Todos Felizes

Um conto erótico de Destroçador
Categoria: Heterossexual
Data: 10/05/2010 11:31:58
Última revisão: 20/06/2013 15:12:09
Nota 9.14

PROPORCIONANDO PRAZER A UM CASAL JÁ FELIZ

Caros leitores!!! Aconteceu comigo algo que pensei só acontecesse em contos eróticos “mentirosos”, fruto da criatividade de pessoas que querem contribuir para o prazer alheio, sinceramente jamais pensei que pudesse ocorrer na vida real.

Tudo começou quando sentei para uma conversa com minha esposa, falei para ela que depois de 10 anos de casados, continuava lhe amando, desejando e tendo muito respeito por ela, nunca a havia traído, mas com o passar dos anos ela pareceu não gosta mais de sexo, sempre dava um jeito de dormir antes de mim, quando eu corria para deitar antes dela para evitar desculpas ela alegava que precisava estudar, e acaba me deixando dormir, quando eu acordava no meio da noite ela pedia para dormir um pouco mais que em seguida me acordaria e é claro nada, quando não tinha jeito de fugir de mim ela se mostrava cheia de frescura, ao chupar seus lindos peitinhos ela reclamava que estava incomodando, ao chupar sua bucetinha logo ela pedia para penetrá-la, acho que para acabar logo, se pedisse para ela chupar meu pau logo parava e pedia penetração, enfim, cheguei a pensar que ela estava me traindo, andei dando incertas na faculdade dela, sem ela saber, moramos perto do trabalho e o tempo todo dando incerta e nada, ficou claramente constatado que ela não gostava mais de sexo e o pior não queria procurar ajuda, perguntava se ela realmente me amava e afirmava categoricamente que nossos filhos e eu eram tudo na vida dela no meio da conversa ela pediu-me desesperadamente que não a abandona-se, pois não poderia viver sem mim, encerrei a conversa que não levou a nada, pois não houve soluções para o problema, então tomei um banho e fui só tomar Chopinho na praça de alimentação de um Shopping de Fortaleza-CE.

Chegando lá sentei em uma mesa ao lado de um casal muito bonito, ele deveria ter uns 37 anos, que a propósito é a minha idade, ela uns 33, me chamaram atenção porque percebi que eles estavam discutindo muito, apesar de ser com classe e sem agressões verbais, apenas um clima pesado, como estava havendo um show ao vivo não era possível ouvir o conteúdo da conversa, também não me interessava, eu já estava no 2º chopp quando o garçom perguntou se eu não poderia tomar meu chop no balcão, pois tinha uma família que estava sem lugar, achei aquilo um absurdo, pois ele é quem devia arrumar o lugar e não eu sair, tentou se justificar e disse que era só um pedido se eu não quisesse não precisaria me levantar, como eu já estava de cabeça quente pedi a conta, para minha surpresa o rapaz ao lado o da discussão , me convidou para sentar na mesa deles, recusei inicialmente mas ele percebendo que eu gostaria mas estava sem jeito, insistiu e a moça também entrou na conversa e disse que não teria problema, agradeci e resolvi ficar e comentei com eles que não gostaria de ir embora porque estava um pouco chateado, como viram a aliança na minha mão esquerda e estando eu só, perguntaram se o motivo era desentendimento com minha esposa, disse que era mais ou menos isso, aí ela comentou que as vezes mesmo amando muito a outra pessoa acabamos nos desentendendo, nessa hora ele perguntou o motivo fiquei constrangido afinal como iria falar de um assunto tão pessoal, ela entrou no assunto pode falar, sem saber como falar acabei dizendo que dizia respeito a nossa intimidade, nesse momento eles olharam um para o outro, me parecendo que o motivo da discussão deles tinha a ver com um problema parecido com o meu, perguntei porque a troca de olhares entre eles e confessaram que a discussão dele era por esse motivo, já estava no clima mesmo, aí abri o “verbo” valei que o sexo estava muito ruim, tentei conversar com minha esposa e ela desconversava, enfim, não admite que tem um problema, eles não entraram em detalhes só me perguntaram o que eu achava que poderia ser feito, respondi que apimentar a relação era a única solução, até então não maliciei nada, mas quando ele perguntou em um tom malicioso: sexo a três? Aí eu gelei, ela olhou meio espantada para ele, mas com carinha de quem estava aprovando, e eu respondi já cheio de interesse, é uma excelente solução se ambos concordarem, nessa hora já ia o 5º chop meu, o sexto ou sétimo deles, para minha surpresa os dois balançaram a cabeça e em meio a um sorriso disseram ao mesmo tempo eu concordo, meio sem graça doido para me voluntariar, mas mantendo a reserva, disse só precisam achar alguém que agrade aos dois para realizarem, ele olhou para mim e perguntou você topa, olhei para ela que balançou a cabeça e disse suavemente eu gostaria muito, então vamos agora perguntou ele, eu disse vamos, pagamos a conta e partimos, eles na frente e eu os seguindo, fomos a um motel no bairro de Fátima, chegando lá os três muito tímidos sem saber como começar, pois nenhum de nós já havia estado naquela situação antes, então disse a eles, olhe só vou até onde os dois me permitirem, caso faça algo que não os agrade é só avisar, ele disse faça o que for melhor para nos três, nossa era tudo que eu queria ouvir, nessa hora bem devagarzinho peguei ela pelos braços abracei-a e a beijei muito carinhosamente, desci para o pescocinho, beijando, lambendo, enfiei as mãos por baixo de sua blusa, e a levantei bem devagarzinho, nessa hora lembrei-me do marido, olhei para ele que balançou a cabeça em tom de aprovação, comecei a chupar aqueles peitinhos maravilhosos, ela começando a dar gemidinhos deliciosos, olhei para ele com o rabo de olho e ele com os olhos arregalados, assistindo a tudo maravilhado, tirei sua saia e em seguida sua calcinha com a boca, e mergulhei naquela bocetinha raspadinha, que grelinho maravilhoso, que liquido delciosa que eu já sentia em minha boca e ela já explodindo de tesão, grita para o marido, amor venha participar conosco, ela ficou de quatro pediu pediu que seu maridão a penetra-se e caiu de boca no meu pau arrebentando de tão duro e chupou, chupou muito gostoso até que eu não agüentando mais gritei vou goooozar, ela disse eeeeuuuu também e ele tambéeeemm vou e ambos atingimos o clímax total, ela com aquela boquinha de veludo tentanddo engolir tudo para não perder uma gota, que coisinha mais linda com a boquinha cheia de porra, caímos os três na cama totalmente realizados, os dois me agradeceram muito pelo prazer que os havia proporcionado e eu falei que eu é quem precisava agradecer tanto prazer, como nunca havia sentido antes. Isso aconteceu em janeiro deste anode lá para cá transamos no mínimo 1 vez por semana, já transamos 2 e houve uma semana que foram três, ficamos muito amigos e nos respeitamos muito, meu casamento ficou uma maravilha, sexo com minha esposa só quando ela pede, ou seja tudo resolvido e todos felizes. Contato gerenciador@pop.com.br – Fortaleza-CE

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/06/2013 08:57:26
Obrigado lucy, uma opinião profissional é muito importante, sem esquecer por trás da profissional existe uma pessoa como todos nós, quem sabe um dia nos conhecemos pessoalmente. Beijos
20/06/2013 16:53:48
Querido Destroçados. Ótimo seu relato, isso ocorre de forma muito normal. Em minha profissão atendi inúmeros clientes , homens, mulheres e casais nestas situações. As as vezes invés de garota de programa, fazia o papel de terapeuta sexual ou até mesmo de psicóloga. Isso como disse é normal em casamentos. Uma esquentadinha ou algo diferente reacende o tesão. Gostei muito. Sincero. Dê uma olhadinha nos meus contos. Narro minha experiências, enquanto trabalhava. Beijo.
17/06/2011 16:55:03
uma das maiores reclamaçoes q eu escuto é sobre diferenças de apetites sexuais entre os parceiors depois de um certo tempo... acho q é sempre bom conversar, tentar inovar pra resolver a situaçao. mas caso nao tenha jeito, é melhor procurar outras maneiras de re resolver rs bom texto querido bjao
12/05/2010 14:23:20
meu amigo, percebo uma verdade em suas palavras, entendo como é lamentável ter um(a) parceiro(a) que não corresponda aos nossos instintos sexuais, torço pra que vc e sua esposa encontrem uma solução e que possam viver momentos maravilhosos e bem apimentados, parabéns pelo seu relato, beijos da sua, Malluquinha.
10/05/2010 14:44:31
Valeu Wolf, só quem passa sabe o quanto é dificil, amar a esposa, ter loucuras por sexo e ela nada, por isso respeito tanto esse casal, embora eles sempre me agradeçam sou eu que passei a ser mais felis por causa deles. abraço
10/05/2010 14:34:43
Minha esposa e mais uma que não gosta de sexo mas diz me amar ainda tem hipotiroidismo que não produz hormonio de desejo. Sou doido por sexo sou um pevertido cheiop de criatividade apto a tudo MAS MAS freado sexualmente por causa dela. Ja participei de um menage a um tempão atras foi otimo mesmo mas este casal foi para o PIAUI. Achei muito similar tua situação como a minha. Um grande abraço.