Casa dos Contos Eróticos

Meu filho e gay! (16)

Autor: Lucky
Categoria: Homossexual
Data: 12/01/2018 20:25:28
Nota 10.00
Assuntos: Gay, Homossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi gente então, que bom que vcs gostaram... rsrs.

Let's Go!!

Eles continuaram andando na chuva, Rodrigo correu na frente para tentar pedir ajuda as pessoas que estava esperando a competição acabar, ele estava desesperado, vendo Victor além do ferimento na cabeça estava perdendo muito sangue por um grande machucado na coxa, então decidiu correr como nunca. Enquanto isso Cauã e Nando carregavam Victor devagar, no meio do caminho, Bianca e Diogo apareceram correndo, eles ajudaram a carregar Victor com cuidado para não machucar mais Ainda, alguns minutos depois de muita correria, Rodrigo trouxe alguns enfermeiros, que rapidamente, levaram o rapaz em uma ambulância, eles a seguiram de carro até o hospital.

Chegando lá Cauã parecia ter começado a se desesperar pela primeira vez em.muito tempo, chegou a gritar com os enfermeiros, Nando ficou surpreso, nunca vou o homem naquele estado, teve até vontade de fazer algo para ajudar. Pra piorar Rodrigo começou a ter uma crise de choro no corredor, Nando estava perdido não sabia o que fazer, não queria ver nenhum dos dois triste, então tentou ir consolar seu filho, que já tinha o abraço de Bianca.

Nando: Calmo filho, ele vai ficar bem....

Rodrigo: Como pode me garantir isso é porque está falando comigo?! - Perguntou quase gritando. - Não precisa consolar seu filho gay!

Nando: Rodrigo, eu...

Rodrigo: Nem fala nada, e capaz de me deixar ainda mais nervoso! - Rodrigo apertou Bianca mas ainda. - Me deixa em Paz!

Nando se sentiu pior ainda, Então decidiu ir até Cauã, que estava chorando baixo em um canto, ele se aproximou devagar e abraçou o homem por tras.

Nando: Eu sinto muito. - Disse com a voz chorosa.

Cauã: Pelo o que? - Perguntou com a voz rouca.

Nando: Por tudo, pelas coisas que fiz e pelo Victor estar nessa situação, ele não merecia isso é por algum moto.... não gosto de te ver triste. -Caua se virou pra ele.

Cauã: Está bebado?

Nando: Não....

Cauã: Bateu a cabeça?

Nando: Também não.

Cauã: Então porque está dize do coisas sensatas?

Nando: Eu não sou tão ruim assim, Também tenho sentimentos, mesmo que sejam meio contubardos.

Cauã: Muito conturbados. - afirmou Cauã, fazendo Nando abaixar a cabeca.

Nando: tem razão.... acha que é tarde demais pra fazer o Rodrigo não me odiar ?

Cauã: Não, ele te amo demais, só não pisa mas na bola com ele, ok?

Nando: ok.... e voce, me odeia?

Cauã: Não, talvez sinta um pouco de raiva, mas não chega a ser um ódio.

Nando: Que bom. - sorriu e encarou Cauã, devagar encostou seus lábios, mas foi afastado.

Cauã: Fernando, você não disse que não gostou de ter ficando comigo?

Nando: Obviamente eu estava mentido, mas nessa noite eu não conseguia de jeito nenhum, esquecer o jeito que você mexeu sua língua habilidosa no meu pênis, ou como você revoltou no meu como, de como.....

Cauã: Ok eu já entendi, não precisa falar disse aqui.

Nando: Mas também sinto falta de conversar com você, apesar de ser gay, você entende bem dos assuntos heteros.

Cauã: Nunca repita isso!

Nando: Soou meio homofobico, né?

Cauã: Sim.

Nando: Desculpa, vou tentar controlar isso....

Cauã: Mas.... - Cauã deu um leve sorriso. - fico feliz que estava mudando por conta própria, agora minha única preocupação é se Victor está bem, os médicos nunca dizem nada! - no mesmo momento o meu o médico apareceu correndo e foi até Cauã.

Medico: Senhor Cauã, precisamos conversar rápido.

Caua: Meu irmão está bem?

Medico: A cabeça não se feriu gravemente, o problema e que quando a terra e as pedras caíram nele, acabou causando uma hemorragia, ele perdeu muito sangue e precisa de uma transfusão, a cidade é pequena e precisamos de um doador já que temos poucos doadores, precisamos encontrar alguém compatível urgentemente!

Cauã: Droga, eu ele não temos o mesmo tipo sanguíneo, quando éramos jovens, eu me aposentei e precisei, mas não temos o mesmo tipo. - Cauã disse decepcionado e tentando pensar em algo.

Nando: Qual tipo sanguíneo do Victor ? - Perguntou olhando para Cauã.

Cauã: B+. - respondeu Cauã.

Nando: Eu vou doar, e o mesmo que o meu! - Disse levantando as mangas da blusa.

Medico: Ótimo, venha comigo!

Pediu o médico indo até uma sala, Cauã sorriu feliz com a atitude de Nando, não esperava aquilo dele e sabia que Rodrigo ficaria ainda mas feliz quando soubesse daquilo, Então foi até o rapaz, que estava com Bianca, Diogo e Álcool em um banco.

Rodrigo; Alguma notícia? - Perguntou assim que viu Cauã.

Cauã: Sim, a cabeça de Victor não sofreu muito dano, mad ele perdeu muito sangue e precisa de um doador.... - Rodrigo se levantou no mesmo momento.

Rodrigo: Qual é o tipo sanguíneo?!

Cauã: Calma, seu pai já se ofereceu pra doar.

Rodrigo: Sério? - Rodrigo ficou claramente surpreso.

Cauã: Sim.

Rosrigo: Nossa.... não esperava isso dele! - o rapaz sorriu, lembrando que seu pai no fundo não era todo ruim.

📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍📍

Aviso: O conto está na reta final, sim, já pois ele não foi criado para ser longo originalmente.

Até mas.

Comentários

13/01/2018 01:03:49
SE DE FATO AS MUDANDAS DE NANDO FOREM VERDADEIRAS MUITO BOM.
M/A
13/01/2018 00:45:39
Muito bom
12/01/2018 23:17:52
Achei empolgante, tirando os erros de digitação

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.