Casa dos Contos Eróticos

Sobrinha 2

Autor: Ivan
Categoria: Heterossexual
Data: 22/09/2009 16:54:02
Última revisão: 15/03/2010 16:53:30
Nota 5.25
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Eu como já relatei em outro conto já disse que tenho uma tara especial pela sobrinha da minha espoza. E como também já disse elas são umas gatinhas.

E eu sou realmente sou um tarado pelo sexo.

Só que por incrível que pareça, eu a muito tempo tempo quase que comi as duas(São Gêmeas)...mas ficou só na secura e daí elas sairam fora e nunca mais tive outra oportunidade.

Mas como quando se fala em sexo eu não desisto facilmente....eu continuei me aproximando das duas e não me importando com os riscos de alguém descobrir, os problemas pederiam ser desastrosos. E elas pricipalmente a mais sapequinha continuava a me evitar quando ficava sozinho comigo, a outra até que não, era mais mansinha, mas mesmo assim também não obtinha sucesso, pois a sapequinha sempre tirava ela da jogada quando eu ficava sozinha com a tal(Uma espécie de ciúme ou proteção).

Mas eu sempre com o pensamento que um dia iria dar certo.....pois como todos sabem, a persistência vence a dificuldade.

Até que um belo dia , após muito falar com minha espoza sobre o assunto, eu guardei na minha memória que não iria mais tentar convencê-la sobre a idéia de ela me ajudar a comer pelo menos uma delas( De preferência a sapequinha), e também comecei a imaginar que aquela idéia iria acabar com minhas punhetas nos dias em que eu estava sozinho fanatasiando um dia inteiro de prazer com aquelça gatinha, pois como já disse o desejo realizado tira o brilho da fantasia.

Pois bem...como sempre nos meus momentos de folga( Que são bem poucos), numa Terça feira, a tarde eu estava até sem pensar no assunto, mas como eu uso o pc para passar o tempo também, alé de trabalhos escolares...eu resolvi entrar na net e ficar sondando o que de bom que poderia ter naquela tarde.

Até que em certo momento eu resolvi entrar no orkut e passear por algumas páginas de algumas pessoas, e por incrível que pareça quando passei pela página da minha filha, logo de cara eu me deparo com umas fotos que me estremeceram, eram as fotos atualizadas da sapequinha na praia, eu lógico mais do que depressa entrei e comecei a olhar uma a uma, e imaginem só, eu a muito tempo tentava tirar uma foto dela de bikini, e não conseguia e agora estava alí várias fotos...e quanto mais eu olhava mais meu pau ficava duro e a imaginação rolava...aquilo estava perfeito, ela tinha uma xana inchadinha debaixo do bikini, então coloquei logo meu cacete para fora e comecei a bater uma punheta e só pensando hoje vou gozar como nunca gozei pensando nessa safadinha.

E logo quando meu pau estava latejando e duro igual a uma barra de ferro, a campainha toca, e como o soar é muito alto e eu estva bem destraído, deu um salto de susto na cadeira, e fiquei decepcionado, pensando que alguém estava chamando e atrapalhando meu esquema de punheta....

Mas como se eu não atendesse poderiam tocar novamente, tratei logo de minimizar a página, concertei a roupa, e com o pau ainda duro, e pensando assim , se alguém falar bobagem eu vou logo dar um fora, irado por ser incomodado num momento tão bom.

Mas o susto no momento que abri a porta foi ainda maior, tão grande que meu coração disparou, e eu fiquei alguns segundos sem nada dizer, inerte, foi quando quem havia tocado a campainha disse....TIO MINHA MÃE PEDIU QUE EU VIESSE AQUI PARA O SENHOR DIGITAR UM CURRÍCULUM PARA ELA.

Eu nessa hora comecei a voltar para terra, e logo disse a verdade, que não era possível fazer tão rápido...mas ela disse que poderia esperar se eu fosse digitar naquele momento, e eu prontamente pedí que ela entrasse para eu fechar a porta,pois moramos em apartamento, e não ficamos com porta aberta. Ela entrou e sentou no sofá da sala, eu fui ao quarto para começar a digitar o tal currículum, e nessa hora eu pensei...como ela havia criado coragem de vir sozinha na minha casa, se ela mesma estava evitando ficar sozinha comigo, logo comecei a imaginar várias possibilidades( Como era uma ratoeira para me ferrar, armar para alguém me pegar no fraga).

Assim...eu maximizei a página em que antes estava nela para poder fechar e iniciar a tal digitação.

Foi quando de repente ela falou por trás de mim, e eu de novo quase tenho um treco...TIO EU ACHEI ESSAS FOTOS MUITO RUINS....E eu tentando controlar a respiração ofegante, disse que não concordava, pois as fotos estavam muito bonitas, e ela sentou na cama próximo de mim e do computador, e pediu que eu passace as demais,,, eu lógico sem pestanejar comecei a passar uma a uma...parando naquela em que eu achava mais sensual, aquela em que aparecia o capô de fusca mais nítido, ela logo percebeu e me perguntou se eu ainda não tinha esquecido aquilo...eu disse que estava passando por um momento muito difícil, que ela havia colocado uma gota dágua na minha boca e não me deixado tomar o resto.

Nisso ela disse que havia se arrependido de ter se distanciado de mim, mas que parecia que era tarde. Lógico que nesse momento meu coração foi a boca, até pelo fato que ela estava bem do meu lado, e estava trajando um short de educação física de coton que deixava a xana dela um pacotão, e meu pau já não cabia mais dentro da bermuda, e ela a todo instante olhava para ele, mas parecia que tinha medo que eu recuzasse.

Foi quando eu logo, olhei para ela, e fui postando minha mão sobre as coxa dela, e comecei a subir, até chegar na xana, ela olhou para eu e meteu logo a mão no meu cacete sobre a bermuda e deu um aperto que pensei que ela tava querendo me machucar de sacanagem....mas daí foi logo enfiando a mão por entre a a perna da bermuda e abraçou meu membro com os cinco dedos e iniciu uma punheta....eu sem demora levantei da cadeira e sentei na cama do lado dela e comecei a chupar e mordiscar seu pescoço, e alizando sua xana por cima da bermuda...ela aos poucos quando eu olhava seu olhar parecia que estavam drogados.....e ela soltava pequenos gemidos....assim eu deitei-a na cama, e fui decendo sua bermuda, quando olhei sua calcinha estava toda molhada, parecia até que tinha urinado, mas era um líquido qua parecia uma baba..aos pouscos fui tirando sua calcinha, quando vizualizei sua xana...fiquei maluco...pois tinham poucos pelos....mas já estava bem diferente da última vez que a tinha tocado, ela era morena mulata, com pelos próximos aos grandes lábios, xana gorda e fechadinha....e logo ví que escorria um líquido incolor por entre aquele rachadinho...fui logo metendo a língua, e lambendo, a entrada da xana e depois o grelinho...ela se contorcia e gemia....e meu pau latejava, pois ela não soltava ele para nada....de repente ela soltou-o e apertou minha cabeça contra sua xana que quase fiquei sufocado, e logo começou a contrair os músculos, como se estivesse convulsionando, percebi que ela estava gozando, pois era intensa a umidade na xana dela...assim logo tentei afastar o rosto e deitei sobre ela...e fui pincelando a entrada da xana dela com meu pau enrijecido...e ela dando aqueles tranquinhos com o corpo cada vez que eu passava, daí percebi que iria gozar...segurei um pouco e fui empurrando bem devagar para dentro da xana..ela soltava gemidinhos e as vezes começava a fechar as pernas, mas quando via que eu parava abria e tentava me puchar pra dentro....até que eu sentí as bolas tocar na xana dela..daí fui fazendo movimentos de sair e entrar bem devagar....e fui acelerando....até começar a bater com mais força...daí ela de repente...novamente...travou toda...trancou as pernas com meu pau la no fundo....e gemeu mais alto.....que fiquei pensando será que ela tá passando mal...e aí também não aguentei segurar mais, e soltei meu leitinho dentro dela.

Aos poucos fui ficando molinho dentro dela, e ela foi relaxando....daí me levantei...esperando qual seria a próxima surpresa...

Ela sentou na cama....olhou para eu e disse....eu a muito tempo queria te dar...mas como eu era virgem e vc casado com minha tia, tinha medo de dar problemas, e como vc não desistiu e estava sempre me cobiçando eu não perdí as esperanças...e agora que estou formada resolvi perder meu cabaço com vc...pois quando me alizava eu imaginava que vc era muito gostoso...e não podia perder com outra pessoa, pois poderia não ser tão bom....e eu já não aguentava mais de vontade de ter a 1ª tranza

Eu meio que tonto ainda respondí com um bom conselho...olha a 1ª tranza tem que ser com alguém que faça legal, pois se não pode traumatizar...e ela...só tem um problema...se eu der vontade de novo vc faz?....Eu logo respodi...desde que não rolasse nada de paixão....Ela então levantou, pegou a calcinha toda melada, e falou agora tenho que ir embora sem, pois se não vai molhar minha bermuda...peguei ela pelo braço...levei até o banheiro...coloquei ela sentada no sanitário e com uma duchinha lavei sua xana, e logo percebi que estva suja de sangue....pois ela realmente era virgem....peguei uma tolha sequei...e disse agora pode vestir a bermuda...pois niguém irá desconfiar....ela vestiu e saiu...dizendo aquela história do curriculum era caô( Mentira, invensão), eu matei aula hoje e ninguém sabe,...só minha irmã...pois eu já estava com essa vontade a muito tempo....só que eu vou continuar vindo....vc deixa? Eu disse do jeito que te falei tudo bem....ela acenou com um tchauzinho e saiu.

Esse conto é fictício, diferente dos outros que foram reais.Narra uma fantasia minha, uma tara por uma pessoa real e que eu não sei se vai acontecer um dia.

E-MAIL herivan2009@hotmail.com

Comentários

26/11/2010 18:04:56
tenho muitas fantasias, continue tendo escrevendo as suas boa sorte, beijos....
22/09/2009 17:03:16
Nobres colegas comentem...depois postarei mais contos.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.