Casa dos Contos Eróticos

Aquela massagem

Um conto erótico de Zeynny
Categoria: Heterossexual
Data: 22/10/2008 01:50:07
Nota -

Aquela massagem

Oi meu nome é Zeynny tenho 18 anos e o que vou relatar a vocês aconteceu comigo esse ano na escola.

Sou alto 1,88 cm, sou claro tenho cabelo castanho, olhos pretos, sempre fui atleta na escola e sempre tive meninas que ficavam me admirando.

Eu estava no terceiro ano do ensino médio eu sempre fui meio que tímido, mas um pouco descolado, e em um dia eu estava saindo da escola ai eu vi uma amiga minha (Vanessa) e outra amiga dela. Eu tinha acabado de jogar varias partidas de vôlei e estava um tanto suado. Vanessa me pediu pra dar uma olhada nas costas dela, pois disse que uma garota tinha jogado um pó em suas costa e esse pó tinha lhe causado alergia, eu fui e olhei e vi que realmente que suas costas estava toda vermelha, (Vanessa é uma morena muito gostosa ela é alta tem 1,77 tem olhos pretos cabelo cacheados pretos tem uma cintura perfeita um bumbum realmente gostoso ao olho e seus peitos são grandes gostosos e duros e ela só tem 17 anos). Ai eu sugeri que eu podia fazer uma massagem em suas costa, na hora ela disse que não, eu deixei quieto e fomos embora (já que a casa dela fica perto da minha).

Um outro dia na parte da noite eu a encontrei na rua ela estava indo pra casa dela e eu indo pra quadra jogar basquete, ai ela me disse que estava precisando de ajuda em matemática e eu disse que sim então perguntei quando poderia ser ela disse que se eu não tivesse nada pra fazer no sábado estava ótimo (ainda era segunda!) eu ainda não tinha me tocado do que poderia acontecer!

Então chegou o sábado (nossa como demorou!!) ela foi chegar lá pras seis horas daí fomos ver qual era a dificuldade dela e não era nada de mais ficamos estudando por no máximo uns 30 minutos, ai quando terminamos ela lembrou de algumas coisas e acabou lembrando da menina que tinha jogado aquele pó que a deixou com as costas todas irritada, ai quem lembrou foi eu que toquei na massagem que ela perdeu. Ai ela me perguntou que massagem, ai eu disse que eu ia fazer uma bela massagem pra aliviar a irritação, ela disse que talvez não fosse tarde...

Comecei a chamei pro meu quarto falei pra ela deitar na minha cama e disse que seria melhor se ela ficasse só de sutiã e calcinha, ela me olhou com aquela cara, mas logo fez então ela deitou na cama e eu comecei a passar um creme qualquer na suas costas e comecei pelo seu pescoço e fui descendo até chegar à sua benda (conhecia ela a muito tempo, mas nunca tinha reparado tanto naquela bunda!) eu desci até seus pés e voltei ai quando eu cheguei à sua bunda de novo ela deu um suspiro que me deu coragem pra virar ela pra cima e massagear a região perto de seu xana então fui chegando cada vez mais perto, fui metendo o dedo por dentro de sua calcinha então ela me perguntou que massagem era essa. Eu não sabia o que ela queria que eu fizesse. Então eu passei pra sua barriga e fui praqueles peitões e sem querer querendo eu acabei tirano o seu sutiã. Daí eu só pensava em toca-los foi quando eu já os acariciava e ela começava a gemer com tudo que eu fazia. Quando eu vi que já tinha ganhado o corpo dela eu que poderia fazer o que eu quisesse foi quando voltei pra sua calcinha e a tirei, mas quando eu já ia chupa-la ela me puxou e me deu aquele beijo e me fez ir a loucura, me puxou pra cama eu ficamos nos beijando ate que ela disse que minha língua estava aprovada, então voltei pra baixo e fui massageando sua xana com minha mão e logo em seguida eu já estava de boca,ela começava a se contorcer e falar aquela seqüência de ai ai ai ai ai ai ai ai ... Ela acabou que gozando de tanto prazer, fio algo que jamais vou esquecer. Ai ela disse que agora seria sua vez. (Eu ainda estava de bermuda e camisa) então ela me beijava e tirava minha camisa ao mesmo tempo e foi descendo e beijando meu pescoço e meu peitoral ate chegar na minha bermuda e logo percebeu que meu pau estava muito duro, então ela me disse que ainda não estava na hora e disse que queria me castigar (porque eu não sei) ai ela começou a esfregar sua bunda no meu pau, e ela rebolava, dançava funk,eu não agüentei mais e tirei minha bermuda e cueca de uma só vez ela ficou de cara e logo caiu em um guloso boquete. Ela começou beijando a cabeça do meu pau e foi beijando meu saco, ela lambia de um jeito que jamais tinha imaginado, então ela cuspiu e foi engolindo a cabeça que estava pulsando como o um coração de um cardíaco ela foi engolindo aos poucos, mas não deu conta de colocar tudo pra dentro, mas mesmo assim ela tentou. Quando ela viu que não conseguiria foi e fez o boquete normal naquele vem e vai, entra e sai e por ai foi. Eu vi que se continuasse daquele jeito logo eu iria gozar então eu a puxei para cima e fui fazendo caricias nela, bem na sua xana e depois fui massagear seus peitos que estavam durinhos e todos arrepiados. Logo ela perguntou o que eu estava esperando, ela me agarrou pelo pescoço e deitamos de modo que ela ficou de pernas abertas e eu comecei a passar meu pau pela sua xana, e coloquei a cabeça bem na sua entrada ela disse que queria que eu colocasse bem de vagar pra que assim ela sentisse cada centímetro. Foi o que fiz,fui de vagar e de pouco em pouco eu estava chegando lá e ela gemia a cada centímetro penetrado então quando entro tudo eu já ia começar a bombar, mas ela me pediu pra que eu ficasse parado pra ela se acostumar com o meu pau, foi pouco tempo, mas e eu comecei a bombar,me disse que estava doendo,eu continuei cada vez mais forte eu sabia que o tesão que ambos sentíamos era maior do que a dor de que ela reclamava.

Logo nos trocamos de posição. Ela ficou em pé e eu fiquei na frente dela ela ficou grudada em mim como uma macaca e eu começamos a fuder, ficamos um tempo assim até que ela ficou de quatro (nossa eu fiquei louco, eu adoro bundas e Vanessa tem um bundão), mas a intenção dela não era me dar a bunda ela queria que eu comesse ainda sua xana. Logo quando eu fui abrindo aquele maravilhoso rabão ela já disse que não, e disse que nunca havia feito isso. Eu a disse que era maravilhoso e ela dizia que não, disse que já tinha sentido dor quando penetrei em sua xana e que nem queria imaginar quando fosse no seu cu eu disse que eu estava tão afim e nada ai no final ela acabou dizendo que ia deixar e me perguntou se eu tinha algum tipo de gel, eu fui e peguei um lubrificante e passei na sua bunda. De primeira eu comecei metendo o dedo enquanto ela metia os seus dedos na xana ela já não gemia mais nessa hora ela começava a gritar de prazer. Depois de uma boa lubrificada eu voltei fazer caricias e por trás dela eu acariciava seus peitos e já ia centralizando o meu pau em sua bunda ela fazia uma cara de medo, mas continuava com uma cara de safada e foi ela não sabia como ficar então eu disse que se ela ficasse de quatro seria mais fácil a penetração (mentira! eu que sou tarado por pegar uma gostosa e quatro) e quando eu a vi novamente naquela posição e como se meu pau tivesse renovado suas forças. Ela ficou de quatro e com uma das mãos tentou abrir sua bunda e com aquela bunda lubrificada na minha frene era só o grand final ela sentiu logo de começo que não ia agüentar e já foi pensado em desistir, mas eu não ia deixar e quando ela fez um movimento pra tirar a bunda eu fui bruto e com muita força e eu consegui colocar metade do meu pau lá dentro ela deu um grito muito gostoso de ouvir, mas eu sei que ela deve ter sentido uma grande dor e foi ai que ela me xingou mas logo eu fiquei surpreendido com o que ela me disse, ela pediu que eu colocasse tudo, como só metade que tinha entrado eu com mais força coloquei o restante e de novo ela gritou, ai eu sei que ela já tinha gostado, sem querer eu tirei tudo e quando fui colocar de novo sua bunda ainda não estava dilatada então soquei de novo e de novo. E fiquei nisso até que ela disse que ia gozar (já era a terceira vez dela) eu também senti que estava na minha hora então eu tirei meu pau e coloquei embaixo da sua xana e a goza dela foi parar bem no meu pau depois ela chupou tudo e pagou mais um boquete eu disse que ia gozar ela ficou ajoelhada e começou a bater pra mim e eu gozei como jamais havia gozado antes. Saiu vários jatos de esperma e espirrou na boca dela, na cara no pescoço. O esperma que ficou em sua boca ela engoliu e o resto ela espalhou como se fosse um creme, passou na cara nos peitos. E ainda havia ficado um pouco no meu pau e eu pensei que ela ia chupar ela prendeu meu pau no meio dos seus peitos e se lambuzou mais. Logo em seguida terminamos e fomos tomar banho.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
22/10/2008 11:41:45
Difícil, não? Paula das Monografias <http://diggitamos.sites.uol.com.br>