Casa dos Contos Eróticos

Meu Sobrinho um Sonho

Autor: Paula
Categoria: Heterossexual
Data: 01/01/2005 09:15:56
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (15) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu nome e Paula, tenho 23 anos e moro com minha irmã de 32 anos e seu filho eduardo de 11 anos. Meu pais são separados e vivem com suas novas famílias. Moramos em uma casa no interior que é um sobrado, com os quartos ficando no andar superior. Temos uma atividade comercial iniciada pelo meu pai, onde trabalham quase toda minha família. Costumo sair de casa muito cedo junto com minha irmã e meu sobrinho que levamso para o colégio. Eu e o eduardo nos damos muito bem. Ele é um menino muito esperto e vem crescendo muito rápido. Nesse último dezembro, mês de férias escolares, Eduardo fica em casa sozinho até umas 10:00hs, horário em que a nossa empregada chega. Muito bem, eum um desses dias de dezembro fui trabalhar cedo mas precisei voltar para casa pois havia esquecido alguns papéis. Voltei para casa aproximadamente umas 8:00hs, e entrei com todo cuidaddo para não acordar o Edu que pensei estava dormindo. Fui em direção ao meu quarto, a porta estava entre aberta, e para minha surpresa encontro o Edu deitado na minha cama com a calcinha que eu havia usado para dormir em sua mão próximo ao seu nariz. Fiquei surpresa com a cena e resolvi ficar espiando, enquanto o Edu cheirava minha calcinha ele com a outra mão tocava em seu pequeno pênis. Não podia esperar que aquele garoto estivesse se masturbando sentindo o meu cheiro na calcinha. Aquela cena me deixou um pouco chocada mas ao mesmo tempo muito exitada. Resolvi entrar no quarto, Edu levou o maior susto e não sabia o que dizer. Entrei com uma cara de brava dizendo “Menino o que é que você está fazendo, você não tem vergonha, deixa sua mãe saber disso”, ele respondeu quase chorando “Por favor tia não conte nada para ela, por favor”. Eu então sentei na cama e comecei a questiona-lo. Você cheira minhas calcinhas desde quando? Você gosta do cheiro delas? O que você fica imaginado? A essa altura comecei a perceber que seu pintinho começava a crescer e já fazia volume em seu pijama. Nesse momento peguei a calcinha em minhas mãos e troxe até o meu nariz e perguntei é desse cheiro que você gosta? Olhei para o seu shorts e disse , “Deixa a tia ver o seu pintinho se está duro, me mostra se não eu vou contar para sua mãe essa estória”. Ela olhou para mim meio assustado e eu disse tira o shorts. Ele levantou-se um pouco e abaixou a shorts. Seu pintinho era maior do que eu poderia imaginar. Ele então sentou ao meu lado e eu delicadamente peguei seu pintinho com uma das mãos e comecei a massagia-lo. Você gosta disso Edu, perguntei? Ai tia, adoro. É isso que você faz quando cheira minhas calcinhas? Sua màe não vai gostar nada de saber disso, eu precisava assusta-lo. Nào tia não conta nada. Eu não conto se você for bomzinho e deixar a tia brincar com o seu pintinho. Pode brincar tia. Então seja bomzinho. É assim que você gosta? Estava morrendo de tesão, queria ver ela gozando na minha mão. Foi quando eu percebi que ele não estava mais aguentando que eu propositadamente parei e tirei minha mão. Ele quase suplicando pediu, não tia continua, continua...Eu imediatamente continuei e perguntei, “Você vai gozar para a titia”. Ele nem conseguiu responder e soltou um jato em direção ao seu peito. Eu continuei, sentindo escorrer aquele líquido em minha mão e disse, “É assim que você faz sempre?” Você é um menino muito sapeca, sujou toda mão da titia. Edu vai trocar esse pijama que eu vou lavar a mão. Fui até meu banheiro e não resisti, coloquei todos os dedos na minha boca. O gosto daquele leite era delicioso. Imediatamente tirei a calça que eu estava vestindo, minha calcinha estava molhada. Tirei minha calcinha também e resolvi cheira-la, ela exalava o cheiro do meu sexo. Me masturbei feito louca, sentindo o gosto do leitinho do Edu e sentindo o cheiro do meu sexo. Naquele dia não conseguii mas trabalhar direito, não parava de pensar no que havia acontecido e quanto louca eu fui ao fazer aquilo. Mas ao mesmo tempo eu estava super exitada e querendo mais. Tudo que eu queria um brinquedinho de verdade dentro da minha casa. No outro dia cedo montei um plano, disse para minha irmã que eu estava meio indisposta e não fui trabalhar. Esperei ela sair e fui até o quarto do Edu que dormia sossegado. Eu estava de camisola e de calcinha. Comecei a me masturbar por cima ca calcinha fazendo força com os dedos para que a calcinha entrsse dentro da minha grutinha e ficasse bem molhada e com o cheiro mais forte. Então, tirei a calcinha e me deitei atraz do Edu. Ele levou um suto e eu disse quetinho é a titia, não fui trabalhar posso ficar aqui com você. Trouxe um presentinho para você. Você quer? Ele perguntou, “O que é tia”. Eu disse advinha, é uma coisa que a titia usou a noite toda e você adora. Imediatamente levei a calcinha até o seu rosto e disse cheira, vê se você gosta. Ele começou a cheira-la sem parar e eu fui esticando meu braço e coloquei minha mão por cima do seu pijama e disse, “Deixa a titia ver se está durinho”. O pintinho quase furava o pijama e eu falei, tira o pijama todo que a titia deixa você cheirar mais. Ele rapidamente tirou todo o pijama e se deitou denovo e eu falei, “Você quer ver a titia sem roupa”. Os olhos dele brilhavam e eu fiquei em pé e tirei a camisola. Eu então perguntei, “Você acha a titia bonita? Que parte do meu corpo você mais gosta?”. Ele mei sem jeito disse de tudo tia. Eu mevirei um pouco e fiquei de lado e perguntei de novo, “mas não tem nada de especial que você goste mais, pode falar, fala pra titia”. Ele bem sem jeito disse, “Da sua bunda tia”. Da minha bunda eu respondi. Como assim você acha ela bonita? Você já viu ela de perto? “Não tia ‘so quando a senhora usa biquini”. Então você fica olhando para minha bunda na piscina? Ele completamente sem jeito e eu perguntei de novo, “Você que r ver minha bunda de pertinho”. Me virei de costas e disse vem aqui, senta na beirada da cama. Fui afastando colocando minha bunda bem próxima ao seu rosto, com as pernas um pouco abertas. Queria que ele tivesse uma visão do meu cuzinho. O que você acha, ela é linda mesmo? O que você quer fazer quer toca-la? Toque, não tenha vergonha. E ele com as duas mãos como num sonho começou a passar levemente as mãos sobre minha bunda. Você gosta perguntei abrindo um pouco mais minhas pernas. Toque nela toda você não quer? Peguei uma de suas mão e fiz ele passar bem próximo ao meu cuzinho. Você quer mais? Peguei sua mão de novo e desta vez fiz o dedinho dele tocar meu cuzinho e falei sotando a mão dele, “Passa mais eu gosto”. E ele não teve dúvida, passou seu dedinho de novo pelo meu cuzinho tocando de leve meus pelinhos. Ele não se segurou e gozou fortemente pedindo desculpas para mim. Me virei sentei ao seu lado e comecei a punheta-lo para que ele terminasse se gozar. Ele com um ar de felicidade estampado no rosto e eu disse segurando seu pintinho que jádava sinal de vida de novo, “Você gostou do bumbumzinho da titia? Ele é gostoso como você imaginava? Nessa altura o pintinho dele já estava firme de novo, larguei o seu pintinho e comecei a lambuzar minha mão com o leitinho dele que estava sobre a barriga. Percebi que ele começou a gostar aí eu me atrevi a fazer uma coisa que eu sempre sonhei, ver um homem experimentando o seu próprio gozo. Cheguei mais perto dele e com a mão cheia do seu leitinho perguntei, “Você já experimentou isso?”. Para minha surpresa ele disse que as vezes experimentava. Então fui com minha mão até a sua boca e disse, “Você não quer lamber minha mão?”. Ele sem pensar puxou minha mão e começou a lamber com um ar de quem estava gostando. Olhei para o seu pintinho e estava durinho de novo. Não podia acreditar, tudo o que eu sempre fantasie em um homem e nunca tive coragem de dizer, estava acontecendo bem ali na minha frente. Meu tesão era tanto que cheguei ao orgasmo enquanto ele se deliciava com seu próprio goso. O dia ainda foi delicioso, mas eu conto na próxima vez.

E-mail= plima9@hotmail.com

Comentários

24/02/2014 05:14:35
Titia safadinha essa hein...
08/04/2011 23:14:31
14/01/2008 11:34:05
Passei por algo parecido na infância mas não acho certo. Acho muita falta de moral de uma mulher querer transar com uma criança se aproveitando de sua inexperiência. Isso é crime!
maior
20/02/2006 15:54:25
meninos com 11 anos de idade não ejaculam. mas adoraria come-la titia
douglas
28/01/2006 18:45:09
olha eu te adicionei p/ agente tc lá, adorei teu conto eu tbm trepo com minha tia, vms trocar experiencias
Dervixe
26/10/2005 14:20:43
Legal o seu conto. Achei superinteressante o fato de você realizar sua fantasia com seu sobrinho. Me manda um Mail pra gente conversar sobre fantasias...
Nando
07/01/2005 03:19:03
Se eu fosse seu sobrinho jamais só enfiaria o dedo você iria gozar de tesão no meu pau comigo comendo seu cuzinho.
ricardo
03/01/2005 12:22:54
vc deveria por seu email correto para a gente de escrever e dar uma opiniao no particular. de qualquer forma gostei muito do teu relato
garotão
03/01/2005 10:43:12
nao acredito que vc nao deu para ele, se fosse eu vc ia ver o pau comer duído!!!
Edgar
03/01/2005 02:25:33
nossa queria ter uma titia assim com esse fogo aposto que leitinho não ia faltar para ela quero comer vc titia safada!!! me mande seu email
tarado
03/01/2005 00:11:32
quero comer vc manda seu email.
adolescente
03/01/2005 00:10:36
minha filha pedofilia e crime, mais quero comer vc ta bom. risos tenho 15 anos.
pegasus
02/01/2005 14:38:25
leio e no fim me arrependo...que conto ruim
Marcos
02/01/2005 02:17:53
Queria q fosse eu a lamber essa porra
=)
02/01/2005 00:01:38
esse conto vc jah publicou eu axo...keria ser seu sobrinho tb =) Titia gostosinha =)

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.