Casa dos Contos Eróticos

A Mulher dos Seus Sonhos...

Um conto erótico de Thayza
Categoria: Heterossexual
Data: 22/10/2008 01:27:31
Última revisão: 29/12/2008 01:05:17
Nota 8.17
Assuntos: Heterossexual

Olá, você que está lendo este conto...

Você mesmo, que é casado ou tem namorada, noiva, amante ou seja lá o que for, quero conversar ao pé do seu ouvidinho...

Você anda meio carente, não é? Meio cansado da mesmice, do papai e mamãe, da cama que é sempre a mesma, da mulher que é sempre a mesma...

Quanta chateação...

Eu sei, sua mulher é maravilhosa, afinal você está com ela... Pode até não amá-la, mas estar com ela é bom - a moça deve fazer gostoso, não é?

O problema é o diabo dessa rotina - aí não tem jeito, amigo: ou você se mexe ou então... Acho que eu tenho o que você precisa.

Quer ver???

Imagine-se sentado num confortável sofá. De repente eu apareço diante de você e uma música sensual invade o ambiente. Estou totalmente vestida, mas começo a tirar peça por peça, dançando e te provocando... Tiro a blusa, a saia, as meias, os sapatos, desarrumo o cabelo, tiro o sutiã e... Nossa, estou somente de calcinha!!! Hum, você está esperando eu tirar esta peça, não é mesmo? NÃO... QUEM VAI TIRAR É VOCÊ!!! Mas não agora...

Me aproximo de você, beijando seu pescoço, mordendo de leve. Vou desabotoando suas roupas, acariciando seu corpo sem pudor, minhas unhas percorrem suas costas largas, então desço com a boca barriga abaixo, abro seu zíper, então aquela sua tora descomunal surge, como que pedindo para ser chupada deliciosamente. Tomo um gole de vinho gelado e envolvo seu membro com minha boca. Passo minha lingua na sua cabecinha rosada e rígida, olhando fundo nos seus olhos. Hum, gostoso, hein?

A partir desse momento, sou sua escrava sexual. Você manda, eu faço. Porque quero te ver satisfeito e feliz. É isso que me dá prazer: ver você sentir prazer.

Você não quer que eu pare de te chupar. Puxa minha cabeça contra sua tora deliciosa, eu chupo com gosto, até quase arrancar o mel do seu gozo. Você quer fazer tudo comigo, e eu quero também. Quero que você me foda de um jeito que nem eu nem você nunca esqueçamos.

Agora sim, você vai tirar minha calcinha... Mas tira com carinho...

Você me coloca numa posição que você adora, e depois de uns beijos ardentes, você posiciona seu membro na entrada da minha rachinha molhadinha e quente, e vai colocando com jeitinho, explorando cada centímetro da minha gruta do prazer... Então, num momento de descontrole, voce empurra tudo de uma vez, eu dor um gritinho de prazer. Sua vara está latejando de tesão, você mete tudo, desejando ter mais pau pra meter, pensando como seria bom não sair de dentro de mim nunca mais... Ficamos num vai e vem sincronizado, por vezes louco, por vezes calmo, estamos suados, com água na boca, então, pra aumentar seu prazer, eu contraio minha bucetinha, apertando ainda mais sua tora, você tem a sensação de estar comendo uma virgem, nossa, que gostoso...

Antes que você goze, surge uma idéia: sexo anal...

Claro que eu deixo, amor... Mas coloca devagarinho, fazendo um vai e vem... Assim eu relaxo e curto, e a coisa rola mais fácil e menos dolorido. Pode meter, amor... Hum, delícia de cacete! Você mete gostoso demais... Rebolo na sua vara, que entra e sai, espalhando prazer pelo meu cuzinho e regiões vizinhas... Eu não quero parar de foder com você tão cedo, sabia??? Quero seu cacete só pra mim, você vai ser um bom menino e me dar, não vai?

Então, você me deita no chão, pernas abertas, e você vê o paraíso entre minhas coxas... Sua boca, que parece ter vontade própria, se aproxima e, com lambidinhas experientes, me faz chegar ao êxtase máximo. Entre gritos de prazer, imploro que me penetre depressa, pois eu quero te sentir denovo dentro do meu corpo... Desta vez você vem com tudo, como querendo atravessar-me e me tornar toda sua... Nossos corpos se mexem juntos, colados, você geme como nunca, perdendo o controle sobre seus atos. Então tira seu membro de mim e derrama seu mel sobre meu corpo suado, em esguichos potentes que chicoteiam meus seios, como uma doce punição. Você está cansado, mas feliz. Sorrindo e com os olhos brilhando. Achando a vida simplesmente maravilhosa.

Amigo, essa mulher que você acabou de imaginar pode ser a sua mulher, sabia?

A mulher que está ao seu lado precisa apenas de um pouco de... incentivo. Que tal parar de esperar que ela tome a iniciativa? Faça isso VOCÊ MESMO!

Compre uma lingerie sensual e dê a ela, dizendo "use isso hoje à noite..." Ou leve-a a um motel... Experimente!!! Todas as mulheres guardam uma deusa do sexo dentro de si, mas algumas deixam essa deusa adormecer... Acorde-a! Você não precisa trair sua mulher para ter novidade na cama. Existe uma nova mulher dentro da sua parceira. É só chamar que ela vem... E vem com tudo...

Beijos... E boa foda...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
01/01/2009 23:58:39
simplesmente o melhor, nunk pare de escrever.10
29/12/2008 13:16:40
Parabéns, sensual sem ser piégas. Continue nos presenteando.
05/12/2008 10:16:18
Querida, só o fato de você ter levado também um comentário imbecil do idem que se assina " filósofo olavo de carvalho" já diz que temos muito em comum. Seu texto é uma pequena aula de sensualidade, ensinando às pessoas que a mesa está sempre posta. Pena que a maioria não ouça seu convite: Venha!... Um beijo pra você! LOBO lobogrisalho@bol.com.br
23/10/2008 15:58:19
Muito bom!!! E vc NãO é uma mulher de segunda! KKKKKKKKKKKKKKKKKk
23/10/2008 09:51:17
muitoooooooo bommmmmmmmm
22/10/2008 09:49:26
Querida vc é simplismente maravilhosa! Muito bem escrito o seu texto! E deveras realista. Parabens! Quem sabe tentarei escrever algo do gênero! Só não creio que sairá tão bom quanto o seu! Beijocas e continue a nos deliciar com sua imaginação tão fertil.