providenciar um encontro e vcs dois e vc vai poder socar gostoso na bucetinha dela e no cuzinho.

_Além de viadinho é corninho, então vou arrombar seu cuzinho.

_Não agora, que ela esta ai, no domindo pela manhã, depois que ela for embora, ela vai primeiro que eu, pois tem uma festa junto com minha filha, vou dar a desculpa que preciso falar com seu pai e vou depois.

Passamos a sexta e o sábado, eu e minha mulher, trepamos muito, falamos sacanagens e fizemos muitas, numa deles trepei com ela na piscina fantasiando que ela estava sendo fudida pelo ajudante pausudo, ela ficou louca, usei um vibro nosso grosso que ela adora, como se fosse ele, nunca vi ela gozar tão itensamente.

No domingo pela manha a ansiedade me deixava eufórico, não via ahora de ter aquela pica dentro do meu cu.

Assim que ela foi embora, meia hora depois ele chegou.

Entramos e fomos para a sala, ele de short e sem camisa, para variar rs sr srs

_A gostosa ja foi embora . . . _perguntou.

_Sim, ontem fudi ela me fazendo passar por vc, nunca vi ela gozar tanto.

Falei passando a mão por cima do short, apalpando o volume.

Ele sentou no sofa e eu me ajoelhei beijando sua barriga seu peito, sua virilha, a pica ja tava dura . Ele abaixou o short me ofecendo.

_Vem da aquela mamada que vc sabe dar.

Cai de boca naquela delicia, sugava, cuspia e sugava de novo.

_Isso to imaginando qdo a putinha da sua esposa estiver com ela na boquinha, ela deve saber chupar muito bem, tem cara que adora um a pica, vou encher a boquinha de la porra como fiz com a sua.

_Mama viadinho gostoso, vou arombar seu cu .

Ele segurava minha cabeça e socava minha boca no seu pau, eu chegava a engasgar.

Se levantou e tirou minha bermuda e minha cueca, me colocando em pé apoiado no braço do sofá, ficou esfregando a pica de baixo para cima na minha bunda redondinha, branquinha com marca de sunga.

Eu empinava e me abria, oferendo meu cu para ele.

-Isto corninho, empina este cu, sente minha vara no seu rego.

Delicia ele passando a estenção da vara na minha bunda, eu coloquei uma perna em cima do braço do sofá arreganahndo meu cu todo.

_Delicia de cu.

Ele colocou o pau na minha boca me mantendo na mesma posição e apanhando o tubo de gel que eu ja tinha deixado ao lado, lubrificou meu cu e começou a meter um ,dois e tres dedos no meu cuzinho. Eu ia a loucura, gemia, mamava, não estva aguentando mais de tesão.

Apanhei uma camisinha que usava para revestir nosso vibro ( as minhas não caberiam naquela pica enorme ) e coloquei nele, passando bastante gel, apesar de estar acostumado a levar pica, aquela seria uma das maiores que ja comeria meu cu.

Fiquei de 4 no sofá e disse: _Vem meu negão gostoso, me mostra como vai fazer com minha mulher.

_Abre este cú, viadinho casado, vou deixar vc arrombado da mesma forma que vou arrombar sua putinha.

Ele apontou a pica no meu cu e forçou a entrada, a cabeça passou pelo meu cuzinho ja meio aberto pelos seus dedos e o corpo começou a desliza para dentro.

_Aiii delicia, mete, vai gostoso, soca devagar, ta me arromabando.

Quando tenho uma pica no cu me derreto todo, me transformo em putinha pro meu macho.

Passei a mão e metade da pica já estava dentro e tinha muita pica ainda para entrar.

Ele segurou minha cintura e começou a bombar, cada vez metia um pouco mais, meu cú ja bem arreganhado era só prazer, logo estava sentindo seu saco bater nas minhas coxas.

_Isto, assim que vou fazer com o cú da sua mulher, vou arrombar o cuzão dela , como estou arrombando o seu.

Ele bombava tirando a pica até a cabeça e socando de novo, meu cú estava todo aberto engolindo a aquela pica negra.

Logo ele me segurou forte socou até o talo e senti sua pica vibrando dentro de mim, jorrando seu leite, queria estar sem camisinha para sentir mas segurança é imprescindível.

Deu mais algumas bombadas e tirou a pica de dentro , senti que sestava como nunca vi depois das fodas que ja dei com outros machos, passei a mão e senti o buraco.

Delicia desensação de se sentir aberto pelo macho.

Tirei a camisinha dei uma boa mamada para limpar e fomos tomar banho onde depois de alguns minutos dei mais uma mamada e senti todo o seu leite quente dentro da minha boquinha.

Bem depois disso fudemos mais algumas vezes e é claro vi ele fuder minha mulher gostoso no cuzinho e na buceta que contarei em outra ocasião.

Se vc mora no Rio de Janeiro e curte uma relação ativa ou passiva com outro macho, me escreva, meu email é engebi42rio@bol.com.br ou engebi42rio1@hotmail.com.

De preferência que seja casado tb.

Abraços e por favor vote neste conto.

Comentários

28/02/2017 00:22:38
Nota 10 muito bom
29/05/2011 06:54:51
Que tesão !!!!!! Estou alucinado. Leia minhas aventuras, meu e-mail está no final delas, e me adicione.
17/05/2011 16:18:04
Gostaria de ver uma trepada entre os tres onde o negão comeria ela e depois você
15/05/2011 16:04:37
SEU CONTO È ATÈ BONZINHO (EXCITANTE) > NOTA CINCO < AGORA VAMOS ÀS CRÌTICAS: NÂO DIGA À NINGUEM QUE VOCE È ENGENHEIRO > PORQUE O CARA QUE NÂO SABE A DIFERENÇA DE EXCITADO E EXITADO > È BURRO OU MENTIROSO > SOBRE A EXTENSÂO COM (S) `NÂO VOU NEM COMENTAR SR DR ENGENHEIROZINHO> OBS: AQUI EM SAMPA VOCE NÂO TERIA A MENOR CHANCE EM QUALQUER EMPRESA DE PORTE> VC ESTUDOU TANTOS ANOS PARA ESCREVER ASSIM! MAS O CONTO È BONZINHO> ABRAÇOS>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
14/05/2011 00:59:45
volta pra contar logo... adoraria uma foda de vc e sua mulher com ele juntos... ela vendo vc levar rola do negao

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.