Casa dos Contos Eróticos

O entregador

Um conto erótico de Ivan
Categoria: Heterossexual
Data: 22/10/2009 15:37:28
Última revisão: 15/03/2010 17:02:13
Nota 10.00

Eu e Neneca(Fictício) sosos casados a 12 anos e temos filhos, vivemos uma relaçõa conjugal muito boa.

Só que confesso que sou insaciável na matéria sexo, para mim tem que ter de todos os jeitos, só não curtimos homo, apesar de não ter nada contra quem curte.

Eu como sempre dizia para Neneca que queria vè-la transando com outro, só que ela sempre se esquivava, apesar que quando estávamos transando ela sempre ficava dizendo que queria dar para outro, que queria dar para dois ao mesmo tempo, que queria ser puta de outro comigo vendo e etc.

Eu trabalho a noite(12X36), e ela trabalha ao dia, tanto que dormimos juntos apenas em noites alternadas, e nos vemos por uma hora quando eu estou indo para o trabalho.

Nós somos bem cabeças feitas, eu amo minha espoza e acho que ela também me ama muito, eu jamais trocaria ela por outra, pois somente ela faz as coisas que eu mais gosto, do meu jeito preferido(Ela está em fase de evolução, cada dia melhor).

Na minha casa já virou rotina, eu normalmente fico só de bermuda e ela só de shortinho, daqueles que parte a xana, tem um que é tão curto que não tapa a xana toda, e aí fica vazando um pedaço de perereca, eu lógico que todo o tempo fico de pau duro, pois adoro essas coisas assim....quando recebemos algumas pessoas ela lógico que troca a roupa e veste uma mais decente.

Na Sexta Feira nós normalmente não jantamos na nossa casa, só fazemos um lanche, e ficamos vendo filmes e conversando, colocando as ideias em dia.

Mas quando eu vou trabalhar, ela costuma jantar, até para incentivar a minha filha a se alimentar...pois cirança não pode ficar vivendo de lanches como nós adultos.

Num sexta feira dessas, eu como de costume, me aprontei para o trabalho, e dei-lhe um beijo bem gostoso e saí, lhe dizendo que desse janta para nossa filha.

E ela me respondeu na porta que tava toda melada, que queria pica naquele dia, eu sem maiores malícias respondi até por instinto: - dá para outro, pois tem muito pica por aí!!!! E ela respondeu: Mas vc vai deixar outro gozar na sua bucetinha que diz que é tão gostosa? Eu respondi: - Sim, pois se é tão boa eu devo compartilhar, pois devemos praticar a caridade e dividir o pão. Ela logo respondeu: Então depois vc não vai reclamar, se chegar e achar ela toda suja de porra de outro homem.

Mas como sempre brincamos assim não dei crédito para a conversa, despedi e saí.

Assim que saí nossa filha pediu para ir dormir na casa da tia dela, minha espoza titubeou um pouco, mas diante da pirraça da garota ela acabou cedendo e permitiu, aceitando dormir sozinha, que é algo que ela não gosta.

E como de costume de sexta feira não jantarmos, ela resolveu pedir um lanche, e ficou postada no sofá vendo televisão, mas como ela estava muito cansada, acabou pegando no sono.

E de repente a campainha do apartamento tocou, acordou de supetão, logo pensando que o rapaz pudesse não esperar, abriu a porta até sem perceber que estava com aquele short, que na rua seria um atentado ao pudor.

Quando o rapaz olhou, ela logo percebeu que ele até retrocedeu, e meio sem graça, disse que era o lanche que ela havia pedido, ela deixou a porta aberta e foi até o quarto para pegar o dinheiro para pagar, foi aí que caiu a ficha, e lembrou das fantasias que eu ficava falando com ela no momento de nossas tranzas.

Ela ficou amarela, e agora? Será que o rapaz tá pensando que ela deu mole ao recebê-lo com aquele micro traje? E se pensou, como iria levar o dinheiro para ele agora, se estivesse com nossa filha, era só pedir para ela levar, mas ela não estava alí. Até que foi criando coragem, tudo naquele lápso de tempo, e resolveu levar o dinheiro.

Quando chegou na sala, sem querer, quase que por instinto, olhou para região inguinal do rapaz e percebeu que ele tava com o pau feito uma tora de duro, que o volume era tão grande que era impossível disfarçar.

Ele pegou o dinheiro e enquanto separava o troco, lançou um pergunta:-A senhora mora sozinha?..O coração dela disparou, e agora.....pergunta bem óbvia naquela situação de pessoas mal intencionadas.Ela respondeu que não, e que eu estava trabalhando.Ele então entregou o troco e pediu um copo com água.

Ela foi até a cozinha, quando voltou, ficou estupefata, o rapaz estava sentado no sofá, como o zíper aberto, e com uma baita rola para fora, parecia uma anaconda balançando a cabeça.

Silêncio, quase o copo caiu da mão dela, ele logo puxou ela pelo braço, pegou o copo e colocou sobre a mesinha, e disse que se ela não estivese afim de sacanagem como iria receber alguèm naquele traje. O pior que não era mesmo a intenção dela, foi um descuido, mas que naquele momento, diante de tanto nervosismo, já tava até difícil se desvencilhar dele, tanto que ela não ofereceu muita resistência e foi logo cedendo, ainda mais que lembrou do que eu falava com ela nas nossas tranzas.

Ele foi logo colocando a mão dela no pau dele, e a marreta do cara pulsava ávido na mão dela, era enorme, e parecia que ia esplodir de tão duro.

ela logo ela relaxou e tratou de punhetar o cara que gemia e chamava ela de vagabunda, puta, safada, piranha, xingava ela de todo nome, e determinava que fizesee tudo que ele queria, logo mandou ela chupar bem gostoso que queria encher a boca dela de porra, ela obedeceu, pôs aquele mastro na boca, que de tão grande quase que engasgou, mas lambia a cabeça dele como uma cadela no cio....quando ela percebeu que ele já estava chegando no ápice do prazer, empurrou ele deitado no sofá, e colocou a xana bem na boca dele...e enquanto ela esfregava o grelo no nariz e boca do rapaz num rebolado frenético, ela sugava a cabeça daqela vara grossa e fervente.....e de repente...quando ela no meio de um gemido de acabar o fólego, foi esborrifada bem no meio do rosto com muita porra, quente e espessa....e ela começou a tremer de prazer,,,aquilo não estava nos planos, nem se imaginava que seria tanto prazer, que gozou intesamente juntamente com o rapaz...logo ele no mesmo embalo, levantou, e pôs ela de quatro, com uma perna sobre o asento do sofá e a outra no chão...e agora será que ela iria aguenta aquela tora toda? Mas o cara era bem cuidadoso, e foi enfinado o chapeu do pirú bem devagar, e devido ao fato de enfiar bem devagar o tesão foi ainda maior, e como estava demorando para chegar no talo, ela de repente sem aguentar esperar ele enfiar tudo, num movimento brusco de bunda para trás abocanhou todo aquele pausão na buceta, foi tão foi forte que o pirú do cara começou até dobrar, mas entrou, e em poucos vaivém ela estremeceu as pernas novamente e urrava como louca, e logo sentiu a porra do cara jorrando debtro da buceta dela.....foi tanta porra que um pouco vasou e escorreu entre os grandes lábios vaginais dela....logo ele tirou aquele mastro para fora ainda duro, apertou lhe aponta, tirando a útima gota de porra, e passou na boca dela, e disse: -Vc é uma puta mesmo, nunca comí uma mulher tão cachorra assim, vai ver que todo mundo por aí acha que é santa...vc merece muita vara...isso sim...pode esperar que outras surpresas te aguardam....tchau sua vagabunda.

Se aprontou, e saiu fechando a porta. Ela foi ao banheiro para tomar um banho, e lanchar, pois aquilo havia lhe esgotado toda energia, ela estava tonta de fome.

No outro dia eu cheguei cedo, e como de costume, fui bolinar ela na cama, ela logo disse para ir devagar, pois estava com a buceta ardendo,pois tinha dado muito para outro, eu não acreditei, pois sempre diazia isso sem ter dado de verdade, mas quando pus a mão, perecebi que a buceta dela tava enxarcada, e toda aberta, então perguntei: Verdade? Ela disse: Vc não queria? Eu obedeci? Vc sabe que sou obediente.

Então tranzamos bem gostoso logo de manhã, enquanto eu a comia ela contava detalhes da tranza.

ESSE CONTO É IRREAL, RETRATA UMA FANTASIA E VONTADE MINHA, O CENÁRIO E AS PESSOAS EXISTEM DE VERDADE.

E-MAIL herivan2009@hotmail.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
22/01/2013 23:01:06
cara que tesão... ate acho que é pura verdade
24/10/2009 15:06:12
Obrigado amigos por lerem e comntarem os contos...abraços.
23/10/2009 02:25:17
posso te ajudar se quizer amigo.Mto bom
22/10/2009 17:06:49
conto sensacional
22/10/2009 16:48:26
conto mt bom...espero q possa realizar..
22/10/2009 16:30:47
Muito bom, continue eu não tive esta sorte, me gmcoringa9@gmail.com